Apresentacao pga

  • View
    745

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Apresentacao pga

  • 1. Confederao da Agricultura e Pecuria do Brasil Plataforma de Gesto Agropecuria PGA Maio de 2013

2. Histrico 2007/novembro - DG-SANCO/UE restringe as importaes de carne bovina do Brasil e determina: Propriedades em rea habilitada pela UE Animais, no mnimo 90 dias em rea habilitada UE e 40 dias na ltima propriedade 100% animais identificados individualmente (Sisbov) 2008/janeiro - DG-SANCO solicita lista de propriedades aptas a nova regra. Brasil encaminha listagem, mas UE no acata e devido as divergncias, suspensa a importao de Carne In Natura do Brasil pela UE 3. Histrico 2008/maro UE institui lista de propriedades aprovadas e publica no sistema TRACES reduo das exportaes 66% em valor e 77% em volume 2008/dezembro CNA e MAPA assinam Protocolo de Intenes: Desenvolver software aplicativo do Sistema de Informaes da Pecuria Bovina (PGA) Operacionalizar o Servio de Rastreabilidade da Cadeia de Bovinos e Bubalinos, denominado SISBOV 4. O que viabilizou a PGA Parceria pblica-privada Termo de Cooperao CNA/MAPA 5. Problemas para garantir normas para exportao Problemas para controlar trnsito de animais no pas Problemas para restringir o trnsito de animais no pas quando temos um evento sanitrio Interrupo da exportao de carne in natura para UE No cumprimento da COTA HILTON Por que a PGA foi criada 6. Plataforma pblica informatizada de integrao de sistemas, com objetivo de melhorar a qualidade e o acesso s informaes para toda a sociedade agropecuria. Alm de uniformizar e informatizar os processos de trabalho O que a PGA? 7. Objetivos da PGA Integrao entre as bases de dados Agilidade na obteno de informaes Interligao entre os diversos elos da cadeia Transparncia acesso s informaes e credibilidade Protocolos privados de adeso voluntria 8. BASE DE DADOS NICA BDU Base de dados dos rgos Executores de Sanidade Agropecuria (OESA) Base de dados do MAPA Base de dados da PGA Como formada a BDU 9. Mdulos da PGA BDU Base de Dados nica Gesto de Trnsito Inspeo (SIGSIF)Rastreabilidade 10. Informaes Disponveis Pessoa Fsica Pessoa Jurdica Propriedades Rurais OESA Vacinaes Proprietrios Produtores Estabelecimentos de POA Exploraes Pecurias Aglomeraes (feiras) GTA Responsvel AglomeraoMd. Veterinrios Pessoa Inspeo Saldo de Animais Coordenadas Geogrficas ContatoHabilitados Profisses Base de Dados nica BDU 11. Mdulo de Gesto de Trnsito Animal 12. Situao Atual Gesto Estadual Sistemas informatizados diferentes Sem integrao interestadual Alguns Estados manualmente Gesto de Trnsito Animal 13. Integrao via PGA Gesto Estadual Sistemas informatizados diferentes Integrao interestadual via PGA Universalizao da emisso da e-GTA Gesto de Trnsito Animal 14. Gesto de Trnsito Animal Fiscalizao e controle do trnsito em todo territrio Emisso e recepo de e-GTA Controle de Saldo Gesto das normas para exportao de produtos e subprodutos de origem animal Bloqueio do trnsito em eventos sanitrios Gerenciamento do Trnsito Relatrios e Indicadores 15. Mdulo de Rastreabilidade / SISBOV 16. 2009/ Novembro LEI 12.097 Conceito/aplicao da rastreabilidade Art. 4 Rastreabilidade ser implementada exclusivamente por: I Marca fogo II Guia de Trnsito Animal (GTA) III Nota Fiscal IV Registros do Servios de Inspeo Municipal, Estadual e Federal V Registros de animais e produtos no setor privado Identificao individual no exigida por lei Rastreabilidade / SISBOV 17. 2009/ Novembro LEI 12.097 Conceito/aplicao da rastreabilidade Art. 4 1 Podero ser institudos sistemas de rastreabilidade de adeso voluntria que adotem instrumentos adicionais aos citados no caput, e as suas regras devero estar acordadas entre as partes 2011/Novembro DECRETO 7.623 Regulamenta a Lei 12.097 Art. 6 Caber CNA a gesto de protocolos de rastreabilidade de adeso voluntria, conforme previsto no 1 do Art. 4 da Lei n 12.097 Rastreabilidade / SISBOV 18. Controle de propriedades que fazem parte de protocolos Gesto da numerao individual oficial Garantia das normas para exportao de produtos e sub-produtos de origem animal Gesto de protocolos de adeso voluntria Controles integrados ao sistema nacional Rastreabilidade / SISBOV 19. RASTREABILIDADE Antes da PGA Aps a PGA 1) SISBOV = Protocolo Unio Europia Identificao individual obrigatria Mesmas regras e penalidades 1) SISBOV = Identificao individual Sem regras ou penalidades Numerao oficial controle pelo MAPA 2) Protocolos: podem ou no exigir SISBOV Com regras e penalidades prprias Protocolo UE exige SISBOV Rastreabilidade / SISBOV 20. SISBOV Sistema de Identificao Individual de Bovinos e Bfalos Produtor recebe do Sistema CNA, acesso PGA Realiza adeso de cada explorao pecuria ao SISBOV Solicita e recebe elementos com numerao oficial Decide em quais animais e quando, ir aplic-los Planilha de identificao individual contagem tempo No h mais reimpresso, somente reidentificao Transferncia de animais identificados em uma e-GTA Rastreabilidade / SISBOV 21. Protocolos de Adeso Voluntria Exigncias especficas para atender determinado mercado comprador, nacional ou internacional Diferenciar requisitos que todo produtor deve cumprir do que exclusivo para agregar valor ao produto Desburocratizar, excluir intermedirios e popularizar a identificao individual Deixar claro, para deciso do produtor, as exigncias de mercados consumidores nacionais e internacionais Rastreabilidade / SISBOV 22. Protocolos de Adeso Voluntria 1) Compradores exigem Certific. Oficial Brasileira MAPA 2) Compradores no exigem Certificao Oficial MAPA Unio Europia Cota Hilton High Quality Beef TAEQ Angus Beef Swift Black Rastreabilidade / SISBOV 23. PROTOCOLOS Ex. Unio Europia 100% das exploraes da propriedade no SISBOV Animais no mnimo 90 dias em rea habilitada e 40 dias no ltimo estabelecimento rural controle do trnsito: e-GTA Possuir tronco de conteno e embarcadouro Perda da identificao nova identificao e prazos Movimentao vincula os animais na e-GTA Ser vistoriado pelo Sistema CNA, no mnimo 40 dias antes da data prevista de envio dos animais para o abate Rastreabilidade / SISBOV 24. PROTOCOLOS Certificao Oficial Brasileira Requerimento a SDA/MAPA solicitando a homologao Instrumento social, responsvel tcnico e termo de responsabilidade pelo protocolo Memorial descritivo, manual de procedimentos operacionais e termo de compromisso Aceite da CNA, com parecer da capacidade operacional de execuo e viabilidade de incluso na PGA Rastreabilidade / SISBOV 25. Concluses Automatizao, simplicidade e diminuio da burocracia Adeso sem intermedirios certificadoras No h obrigao de identificar individualmente 100% dos animais Identificao animal conforme regras dos protocolo Produtor responsvel pelas informaes inseridas Disponibilizao de planilhas eletrnicas Informaes compartilhadas produtores, frigorficos e aglomeraes Base de dados oficial do MAPA: audita e gerencia numerao Rastreabilidade / SISBOV 26. Rastreabilidade / SISBOV Mdulo do Sistema de Informaes Gerenciais do Servio de Inspeo Federal SIGSIF 27. Registro de estabelecimentos e produtos Integrao com Programas Especiais (PNQL, PNCRC) Mapas nosogrficos e estatsticos Habilitao de estabelecimento para exportao Certificao Oficial Brasileira, Nacional e Internacional Resultados laboratoriais para todos os elos da cadeia Subsdios para fiscalizao de todos os estabelecimentos e servios de inspeo SIGSIF 28. SIGSIF Mdulos V1 Mapas Nosogrficos e Estatsticos Gesto de Recursos Humanos Registro de Estabelecimento Cadastro de Estabelecimento Estrangeiro Quadro de Avisos e Banco de Normas Cursos e Turmas Mdulos V2 Habilitao a Exportao Certificados Sanitrios Internacional Anlises Laboratoriais e PNQL 29. Utilizao das Informaes Estatsticas Vigilncia epidemiolgica Atuao em emergncias sanitrias Transmisso da informao a todos os elos da cadeia Atuao em alertas alimentares Subsdios para polticas agropecurias Subsdios para seguros agrcolas 30. Obrigado