ATA DA 22ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COMITÊ ... - pmf.sc.gov.br .1 ATA DA 33ª REUNIÃO ORDINÁRIA

Embed Size (px)

Text of ATA DA 22ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COMITÊ ... - pmf.sc.gov.br .1 ATA DA 33ª REUNIÃO ORDINÁRIA

ATA DA 33 REUNIO ORDINRIA DO COMIT GESTOR 29/09/2010 No vigsimo nono dia 1

do ms de setembro de dois mil e dez, s dezesseis horas, no tico da Secretaria 2

Municipal de Assistncia Social se reuniram, conforme lista de freqncia anexa, os 3

integrantes do Comit Gestor do Macio do Morro da Cruz. Na oportunidade estiveram 4

presentes trinta e duas (32) pessoas representando entidades comunitrias, 5

governamentais, ONGs, moradores e empresas contratadas. O Eng. Rogrio Miranda 6

iniciou a reunio justificando a ausncia dos secretrios e do Diretor de Habitao por 7

conta de outros compromissos. Na seqncia apresentou a pauta da reunio: 1) 8

Apreciao da ata; 2) Informes; 3) Aes de Educao Ambiental; 4) Panorama das obras 9

e atividades sociais por comunidade; 5) Outros assuntos. Eng. Rogrio colocou em 10

apreciao a ata de 25/08/2010 que foi aprovada por unanimidade. Na seqncia foram 11

apresentados os informes: A) Nova licitao das habitaes ser no dia 08/10/2010. Foi 12

realizada reunio na Caixa com empresrios e tcnicos da SMHSA e houve interesse por 13

parte de algumas empresas; B) CASAN: Eng. Coutinho relatou que a abertura da 14

licitao para as obras de saneamento est prevista para o dia 05/11/2010, portanto, em 15

janeiro/2011 teremos a empresa para implantao da rede. Com relao s instalaes 16

dos boosters, Eng. Coutinho disse que a CASAN ir continuar os trabalhos, e que em 17

outubro ser instalado o booster na Santa Vitria. Com relao ao booster da Queimada 18

dever ser trocado o local, pois aps a instalao e ativao do booster a proprietria do 19

terreno est incomodada. Eng. Coutinho esclareceu ainda que a equipe de emergncia 20

segue com as ligaes no Jagat, aps Santa Vitria e Morro da Penitenciria. C) 21

Contrato MGM: a empresa desistiu do contrato e foi notificada pelo setor jurdico da 22

SMHSA. Posteriormente dever ser realizada nova licitao. D) Obras da sede do 23

Parque: empresa executora Permetro / vigncia de contrato 12 meses / 2 medio 24

4% executado - Fator dificultador: necessidade de aterro. E) Levantamento topogrfico / 25

regularizao fundiria Empresa Iguatemi - Realizado: Caeira, Serrinha, Morro do 25 e 26

Penitenciria - em andamento: Santa Vitria. F) Aditivo do prazo ao contrato da empresa 27

SETEP, at maro de 2011. D. Neide solicitou esclarecimentos sobre o que foi licitado e o 28

que foi prorrogado. Neste sentido Eng. Rogrio esclareceu que havia sido prorrogado o 29

prazo de trmino do contrato, e que isto comum em contratos grandes. G) Com relao 30

pendncia da reunio anterior, Danilo e Paulina informaram que foi realizada reunio 31

entre o Corpo de Bombeiros, FLORAM e SMHSA, onde ficou definido que, 32

emergencialmente, o Corpo de Bombeiros ir executar o corte das rvores, em parceria 33

com a FLORAM. Paralelamente, a FLORAM estar buscando recursos para adquirir os 34

equipamentos necessrios para este servio. Informaram ainda que o Corpo de 35

Bombeiros ficou responsvel pela elaborao do cronograma inicial para o corte de 36

rvores que colocam em risco iminente as residncias. Na oportunidade, o Sub-Tenente 37

Rita apresentou o cronograma e disponibilizou as datas aos membros presentes na 38

reunio. H) Sr. Clair solicitou supresso de vegetao na rea de litgio para melhorar o 39

acesso dos moradores. I) Danilo informou que na reunio do Conselho Consultivo Parque, 40

mesmo com qurum mnimo, foi definido o Projeto de Lei para ser encaminhado 41

Cmara de Vereadores. Sr. Teco reclamou que no foi avisado, porm Paulina 42

esclareceu que o recado foi repassado aos familiares atravs do telefone residencial. 43

Para facilitar a comunicao, foi estabelecido que as reunies do Conselho Consultivo do 44

Parque sero realizadas toda primeira quarta-feira do ms, com exceo da prxima, que 45

ser realizada no dia 13/10, s 16 horas, considerando os dez dias para convocao, de 46

acordo com o Regimento Interno. J) Maria Gabriela se apresentou como assistente social 47

que acompanha a comunidade Vila Berreta (Santa Clara), e apresentou tambm dois 48

moradores da Comisso Local de Obras (CLO) que estavam presentes pela primeira vez 49

no Comit Gestor Participativo, Sr. Paulo e Sra. Salete. Salientou ainda que a CLO da 50

Vila Berreta (Santa Clara) foi formada no 2 momento do Encontro Comunitrio, dia 27 de 51

setembro e solicitou boas-vindas aos referidos moradores. K) Sub-Tenente Rita informou 52

que no dia 05/10, no IEE, s 19:00 horas haver reunio com todos os brigadistas e 53

lderes das comunidades para a CASAN apresentar a proposta dos hidrantes. No dia 54

16/10 ser realizado o acampamento dos brigadistas e dia 21/10, s 19:00 horas a 55

Formatura, defronte Catedral Metropolitana. Na seqncia, informou os nomes dos 56

brigadistas formados, por comunidade. A lista est disponvel para consulta junto s 57

assistentes sociais de referncia de cada comunidade. No terceiro ponto de pauta, 58

Cheyenne esclareceu as aes de educao ambiental: a) Com relao proposta de 59

sensibilizao das famlias residentes no entorno no parque, a equipe est identificando 60

os limites para preparar a abordagem. b) O contrato da Ambientalis prev dez (10) 61

mutires de limpeza, sendo que o dcimo est sendo realizado no Morro da Mariquinha. 62

c) O Curso de Monitor de Trilhas, ministrado pela Escola Marista, tem carga horria de 08 63

horas, sendo uma parte terica, j realizada, e a aula prtica ser no prximo sbado. d) 64

Calendrio Riquezas do Macio: Cheyenne informou que no dia 11/09, apesar das 65

chuvas, foram realizados os registros fotogrficos. Na reunio da comisso de 66

saneamento foram pr-selecionadas algumas imagens. Na seqncia, Cheyenne 67

apresentou as imagens ao Comit Gestor e props a composio de uma equipe de 68

trabalho para realizar a composio final do calendrio. Eng. Rogrio enalteceu o 69

trabalho da Empresa Ambientalis destacando a importncia do trabalho de educao 70

ambiental. Prosseguindo, Eng. Rogrio destacou o objetivo da reunio que de discutir 71

juntos as estratgias das obras, sendo atualmente quatorze frentes de trabalho, conforme 72

retrata o mapa exposto ao grupo reunido. Disse tambm que uma obra grande lenta e 73

complexa. Em seguida, foi apresentado o panorama das obras com complementaes 74

das lideranas de cada comunidade. Jagat: H dois (02) meses a obra estava travada, 75

para isso houve estratgia com a CASAN para dar prosseguimento do muro e 76

pavimentao. Sr. Sulimar disse que est de acordo com os servios. Queimada: Eng. 77

Rogrio e Sr. Valmor disseram que os moradores no entendiam que precisava fazer 78

primeiro o muro para depois abrir a rua, mas aps inmeros esclarecimentos, houve 79

acordo. Um morador da Queimada informou que no final da Rua Adir Marcelino, o esgoto 80

est apresentando problemas, pois algum ligou esgoto indevidamente. Sr. Valmor 81

esclareceu que na Queimada a rede no estava pronta e algumas pessoas fizeram as 82

ligaes. Em decorrncia deste procedimento, houve vazamento. Eng Coutinho disse 83

que o contrato da empresa est em fase final. Porm, Eng Rogrio solicitou 84

compreenso dos tcnicos da CASAN. Assim sendo, Coutinho se comprometeu de 85

verificar a situao, em carter emergencial. Sr. Valmor solicitou colocao de mureta. 86

Mariquinha: retirada da rocha / detonao de rocha; mudana do local de uma escada. 87

Eng. Rogrio informou que sero sessenta (60) dias de obras. Sr. Rogrio Antnio 88

perguntou por que parou a detonao da pedra na Comunidade do Morro da Mariquinha, 89

por solicitao do Eng. Rogrio. Eng. Rampinelli informou que o material a ser usado no 90

trabalho ainda no chegou e com chuva no dava para executar o servio. Esclareceu 91

tambm que o sistema de detonao de rocha lento e de baixo risco. Tico Tico: Eng. 92

Rogrio disse que a estratgia fazer reunio da Comisso Local de Obras sobre as 93

obras, muros, detonao de rocha. A reunio dever ser agendada pela assistente social 94

de referncia com as lideranas comunitrias. Penitenciria: Sr. Clair disse que a 95

comunidade que tem mais dificuldades de acesso. Eng. Rogrio informou que tem uma 96

equipe para executar a obra lentamente. Morro do Cu: D. Lenira informou sobre a 97

situao da casa que caiu na Rua Djalma Moellmann. Dorothea disse que foi no local com 98

o eng, tendo orientado a famlia a demolir a residncia. O proprietrio mudou-se para 99

uma casa na escadaria da Rua Djalma Moellmann, porm familiares construram outra 100

casa no mesmo local, em rea de risco. Lenira perguntou se os corrimes na Rua 101

Ararangu sero instalados at o final da rua. Rampinelli informou que sim, porm, 102

posteriormente, aps a construo dos muros de conteno. Vila Berreta: Na Rua 103

Monsenhor Topp a drenagem est colocando em risco algumas casas. Uma moradora 104

questionou sobre a construo de alguns novos degraus, no que o Eng. Rampinelli 105

informou que, como a parte plana da escada era bastante inclinada e as pessoas 106

escorregavam, foram criados alguns degraus intermedirios para minimizar o problema. 107

Eng. Rogrio complementou dizendo que com o tempo os moradores iro se adaptar 108

nova situao, que mais segura