Click here to load reader

Água: distribuição desigual Água · PDF file8% de toda água doce que está na superfície do planeta, e subterrâneos, como os aquíferos Guarani e Alter do Chão, conforme o

  • View
    217

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Água: distribuição desigual Água · PDF file8% de toda água...

gua

Usos e conflitos pela gua

gua: uso social

8Residncias

70Agricultura

22Indstria

Porcentagem de consumo

Categoria

gua: distribuio desigual

gua per capita

gua: distribuio desigual

gua: distribuio desigual

gua VirtualConsumo de gua no processo produtivo

Mas e quanto gua que volta natureza no ciclo da gua?

Captao e destinao distintas do ciclo naturalPegada Hdrica

Quantificao da gua usada em todas as etapas do processo de produo

gua Virtual Pegada HdricaPegada Hdrica

Azul: guas superficiais e subterrneas

Pegada Hdrica Verde: gua das chuvas

gua Virtual Pegada Hdrica

Pegada Hdrica Cinza:gua gasta na diluio dos poluentes

gua VirtualUso conservador ou progressista (crtico)

Conservador

Idia de consumo consciente

Exportao de gua virtual

Progressista (crtico)

Desdobramentos do conceitoPolticaEconomiaGeopoltica

Outros conceitos: escassez hdrica e estresse hdrico

Escassez: carncia fsica Estresse: incapacidade social de abastecimento

Conflitos pela gua

Escala mundial

Israel Palestina

Emissrios principais de gua

Principal rea de estresse hdrico

Tendncia de salinizao

Israel Palestina

Entrada de guas subterrneas do oceano (sal)

Superexplorao de poos na Faixa de Gaza com tendncia salinizao das guas

Turquia Sria IraqueNascentes do Tigre e do EufratesUso econmico

Estresse hdrico

ndia Paquisto Bangladesh

Paquisto:Climas secosDependncia do Indo para atividades econmicas, dessedentao humana e animal

Bangladesh: problemas no uso

do GangesPoluio

Sedimentos

Caxemira: rea litigiosa entre ndia, Paquisto e China

Bolvia Cochabamba

Anos 1990 Tendncia de

privatizao do sistema de gua

gua: mercadoria Excluso das

populaes pobres

Revolta da populao Reverso do quadro

de privatizao

Guerra da gua

Mar de Aral

Mar de Aral

*

*

*Canais de irrigao desde rios com drenagem endorrica

Mar de Aral consequncias Reduo

rea Volume

Aumento da salinizao

Reduo de espcimes

Reduo ou extino da pesca

Solo imprprio para cultivo Salinizao

Conflitos pela gua

Escala: Brasil

Serto do Nordeste Clima semi-rido

Polgono das secas Necessidade Planejamento

regional

Uso poltico dos recursos Indstria da Seca

X

Serto do Nordeste

Canais artificiais Nordeste

setentrional

Problemas: Custo Dano ambiental Alternativas tcnicas e

econmicas mais viveis

Potencial Uso poltico das guas

Conflito com a Bahia Especulao

Transposio de cursos dgua

Abastecimento na RMSPDimensionando o problema

Problema: elevada populao e densidade demogrfica com demanda por gua

Oferta de gua

Vantagem: alta pluviosidade na regio de adensamento de populao

Problema: regies de alto curso de rios; rios com pequeno volume dgua

Armazenamento da gua problemas Represas

Billings e Guarapiranga Assoreamento Poluio Conflito: energia

Assentamentos irregulares Assoreamento Impermeabilizao em

mananciais

Recurso: gua de outras bacias

Bacia do Piracicaba: abastecimento da RMC

Ampliao da rea-problemaMacrometrpole Paulista (MMP)

Maior complexidade urbana-industrial

UNICAMP; CPqD; automveis; txteis; petroqumica; agroindstria ITA; CTA; INPE;

automveis; petroqumica; turismo

Petroqumica

gua: usos mltiplos e conflitos consequentes

Atividades econmicas diversas (inclusive intensivas em gua) com potencial atratividade de novos empreendimentos

Conflitos nos usos mltiplos

Energia Agropecuria Indstria Abastecimento

domstico

Outorgas de captao pela SABESP no Alto Tiet

Conflitos nos usos mltiplos

Captao no Alto Tiet

Esgotamento no Alto Tiet

Captao de outras fontes com tendncia de esgotamento das reservas

Rios e guas subterrneas

Superando o problema Investimentos

Novas fontes Reservatrios Perdas na distribuio Prticas conservacionistas

Reviso dos investimentos ligados ao consumo de gua Legislao ambiental conservacionista Tributao

Bacias hidrogrficas

Elementos

12

3

4

56

7

1. Mississipi: agropecuria2. Grande: fronteira3. Amazonas: extenso e volume4. Danbio: transnacional

5. Azul: Trs Gargantas6. Amarelo: solo loess7. Indo: disputas geopolticas

Maior potencial inventariado e tendncia de maior crescimentos de produo de energia

Maior potencial inventariado e tendncia de maior crescimentos de produo de energia

Transposio de cursos dgua

Questes hidrografia1. As mars so movimentos peridicos de elevaoe abaixamento dos oceanos e mares provocadospela ao gravitacional da Lua e do Sol sobre aTerra. A figura abaixo representa os momentos deocorrncia de mars de sizgia e de mars de

quadratura. Observe a figura e responda squestes.

a) Em que condies ocorrem mars de sizgia emars de quadratura, e que consequncias essascondies tm para a amplitude de mars?b) Indique duas formas geomorfolgicas quepodem ser influenciadas pelas mars nas zonascosteiras.

2. A Poltica Estadual de Recursos Hdricos, a partirde 1991, determina, para o Estado de So Paulo, aBacia Hidrogrfica como unidade fsico-territorial deplanejamento, tendo os Comits de Bacias como osrgos gestores. Considerando esta afirmao,responda:a) O que uma bacia hidrogrfica? Que elementostopogrficos compem uma bacia?b) Aponte dois tipos de conflitos de uso da guanuma unidade de bacia hidrogrfica.

3. A gua utilizada para os mais diversos fins noprovm apenas dos reservatrios aquticos que sepodem ver (rios, lagos, lagoas, etc.), mas tambmfazem parte dos recursos hdricos os aquferos,importantes reservatrios subterrneos que soresponsveis pelo armazenamento da maior parteda gua doce disponvel para o consumo humano.No Estado de So Paulo, por exemplo, os aquferostm importncia significativa, pois abastecem quasemetade do territrio estadual. (Adaptado de Asguas subterrneas do Estado de So Paulo.Governo do Estado de So Paulo, Secretaria doMeio Ambiente. So Paulo: Instituto Geolgico,2012, p. 5.)a) O que um aqufero e qual o seu processonatural de formao?b) Explique como as guas superficiais (rios, lagos,lagoas, etc.) relacionam-se com as guas dosaquferos e aponte um tipo de atividade econmicaque faz intenso uso das guas do Aqufero Guarani,especialmente nos perodos de estiagem.

4. As correntes martimas so extensas pores degua que se deslocam superficialmente pelosoceanos. Constituem um dos fatores do clima, ouseja, exercem uma influncia no comportamento datemperatura e no regime de chuvas das regies

costeiras. Observe no mapa as principais correntesmartimas do planeta.

Explique a relao entre as correntes martimas e asreas de ocorrncia de desertos litorneos e apontea influncia da corrente do Golfo no clima daEuropa Ocidental.

5. Um corpo de gua ou corpo hdrico adenominao genrica dada aos rios, lagos, lagoase baas. Um problema que atinge inmeros corposhdricos no estado do Rio de Janeiro a mqualidade de suas guas.

Com base na anlise do mapa, identifique o corpohdrico fluminense com o pior ndice de qualidadeda gua e indique uma fonte poluidora quecontribui de forma significativa para suadegradao. Aponte, ainda, dois usos da gua quesofrem impactos negativos em funo dadegradao na qualidade da gua.

6. Com base nomapa ao lado e nosconhecimentos sobrea bacia hidrogrficado Rio SoFrancisco, ou doVelho Chico, como conhecido,responda aos itens aseguir.a) Descreva duascaractersticas fsicasque conferem

importncia econmica e social a esse contextogeogrfico.

b) Cite uma das problemticas ambientais e analisesuas implicaes para os diferentes usurios doVelho Chico.

7. Analise o mapa, a foto e os textos a seguir:

a) O Brasil apresenta um cenrio hdricoprivilegiado. Dispe de um dos maiores complexoshidrogrficos superficiais, com aproximadamente8% de toda gua doce que est na superfcie doplaneta, e subterrneos, como os aquferos Guaranie Alter do Cho, conforme o mapa ao lado. Possui amaior bacia fluvial do mundo, a Amaznica.Somente o rio Amazonas desgua no mar umquinto de toda a gua doce que despejada nosoceanos; apesar da abundncia desse recursonatural no cenrio hdrico brasileiro, os rgosgovernamentais e no governamentais tmintensificado sua preocupao com relao suaqualidade e quantidade. Aponte trs motivos dessapreocupao e enumere trs aes que poderiamser implantadas para assegurar a qualidade e aquantidade da gua destinada ao abastecimento dasociedade e dos ecossistemas naturais.b) A foto e a manchete do jornal, a seguir,apresentam a ocorrncia de enchentes nos ltimosanos em Londrina. Cite trs alteraes ambientaiscausadas pelo processo de urbanizao sobre o solode uma bacia hidrogrfica.

Respostas em: geovest.wordpress.com/escolas/anglo/

Search related