Click here to load reader

11. FESTIVAL DE TEATRO BRASILEIRO VIVO RINDO FESTIVAL DE TEATRO BRASILEIRO VIVO RINDO

  • View
    112

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of 11. FESTIVAL DE TEATRO BRASILEIRO VIVO RINDO FESTIVAL DE TEATRO BRASILEIRO VIVO RINDO

  • Slide 1
  • 11
  • Slide 2
  • FESTIVAL DE TEATRO BRASILEIRO VIVO RINDO FESTIVAL DE TEATRO BRASILEIRO VIVO RINDO
  • Slide 3
  • APRESENTAO: O VIVO RINDO um Festival de Teatro, idealizado pelo Instituto Cultural Brasilis, com o objetivo de levar o melhor do Humor & Arte do Teatro Nacional Brasileiro, para as cidades de So Paulo e Rio de Janeiro. O Projeto visa estimular a cultura e entretenimento atravs do Riso, linguagem universal que no conhece barreiras de idade, sexo, raa e/ou religio.
  • Slide 4
  • RIR O MELHOR REMDIO Sorrir atrai energias positivas para si e contagia o ambiente e as pessoas ao seu redor, funcionando como um receptor de mais e mais felicidade, alm disso, o riso est associado com o alvio de tenso e com a expresso de emoes positivas. O Riso e humor diminuem estresse e ansiedade, reforam a imunidade, relaxam a tenso muscular, diminuem a dor e promovem sensaes de prazer e de bem estar !!!
  • Slide 5
  • VIVO RINDO De 06 a 10 Espetculos Teatrais, totalizando 24 apresentaes sendo: 12 apresentaes em HSBC Brasil (SP) e 12 apresentaes no VIVO RIO (RJ) As apresentaes sero realizadas no perodo de Janeiro a Novembro de 2012 (datas em processo de definio)
  • Slide 6
  • ESPETCULOS PREVISTOS: UNUI Comdia Atores: Graziella Moretto e Pedro Cardoso Ao piano: Dudu Trentin O espetculo divido em duas sesses de aproximadamente meia hora cada. Na primeira, os atores improvisam uma histria a partir de um tema sugerido pelo pblico. Na segunda, o tema oferecido pelos prprios atores. O improviso desenvolvido na primeira metade no precedido de nenhum tipo de combinao, seja quanto a dramaturgia ou ao estilo de representao. A inteno construir uma histria no momento, inspirados pela demanda da platia. Ambiciona-se responder o mais livremente possvel ao estmulo que o assunto elegido vier a provocar nos artistas. Na segunda metade, algo diferente ocorre. Agora, o tema oferecido pelos atores. O improviso se desenvolve a partir de cenas anteriormente esboadas. No entanto, no h ainda uma dramaturgia, nem ao menos um dilogo, definidos. A inteno o aprimoramento da cena; permitir que o vigor do improviso aperfeioe o dilogo e oriente o desenvolvimento da dramaturgia. chegada, o pblico recebido e informado de o modo como o espetculo se desenrolar. Ao trmino de cada improviso, o pblico convidado a compartilhar com os atores as impresses que teve e a refletir sobre as peculiariedades desse modo de se fazer teatro.
  • Slide 7
  • DOIDAS E SANTAS Comdia Romntica Atores: Cissa Guimares, Giuseppe Oristanio e Josie Antello Direo: Ernesto Piccolo A pea conta a histria de Beatriz (Cissa Guimares), uma mulher moderna, psicanalista atuante, e casada com Orlando (Giuseppe Oristanio), um mari- do tradicional, usurio do terno nos dias teis e amante da cervejinha com futebol nos finais de semana. Esto juntos h 20 anos, num casamento roti- neiro, sem grandes eventos. Beatriz no se sente feliz, acredita que sua histria com Orlando j acabou, que a relao perdeu o frescor e que esto juntos somente por acomodao e decide se separar. Essa histria promete muitas emoes... A HISTRIA DE NS 2 Comdia Romntica Atores: Alexandra Richter e Marcelo Valle Direo: Ernesto Piccolo. O espetculo transcorre na noite em que Edu - separado de Lena h algum tempo - vem buscar seus ltimos pertences no apartamento. O derradeiro encontro do casal converte-se num ajuste de contas a um s tempo cmico e emocionante, onde tentam descobrir de quem afinal foi a culpa da separao: da mulher, da me, da advogada bem sucedida; do marido, do adolescente eterno ou do publicitrio workaholic? Atravs de humorados e reflexivos flashbacks, os seis personagens ocupam a cena, enquanto no palco tecida essa Histria de ns 2.
  • Slide 8
  • COMCIO GARGALHADA Comdia Atores: Rodrigo Sant'anna Direo: Thalita Carauta Comcio Gargalhada! Seu primeiro Monlogo, surge em come- morao aos dez anos de carreira do ator, uma grande stira aos comcios eleitorais, uma brincadeira que o possibilita viver, alm do personagem da TV, outros seis. A histria comea quando Adelaide(uma mendiga pedinte) invade o Palco-Palanque e comea a falar de sua plataforma poltica, na seqncia ainda tem, o Vanderlay das Almas(sensitivo), Sara menininha(Cantora de Ax), Frango de Padaria, Homossexual Obeso, So Jorge e Adimilson (personagem do Zorra) todos interessados em convencer o pblico de suas campanhas. Entre um personagem e outro Rodrigo ainda encontra flego para contar casos engraados de sua histria. Esta comdia tem tudo para seguir os passos de sua Precursora, porque neste Comcio Gargalhada! o voto no obrigatrio, mas o riso garantido.
  • Slide 9
  • OS SUBURBANOS Comdia Atores: Rodrigo Santanna, Thalita Carauta e Isabelle Marques Direo: Rodrigo Santanna No formato de seis esquetes, o espetculo expe as situaes mais pecu- liares do subrbio: na briga pelo marido "galinha" no pagode, a espera do nibus no ponto, na busca do lugar mais freqentado pelos artistas na praia, na correria diria, no trem lotado, na tentativa de ser higinico no motel barato mas tudo se resolve mesmo quando acontece um apago no hospital e todos os personagens se encontram. VELHA A ME Comdia Atores: Louise Cardoso e Ana Baird Direo: Joo Fonseca Ela acabou de fazer 70, mas isso segredo de Estado. Horas de academia, algumas plsticas, aulas de boxe, natao e aplicaes de botox ajudaram a manter sua aparncia nos 50 e poucos anos. Por no agentar tanta disposio, o marido a trocou por uma mulher, digamos, mais calma e a deixou beira de um ataque de nervos. Responsvel pela volta de Louise Cardoso comdia depois de oito anos, esta tragicmica personagem a estrela de Velha a Me, texto indito e premiado de Fbio Porchat.
  • Slide 10
  • HIPERATIVO Stand-Up Comedy Atores: Paulo Gustavo Direo: Fernando Caruso Como bem disse ironicamente Mario Quintana em seu Caderno H, o pior dos nossos problemas que ningum tem nada a ver com isso. Ser? De fato, mais difcil que administrar o mundo ao nosso redor, administrarmo-nos no mundo. E que mundo! Cada vez mais cheio, mais quente, com mais informaes, mais expectativas, medos, neuroses e paranias tambm. S mesmo sendo muito calmo ou indiferente para ficar tranquilo diante dele. No o caso do ator e comediante Paulo Gustavo que, aps o enorme sucesso de Minha me uma pea, sobe novamente sozinho ao palco dessa vez sem maquiagem nem personagem, mas munido de aguada viso, humor peculiar, muito talento e alguns recursos especiais para mostrar como fazer escolhas, expressar-se, administrar os medos todos (de avio, de ficar sozinho, de perder a sade). No entanto, pode ser bem engraada a convivncia com as pessoas, a irritao que ela pode provocar, as inevitveis comparaes, a vida afetiva na ps-modernidade com suas noitadas, buscas, caas, competies, erros, inseguranas no nada fcil quando visto de fora. Se que algum est de fora pois se voc est vivo nesse mesmo mundo, desconfie de que no. Quem sabe voc tambm no um Hiperativo?
  • Slide 11
  • ERI PINTA, JOHNSON BORDA Comdia Ator: Eri Johnson Trata-se de um espetculo teatral com incio, meio e fim, onde o ator mistura histrias reais com fictcias de uma forma muito engraada. Ele relembra no palco alguns dos seus personagens, como por exemplo, o Gay Lulu da novela Barriga de Aluguel. E para aqueles que gostam das to famosas imitaes, dessa vez elas esto inseridas no contexto da pea (Romrio, Evandro Mesquita, Caetano Veloso, Ney Latorraca, Alexandre Frota, Marlia Pra, Roberto Carlos, Lula, Papa...). COMO PASSAR EM CONCURSO PBLICO Comdia Atores: Benetti Mendes, Felipe Gracindo, Frederico Braga e Rodolfo Cordn, responsveis tambm pela autoria do texto e da direo A comdia "Como Passar em Concurso Pblico", conta a histria de Jos Brasil, um "concurseiro" em busca da aprovao. Desde seu nascimento, Z Brasil incitado a se tornar um tcnico judicirio. O espetculo transita por todas as etapas que ele enfrenta nessa tarefa: a presso familiar, os momentos de dvida, a devoo religiosa e todos os obstculos ultrapassados at alcanar a sua vaga. Z Brasil precisa aplicar-se para encontrar formas de passar na prova, seja estudando, fraudando ou simplesmente pedindo ajuda a Deus. Mas ser que era esse o seu verdadeiro desejo?
  • Slide 12
  • MAIS RESPEITO QUE SOU TUA ME Comdia Atriz: Cludia Jimenez - atriz conhecida pelo humor na TV Direo : Miguel Falabella Com direo de Miguel Falabella e texto do "blognovelista argentino Hernn Casciari, a comdia fala de problemas econmicos enfrentados por uma famlia complicada. Jimenez vive a dona de casa Nalva, que sofre com os problemas da menopausa, um marido desempregado, um sogro que planta maconha e trs filhos com conflitos adolescentes. CONVERSANDO COM MAME Comdia Atores: Beatriz Segall e Herson Capri Direo: Susana Garcia Com muita leveza e experincia, Beatriz Segall e Herson Capri mostram no palco o relacionamento entre uma me, de 80 anos e seu filho, de 50. Numa conversa clara, sincera e muito emocionante falam de sentimentos, da ausncia do filho, da me que cozinha para o filhinho cinquento - que saiu de casa h dcadas entre outras situaes muito engraadas.
  • Slide 13
  • ADULTRIOS Comdia Atores: Fbio Assuno, Norival Rizzo e Carol Mariottini. Direo: Alexandre Reinecke. O cenrio Nova York, como grande maioria das criaes de Woody Allen. A comdia se passa beira do Rio Hudson, com o encontro entre o roteirista de cinema Jim Swain (Norival Rizzo), de recente sucesso; e um tpico "homeless" americano, Fred (Fabio Assuno). Jim est espera de sua amante, para terminar o relacionamento. Fred, esquizofrnico e extremamente inteligente, se aproxima, puxa uma conversa trivial, at que acusa Jim de ter roubado sua histri