Briefing da Iniciativa Novas Novas Oportunidades

Embed Size (px)

Text of Briefing da Iniciativa Novas Novas Oportunidades

Iniciativa Novas OportunidadesSetembro de 2010

1

Av. 24 de Julho, n 138 1399-026 Lisboa Telf.: 21 394 37 00 Fax: 21 394 37 99 E-mail: anq@anq.gov.pt

ndice

I. Iniciativa Novas Oportunidades................................................................................................................................... 3 II. Eixo Jovens da Iniciativa Novas Oportunidades ..................................................................................................... 5 III. Eixo Adultos da Iniciativa Novas Oportunidades ................................................................................................. 7 3.1 Principais resultados........................................................................................................................................... 7 3.2 - A rede nacional de Centros Novas Oportunidades................................................................................... 9 3.3 Protocolos de cooperao no mbito da Iniciativa Novas Oportunidades.......................................16

2

Av. 24 de Julho, n 138 1399-026 Lisboa Telf.: 21 394 37 00 Fax: 21 394 37 99 E-mail: anq@anq.gov.pt

I. Iniciativa Novas Oportunidades

A Iniciativa Novas Oportunidades contempla dois eixos distintos: um que estrutura vias profissionalizantes de qualificao para os jovens e um outro orientado para a populao adulta que no concluiu o ensino secundrio. O eixo jovens, entendido no contexto da Iniciativa como uma Oportunidade Nova de qualificao, conheceu um investimento significativo na diversificao de ofertas de educao formao de dupla certificao escolar e profissional (Sistema de Aprendizagem, Ensino Artstico Especializado, Cursos de Educao-Formao e sobretudo Cursos Profissionais) atravs da mobilizao de um conjunto diverso de agentes educativos fortemente ampliado pela expanso desta oferta na rede de escolas pblicas. A ANQ est a desenvolver o acompanhamento destas ofertas, ao qual se associa a regulao dos sistemas de qualificao. Um dos principais objectivos, que dever ser atingido j este ano lectivo, conseguir ter 50% dos alunos no ensino secundrio a frequentar um curso profissionalizante at 2010. O eixo adultos, dirigido populao activa (empregada ou desempregada) constitui-se como uma Nova Oportunidade para quem tenha interrompido e queira recomear um percurso de qualificao. Esta oportunidade concretiza-se atravs de percursos de educao e formao ou de processos de reconhecimento, validao e certificao de competncias (nvel bsico, secundrio ou profissional), estes ltimos desenvolvidos na Rede Nacional de Centros Novas Oportunidades. O objectivo essencial certificar 600 mil adultos atravs de processos de RVCC e abranger 350 mil atravs de Cursos de Educao e Formao de Adultos entre 2006 e 2010. So 3.500.000 os portugueses que no tm o ensino secundrio completo entre a populao activa (16-65anos). Com o desenvolvimento da Iniciativa foi possvel envolver em processo de qualificao mais de 1, 2 milhes de adultos, dos quais 34% j esto certificados. A obteno de resultados decorrentes da aposta no nvel secundrio de educao como patamar mnimo de qualificao da populao portuguesa, a valorizao social do investimento daqueles que apostaram na sua formao escolar e profissional, o reforo do nmero e diversidade de actores associados dinamizao desta Iniciativa, bem como a consolidao de uma rede que assegure respostas de proximidade aos pblicos atravs dos Centros Novas Oportunidades porta de entrada para percursos de qualificao constituem-se como desafios chave da Iniciativa.3

Av. 24 de Julho, n 138 1399-026 Lisboa Telf.: 21 394 37 00 Fax: 21 394 37 99 E-mail: anq@anq.gov.pt

A

concepo

e

disponibilizao

do

Catlogo

Nacional

de

Qualificaes

(www.catalogo.anq.gov.pt) constituem-se como um pilar fundamental de todo o Sistema Nacional de Qualificaes, ao permitir a flexibilizao e a modularizao de ofertas como os Cursos de Formao e Educao de Adultos, as Formaes Modulares Certificadas e os Cursos de Aprendizagem. Enquanto referente nico para os percursos de dupla certificao, e integrando j mais de 240 qualificaes de Nvel 2 e 3, tem vindo a ser desenvolvido atravs de uma estratgia participada de diferentes actores dos sectores de actividade das mais de 40 reas de educao-formao. A sua actualizao faz-se a partir dos Conselhos Sectoriais para a Qualificao que renem regularmente sobre cada uma das reas.

4

Av. 24 de Julho, n 138 1399-026 Lisboa Telf.: 21 394 37 00 Fax: 21 394 37 99 E-mail: anq@anq.gov.pt

II. Eixo Jovens da Iniciativa Novas Oportunidades

Entre 2005/06 e 2009/10 o nmero de jovens em Cursos de Dupla Certificao mais do que duplicou: eram 62.266 em 2005/06 e ascenderam a 139.334 no ano lectivo 2009/10. Esse crescimento foi apoiado fundamentalmente no aumento muito expressivo do nmero de alunos em Cursos Profissionais. Trata-se da modalidade de jovens com a dinmica de crescimento mais forte no perodo da Iniciativa Novas Oportunidades: existiam cerca de 37.000 matriculados em 2005/06, valor que vinha oscilando entre 25.000 e o referido h mais de uma dcada, e as estimativas apontam para mais de 124.000 alunos em Cursos Profissionais em 2010/11, o que significa que o nmero de jovens em Cursos Profissionais mais do que triplicou. Este crescimento foi concomitante com o progressivo esvaziamento dos cursos tecnolgicos que, oferecendo apenas 10 opes (contra as 120 dos cursos profissionais) no representavam uma via de dupla qualificao reconhecida enquanto tal nem pelos jovens nem pelo mercado de trabalho.Quadro 1 Nmero de jovens em ofertas de educao e formao de nvel secundrio desde 2005/06, por tipo de modalidadeTipo de modalidade Cursos Cientfico-Humansticos 1) Cursos Tecnolgicos 1) Cursos de Dupla Certificao 3) Cursos Profissionais 2005/06 188 460 52 228 62 266 36 943 2006/07 196 023 42 820 75 055 49 660 2007/08 196 216 25 673 96 221 70 177 2008/09 195 330 20 212 113 237 93 438 2009/10 195 380 7 736. 139 334 108 643 2010/11 n.d. n.d. 143 052 124 265 Taxa de crescimento 3,7% - 85,2% 129,7% 236,4%

Fontes:1)

Os dados entre 2005/06 e 2008/09 provm das Estatsticas da Educao (GEPE/Ministrio da Educao). Dos 7736 alunos

inscritos nos cursos tecnolgicos no ano de 2009/10, 5.956 estavam no curso de desporto, o nico que se encontra activo, enquanto no for substitudo por cursos profissionais nessa rea. Os dados relativos a 2009/10 so provisrios.2)

Os dados relativos aos Cursos Profissionais, Cursos de Educao e Formao e Cursos do Ensino Artstico Especializado entre

2005/06 e 2008/09 provm das Estatsticas da Educao (GEPE/Ministrio da Educao) e do Turismo de Portugal (Cursos Profissionais em 2006/07)., enquanto que a informao relativa aos Cursos de Aprendizagem no perodo entre 2005/06 e 2007/08 foi fornecida pelo Instituto do Emprego e Formao Profissional e provm das Estatsticas de Educao em 2008/09 (GEPE/Ministrio da Educao). Os dados relativos a 2009/10 so provisrios.

Este crescimento foi concomitante com o crescimento dos alunos matriculados nos cursos cientficohumansticos. No total, o sistema de ensino, num contexto da contraco demogrfica das geraes dos5

Av. 24 de Julho, n 138 1399-026 Lisboa Telf.: 21 394 37 00 Fax: 21 394 37 99 E-mail: anq@anq.gov.pt

15 aos 20 anos, aumentou o nmero de alunos que frequentam o secundrio em perto de 40.000 jovens.

A forte expanso dos Cursos Profissionais foi apoiada na generalizao das escolas pblicas com esta oferta de dupla certificao. Em 2005/06 o nmero de alunos a frequentar Cursos Profissionais em estabelecimentos de ensino pblicos correspondia apenas a 12% do total de alunos nesta modalidade, enquanto que em 2009/10 quase 60% do total de alunos frequentava Cursos Profissionais promovidos por escolas da rede pblica. sublinhar, neste contexto, que em termos absolutos as escolas profissionais conheceram um crescimento de 41,4%, tendo atingido, de longe, o maior volume de alunos nos 21 anos da sua existncia.

Quadro 2 Nmero de jovens em Cursos Profissionais desde 2005/06, por tipo da entidade promotora2005/06 Tipo de entidade promotora Estabelecimentos de ensino pblicos Outras entidades Total Tipo de entidade promotora Estabelecimentos de ensino pblicos Outras entidades Total N. 4 302 32 641 36 943 % 11,6% 88,4% 100% 2006/07 N. 16 523 33 137 49 660 % 33,3% 66,7% 100% 2007/08 N. 35 223 34 954 70 177 % 50,2% 49,8% 100% 2008/09 N. 54 542 38 896 93 438 % 58,4% 41,6% 100% 2009/10 N. 63 623 45 020 108 643 % 58,6% 41,4% 100%

Fontes: Os dados para os anos lectivos entre 2005/06 e 2008/09 provm das Estatsticas da Educao (GEPE/Ministrio da Educao) e do Turismo de Portugal (Cursos Profissionais em 2006/07). Os dados relativos a 2009/10 so provisrios.

6

Av. 24 de Julho, n 138 1399-026 Lisboa Telf.: 21 394 37 00 Fax: 21 394 37 99 E-mail: anq@anq.gov.pt

III. Eixo Adultos da Iniciativa Novas Oportunidades

3.1 Principais resultadosQuadro 3 Inscries e certificaes no Eixo Adultos da Iniciativa Novas OportunidadesCertificaes Inscries Total Centros Novas Oportunidades 1) Cursos de Educao e Formao de Adultos 2) Formaes Modulares Certificadas 3) Vias de concluso do secundrio 4) 1 088 316 132 537 131 242 3 066 372 455 60 757 440 1 403 2000/05 44 192 15 305 0 0 Desde 2006 328 263 45 452 440 1 403

Fontes: 1) Relatrios mensais (2000/2006) e plataforma SIGO (desde 2007, dados provisrios de 30 de Setembro de 2010). 2) Inscries: GEPE/Ministrio da Educao + IEFP (2006) e plataforma SIGO (2007, dados provisrios actualizados a 31 de Dezembro de 2010; desde 2008, dados provisrios actualizados a 30 de Setembro de 2010). Certificaes: Carteiras de competncias homologadas pela DGFV, IEFP e plataforma SIGO (desde 2008, dados provisrios de 30 de Setembro de 2010). 3) Plataforma SIGO, dados provisrios de 30 de Setembro de 2