Click here to load reader

Agenda de setembro em .pdf

  • View
    217

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Agenda de setembro em .pdf

  • 01 | LIVROS DO VESTIBULAR |LIVROS DO VESTIBULAR 02

    Dia 17 de setembro | sbado | 10h30

    O CORTIO | Alusio AzevedoEmerson Incio possui graduao em Letras pela Universidade Federal Fluminense, mestrado em Letras pela Universidade Federal Fluminense e doutorado em Letras (Letras Vernculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Desde 2006 Professor Doutor em regime de dedicao integral docncia e a Pesquisa, da Faculdade de Filosofia, Letras e Cincias Humanas da Universi-dade de So Paulo. Tem experincia na rea de Letras, com nfase em Literatura Portuguesa e Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: Poesia do sculo XX, Literatura Comparada, Estudos Culturais, Teoria Queer e Estudos Gays e Lsbicas, focalizando a tenso e a convergncia desses com a crca literria, o corpo, a subjevidade, a cultura e a formao dos cnones literrio.Espao Mrio Chamie | Praa das Bibliotecas | CCSP

    Dia 24 de setembro | sbado | 10h30

    MEMRIAS PSTUMAS DE BRS CUBASMachado de AssisRicardo Carvalho professor de Literatura Brasi-leira na Universidade de So Paulo. Bacharel em Letras, Mestre e Doutor em Literatura Brasileira pela Universidade de So Paulo. Autor do livro A Espanha de Joo Cabral e Murilo Mendes, 1 lugar na categoria Teoria/crca literria do 54 Prmio Jabu. Atua principalmente nos seguin-tes temas: literatura brasileira do sculo XIX e da virada XIX-XX; escrita da histria; ensaio.Espao Mrio Chamie | Praa das Bibliotecas | CCSP

    Ingressos distribudos a parr das 10h,na entrada da Biblioteca para 100 lugares sentados.

    A Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas em parceria com o Centro Cultural So Paulo, realizam a 3 edio do ciclo de palestras dos "Livros do Vesbular". Um projeto idealizado para integrar em sua proposta, as necessidades dos vesbulandos, candidatos do ENEM e tambm, dos apreciadores da literatura de alta qualidade.

    Sero abordados grandes clssicos da literatura da lngua portuguesa e, pela primeira vez na histria do maior vesbular do pas, a Fuvest, ser abordado um livro de um autor africano: "Mayombe" de Pepetela (Artur Pestana).

    Os palestrantes so os professores da USP com trabalhos de pesquisa na escola literria e/ou autores abordados.

  • 03 | FLICT |FLICT 04

    PALESTRAS, DEBATES E ENCONTROS

    Histria do livro polco no Brasil e a trajetria de Caio Prado JniorCom Luiz Bernardo Perics, formado em Histria pela George Washington University, doutor em Histria Econmica pela USP e ps-doutor em Cincia Polca pela FLACSO (Mxico). Professor de histria da USP, foi vising scholar na Universidade do Texas. autor, pela Boitempo, do premiado Os cangaceiros Ensaio de interpretao histrica (2010), entre outros. colunista mensal do Blog da Boitempo e criador do famoso sapo Gonzalo. Seu livro mais recente Caio Prado Jnior: uma biografia polca, tambm pela Boitempo. Dia 10 de setembro (sb), s 18hBiblioteca Comunitria Solano TrindadeR. dos Txteis, n 1050, Chcara Santa Etelvina, Cidade Tiradentes

    Feira de Troca de Livros e Gibis | Edio EspecialCom Servios de Extenso da CSMBDia 10 de setembro (sb), das 10h s 16h Centro de Formao Cultural Cidade TiradentesR. Incio Monteiro, 6900, Conj. Hab. Sio Conceio, Cidade Tiradentes

    Livro, Leitura, Literatura e BibliotecaPolca Municipal para o Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca em So PauloCom Miro Nalles (Coordenador do Sistema Municipal de Bibliotecas), SheilaFerreira Costa Coelho (Assessora Tcnica Educacional do Ncleo Tcnico de Currculo Sala e Espao de Leitura), Ricardo Queiroz (assessor parlamentar da Cmara Municipal para o PMLLLB), Haroldo Ceravolo (editor da Alameda

    Casa Editorial e do portal de nocias Opera Mundi).Mediao: Ruivo Lopes (CSMB). Dia 14 de setembro (qua), das 15h s 17hCentro de Formao Cultural Cidade TiradentesR. Incio Monteiro, 6900, Conj. Hab. So Conceio, Cidade Tiradentes

    SanssakromaDia 17 de setembro (sb), s 14h2 a 6 das 9h s 16h30; sbado e domingo das 11h s 16h30Ponto de Leitura Parque do RodeioR. Igarap da Bela Aurora, s/n | Cidade Tiradentes

    CURSOS E OFICINAS

    Literatura Perifrica e Direitos Humanos nas EscolasCom Ruivo Lopes, educador e coordenador de Programas e Projetos da CSMBFormao para [email protected] sobre a produo literria feita por [email protected] das periferias e a prca de Direitos Humanos nas escolas. Durao: 3 horas. Dia 12 de setembro (seg), 10h s 12h CEU gua Azul | Av. dos Metalrgicos, 1262, Cidade Tiradentes

    Mediao de LeituraCom [email protected] de Leituras da Coordenadoria do Sistema Municipal deBibliotecas (CSMB). Workshop sobre os conceitos bsicos de mediao de leituras literrias. Durao: 3 horas.Dia 15 de setembro (qui), das 13h s 16hCEU Incio MonteiroR. Baro Barroso do Amazonas, s/n, Cohab Incio Monteiro

    Curso: Introduo Arte de Contar HistriasCom Alice Bandini Dias 16 e 17 de setembro (sex e sb), das 13h s 17hCentro de Formao Cultural Cidade TiradentesR. Incio Monteiro, 6900, Conj. Hab. Sio Conceio, Cidade Tiradentes

  • 05 | CONTAO DE HISTRIAS |CONTAO DE HISTRIAS 06

    Boca cheia de histriasCom Z BoccaZ Bocca traz histrias da tradio oral brasileira e dos quatro cantos do mundo, chegando aos rinces do Brasil entre ndios, caipiras e matutos. O contador convida o pblico para um jogo ldico, possibilitando uma viagem pelo tempo, espao e imaginrio por meio de canes, travalnguas, histrias e poemas. 8 de setembro (qui), 14h BP Aureliano Leite

    Com o gosto de tapioca com dend, algumas histrias para vocCom Kallu WhitakerO projeto traz a proposta de dois encontros de Narrao de Histrias que passam pelas nossas matrizes africana e indgena, compreendendo nossa ancestralidade brasileira, que vem desses povos que nos trouxeram grandes tradies. Quais so elas? O que sabemos dessas matrizes? A narradora convida a todos a uma jornada com o gosto de tapioca e dend.11 e 2 5 de setembro (dom), 11h BP Padre Jos de Anchieta

    A Arte de Ouvir as Histrias para depois Cont-las!Com Gisele Sasaki1 de setembro (qui), 10h BP Hans Chrisan Andersen29 de setembro (qui), 10h BP Hans Chrisan Andersen

    Histrias contadas com as mosCom o Grupo Mos de FadaO Grupo Mos de Fada narra as histrias, simultaneamente, em LIBRAS - Lngua Brasileira de Sinais e na Lngua Portuguesa (contao visual e oral), proporcionando ao espectador, tanto deficiente audivo/surdo quanto ao ouvinte, infinitas possibilidades de vivenciar as histrias de uma forma diferente. Para o pblico surdo, a contao se torna totalmente acessvel e muito mais interessante, j que narrada em sua lngua materna. Para o pblico ouvinte, a oportunidade de aquisio de um novo vocabulrio e contato com outra lngua, de forma que todos possam interagir com a narrava e se deliciar com as histrias. Uma avidade inclusiva.2 de setembro (sex), 14h BP Pedro Nava

    Z BoccaGrupo Mos de Fada

  • 07 | CONTAO DE HISTRIAS |CONTAO DE HISTRIAS 08

    recontadas da boca de Dona Benta e Tia Nastcia, so frutos da tradio oral, muitas recontadas por diversos autores e que atravessaram sculos, tornando-se clssicas.13 de setembro (ter), 14h BP Malba Tahan22 de setembro (qui), 10h BP Aureliano Leite

    Yoga e contao de histrias na BibliotecaCom Mrcia PavoA oficineira inicia a avidade contando uma histria e mostrando as ilustra-es de livros escolhidos com um tema especfico. Depois desse momento ldico ela prope a experimentao no corpo destas sensaes vividas pelos protagonistas e uliza as posturas e movimentos do yoga como ferramenta.17 de setembro (sb), 14h BP Hans Chrisan Andersen

    Um cesto de histriasCom Dbora KikuA narradora recolhe histrias pelo caminho, coloca todas em um cesto e anda no mundo, a narr-las. Nesta apresentao o pblico parcipa, cantando cangas populares e escolhendo as histrias de dentro do cesto, para serem narradas20 de setembro (ter), 10h BP Amadeu Amaral

    Beth Daniel e seu ba encantadoCom Beth DanielCelebrando a abertura da Primavera, a contadora Beth Daniel encarrega-se de criar um ambiente encantado e alegre em t o r n o d a l i n g u a g e m narrava.23 de setembro (sex), 10h B P H a n s C h r i s a n Andersen

    Contos de encantamentoCom Gabriela HessA narradora apresentar histrias que tm em comum o fato de conterem elementos mgicos em sua narrava e uliza-se de alguns adereos para compor as personagens, e instrumento de percusso para ajudar a criar o clima necessrio para cada momento.13 de setembro (ter), 14h BP Malba Tahan15 de setembro (qui), 14h BP Amadeu Amaral

    Telma Santos Dionsio e Contos do Ch apresentam lindas histrias13 de setembro (ter), 14h BP Hans Chrisan Andersen

    Viajante Malangue: Uma viagem pela frica atravs da arte, dos cantos e dos contosCom o Grupo SansakromaArte, Cantos e Contos Africanos mostram e reforam a cultura, mostrando uma frica segundo os valores das etnias e suas relaes com a natureza. Ao contarmos uma histria africana restauramos no nosso presente o passado que fundamenta parte do pensamento e fortalece os alicerces para revalorizao do negro neste novo sculo.17 de setembro (sb), 14h Ponto de Leitura Parque do Rodeio

    Lobato contou, recontou e encantouCom Vanessa MeriquiQuem no sonhou em es-tar, mesmo que por alguns instantes, na pele de E m l i a , N a r i z i n h o , Pedr inho, V isconde e tantos outros personagens d o S o d o P i c a - p a u Amarelo? Esta avidade pretende mostrar ao pbli-c o q u e a s h i s t r i a s

    Vanessa Meriqui Dbora Kiku

  • 09 | TEATRO ADULTO

    Hamlet , Macbeth, Otelo... Que so obras de Shakespeare no h dvida, mas eles tm em comum uma caractersca do autor que ao escrever seus romances sempre colocou mortes emblemcas , porm aqui o prprio se quesona o por qu de tantas mortes, e se sente culpado de t-las criado. "As mortes de Shakespeare", no ano em que comemoramos 400 anos de sua morte, trs a reflexo da vida.

    10 de setembro (sb), 15h BP Hans Chrisan Andersen

    Hamlet , Macbeth, Otelo... Que so obras de Shakespeare no h dvida, mas eles tm em comum uma caractersca do autor que ao escrever seus romances sempre colocou mortes emblemcas , porm aqui o prprio se quesona o por qu de tantas mortes, e se sente culpado de t-las criado. "As mortes de Shakespeare", no ano em que comemoramos 400 anos de sua morte, trs a reflexo da vida.

    10 de setembro (sb), 15h BP Hans Chrisan Andersen

    |SARAU 10

    SARAU NO MEIO DO MUNDOCom intuito de fomentar o desenvolvimento e a pesquisa cultural, arsca, criava e empreendedora, atravs do acesso e democrazao da cultura, o sarau prioriza a necessidade urgente do fortalecimento da produo e consumo cultural nas periferias e bolses de excluso com apresentaes musicais, escritores e poetas convidados, alm de microfone aberto a toda comunidade.

    24 de setembro (sb), 16h BP Jos Mauro de Vasconcelos

  • 11 | CINEMA |CINEMA 12

    MULANEUA, 1998, 90 minutos, DVD.

    A histria se passa na China da Dinasa Han. uma histria de uma

    jovem destemida e corajosa que decide colocar em risco a sua vida para

    salvar seu pai e sua Ptria. Quando seu pas invadido e seu pai doente

    recrutado para a guerra, Mulan decide se disfarar de homem, treinar

    para se tornar um bom soldado e, assim, ocupar o lugar de seu pai no

    exrcito chins. Acompanhada por seu genl e engraado drago de

    guarda, Mushu, Mulan treina para ser um soldado habilidoso e valente

    e acaba aprendendo muitas lies sobre coragem, honra e amor. Livre

    14 de Setembro (qua), 14h BP Hans Chrisan Andersen

    BAMBIPara comemorar o incio da Primavera, dia 22 de Setembro!

    EUA, 1942, 70 minutos, DVD.

    A histria passa-se numa floresta, onde os animais ficam agitados com a

    nocia do nascimento de um filhote de cervo, Bambi, que foi chamado

    de "Prncipe da Floresta" pois seu pai o cervo mais respeitado da

    regio por ser o mais velho. Logo ao nascer, Bambi conhece Tambor, um

    coelho que se torna seu grande amigo.

    Ao longo da histria, Bambi cresce, faz amizade com outros animais da

    floresta, aprende como sobreviver e se apaixona por Faline. Um dia

    chegam caadores floresta e matam sua me, que o estava ajudando a

    no ser pego. Assim, Bambi aprende a viver sozinho, com a ajuda do pai.

    Livre

    21 de Setembro (qua), 14h BP Hans Chrisan Andersen

    CARROSEUA, 116 minutos, 2006, DVD.

    Um carro de corrida estreante e ambicioso, Relmpago McQueen,

    percebe que na vida o que importa o percurso e no somente cruzar a

    linha de chegada, ao pegar um atalho inesperado que o leva pacata

    cidade de Radiator Springs beira da famosa Rota 66. Cruzando o pas

    para comper contra os dois veteranos profissionais na famosa Copa do

    Pisto na Califrnia, McQueen acaba fazendo amizade com os

    estranhos residentes locais a bela mquina Sally, uma Porsche 2002;

    Doc Hudson, um Hudson Hornet 1951 com um passado misterioso; e

    Mate, um velho, porm confivel reboque. Eles o ajudam a ver que h

    coisas mais importantes que trofus, fama e patrocnios. Livre

    28 de setembro (qua), 14h BP Hans Chrisan Andersen

  • 13 | ATIVIDADES ESPECIAIS ATIVIDADES ESPECIAIS | 14

    Aes colevas e discusso de temas transversais, ulizando o hip hop como veculo. O projeto visa contribuir com o lazer e a cultura na periferia noroeste de So Paulo e transformar a realidade do local. Durante os encontros, tere-mos a presena dos quatro elementos do hip hop: MC, break, graffi e DJ.l 14 de setembro (qua), 13h BP rico Verssimol 30 de setembro (sex), 13h BP Meno Del Picchia

    Intervenes de LARPLARP um jogo de representao de papis e um po de arte parcipava. Se assemelha ao teatro de improviso e a performance, mas feito para ser vivido (NpLarp). Durante a jornada, os parcipantes assumem personagens em uma histria ficcia, onde o desfecho depende das aes de cada um. O evento mediado pela Confraria das Ideias e vira a madrugada na Biblioteca.24 de setembro (sb), das 13h s 19hBP Viriato Corra

    CONTEXTURA NEGRAO Evento Contextura Negra disposto de encontros litero-musicais e tem como inteno trazer evidncia nomes e produo de afrobrasileiros que vm produzindo pesquisas, arte e literatura no Brasil, resgatando iniciavas como o jornalista e poeta Lino Guedes e o escritor Mrio de Andrade.Dias 10 e 17 de setembro (sb), 14h BP Paulo Duarte

    MRIO DE ANDRADE: MISSES FOLCLRICAS E SONHOS INSONHADOSCom Angela Teodoro Grillo e Giovanni di GanzNo dia 10 de setembro a figura de Mrio de Andrade ser evidenciada. Sua trajetria como Diretor do Departamento de Cultura da Municipalidade de So Paulo e sua ligao com o campo literrio amplamente divulgada, porm outras facetas e pesquisas sero destacadas.Sua produo na rea de msica, seu tempo como professor do Conserva-trio Dramco e Musical de So Paulo e sua defesa pesquisa do folclore, durante as dcadas de 1920 e 1930, sero enfocadas na apresentao do msico Giovanni di Ganz. Giovanni apresentar uma seleo de msicas concebida a parr de releituras das pesquisas sobre msica negra recolhidas por Mrio de Andrade, nas conhecidas Misses Folclricas. J o momento histrico retratado na obra Sambas Insonhados o negro na perspecva de Mrio de Andrade, quando Mrio foi proibido de realizar a Comemorao do Cinquentenrio da Abolio da Escravatura, ser discudo pela doutora Angela Grillo.Dia 10 de setembro

    LINO GUEDES: SEU TEMPO E SEU PERFILAutor, jornalista e militante, Lino Guedes (1897 1951), foi um dos primeiros a contestar o papel do negro na sociedade durante o sculo XX e se situar como um escritor negro. No encontro, escritores do Colevo Ciclo Connuo declamaro poemas do autor Lino Guedes, enquanto o escritor Oswaldo de Camargo, autor do livro Lino Guedes: seu tempo e seu perfil, media uma discusso sobre a produo literria do autor homenageado.Dia 17 de setembro

  • | CURSOS | OFICINAS15 |CURSOS | OFICINAS 16

    Alegria na paradaCom o Mestre AvelarOficina de percusso para crianas e adolescentes. Visando propiciar a incluso social e musical, a oficina prca far a apresentao e a demonstrao de instrumentos de bateria de escola de samba, escolha e diviso de grupos por naipes: ganz e tamborim; caixa e repenique; surdo.Sbados, s 14h BP Meno Del Picchia

    Arte atravs da danaCom Anderson FeijoA dana breaking, popularmente conhecida como brealdance ou dana de ru, vem ganhando cada vez mais seu espao entre os jovens de todas as idades, fazendo com que procurem aprender essa arte, visto que a dana trata a disciplina e ajuda a elevar a auto-esma. A movimentao de todas as partes do corpo, indispensvel no desenvolvimento da dana, tambm uma das condies indispensveis para uma boa qualidade de vida. Por ser uma avidade diferente e cheia de acrobacias e rodopios e possuir uma linguagem jovem, os mesmos acabam se interessando bastante pela aula, tornando fcil uma aproximao e um dilogo construvo principal-mente nos iniciantes.7 e 14 de setembro (qua), 14h BP Padre Jos de Anchieta

    Artes e seus mlplos caminhosCom Thiago RamosO projeto pretende invesgar e expor o carter mlplo da criao mostrando para o pblico da biblioteca a arte em suas inmeras possibilidades de fruio, abordando diferentes linguagens arscas como: quadrinhos, fanzine, desenho, colagem, pintura, fotografia, msica, cinema, dana, performance e literatura.Esse carter mlplo da criao merece ser exposto e invesgado. importante para a formao de novos arstas e de pblico a conscienzao da relevncia dos elementos arscos em separado, suas definies, como tambm das mlplas possibilidades de criao e fruio arsca propiciadas pela interdisciplinaridade.Segundas e quartas-feiras, s 14h BP Chcara do Castelo

    Bordando memriasCom Lilian SoarezO objevo da proposta ensinar bordado como linguagem arsca, para adultos, favorecendo o resgate de memrias e saberes angos, tanto culturais quanto pessoais, que sero ressignificados e atualizados atravs de um olhar que permite abertura para criao e expanso de novos conhecimentos.16 de setembro (sex), 9h BP Pedro Nava

    Brincadeiras de todo mundoCom Jos Elias GomesAs oficinas Brincadeiras de todo mundo tm o objevo de desenvolver aes para incenvar a criavidade e o interesse cultural das crianas, atravs de metodologias diversas, como a leitura de contos e o teatro de bonecos, assim como confeco de brinquedos e instrumentos musicais. Nestes encontros, os parcipantes podero ter contato com a msica e suas vertentes, possibilitando a escuta de instrumentos musicais variados, ritmo, cangas populares e brincadeiras. H a possibilidade de confeccionar instrumentos de percusso e aprender a contar histrias, ulizando os instrumentos produzidos colevamente.Teras-feiras, at dia 25 de outubro, s 9h BP Anne Frank

    CURSO AVANADO DE CONTADORES DE HISTRIAScom Ana Luisa Lacombe, Kelly Orasi e Simone Grande.O curso pretende levantar temas fundamentais para o aprofundamento do estudo do contador de histrias. Este curso desna-se a pessoas que j tem experincia em contar histrias. 18 anos. Carga horria total: 45 horas.Inscries de 1 a 10 de agosto, de segunda a sbado das 10h s 17h, na Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobado. No ato da inscrio, o interes-sado dever apresentar uma carta de inteno redigida em uma nica lauda. Essa carta ser decisiva para a escolha dos parcipantes e est sujeita a um processo de seleo que ser realizado pelas responsveis pelo curso.Sbados, de 20 de agosto a 10 de dezembro, das 10h s 13hBIJ Monteiro Lobato

  • | CURSOS | OFICINAS17 |CURSOS | OFICINAS 18

    CORALUSP

    com Regente Tiago Pinheiro Souza

    O projeto pretende reunir prca vocal, criao e improvisao musicais,

    percusso e expresso corporal em uma mesma avidade. No necessria

    inscrio. Informaes com o regente no dia das avidades. 14 anos. 2h.

    Segundas-feiras, das 12h s 14h, iniciantes BIJ Monteiro Lobato

    Quartas-feiras, das 12h s 14h, intermedirio e avanado

    BIJ Monteiro Lobato

    Curso Bsico de Formao para Contadores de Histrias

    Com Ana Luisa Lacombe, Kelly Orasi e Simone Grande.

    Realizado desde 2008, o curso abordar entre vrios temas: o papel do

    contador de histrias, a memria e o resgate da infncia, a origem e a estru-

    tura das histrias, a voz e a presena corporal do contador de histrias, etc.

    Inscries de 11/07 a 06/08 na Biblioteca Pedro Nava!

    Quartas-feiras, s 14h BP Pedro Nava

    Encontros e contos da terra

    Oficinas de criao de uma horta orgnica e comunitria na Biblioteca. Entre

    culvos de hortalias e composio de histrias que se relacionam direta-

    mente agricultura e oralidade, duas das avidades culturais mais angas

    da humanidade. Escutando a terra, plantando histrias, compreendendo o

    que ela tm para nos dizer, ressignificamos o espao pblico, transforman-

    do-o em um ambiente sustentvel de encontro comunitrio.

    Dia 2 de setembro (sex), 14h BP rico Verssimo

    Dias 5 , 12 e 19 de setembro (seg) , s 9h BP rico Verssimo

    Segundas-feiras, s 14h BP Thales Castanho de Andrade

    Estdio de criao de livros interavos pop-ups

    A oficina visa a criao de livros interavos, denominados Pop-ups (que

    pulam das pginas) a parr das tcnicas de engenharia de papel como o

    Kirigami e o Origami. Abrir, fechar, girar, descobrir portas e pginas escon-

    didas, retm a ateno do leitor e assegura a interavidade com a histria.

    30 de setembro (sex), 14h BP Pedro Nava

    Meditao e Prcas CorporaisPrca de meditao shanatha, respirao e outras tcnicas relacionadas ao corpo mediada por Mara Crisna Sarte Dantas, formada pela Associao Palas Athena.Quartas-feiras, s 9h BP Anne Frank

    Minicurso de Hebraico ModernoO minicurso abordar alfabezao, noes bsicas de gramca e conver-sao da lngua hebraica.Sextas, a parr de 2 de setembro, s 15h BP Camila Cerqueira Csar

    O teatro e a msica em leitura"A literatura, o teatro e a msica andam juntos? Pode-se imaginar o teatro sem o texto, a poesia sem cadncia, a msica sem a rima, a dramazao sem pulsar e a msica dos olhos do ator sem que possamos ler seu significado mesmo quando este caminha em silncio pelo palco?"Na oficina os parcipantes tero contato com estas trs formas de arte: a literatura, atravs de leituras dramcas de textos encontrados no acervo dos equipamentos; a msica, atravs de exerccios tericos e prcos de canto e instrumentos musicais e o teatro atravs do preparo terico e de exerccios prcos seguidos de ensaios, que resultaro na montagem de um espetculo com apresentao aberta ao pblico.Quintas-feiras, s 14h BP lvares de Azevedo

    O poder da escuta e sua potencializao a parr da narrao de histriasCom Nivanda Maria dos SantosA oficina traz conceitos e reflexes sobre a importncia da narrao de histrias no desenvolvimento do estado narravo e na construo do conhecimento. Percorrendo o universo da narrao de histrias, aborda as tcnicas bsicas para a formao do narrador, a trajetria do ouvinte e as histrias que os unem.Vagas: 25Inscries: A parr de 01/08, na recepo da Biblioteca, por ordem de chegada.Sbados, de 20 de agosto a 24 de setembro, s 9h BP Clarice Lispector

  • | CURSOS | OFICINAS19 |CURSOS | OFICINAS 20

    Oficina de Grego ClssicoLeitura e Discusso de textos da literatura grega clssica KoinBaseando-se na literatura grega clssica, o professor Reginaldo Jurandyr de Matos l e discute textos do grego ango, com temas especficos a cada encontro como o papel de Eva e Maria na literatura Koin.15 de setembro (qui), 15h BP Milton Santos

    Oficina de leitura: Literatura Lano-AmericanaEncontros mensais para a discusso de obras lano-americanas. A cada ms um livro de um pas diferente. Venha trocar experincias de leitura colevamente!Literatura chilena (Discusso de A casa dos espritos, de Isabel Allende, ou de Estrela Distante, de Roberto Bolao.17 de setembro (sb), 13h BP Camila Cerqueira Csar

    Oficina de YogaTercas-feiras, s 14h30 BP Camila Cerqueira Csar

    Planto da hortaO projeto pretende manter a horta comunitria da Biblioteca atravs de prcas agroecolgicas comparlhadas com a comunidade e resgatar o hbito de culvar o prprio alimento. Essa iniciava mostra-se mais transformadora do que se possa imaginar, uma vez que fomenta a cooperao entre os parcipantes, o manuseio do solo como ferramenta tranquilizadora para alcanar o objevo do comunitrio e aumentando a conexo com culturas j esquecidas.Dias 14 (qua) e 28 (qua) de setembro, s 9h BP Padre Jos de Anchieta

    Tai Chi Chuan na BibliotecaCom a Monja Saniasini-Shadhu ShaktaO Tai Chi Chuan uma prca de razes orientais indicado para pessoas que desejam aliviar o stress e a tenso, alm de melhorar sua postura, auxilia na digesto, acalma o o sistema nervoso, relaxa a mente, benfico para o corao e a circulao sangunea.Quartas-feiras, s 16h BP Adelpha Figueiredo

    REGNCIA ORQUESTRALCom os maestros Daniel Misiuk e Angelino BozziniTrs importantes oportunidades para msicos: a parr de 14 anos.Introduo regncia orquestral: curso terico e prco para regentes iniciantes e interessados em conhecer os princpios da regncia orquestral.A Arte da Regncia: para quem j tem alguma experincia como regente e gostaria de aprimorar sua tcnica e formao arsca.Prca de Orquestral: para pessoas que tm uma formao instrumental e buscam um local para prca de conjunto formaremos uma orquestra que servir de base para a formao de repertrio camersco e sinfnico.Informaes e inscries disponveis em:hp://regenciaorquestral.blogspot.com.br/ ou com os maestros.Sbados, s 10h BIJ Monteiro Lobato

    Vivncia musical O projeto Vivncia Musical busca difundir, integrar e viabilizar o acesso ao universo musical atravs de oficinas diversas que possibilitem as experimentaes de sons e instrumentos pelos parcipantes na construo de uma idendade musical. A integrao entre os parcipantes, cada qual com suas especificidades constui a reflexo sobre a importncia da diversidade promovendo a incluso cultural e social aliada ao bem-estar dessa colevidade a parr dos encontros, tocar a vida das outras pessoas. Segundas-feiras, s 15h BP rico Verssimo

    YogaCom a Prof Maria de Fma Ramiro PortesAula livre de Hatha YogaTeras-feiras, s 9h BP Anne Frank

    Zumbido das abelhas grandesCom Gledson Alves LimaOficinas de maracatu, trabalhando a dana e instrumentos de percusso, como alfaia, caixa, agb e agog.Dias 3 e 17 de setembro (sb), s 10h BP Jos Mauro de Vasconcelos

  • LANAMENTO DE LIVRO | 22

    Projeto de poesias e canes autorais acompanhadas por harpa, kor (harpa africana) e percusses.

    23 de setembro (sex), 19hBP Alceu Amoroso Lima

    | 21 MSICA

    HISTRIAS CANTADAS, MSICAS CONTADASEncontros especiais com a Histria da Msica Brasileira atravs de uma narrava cnica. Laurinha uma aluna curiosa e cheia de anseios que sonha em ser cantora, enquanto o Professor Hilrio elabora aulas bem humoradas sobre os acontecimentos histricos com ilustraes musicais. Em setembro, a 2 aula show: A dcada de 20 que Laurinha no viu - A msica urbana do Teatro de Revista e a Msica Caipira no meio rural.17 de setembro (sb), 16h BP Cassiano Ricardo

    APRESENTAO MUSICAL

    HARPACom Vinicius Medrado

    Lanamento do livro Nuvem ChuvinhaDe Isis Junqueira e Debora MissiasIlustraes de Arleth Rodrigues (Editora Belo Dia).Contao de histrias + Oficina de artes.10 de setembro (sb), 14h - BP Hans Chrisan Andersen

  • 23 | FEIRA LITERRIA DA ZONA SUL |FEIRA LITERRIA DA ZONA SUL 24

    A FELISZ percorre espaos culturais da zona sul de So Paulo, incluindo os CEUs, Casas de Cultura do Campo Limpo e Santo Amaro, espaos culturais autnomos como o Bloco do Beco, Sacolo das Artes, Espao CITA e Espao Clari de Teatro, alm do Sesc Campo Limpo e Escolas e agora incluir as Bibliotecas Pblicas da regio Sul, espao aglunador da produo e difuso da cultura perifrica.

    O contedo da FELISZ inclui desde conversas literrias e de criao como as mlplas linguagens arscas presentes nas bordas da cidade. Elementos musicais, literrios e teatrais acompanham toda a programao. claro que o fio que tece esses encontros a literatura, e sua presena, ser rever-berada em cada avidade e no grande encontro da produo e exposio de suas obras.Saiba mais: hp://felizs.com.br/

    CONVERSAS LITERRIAS

    PMLLLB Polcas Pblicas de Promoo do Livro, Leitura, Literatura e BibliotecasQuais os avanos em polcas pblicas para rea do livro, leitura, literatura e bibliotecas conquistamos nos lmos anos? Quais so os caminhos para a verdadeira efevao do PMLLLB em So Paulo, garanndo formas eficazes de difundir a produo literria e fomentar as aes de incenvo a leitura na cidade?Convidados: Ricardo Queiroz, Miro Nalles, Cia e Marciano Ventura. 12 de setembro (seg), 14h BP Helena Silveira

    O PMLLLB/SP e a valorizao das prcas de mediao de leituraA importncia da mediao de leitura para a formao de leitores como ao efeva de acesso democrco leitura e as possibilidades de connuidade e ampliao dessas prcas a parr de polcas pblicas especficas.Convidados: Veridiana Negrini (Ex-coordenadora-geral do Sistema Nacional de Bibliotecas Pblicas), Edmir Perro (Doutor em Cincias da Comunicao) e Mara Esteves (Gestora da Brechoteca Biblioteca Popular).19 de setembro (seg), 14h BP Marcos Rey

    Humor O processo da construo do texto no humor Brincar com as palavras e seus significados so elementos indispensveis nos textos de humor. Por isso, nesta conversa literria, dois autores desven-dam os caminhos para a construo de um texto humorsco em diversos gneros. Passando pela literatura, charges, msica e principalmente, no texto jornalsco.Convidados: Laert (Lngua de Trapo) e Serginho Poeta20 de setembro (ter), 14h BP Helena Silveira

    Lngua de Trapo

  • 25 | FEIRA LITERRIA DA ZONA SUL |FEIRA LITERRIA DA ZONA SUL 26

    POCKET SHOWS

    Guino Oliveira e Marcelo LimaShow inmista com repertrio apresentado em violo e voz. Entre as msicas figuram composies autorais como Sinto muito por voc e Ruas de terras, alm de clssicos da msica brasileira de arstas como Tim Maia, Cassiano e outros.12 de setembro (seg), 16h BP Helena Silveira

    Fernanda CoimbraRegado de primeiras, segundas e terceiras intenes no h como passar ileso pela voz e atmosfera envolvente. Fernanda Coimbra canta a rua, os amores e desamores com propriedade de quem j viveu bomias noites e com o peito aberto de quem sabe o que senr. Inventando blues com sambas e rasgando o peito com boleros, ela se espalha e inebria. Apresentando os novos e talentosos compositores da periferia paulistana, ela vem cheia de graa e nos oferece goles de sua voz.19 de agosto (seg), 14h BP Marcos Rey

    Juh VieiraEntre pontuaes de viola caipira, guitarras distorcidas e tambores o compositor, cantor, instrumensta e ator paulistano Juh Vieira, mescla seu repertrio autoral com outros sucessos e parcipao da cantora Daniela Lasalvia e do guitarrista Renato Consorte. Esto presentes no disco parceiros histricos como Dercio Marques, Z Geraldo, Cezinha Oliveira e o cantor Renato Braz com quem Juh divide a faixa Ciranda do Zi Encantado parceria com os compositores Ju Da Casa Forte e Nana Girassol.20 de setembro (ter), 16h BP Helena Silveira

    TEATRO

    #desvairada_spEspetculo performco mulmdia que reune poesia falada, msica eletr-nica, percusso em objetos inusitados e projees audiovisuais. Adaptando

    Pauliceia Desvairada, obra emblemca de Mrio de Andrade publicada no mesmo ano da Semana de Arte Moderna, quando bondes, postes de luz, a imigrao e a especulao imobiliria mudavam a cada dia sua atmosfera, insgando o autor na busca por senr a "msica" do tumulto conda neste material. Elementos um tanto vivos e presentes na atualidade. Concepo: Caco Pontes. Trilha Sonora: Loop B. Sonoplasa, luz e projees: To Ponciano. Elenco: Caco Pontes e Loop B. Produo: Panamericas_Diasporas

    20 de setembro (ter), 14h BP Marcos Rey

    OFICINAS LITERRIAS

    Criao poca e declamao

    Com Ermi Panzo

    Nesta oficina, o poeta Angolano Ermi Panzo leva ao publico um conjunto de

    ferramentas que serviro de veculos para o transporte da "boa nova

    literria". Parndo do pressuposto de que as tcnicas para criar um texto

    literrio so arbitrrias, ainda assim apresentar mtodos e tcnicas simples

    e cuidadosas para gerar uma obra transparente. O foco principal mediante a

    essa temca ser a INRILIZAO (criao e estrutura de textos pocos).

    Ainda na presente temca, dar dicas de como estruturar um texto poco

    e como declam-lo, com suas mais variadas tcnicas de acordo a

    necessidade do autor.

    22 de setembro (qui), 14h BP Marcos Rey

    Criao Literria

    Com Daniel Minchoni

    A oficina ter por mtodo a prca da poesia e da fala poca atravs da

    livre experimentao. Esmulada por jogos, pelo exerccio da crca e

    discusso e performance, funcionando como um provocador e orientador

    dos processos, mas tambm quesonando, fortalecendo e clareando na

    cabea de cada poeta a sua funo como ator social e a importncia da

    expanso do seu eu interior.

    23 de setembro (sex), 14h BP Marcos Rey

  • 27 | EXPOSIES |EXPOSIES 28

    De Emlia toda Maria tem um poucoExposio ldica e indita, com as Marias, personagens feitas de papel e cola da arsta Maria Cininha, transitando no universo da Emilia, de Monteiro Lobato. Universo o qual, as duas tem muito em comum. A exposio parte das comemoraes dos 80 anos da Biblioteca Monteiro Lobato. As Marias estaro em suportes inusitados e sem uso de molduras.De 8 a 30 de setembro BIJ Monteiro Lobato

    Exposio da historia do bairro: BrasilndiaEncerramento: 15 de setembro (qui) BP Afonso Schmidt

    Janelas da BrasaResultado de uma pesquisa fotogrfica feita pela fotgrafa e poesa Sonia Bischain a respeito do Distrito da Brasilndia, procurando fomentar uma reflexo sobre as mudanas do bairro no decorrer dos anos.At o dia 19 de setembro BP Afonso Schmidt

    CAMINHOS DA BIBLIOTECAVisita monitorada para escolas e grupos de interessados, com o objevo de apresentar as dependncias da biblioteca, seu acervo, os servios prestados e a programao cultural disponvel. necessrio entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelos telefone 3256-4438 para agendar previamente a visita.BIJ Monteiro Lobato

    Eu, LobatoCuradoria de Oiram Antonini e Nelson Somma JuniorA exposio retrata passagens que Jos Bento Monteiro Lobato viu e viveu em seus 66 anos de vida. Composta por livros, objetos pes-soais, roupas, materiais de pintura, documentos, mobilirio e painis com uma linha do tempo na qual so retratados aspectos importan-tes ocorridos na vida do escritor.Para visitas monitoradas exposio necessrio agendamento.De segunda a sexta-feira das 8h s 18h BP Monteiro LobatoSbados, das 10h s 17h BIJ Monteiro LobatoDomingos, das 10 s 14h BIJ Monteiro Lobato

    Poemas mulmdia Paulo AquaroneA exposio das poesias visuais de Paulo Aquarone mostra as diferentes formas de se fazer poesia, nesse caso, ldicas e didcas em objetos interavos, instalaes, vdeos, entre outros. So poemas produzidos desde a dcada de 1990 e, algumas vezes, inditas em exposio. Paulo Aquarone um poeta mulmdia com produo literria de apelo visual e mulmidico. Uliza objetos interavos, instalaes, vdeos etc.At o dia 3 de setembro BP Prefeito Prestes Maia

    De Emlia toda Maria tem um pouco

  • 29 | | LEITURA LITERATURA | |LEITURA LITERATURA 30

    O Beb sabe ler | Primeira infnciaCom Silvana Maria Cliva bibliotecriaEspao para comparlhar em famlia o maravilhoso mundo da palavra contada, cantada, ilustrada e escrita.Criar numa roda com adultos e crianas um momento mgico e prazeroso que a leitura proporciona.Faixa etria: 0 a 3 anos.1 de setembro (qui), 14h30 BP Camila Cerqueira Csar3 de setembro (sb), 11h BP lvaro Guerra6 de setembro (ter), 14h30 BP Alceu Amoroso Lima8 de setembro (qui), 14h30 BP Clarice Lispector13 de setembro (ter), 14h30 BP Anne Frank15 de setembro (qui), 14h30 BP Camila Cerqueira Csar20 de setembro (ter), 14h30 BP Alceu Amoroso Lima22 de setembro (qui), 14h30 BP Clarice Lispector

    Roda de Leitura

    Viagem ao Mundo da Leitura

    As mediadoras de leitura propem de forma interava um contato ldico

    entre leitores e livros de literatura infantojuvenil.

    s quintas-feiras s 14h30 BP Raimundo de Menezes

    Venha ler ao Pr do Sol

    Durante o ms de julho, a Biblioteca Brito Broca convida a todos/as para se

    deliciarem com a leitura de contos, poemas e livros, e contemplar o Pr do

    Sol com vista para o Pico do Jaragu. Venha ler ao Pr do Sol e conhea um

    novo e aconchegante ambiente da Biblioteca!

    De segunda sexta, no perodo da tarde BP Brito Broca

    Visitas MonitoradasA biblioteca recebe grupos previamente agendados para conhecer o acervo e a Sala de Cultura Popular. Agendamento pelo telefone 5687-0408 BP Belmonte

    ViventeInstalao Arsca de Renato RendaUm tronco de rvore cada durante as tempestades na cidade de So Paulo apresenta-se como escultura natural, evidenciando a fora estca da natureza em meio s conngncias do espao urbano.De 5 (seg) a 30 (sex) de setembro, de segunda sexta das 9h s 18h e de sbados das 9h s 16h BP Marcos Rey

  • 31 | | ENCONTROS PALESTRAS | |ENCONTROS PALESTRAS 32

    Cultura, Lazer e Turismo na zona leste de So PauloCom a Prof Vanessa de Lima Licori e o Guia Tursco Larcio CarvalhoNeste encontro ser debado tanto a importncia do exerccio do tempo livre, reconhecimento da comunidade, sua histria e seus pontos de atrao tursca e cultural. No final do debate ser proposta uma caminhada que alcanar alguns pontos de lazer e cultura da regio do Tatuap Como forma de celebrar os 348 do bairro do Tatuap, onde a biblioteca est situada.3 de setembro (sb), 10h - BP Hans Chrisan Andersen

    Dia da Profisso na BibliotecaRodas de conversa sobre as profissesENEM e vesbulares chegando... Qual profisso escolher? Em que faculdade ingressar? Como se capacitar? O que saber? Buscando orientar sobre essas questes, sero realizadas rodas de conversa, descontradas e informais, com graduandos e/ou formados de diferentes reas e faculdades, a todos(as) os(as) interessados(as), para comparlhar informaes e experincias sobre s carreiras.Temas:

    Dia 03 9h30: Cincias Contbeis / 13h30: Publicidade e PropagandaDia 10 9h30: Direito / 13h30: FsicaDia 17 9h30: Cincia da Computao / 13h30: Relaes InternacionaisDia 24 9h30: Arquitetura / 13h30: Medicina e Sade Pblica3 de setembro (sb), 9h30 BP Prefeito Prestes Maia3 de setembro (sb), 13h30 BP Prefeito Prestes Maia10 de setembro (sb), 9h30 BP Prefeito Prestes Maia10 de setembro (sb), 13h30 BP Prefeito Prestes Maia17 de setembro (sb), 9h30 BP Prefeito Prestes Maia17 de setembro (sb), 13h30 BP Prefeito Prestes Maia24 de setembro (sb), 9h30 BP Prefeito Prestes Maia24 de setembro (sb), 13h30 BP Prefeito Prestes Maia

    Lazer e cultura para crianasCom Renata Castro Cardias KawaguchiNeste encontro ser debado tanto a importncia do exerccio do tempo livre, como tambm a importncia do reconhecimento da comunidade, sua

    histria e seus pontos de atrao tursca e cultural expandindo-se tambm para os Pontos Turscos da cidade a fim de conhecer sua histria e importncia cultural favorecendo a ampliao dos conceitos de cidadania e pertencimento a parr do vis da infncia, procurando os espaos de aproximao deste contexto histrico com o conviver e estabelecer relaes mais prximas dos laos familiares e amigos. No final do debate, prope-se uma caminhada que alcanar alguns pontos de lazer e cultura da regio do Tatuap, onde est localizada a Biblioteca Hans Chrisan Andersen que sediar o evento. Esta palestra e dinmica prca acontecero em comemorao ao aniversrio de 348 anos do bairro do Tatuap.3 de setembro (sb), 10h BP Hans Chrisan Andersen

    Literatura de cordel Encontros de Cultura Popular na BelmonteCom Varneci NascimentoA organizao dos encontros de Cultura Popular na Belmonte, apresentar temas relacionados cultura popular, em suas diversas avidades e manifestaes, com base conceitual e acadmica, com abordagens atuais na fala e presena de professores e pesquisadores da rea, a fim de divulgar e fazer-se conhecer como forma de salvaguarda e valorizao do patrimnio cultural brasileiro. Varneci Nascimento autora de mais de 50 livros de cordel, alm de ser especialista e palestrante da rea.14 de setembro (qua), 19h BP Belmonte

    Vivncia nas badas do tambor, badas do coraoCom Almir Souza Moreira JniorProjeto que versa sobre a rea de conhecimento focado na Histria e Cultura Africana e Afro-brasileira, no sendo de contribuir com avidades que construam saberes e conhecimentos na linguagem arsca musical. As vivncias se daro em doze encontros, entre os meses de setembro e novembro, sempre s quintas-feiras. O arte-educador Almir de Souza Moreira Junior desenvolver as avidades junto aos parcipantes, jogando com o ldico e orientando para as questes que discutem as relaes tnicas/raciais, para uma compreenso onde se permita um campo para o respeito ao diferentes modos de ser, viver, conviver e pensar. Quintas-feiras a parr de 8 de setembro, s 10h BP Padre Jos de Anchieta

  • 33 | | ENCONTROS PALESTRAS | |ENCONTROS PALESTRAS 34

    Radiografia dos personagens infanto-juvenis brasileiros: O caso de CinderelaCom Daniel D'AndreaA necessidade de incenvar a leitura e produzir textos na infncia e adolescncia pode ser alicerada pelo conhecimento ampliado dos personagens marcantes de nossa literatura infanl, descobrindo as suas origens, transformaes, variantes. Cinderela um conto que desperta maiores adeses a nvel mundial, tendo verses de tradio oral procedentes da Europa, China, Amrica Lana e no Brasil, destacando-se as provenientes da Bahia. O filme realizado por Walt Disney baseado no livro de Charles Perrault, projetou e deu impulso obra que ganhou infinitas recriaes nas diferentes linguagens. Nesta oficina forneceremos um panorama ampliado deste conto, analisando as vertentes das principais mdias a respeito, possibilitando um repertrio de avidades surpreendentes.17 de setembro (sb), 9h BP Hans Chrisan Andersen

    Projeto Arte e Cincia no palcoPalestra 1 | Filosofia do ConhecimentoMinistrada pela professora Dra. Terezinha Azeredo Rios Mestre em filosofia da Educao pela PUC/SP (1988) e doutorado em Educao pela USP (2000). O fogo de Prometeu O sendo da gora Criao e desconstruo a mulplicidade interconectada.21 de setembro (qua), 19h BP Mrio SchenbergPalestra 2 | Antropologia do ConhecimentoMinistrado pelo prof. Edgard Assis Carvalho Mestre em Antropologia PUC/SP.Mitos e Antropologia Trocas culturais Progresso e civilizao Claude Levi Strauss e o evolucionismo scio cultural.28 de setembro (qua), 19h BP Mrio Schenberg

    Encontro com Ilan BrenmanIlan Brenman mestre e doutor em Educao pela Universidade de So Paulo (USP) e j publicou mais de 60 livros de literatura infanl. Autor de

    livros como "As princesas tambm soltam pum" e "De onde vm os nomes?", o escritor ter um encontro com a comunidade para troca de experincias e ideias.23 de setembro (sex), 14h BP Amadeu Amaral

    Oficina de mitologia gregaCom Wldia Beatriz Pires CorreiaNos encontros propostos, por meio da leitura dos mitos gregos, promove-se um espao de reflexo e imaginao, no qual se reconhece os mitos como metforas. Assim, busca-se traar um paralelo entre a mitologia e a vida. Neste percurso, no se pretende enxergar a verdade (literal) dos fatos, mas sim, atravs da imaginao, visualizar a poesia e a fantasia do codiano.Quintas-feiras, s 15h BP Alceu Amoroso Lima

    Orientao em Artes Visuais Talita CaselatoOrientao em Artes Visuais. Orientao do Grupo Atos Culvados.Sbados, s 9h BP Nuto Sant'AnnaSbados, s 13h BP Nuto Sant'Anna

    Ilan Brenman

  • 35 | | ENCONTROS PALESTRAS | |ENCONTROS PALESTRAS 36

    Conceitos, saberes e vivncias Encontros de Cultura Popular na BelmonteCom Laura Ayako YamaneA organizao dos encontros de Cultura Popular na Belmonte apresentar temas relacionados cultura popular, em suas diversas avidades e manifestaes, com base conceitual e acadmica, com abordagens atuais na fala e presena de professores e pesquisadores da rea, a fim de divulgar e fazer-se conhecer como forma de salvaguarda e valorizao do patrimnio cultural brasileiro. A Professora Laura Ayako Doutora em Artes Visuais (2014) e Mestre pela Universidade So Paulo (2007). Possui Graduao em Desenho Industrial pela Fundao Armando lvares Penteado (1972). Pesquisadora em Cultura Popular para Moda em Vesturio e Estamparia. Consultora de Moda; faz colees para Tecelagem e Estamparia atuando principalmente nos seguintes temas: cores, moda, estamparia, confeco e tecidos. Atualmente faz Ps-Doutorado na Universidade So Paulo ECA.28 de setembro (qua), 19h BP Belmonte

    Formao cidad atravs dos quadrinhosDebates, Leituras em Grupo e OficinasOs quadrinhos so um produto cultural, socialmente construdo e que reflete os modos de ser e pensar do mundo contemporneo. Os smbolos e o sendo condos na narrava podem despertar senmentos variados e levar reflexo. Os parcipantes podero discur sobre o tema das histrias e desenvolver seus prprios quadrinhos.Aos sbados s 10h BP Milton Santos

    Leituras e histrias na Maior IdadeCom Geraldine da Silveira MaderO Projeto Leituras e histrias na Maior Idade um encontro semanal com a terceira idade da comunidade da COHAB de Taipas para, atravs da literatura e das histrias de vida pessoal e coleva, dialogar e refler sobre as diversas questes associadas a vida do indivduo. um momento de reflexo e de aprendizado colevo que ter como produto final um dirio de memrias colevas com a coordenao da facilitadora Geraldine da Silveira Mader.s teras-feiras s 9h BP rico Verssimo

    Orientao em Literatura Marcos GomesOrientao em literatura com foco na produo e criao literria.Segundas-feiras, s 14h BP Nuto Sant'Anna Quartas-feiras, s 10h BP Nuto Sant'Anna

    Orientao em MsicaCom Fernando DinizEncontros de msica para iniciantes e iniciados com foco em criao autoral.Teras-feiras, s 14h30 BP lvares de AzevedoSbados, s 14h BP lvares de Azevedo

    Orientao em TeatroCom Paola LopesOrientao em teatro para iniciantes e iniciados a parr dos 14 anos.Sextas-feiras s 14h30 BP lvares de AzevedoSbados s 10h BP lvares de Azevedo

    Vocacional Escrita Criava com Marina RuivoPesquisa arsco-pedaggicaO Programa Vocacional promove e esmula a avidade arsca na lingua-gem de literatura atravs da formao e orientao de grupos e turmas. O Programa Vocacional aberto a todos os interessados maiores de 14 anos.Quintas-feiras, s 9h BP rico Verssimo

    Turma de Msica no Centro Cultural Jabaquaracom orientao de Marcus SimonProcesso criavo atravs da msicaClassificao etria: 14 anosQuartas-feiras s 10h e s 14h BP Paulo Duarte

    Turma de Teatro no Centro Cultural JabaquaraCom a orientao de Lgia BotelhoProcesso criavo atravs do teatroClassificao etria: 14 anosTeras-feiras, s 13h e s 16h BP Paulo Duarte

  • 37 | | ENCONTROS PALESTRAS |Pi 38

    Vocacional Literatura com Marina RuivoLiteratura na Biblioteca rico VerssimoO Programa Vocacional promove e esmula a avidade arsca na linguagem de Literatura atravs da formao e orientao de grupos e turmas. O Programa Vocacional aberto a todos os interessados maiores de 14 anos.Quintas-feiras, s 14h BP rico Verssimo

    Recriar Oficina de artesanatoCom Maria Aparecida Carbognin LucasNestes encontros, ser apresentado aos interessados o artesanato de forma sustentvel, a parr de materiais diversos, desde restos de tecido (retalhos) at caixas de leite, sacos alvejados, roupas velhas, toalhas e lenis, embalagens de amaciante e lacres de latas. Pretende-se dar visibilidade ao artesanato brasileiro, sua criavidade, diversidade de cores, formas e texturas, e sua influncia cultural da regio de origem. Num segundo momento, a proposta realizar uma exposio das obras produzidas e suas tcnicas e fomentar a reflexo sobre arte, sustentabilidade, a criavidade, e os impactos econmicos e na realidade que nos cerca.Segundas e quartas-feiras, de 5 a 19 de setembro, s 10h Ponto de Leitura Juscelino KubitscheckTeras e quintas-feiras, de 6 a 15 de setembro, s 10h Ponto de Leitura Graciliano RamosSegundas e quartas-feiras, de 21 de setembro a 3 de outubro, s 10h Ponto de Leitura So MateusTeras e quintas-feiras, de 4 a 13 de outubro Ponto de Leitura Vila Mara

    O PI um programa de formao voltado para crianas e adolescentes de 5 a 14 anos. A abordagem arsco-pedaggica do PI relaciona processos arscos e Cultura da Infncia por meio da convivncia entre arstas educa-dores, crianas e adolescentes, considerando ludicidade, experimentao estca e realidades sociais e culturais. Inscries de segunda a sexta, das 10h s 17h, na recepo da biblioteca ou diretamente nos dias e horrios indicados para cada turma.Quartas-feiras, das 9h s 11h | 8 a 10 anos)Quartas-feiras, das 14h s 16h | 5 a 7 anos)Quintas-feiras, das 9h30 s 11h30 | 5 a 7 anos)Quintas-feiras, das 14h s 16h30 | 8 a 10 anos)

    Pi | PROGRAMA DE INICIAO ARTSTICA

  • COORDENADORIA DO SISTEMA MUNICIPAL DE BIBLIOTECASwaltemir (miro) nalles

    DIVISO DE PROGRAMAS E PROJETOS

    ruivo lopes

    PROGRAMAO

    alice bandini | kaanne silva e silva | evaldo piccino | hiago vinicius

    EDIO E REVISO

    rayssa leoni

    PROJETO GRFICO E DIAGRAMAO

    pepe andrade

    Secretarias de Cultura e Educao promovem programao cultural voltada para a leitura e a literatura na 24 Bienal Internacional do Livro de So Paulo.

    Este ano, as secretarias de Cultura e Educao vo promover uma programao cultural especial voltada para a leitura e literatura na 24 Bienal Internacional do Livro de So Paulo. Esto na programao os 22 saraus que participam do Programa Literatura Perifrica: Veia e Ventania nas Bibliotecas Pblicas Municipais de So Paulo. H cinco anos, os saraus promovem encontros literrios nas bibliotecas de todas as regies da Cidade.

    Alm dos saraus, intervenes artsticas, poticas e literrias tambm compem a programao durante toda a Bienal. O estande das secretarias de Cultura e Educao est localizado na rua L010, no Anhembi, aberto todos os dias das 10h s 22h (exceto no domingo, dia 4, que encerra s 21h).Saiba mais: www.bienaldolivrosp.com.br/

    De 26 de agosto a 4 de setembro