9deJunhode2017 edição#2172 TTrriibbuunnaall ssuussppeenndd ?· culpa em opositores políticos. ...…

Embed Size (px)

Text of 9deJunhode2017 edição#2172 TTrriibbuunnaall ssuussppeenndd ?· culpa em opositores políticos....

  • Sexta-Feira,

    9 de Junho de 2017edio #2172Ano XXVIII

    Prefeiturano pagaservidoresda Santa Casa

    Pgina 06

    PrefeitoMaranho absolvidopelo TRE

    Pgina 03

    Co levatiro emassalto

    Pgina 08

    Dois dias antes da dataem que realizaria a licitaopara escolha da empresaque iria executar o serviode capinao em RibeiroPires, dois de junho, oTribunal de Contas doEstado de So Paulo (TCE)suspendeu o certame ale-

    gando a existncia de poss-vel restritividade e fixouprazo de 48 horas para que aPrefeitura Municipal deRibeiro Pires apresente asjustificativas que considerarconvinientes elucidao damatria.Alm da restritividade, o

    TCE tambm cita a junode diversos servios namesma licitao como roa-gem, cortes de grama epoda com o fornecimentode rvores, grama, terra eafins, alm de servios comopintura de guias, topografiae caminho pipa. Pgina 05

    Aranhasinvadem

    almoxarifadode remdios

    Pgina 06

    TTrriibbuunnaallssuussppeennddeelliicciittaaoo ddaaccaappiinnaaoo

  • 22 SSeexxttaa--ffeeiirraa,, 99 ddee JJuunnhhoo ddee 22001177OOppiinniiooFFoollhhaa

    R E N A T O M A G R I N I D E S O U Z A

    CC HH AA RR GG EE

    O poste est mijando no cachorroEm Ribeiro Pires parece que est acon-

    tecendo exatamente isso que est no ttulodesse texto: ao invs do cachorro mijar noposte o poste quem est urinando no co.Um absurdo, mas a mais pura realidade.Na cidade as licitaes reali-

    zadas pelo governo do prefeitoKiko Teixeira (PSB) esto sendocontestadas no Tribunal deContas do Estado de So Pauloe muitas delas, quase 20, jforam suspensas pelo rgo fis-calizador, apontando restritivi-dade nos certames. Ou seja,direcionamento para essa ou para aquelaempresa vencer a disputa.Pois bem, ao invs do prefeito buscar

    aperfeioamento de sua equipe que colocaos editais na praa, Kiko prefere desqualifi-car o advogado contestador e colocar aculpa em opositores polticos.

    Ora, se o Tribunal de Contas vem acatan-do os argumentos das pessoas que impug-nam o edital, porque o TCE v os argu-mentos como convincentes. As impugna-es so as mais diversas, desde compra de

    material para Sade; recapea-mento asfltico; faixas e ban-ners; materiais para escritrio;servios de motoboy; serviosde transporte de passageiros, eagora, o mais recente, contrata-o de empresa para executar oservio de capinao naEstncia Turstica.

    Passou da hora do prefeito Kiko reconhe-cer o erro de sua equipe e mandar com quecoloquem na praa os editais de licitaessem indcios de direcionamento. S assim,o governo andar sem pairar dvidas sobreas compras e contrataes realizadas pelogoverno. A lgica o co urinar no poste!

    Prefeito prefere pora culpa em quemcontesta licitaesao invs de culpar a incompetncia de sua equipe

    E D I T O R I A L D A F O L H A

  • 33PPoollttiiccaa FFoollhhaa SSeexxttaa--ffeeiirraa,, 99 ddee JJuunnhhoo ddee 22001177

    Que a polmica de ontem nareunio ordinria da CmaraMunicipal de Ribeiro Pires dizrespeito ao Projeto de Lei queprobe os motoristas de nibusde cobrarem passagens, deautoria do vereador ProfessorAmaury Dias (PV).

    Que o veterano vereador ZNelson (PMDB) pediu adiamen-to do mesmo por seis sesses edeixou o autor da ideia intriga-do. O vereador poderia mefalar o que falta entender doProjeto que est na Casa desdefevereiro, indagou Amaury.

    Que como resposta o verea-

    dor Z Nelson esbravejou queno deve explicaes a ningumsobre sua conduta noLegislativo.

    Que o vice-prefeito deRibeiro Pires, Gabriel Roncon(PTB), agora tem uma atribui-o no Governo, que no sejasomente sair em fotografias.

    Que a Cmara aprovou

    ontem o Projeto de LeiAntipichao em Ribeiro Pirese agora Roncon ser o respon-svel por manter Ribeiro PiresLinda. esperar para ver seser eficiente!

    Que mesmo licenciado daCmara de Rio Grande da Serrapara ser secretrio de Cidadaniae Ao Social, Israel Mendona(PTN) continua com a moral altaentre os parlamentares. Ele estno grupo de whatsapp dosvereadores. o nico secretrioque figura em tal rede social.

    EEssttaa ccoolluu nnaa nnoo aaffiirr mmaa,, eellaa aappee nnaass ddiivvuull ggaa oo qquuee DDiizzeemm ppoorr aa..

    Justia conclui queGabriel Maranho no cometeu crime eleitoralTRE-SP inocentou o prefeito e retirou a multa que havia sido aplicada em 1 instncia

    Na ltima tera-feira, 6, oTribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) reconheceu recurso do prefei-to de Rio Grande da Serra, GabrielMaranho (PSDB), e concluiu queo mandatrio no cometeu crimeeleitoral. O TRE-SP ainda suspen-deu a multa de R$ 30.000,00 quehavia sido aplicada pelo Tribunalde 1 instncia.

    O prefeito era acusado peloMinistrio Pblico Eleitoral (MPE)de abuso do poder poltico, devidoa uma reforma na ComunidadeCatlica da Vila Lopes.

    A Promotoria local apontouque a obra seria executada commaquinrios da administrao, oque teria interferido na disputaeleitoral do ano passado.

    A maioria do colegiado noreconheceu a interferncia e aca-tou o recurso de Maranho.

    Com a deciso, o prefeito estlivre a cassao de mandato eseguir chefiando o municpiopelos prximos anos. Gabriel Maranho permanece como prefeito de Rio Grande da Serra

    Arquivo Folha

  • 44 SSeexxttaa--ffeeiirraa,, 99 ddee JJuunnhhoo ddee 22001177PPuubblliicciiddaaddeeFFoollhhaa

  • 55PPoollttiiccaa FFoollhhaa SSeexxttaa--ffeeiirraa,, 99 ddee JJuunnhhoo ddee 22001177

    Tribunal de Contas do Estado barralicitao da capinao em Ribeiro Pires

    Conselheiro viu a existncia de possvel restritividade no edital para contratao de empresa responsvel pela manutenoA Prefeitura de Ribeiro Pires

    voltou a ter problemas com os pro-cessos licitatrios. Mais uma vez oTribunal de Contas do Estado deSo Paulo (TCE-SP) paralisou o cer-tame.

    Agora, o Tribunal observou pos-sveis irregularidades no edital doPrego n 025/17, voltado para oregistro de preos para prestaode servios com fornecimento deequipes de mo de obra, materiais,equipamentos, veculos e ferra-mentas necessrias ao melhora-mento visual e paisagstico de par-ques, praas, canteiros, avenidas,rotatrias e cemitrios, o chamadoservio de capinao.

    Em seu relatrio, entre as justifi-cativas, o conselheiro AntonioRoque Citadini destacou que o edi-tal apresentava exigncia extrava-gante, portanto ilegal, fato quepoderia restringir o nmero deempresas participantes, acolhendoalegaes do representante daao, o advogado Jos EduardoBello Visentin.

    Na sua viso (Jos Visentin), aausncia de explicitao dos ates-

    tados remete a interpretao deseu contedo ao campo subjetivo,notadamente quando o tema resi-de sobre projetos de paisagismo.Argumenta que h muitas empre-sas que executam (projetos de pai-sagismo), poucas que projetam eraras as que realizam as duas ativi-dades, notadamente em serviosque implicam zeladoria, como osaqui pretendidos. Assim que con-sidera a exigncia extravagante e,portanto ilegal. Com esses argu-mentos pleiteiam a paralisao doEdital, aponta o parecer do conse-lheiro.

    Aps analisar as justificativasapresentadas, Antonio Citadiniconclui: Assim, diante da existn-cia de possvel restritividade rece-bo as representaes como exa-mes prvios de edital, determinan-do a imediata paralisao da licita-o at ulterior deliberao destaCorte.

    A deciso do Tribunal de Contasque paralisou o processo licitatrioocorreu no dia 30 de maio. O cer-tame estava marcado para ocorrerem 2 de junho.

    A Prefeitura de Ribeiro Piresinformou que aguarda parecer doTCE-SP, que est analisando o cer-tame, para definir como ser dadaa continuao no processo.

    RecorrenteDesde que assumiu a Prefeitura

    de Ribeiro Pires, em janeiro desteano, o prefeito Kiko Teixeira (PSB) esua equipe tcnica esto enfren-tando problemas nos processoslicitatrios analisados pelo Tribunalde Contas do Estado de So Paulo.

    Em sua maioria, os processosso paralisados para que aPrefeitura promova adequaes deprazos e retire clusulas que pos-sam levar ao direcionamento doprocesso, fato que vem atrasandoservios prioritrios para popula-o, como aquisio de remdios einsumos na rea da Sade e agora,na paralisao do processo paracapinao.

    Desde o ms de janeiro at 20de maio, Kiko teve 14 licitaessuspensas pelo Tribunal. Por norespeitar suspenses acabousendo multado. Kiko recorre.Na rua So Francisco, calada est tomada pelo mato

    Jornal Folha

  • SSeexxttaa--ffeeiirraa,, 99 ddee JJuunnhhoo ddee 22001177PPoollttiiccaaFFoollhhaa 66

    Prego presencial 03/17 Proc. 101/17Registro de Preos - Aquisio de fitas de destroe lancetas, abertura 28/06/17 s 10h. Melhoroferta.

    Prego presencial 04/17 Proc. 511/17.Registros de Preos Contratao de empresaorganizadora de eventos, abertura 29/06/17 s10h. Melhor oferta.

    Edital: de 2 a 6 f. Av. D. Pedro I, 10,1148203366 R$20,00, ou solicitados por e-mail

    rgs.licitacoes@gmail.com ewww.riograndedaserra.sp.gov.br.(s/ custo).

    Prego presencial 02/17 Proc. 295/17Registro de Preos - Aquisio de utenslios eeletrodomsticos, abertura 27/06/17 s 10h.-melhor oferta. Edital: de 2 a 6 f. Av. D. Pedro I,10, 1148203366 R$20,00, ou solicitados por e-mail rgs.licitacoes@gmail.com ewww.riograndedaserra.sp.gov.br.(s/ custo).

    DECRETO MUNICIPAL N. 2.446, DE 5 DE JUNHO DE 2.017

    Dispe sobre nomeao dos membros doConselho Municipal de Educao

    LUIS GABRIEL FERNANDES DA SILVEIRA,Prefeito Municipal de Rio Grande da Serra, usan-do das atribuies que lhe so conferidas por lei

    DECRETAArt. 1. Ficam nomeados, nos termos da

    Lei Municipal n. 991, de 16 de setembro de1.997, com as alteraes da Lei Municipal n.1.015, de 05 de dezembro de 1997, para comporo Conselho Municipal de Educao, os membrosabaixo relacionados:

    I) REPRESENTANTES DA APEOESP ECPP:

    Titular: Greyce Suely de Miranda Lima PaulaSuplente: Roberto Henrique de OliveiraII) REPRESENTANTES DA DIRETORIA DE

    ENSINO:Titular: Rober