Apostila Bb - Edgar Cassio

  • View
    233

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Apostila Bb - Edgar Cassio

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    1/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    2/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    3/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    4/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    5/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    6/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    7/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    8/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    9/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    10/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    11/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    12/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    13/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    14/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    15/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    16/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    17/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    18/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    19/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    20/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    21/102

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    22/102

    Atualidades do S.F.N Banco do Brasil 2013

    Pgina 20 Prof. Cssio Albernaz e Prof. Edgar Abreu

    republicanos pretendem enxugar. Ao mesmo tempo, foi dada a largada para a sua sucesso, em2016. Ontem, o juramento do vice-presidente, Joe Biden, teve mais visibilidade que o do prprioObama Celebrao discreta. Em seu segundo mandato, democrata persegue acordo com republicanos noCongresso para evitar n fiscal que tornaria inviveis seus programas sociais e colocaria em riscoo triunfo de seu partido nas prximas eleies presidenciais

    O presidente dos EUA, Barack Hussein Obama, iniciou ontem seu segundo e ltimo mandato emuma cerimnia simples na Casa Branca. Hoje, no Congresso, far seu juramento pblico.Terminados os festejos, amanh, ter o desafio de melhorar o complicado dilogo com a oposirepublicana, para evitar o n fiscal que levaria ao fracasso de seu segundo governo. Ao mesmotempo, dar a largada para sua sucesso, na eleio de 2016.

    Apenas a famlia, 12 convidados, 1 assessor e o presidente do Supremo Tribunal, John Roberts,diante de quem jurou cumprir a Constituio, assistiram ao juramento de ontem, no Salo Azul dCasa Branca. No houve discursos nem acenos ao pblico. "Bom trabalho", disse a filha caula,Sasha, de 11 anos, ao referir-se aos ltimos quatro anos. "Sim, fiz bom trabalho", respondeuObama.O juramento do vice-presidente, Joe Biden, teve mais visibilidade e audincia de polticos e es-trategistas de peso, entre os quais David Axelrod, a deputada Nancy Pelosi, lder democrata naCmara, e a presidente do Partido Democrata, Debbie Schultz. Sua ambio de concorrer na eleio de 2016 foi reforada no fim da campanha de 2012 e, em seguida, na negociao do acordotributrio, no fim de dezembro, e ao compilar o pacote de controle de armas. Biden tem 70 anos."Podemos comear a fazer os clculos polticos do nmero de delegados (para o Colgio Eleitoranecessrios para a escolha do candidato democrata. Posso ver um monte de delegados aqui",afirmou imprensa a estrategista democrata Donna Brazile, presidente na cerimnia noObservatrio Naval, em Washington.Obama j perdeu em seu gabinete uma potencial sucessora e concorrente de Biden nas primriasdemocratas de 2016, Hillary Clinton, ex-primeira-dama e ex-senadora. Hillary promete descansadepois de quatro anos na liderana do Departamento de Estado e de viagens a mais de cempases. Apesar de sua recente internao por uma trombose e de seus 65 anos, ela tida comouma candidata capaz de obter consenso no partido.Democrata mais apagado, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, tambm apontado compotencial candidato.Manobras polticas de curto prazo tero certamente impacto no jogo eleitoral de 2016. Obamaterminou seu mandato com pobre qualidade de dilogo com a oposio republicana, aindaamarrada pelos radicais do Tea Party. A Casa Branca est em negociao com o Congresso sobredois temas econmicos de suma importncia para a sociedade americana e para o restante de suagesto e tambm sobre sua poltica para controle de armas.Obama dever conseguir do Congresso autorizao para elevar o limite de endividamento federa

    antes de meados de fevereiro, quando o atual teto de US$ 16,4 trilhes ser alcanado. Portanto,tende a se livrar do risco momentneo de ser obrigado a declarar a suspenso de pagamentos dadvida, fornecedores, servidores e militares pela primeira vez na histria americana.

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    23/102

    Atualidades do Mercado Financeiro - Banco do Brasil

    Prof. Cssio Albernaz Pgina 21

    Os efeitos previstos dessa atitude vergonhosa para qualquer governo - como a presso para oaumento dos juros para o consumidor e o investidor, em prejuzo do consumo e o emprego -sero contornados. Mas Obama ainda est ameaado de ter seu governo e a sociedade americanaperiodicamente expostos a esse mesmo risco.

    A bancada democrata na Cmara insiste em aumentar o teto da dvida por apenas trs meses eresiste em dar ao presidente o poder para aumentar esse limite quando necessrio. Trata-se deuma espcie de torniquete sobre o governo Obama, com poder de limitar o poder de barganha daCasa Branca em outros projetos de seu interesse, como a Reforma da Imigrao, a regulamenta-o das reformas da Sade e de Wall Street e o fim da guerra do Afeganisto.Em outro tema econmico urgente, o acordo com o Congresso sobre os cortes de gastos pblicosat 2022, Obama tenta preservar os gastos com programas sociais da ansiedade republicana emv-los enxugados.

    A discusso se complica pelo alto grau de polarizao ideolgica dos dois partidos, percebidodesde o incio de 2011, e pela baixa tolerncia de Obama a fazer concesses. A sociedade ameri-cana sofrer com qualquer escolha final ou com a ausncia de um acordo.Os programas de sade gratuita para os americanos pobres sero alvo de cortes de gastos pbli-cos a partir de 2013, assim como as aposentadorias e penses da Previdncia Social. Despesascom a Defesa no sero poupadas - e isso significar restries na estratgia americana na guerrado Afeganisto, em futuras aes militares dos EUA no exterior e nas contrataes de empresasdo setor. Mesmo dentro do pas, j h planos para o fechamento de bases, com repercussodesastrosa para as economias locais.O peso desses cortes e seus de efeitos depender do acordo a ser firmado at 28 de fevereiro. Seno houver consenso, o governo de Obama ser obrigado a reduzir em US$ 100 bilhes os gastopblicos apenas neste ano, sobretudo nas reas social e de defesa. Entre 2014 e 2022, outrosUS$ 446 bilhes sero podados. A retrao do ritmo de recuperao econmica do pas, ser inevitvel

    8. Eua aprovam projeto contra "abismo fiscal" e bolsas sobem

    ACORDO ADIA RISCO DE ABISMO FISCAL NOS ESTADOS UNIDOS

    Autor(es): Denise Chrispim Marin

    O Estado de S. Paulo - 03/01/2013

    A Cmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou, nos ltimos minutos do prazo fixado,projeto parcial de ajuste nas contas pblicas que evita o chamado abismo fiscal e consequentenova recesso. Por 257 votos a favor e 167 contra, os congressistas mantiveram os cortes deimpostos para a classe mdia e o aumento das taxas sobre os mais ricos. Como no houve acerto

  • 8/13/2019 Apostila Bb - Edgar Cassio

    24/102

    Atualidades do S.F.N Banco do Brasil 2013

    Pgina 22 Prof. Cssio Albernaz e Prof. Edgar Abreu

    sobre gastos pblicos, foi adiado para maro o risco de o pas enfrentar um corte automtico deUS$ 560 bilhes no setor at 2022 US$ 110 bilhes somente neste ano e uma possvelsuspenso dos pagamentos das obrigaes da dvida, de fornecedores e servidores. Os mercados,tanto nos EUA quanto na Europa, reagiram bem medida. A nova rodada de negociaes ser oprimeiro desafio do segundo mandato de Barack Obama, que comea no dia 21. As conversassero dificultadas pela piora do ambiente para dilogo entre republicanos e democratas Sem entendimento sobre os gastos pblicos, pacto ficou restrito ao captulo tributrio; corte nosgastos s ser negociado em 2 meses

    A sano presidencial ao acordo parcial de ajuste nas contas pblicas americanas adiou paramaro o risco de os Estados Unidos enfrentarem um corte automtico de US$ 560 bilhes nosgastos pblicos e o risco de suspenso dos pagamentos das obrigaes da dvida, de fornecedoree servidores pblicos. Mesmo incompleto, o acordo saiu nos ltimos minutos do prazo fixado etrouxe alvio ao evitar a queda do pas no "abismo fiscal" no primeiro dia til do ano e em umanova recesso.Os mercados foram reabertos ontem, depois dos feriados de ano-novo, mais calmos em todo omundo. O diretor de Relaes Internacionais do Fundo Monetrio Internacional (FMI), Gerry Riparabenizou o Congresso pelo acordo, sem o qual "a recuperao econmica poderia descarrilar""Entretanto, ainda resta muito a ser feito para colocar as finanas pblicas dos EUA de volta emum caminho de sustentabilidade sem ameaar a ainda frgil recuperao."

    Aprovado pelo Senado na noite de segunda-feira, o acordo foi tema de debates tensos na Cmarados Deputados no dia seguinte. Os republicanos radicais do Tea Party resistiam a aprov-lo sememendas. No final da noite, recuaram. Em votao concluda s 23I1 (2h de ontem, no horrio deBraslia), o texto obteve 257 votos a favor - 87 de republicanos - e 167 contra.Formulado pelos lderes democrata e republicano do Senado, o acordo restringiu-se ao captulotributrio, para impedir uma elevao generalizada dos recolhimentos de impostos logo nosprimeiros dias do ano. Como no houve acerto sobre gastos pblicos, o Senado adiou por doismeses a adoo do corte automtico de US$ 110 bilhes em despesas ap

Search related