ATA DA SEPTUAGÉSIMA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA .ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONDIM DE BASTO,

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of ATA DA SEPTUAGÉSIMA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA .ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONDIM DE...

ATA DA SEPTUAGSIMA PRIMEIRA REUNIO

ORDINRIA DA CMARA MUNICIPAL DE MONDIM DE

BASTO, REALIZADA NO DIA 31 DE JANEIRO DE 2013. --------------

Aos trinta e um dias do ms de janeiro do ano de dois mil e treze, pelas

dez horas, na sequncia da determinao proferida pelo Senhor Presidente da

Cmara, aps a auscultao dos Senhores Vereadores, que adiou a presente

reunio, inicialmente agendada para o dia 28 de janeiro de 2013, reuniu-se na

Sala de Reunies desta Cmara, o Executivo Camarrio, composto pelo

Presidente da Cmara Municipal Prof. Humberto da Costa Cerqueira e pelos

Senhores Vereadores Prof. Teresa de Jesus Tuna Rabio da Costa; Eng.

Lcio Manuel Alves Machado, Senhor Manuel Mota de Oliveira e Eng.

Francisco Gomes Ribeiro ----------------------------------------------------------------

PRESENAS: ----------------------------------------------------------------

Encontravam-se presentes nesta reunio o Secretrio do GAP, a Chefe

da DAF, o Chefe da DACT, o Arq. Rui Bastos e o Chefe da GJC, que

secretariou a presente reunio. ----------------------------------------------------------

ABERTURA DA REUNIO. --------------------------------------------

Pelas dez horas o Senhor Presidente da Cmara declarou aberta a

reunio. --------------------------------------------------------------------------------------

1 - Resumo dirio da tesouraria do dia 30 de janeiro de 2013. ------

Foi presente o resumo dirio da tesouraria, do dia 30 de janeiro de

2013, que apresenta um saldo de operaes oramentais no valor de 928

563.08 e no oramentais de 495 026.23. --------------------------------------------

Apreciado o assunto, foi deliberado tomar conhecimento. ----------------

2 - Ratificao de despachos de aprovao de alteraes ao

projeto de Qualificao de Espaos Pblicos da Vila de Mondim de

Basto. --------------------------------------------------------------------------------

Pelo Senhor Presidente da Cmara, foi apresentada uma proposta

escrita com o seguinte teor: --------------------------------------------------------------

Por deliberao de 12 de abril de 2010 a Cmara Municipal aprovou os

projetos da Regenerao Urbana do Ncleo Histrico e da Vila de Mondim

de Basto, onde se inclui o projeto de Qualificao de Espaos Pblicos da

Vila de Mondim de Basto. --------------------------------------------------------------

Tal aprovao foi efetuada pela Cmara, ao abrigo do art 64 n 1 al. q)

da Lei n 169/99, de 18 de Setembro, alterada pela Lei 5-A/2002, de 11 de

Janeiro. --------------------------------------------------------------------------------------

Por deliberao da Cmara Municipal de 13 de Agosto de 2010, foi

determinada a abertura de um concurso pblico para a adjudicao da

empreitada Qualificao de Espaos Pblicos da Vila de Mondim de Basto.

Corrido o procedimento pr-contratual, a Cmara Municipal, por

deliberao de 17 de fevereiro de 2011, ao abrigo das disposies combinadas

nos artigos 148 n 4 do Cdigo dos Contratos Pblicos e 64 n1 al. q) da Lei

n 169/99, de 18 de Setembro, com as alteraes que lhe foram introduzidas

pela Lei n 5-A/2002, de 11 de Janeiro, adjudicou a empreitada Qualificao

de Espaos Pblicos da Vila de Mondim de Basto ao concorrente Higino

Pinheiro S.A., pelo valor de 1 239 535.42, e com um prazo de execuo de

14 meses. ------------------------------------------------------------------------------------

Ora sucede que, ao longo da empreitada, por razes vrias, entre as

quais a execuo na rea da obra da regenerao urbana de outras

empreitadas, nomeadamente: N do Valinho; Recolha dos Resduos Slidos

Urbanos e Plano de Solues Integradas de Acessibilidade, bem como, para

correo de erros de cartografia, identificados aquando da execuo do

projeto no terreno, foram-me apresentadas algumas propostas de alterao,

nomeadamente: ----------------------------------------------------------------------------

Em 23 de junho de 2011 Proposta alterao ao projeto na rea da

Rua Comendador Alfredo lvares de carvalho e Escola EB/2/3/S; ----

Em 31 de outubro de 2011 Proposta alterao ao projeto na rea da

Av. Dr. Augusto de Brito; Largo Jardim 9 de Abril e Rua Jos maria de

Alpoim. ------------------------------------------------------------------------------

Em 30 de maro de 2012 Proposta alterao ao projeto na rea da

Av. da Igreja; Rua da Veiga e Reviso da delimitao exterior da rea de

interveno. -------------------------------------------------------------------------

Esclareo que todas as alteraes supra descritas foram sustentadas em

informaes da fiscalizao, acompanhadas de preos propostos pelo

empreiteiro em conformidade com os preos unitrios da proposta

adjudicada. ----------------------------------------------------------------------------------

Mais esclareo que todas as propostas de alterao supras descritas se

encontravam acompanhadas de informaes no sentido da oportunidade da

alterao e da garantia que a aprovao das mesmas no importava um

aumento do custo final de empreitada. ------------------------------------------------

Ora sucede que, aquando da apresentao das propostas de alteraes

estava convicto de que a competncia para aprovao das mesmas era do

Presidente da Cmara, motivo pelo qual, conforme documentos em anexo, as

aprovei. --------------------------------------------------------------------------------------

No entanto, atentos os valores base da empreitada, nos termos das

disposies combinadas dos artigos 64 n 1 al. q) da da Lei n. 169/99 de 18

de Setembro, com a redao que lhe foi dada pela Lei 5-A/2002 de 11 de

Janeiro; e art. 18 n. 1 al. a) do Dec. Lei 197/99 de 8 de Junho, por referncia

do art 14 n 1 al. a) do Dec. Lei 18/2008 de 28 de Janeiro, a competncia

para aprovar alteraes ao projeto e respetivas implicaes na quantificao

dos trabalhos contratados ao empreiteiro da Cmara Municipal, pelo que,

esto as aprovaes inquinadas com um vicio de competncia orgnica, cuja

sanao, ao abrigo do art 137 n 3 e n 4 do Cdigo de Procedimento

Administrativo, poder ser efetuada atravs da ratificao pela Cmara

Municipal dos atos proferidos, nomeadamente: --------------------------------------

Ratificao do Despacho de aprovao proferido em 23 de junho de

2011 que determinou a alterao ao projeto na rea da Rua

Comendador Alfredo lvares de Carvalho e Escola EB/2/3/S e a

quantificao dos trabalhos contratados ao empreiteiro; -------------------

Ratificao do Despacho de aprovao proferido em 31 de outubro de

2011 que determinou a alterao ao projeto na rea da Av. Dr. Augusto

de Brito; Largo Jardim 9 de Abril e Rua Jos maria de Alpoim e a

quantificao dos trabalhos contratados ao empreiteiro; -------------------

Ratificao do Despacho de aprovao de 30 de maro de 2012 que

determinou a alterao ao projeto na rea da Av. da Igreja; Rua da

Veiga e Reviso da delimitao exterior da rea de interveno e a

quantificao dos trabalhos contratados ao empreiteiro. -------------------

Nestes termos, proponho Cmara Municipal a ratificao das decises

proferidas, e assim, a sanao dos vcios de incompetncia orgnica de que

enfermam. ---------------------------------------------------------------------------------

Apreciado o assunto, foi deliberado por maioria, com dois votos a

favor e com o voto de qualidade do Senhor Presidente da Cmara, aprovar a

proposta apresentada. ---------------------------------------------------------------------

Absteve-se na presente votao o Senhor Vereador Eng. Francisco

Gomes Ribeiro. ----------------------------------------------------------------------------

Votaram contra os Senhores Vereadores Eng. Lcio Machado e

Manuel Mota de Oliveira que declararam: Consideramos que do ponto de

vista politico, esta ratificao um atropelo das competncias para as quais o

executivo est mandatado, o que consideramos grave. Genericamente somos

contra as ratificaes e, neste caso em particular, este assunto deveria ter a

envolvncia de todos os elementos da Cmara. -------------------------------------

3 - Relatrio Semestral de Acompanhamento do Plano de

Saneamento Financeiro. -----------------------------------------------------------

Pelo Senhor Presidente da Cmara, foi apresentada uma proposta

escrita com o seguinte teor: --------------------------------------------------------------

No mbito do Plano de Saneamento Financeiro, est o Municpio

obrigado, por fora da alnea c) do n4 do Art. 40 da Lei 2/2007 de 15 de

Janeiro, apresentar relatrios semestrais sobre a execuo do plano financeiro

elaborado que permitiu a contratao de um emprstimo de mdio e longo

prazo para consolidao de passivos financeiros. ------------------------------------

Por tal motivo, ordenei a elaborao do dito relatrio que segue em

anexo, referente ao semestre de 1 de julho a 31 de dezembro de 2012. ----------

Assim, proponho a apreciao e aprovao do Relatrio Semestral de

Acompanhamento do Plano de Saneamento Financeiro, constante do anexo

presente e da qual faz parte integrante, para que seja submetido Assembleia