Click here to load reader

Atividade de Meliponicultura na Terra Indígena de São Jerônimo · Manejo das abelhas Tubuna e Mirim Para os enxames capturados de abelhas Tubuna está desenvolvendo caixas de outro

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Atividade de Meliponicultura na Terra Indígena de São Jerônimo · Manejo das abelhas Tubuna e...

  • Atividade de Meliponicultura

    na Terra Indgena de So Jernimo

    A atividade de meliponicultura da Terra Indgena (T.I.) So Jernimo

    fruto do trabalho do Guarani Claudinei Vargas (Chebinha). A atividade de

    criao das abelhas indgenas sem ferro foi iniciada a trs anos, estimulada

    por um curso realizado na T.I. So Jernimo que veio se somar o interesse e o

    conhecimento tradicional que o meliponicultor detinha em relao a estas

    abelhas indgenas. Vale ressaltar que o Guarani Claudinei pertence ao ramo dos

    Guaran Mybi que se caracteriza por ter um amplo e destacado conhecimento

    tradicional de manejo das abelhas indgenas sem ferro.

    O meliponicultor Guarani utiliza o mtodo de distribuir armadilhas nas

    reas de floresta da Terra Indgena para a captura dos exames de abelha Jata

    (Tetragonisca sp.), entretanto, algumas vezes, captura enxames de Tubuna

    (Scaptotrigona bipunctata) e Mirim (Plebeia sp.). Quando captura os enxames

    destas duas ltimas espcies tambm as transfere para as caixas. Afirma que

    apesar de conhecer uma tcnica de diviso de colmeias prefere no utiliza-la,

    pois com as armadilhas ele captura os enxames que so decorrentes da diviso

    natural (enxameamento). As armadilhas ele mesmo constri so

    confeccionadas com garrafas PET de refrigerante embaladas em um saco

    plstico preto e, para atrair o enxame, aplica no interior da garrafa uma soluo

    de prpolis em lcool por ele preparada. As armadilhas so montadas

    principalmente a partir de setembro at o final do ano.

    Manejo das abelhas Jata

    As caixas para os enxames capturados de Jata so por ele construdas

    utilizando madeira de rvores mortas. As tbuas da caixa tem 3 cm de

    espessura, 15 cm de altura e dois lados de 17 cm na base. A colmeia segue o

    padro onde a caixa inferior ser utilizada para o ninho e a superior para a

    melgueira. Ele observa em quais espcies de rvores as abelhas sem ferro

    constroem seus ninhos na floresta e busca quando possvel utilizar estas

    madeiras para a construo das caixas. Afirma tambm no ter tido uma boa

    experincia com o uso do pinus.

    Observa-se que desenvolveu uma inovao na construo dessa caixa

    criando uma diviso da melgueira em duas partes, desta forma afirma que, na

    colheita, retira mel de um lado (metade) e o outro deixa para fortalecer o

    enxame.

  • Manejo das abelhas Tubuna e Mirim

    Para os enxames capturados de abelhas Tubuna est desenvolvendo

    caixas de outro padro de tamanho, porque observou que precisam ser caixas

    maiores que as utilizadas para as abelhas Jata. A criao Tubuna tem sido

    avaliada como uma opo interessante por produzir relativamente bastante mel

    quando comparada Jata, mas mesmo no tendo ferro so mais agressivas.

    No caso das abelhas Mirim, que produzem muito pouco mel, a sua

    criao est mais relacionada s questes culturais.

    Em relao disponibilidade de nctar, plen e resina para as abelhas

    afirma que nas reas de floresta existentes na Terra Indgena estes recursos

    so abundantes e, mesmo na poca de inverno quando existem menos

    espcies florescendo, a florada dos cips suficiente para alimentar as abelhas

    nativas.

    Atualmente a meliponicultura de Claudinei possui cerca de 70 colmeias

    de Jata, 10 colmeias de Tubuna e 3 colmeias de Mirim. O mel produzido

    comercializado na comunidade indgena e no municpio de So Jernimo. Neste

    ano pretende distribuir 150 armadilhas para capturar novos enxames e desta

    forma aumentar a criao.

    Observaes sobre a visita dos Kaingang da Terra

    Indgena Baro de Antonina Meliponicultura

    da Terra Indgena So Jernimo

    No dia 02/06/2017 foi realizada uma visita dos indgenas Kaingang da

    Terra Indgena Baro de Antonina a meliponicultura do indgena Guarani

    Claudinei Vargas na T.I. So Jernimo. Nesta visita participaram os indgenas

    Amrico Rodrigues, Cris Gino, Zavirda Gino, Elivelton Felipe Moraes, Deniz Pira,

    Miguel Jernimo Gonalvez, Valdenir S. Gino e Felipe Daka.

  • Foto 1. Vista geral das colmeias de Jata (Tetragonisca sp.) da Meliponicultura da Terra

    Indgena So Jernimo e dos indgenas Kaingang da T.I. Baro de Antonina observando as

    colmeias.

    Foto 2. Troca de conhecimento e experincia entre o meliponicultor Guarani Claudinei Vargas e

    os indgenas Kaingang da T.I. Baro de Antonina observando uma colmeia de Jata

    (Tetragonisca sp.).

  • Foto 3. Troca de conhecimento e experincia entre o meliponicultor Guarani Claudinei Vargas e

    os indgenas Kaingang da T.I. Baro de Antonina observando as colmeias de Tubuna

    (Scaptotrigona bipunctata).

    Foto 4. Troca de conhecimento e experincia entre o indgena meliponicultor Guarani Claudinei

    Vargas e os indgenas Kaingang da T.I. Baro de Antonina observando as colmeias de Tubuna

    (Scaptotrigona bipunctata). Detalhe o indgena Gino ao lado de uma colmeia de Tubuna

    experimentando o sabor do mel que eles apreciaram muito.

  • Foto 5. Troca de conhecimento e experincia entre o meliponicultor Guarani Claudinei Vargas e

    os indgenas Kaingang da T.I. Baro de Antonina observando as colmeias de Mirim (Plebeia

    sp.).

  • Observaes sobre a visita dos Guarani Nhandeva

    das Terras Indgenas Laranjinha e Pinhalzinho

    Meliponicultura da Terra Indgena So Jernimo

    No dia 11/06/2017 foi realizada uma visita dos Guarani Nhandeva das

    Terras Indgenas Laranjinha e Pinhalzinho a meliponicultura do Guarani

    Claudinei Vargas na T.I. So Jernimo. Nesta visita participaram os indgenas

    Reginaldo A. Alves, Samuel A. de Carvalho, Marcito J. de Paula, Rafael D.

    Matias, Wilson N. de Oliveira e Nilson Norato.

    Foto 1. Vista geral das colmeias de Jata (Tetragonisca sp.) da Meliponicultura da Terra

    Indgena So Jernimo e os indgenas Guarani Nhandeva das T.I.s Laranjinha e Pinhalzinho

    observando as colmeias.

  • Foto 2. Troca de conhecimento entre o meliponicultor Guarani Claudinei Vargas e os indgenas

    Guarani Nhandeva das T.I.s Laranjinha e Pinhalzinho observando uma colmeia de Jata

    (Tetragonisca sp.).

    Foto 3. Troca de conhecimento e experincia entre o meliponicultor Guarani Claudinei Vargas e

    os indgenas Guarani Nhandeva das T.I.s Laranjinha e Pinhalzinho observando uma colmeia de

    Tubuna (Scaptotrigona bipunctata).