of 24 /24
HISTÓRIAS COM CARTAS CADERNO DE ORIENTAÇÕES

CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

HISTÓRIASCOM CARTAS

C A D E R N O D E O R I E N T A Ç Õ E S

Programa Crer para Ver é uma das iniciativas que traduzem o compromisso da Natura com a construção de uma sociedade mais justa. Nesse sentido, o principal objetivo do Programa é contribuir para um dos aspectos mais relevantes

e estruturais da sociedade: a qualidade da educação nas escolas públicas brasileiras.

Por acreditarmos que a participação de todos é o caminho para mudanças, desde a concepção do Programa, a Natura mobiliza seu canal de vendas para compartilhar a importância e o valor da educação. Esse envolvimento possibilita que as ações desenvolvidas pelo Programa sejam financiadas por meio de recursos arrecadados pelos Consultores e Consultoras Natura, que vendem os produtos da linha Crer para Ver sem fins lucrativos.

Desde o início do Programa, em 1995, essa participação voluntária arrecadou mais de R$ 32 milhões, o que possibilitou o investimento em iniciativas voltadas para o ensino fundamental, educação de jovens e adultos e educação infantil de escolas públicas em todo o Brasil, resultando em mais de 2,4 milhões de alunos beneficiados.

Uma dessas iniciativas é este material que você, professor, está recebendo. O projeto Trilhas visa promover o desenvolvimento da leitura, escrita e oralidade dos alunos de 4 a 6 anos e também instrumentalizar e apoiar o trabalho do professor das redes públicas de ensino.

Essa ação contribui para ampliar o universo cultural de alunos e professores, por meio do acesso à leitura de bons livros de literatura infantil. A escolha da LEITURA como o principal tema deve-se por ser uma estratégia mundialmente reconhecida como determinante para a aprendizagem e para promover um melhor desempenho escolar ao longo de toda a vida.

Esperamos que o projeto possa ser útil a você e a todos os profissionais que trabalham para a melhoria da educação infantil pública.

Aos Consultores e Consultoras Natura, agradecemos o esforço voluntário e a contribuição para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e solidária. Graças a essa mobilização, milhares de municípios brasileiros, na sua diversidade e pluralidade, fazem parte deste e de outros projetos do Programa Crer para Ver.

Equipe do Programa Crer para Ver, Natura Cosméticos

OC A D E R N O D E O R I E N T A Ç Õ E S : H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Capa Viviana CARTAS final.indd 1 22/06/2009 18:39:45

Page 2: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

1 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

P

Por que ler livros com diferentes tipos de texto?

Ver:Caderno de

estudos

or muito tempo, acreditou-se que bastava ensinar as crianças a decodificar os textos para dizer quesabiam ler. Entendia-se a escrita como uma técnica aprendida por meio de exercícios repetitivos.

Hoje, sabemos que essa visão desconsidera um aspecto essencial: a oportunidade do ingresso em umacultura escrita.

Considerar o ingresso na cultura escrita implica pensar nos livros, mas também em todos os outros suportesde texto que representam a escrita e fazem parte da sociedade (jornais, receitas, cartas etc.). Isso significa que,para além de decodificar textos e conhecer as letras, é preciso garantir outras condições, como: participar depráticas reais de leitura e escrita e de situações que convidem a pensar sobre como a língua escrita se organiza;conhecer os diferentes suportes de texto e as suas características; garantir possibilidades de visita a instituiçõesque fazem parte da cultura escrita (bibliotecas, livrarias, editoras etc.).

Essa mudança de compreensão do ensino da leitura e da escrita no âmbito da educação já se reflete na buscade novas soluções que vêm sendo apresentadas na literatura infantil brasileira. Isso é um sinal claro de que as“certezas” daquele ensino de “sempre” estão em processo de mudança.

Mas não é simples incorporar essas novas expectativas à prática. No entanto, hoje, há livros de alta qualidadeque nos ajudam nessa tarefa. Há uma diversidade de publicações que, desde muito cedo, convidam as criançasa se aventurem por vários tipos de histórias, ilustrações e textos.Com base na narrativa literária – texto com o qual certamente as crianças têm mais familiaridade –, os autoresaproveitam para introduzir cartas, receitas, textos informativos e até mesmo jornalísticos nos livros infantis.Essa iniciativa amplia as oportunidades de ingresso das crianças na cultura escrita, contribuindo para suaformação como leitoras e escritoras.

As cartas nos textos literários

Entre as possibilidades de incorporação de diferentes tipos de textos nas histórias, há um gênero que costumaencantar e atrair as crianças: as cartas.Toda leitura ou produção de texto está ancorada em uma prática social e responde a determinadas caracterís-ticas e expectativas. A leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto.

Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se fazem presentes, pois carregam a possibilidade de apro-ximar pessoas, de comunicar, mandar notícias para quem está longe e até ajudar a matar a saudade. Isso atraias crianças, o que pode permitir a exploração das convenções próprias desse gênero.

Vale a pena dar especial atenção a esse tipo de texto em sala de aula. São inúmeras as possibilidades de traba-lho que se abrem. Neste Caderno de orientações, você encontrará formas de ampliar o que já faz em seutrabalho cotidiano com as crianças, explorando histórias cujas narrativas são entremeadas com cartas.

O reconhecimento da importância de bibliotecas infantis nas escolas tem estimulado a criação de diversasiniciativas que buscam promover o desenvolvimento da leitura e o acesso a livros de qualidade. Trabalharcom livros em sala, permitindo e incentivando que as crianças possam manuseá-los, lê-los e observar osdetalhes de suas ilustrações, ainda é um desafio que já está mais próximo de ser conquistado.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:081

Page 3: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

2 | T R I L H A S

As atividades propostas neste Caderno de orientações permitem que as crianças acompanhem sua leituratendo o livro em mãos ou o dividindo com outros colegas. Essa é uma situação diferenciada, tanto doponto de vista do acesso da criança à obra impressa quanto das possibilidades de aprendizagem sobre aleitura e a escrita. Nas atividades que seguem, convidamos você a contribuir para o ingresso das criançasde sua turma na cultura escrita por meio de situações em que o livro, a história e as cartas, ao mesmotempo que encantam e divertem, coloquem desafios e problemas a serem resolvidos.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:082

Page 4: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

3 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

O

Sobre os livros

livro escolhido para este Caderno de orientações conta a história de Viviana, personagem queescreve cartas a diferentes bichos convidando-os para uma festa em sua casa. A história possuium narrador que apresenta as cartas de Viviana e as dos bichos que respondem ao convite.

Conforme o leitor lê as cartas dos animais, vai conhecendo outras histórias. Podemos dizer que essa éuma história que conta histórias.

Viviana, rainha do pijamaEscrito e ilustrado por Steve Webb

São Paulo: Editora Salamandra, 2006.

Esta história começa quando Viviana decide fazer uma festa em sua casa para saber como é que os bichoscostumam se vestir ao dormir. Para descobrir isso, convida os vários animais estampados em seu pijama eavisa-os que, na festa, haverá uma votação para eleger “o pijama mais animal”.

Os preparativos começam com a confecção dos convites. Viviana escreve uma carta para cada um delescontando como será a festa e perguntando sobre os seus pijamas. Os bichos respondem, aceitando oconvite e descrevendo cada qual a sua roupa de dormir. Ao terminar a troca de correspondências entre amenina e os bichos, todos se encontram na tão esperada festa para escolher a roupa mais “sensacional”.

Quais as características dessa história?

Vamos observar algumas características presentes na estrutura dessa narrativa e na linguagem dostextos apresentados:

1. O narrador inicia a história com um marcador atemporal: “Numa certa manhã...”;2. Há personificação quando animais vivem situações humanas. Durante a história, os bichos secorrespondem, vestem roupas e participam da festa. A personificação chega a tal ponto que o Polvo tocabateria, enquanto os outros animais dançam;3. A narrativa se estrutura em torno das cartas-convite escritas pela personagem principal e das cartas-resposta enviadas pelos diferentes animais;4. As cartas se repetem ao longo da história, caracterizando a narrativa como linear e repetitiva.

Em relação às cartas presentes na história:

1. Apresentam uma organização espacial que se repete, na seguinte ordem:a) O cabeçalho, que, em vez de apresentar o local e a data em que a carta foi escrita, traz umdesenho do destinatário, isto é, o animal a quem o convite se destina, por exemplo: “Para o Leão,debaixo da árvore que dá sombra, planícies ensolaradas, África”;b) O corpo, parte do texto em que contém a mensagem. Nele, há sempre um vocativo (“CaroLeão”) antes do assunto da carta;c) A despedida, que inclui uma saudação (“Com afeto”) e a assinatura do remetente da carta(“Rainha do Pijama”);

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:083

Page 5: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

4 | T R I L H A S

2. O assunto das cartas escritas por Viviana e pelos bichos se repete. Nas cartas da menina, há sempre oconvite, um detalhe da festa (“Vai ter uma música bárbara”) e os nomes dos animais que já foram convi-dados (“Vai ter música e também o Leão e o Pinguim”);3. Na carta dos bichos, há sempre uma resposta à pergunta feita por Viviana (“Meu pijama é cheio deescovas de dente”) e ao convite (“O prêmio já é meu, nisso creio e confio”);4. Todas as cartas de Viviana têm um P.S., abreviatura do latim post-scriptum (pós-escrito), aquilo que seacrescenta a uma carta depois de assinada. Nele, se repete a mesma pergunta, variando conforme oanimal: “Quando você vai para cama dormir, que tipo de pijama gosta de vestir?”;5. As cartas possuem um estilo espontâneo e informal, como se fosse uma conversa por escrito, em queaparecem marcas de oralidade. Nelas, há frases sem conclusão, nas quais as reticências (os famosos trêspontinhos) convidam o receptor a completá-las (“Sonho com bananas feito um... ”), perguntas queprocuram respostas dos destinatários (“Vai ser uma festa bárbara... Você pode vir?”), pontos deexclamação que expressam ênfase que a emissora Viviana dá a determinadas expressões que refletemsua alegria (“Por favor, venha à minha muito LOUCA FESTA DO PIJAMA!”). Outra marca de oralidadeé a exploração do sentido polissêmico da palavra “animal”: “Logo ela saberá, entre todos, qual tem opijama mais animal”;6. Os envelopes das cartas dos bichos estão todos endereçados a Viviana. O que muda é o selo queestampa a cara do bicho que escreveu e a tipografia (já que cada bicho escreve com um tipo deletra diferente).

Em relação à ilustração:

1. A narrativa é intercalada por páginas duplas em que, de um lado, há a carta escrita por Viviana e, deoutro, a carta de resposta do bicho. As ilustrações de ambas as cartas se aproximam bastante de cartas reais;2. Na carta de Viviana, há desenhos dos bichos, o que ajuda as crianças a reconhecerem o destinatário.Nas respostas dos animais, identificam-se os remetentes por meio dos selos; 3. As ilustrações reforçam a personificação dos animais. Por exemplo, cada carta é escrita com uma letradiferente. Esse recurso tipográfico nos mostra que cada animal escreve de um jeito diferente, assim como nós;4. O recurso tipográfico é utilizado ao longo de toda a narrativa, dando destaque a determinadasfrases e palavras;5. A diagramação também varia ao longo do livro, sempre mantendo uma relação direta com o texto, queora aparece em uma linha separando desenhos, ora acompanha o movimento da personagem (por exemplo,quando Viviana ergue os braços e a linha do texto contorna sua silhueta), ora aparece em linha reta;6. Ao longo do livro, os bichos aparecem em diferentes lugares: nos detalhes do pijama da menina, no seupensamento, no seu porta-lápis, nas cartas que ela escreve etc.;7. Há ainda uma brincadeira nos envelopes das cartas-resposta (quando fechados, é possível ver os bichostal como são; ao abrir os envelopes, os bichos aparecem vestidos com seus pijamas);8. Há um recurso de interação com o leitor no momento em que Viviana faz a lista para o concurso: suasmãos seguram uma prancheta com os nomes dos bichos, como se o leitor participasse da votação junta-mente com os animais. Essa participação ocorre também na abertura do último envelope, que traz aresposta de quem venceu o concurso de pijamas.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:084

Page 6: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

5 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

As atividades desenvolvidas aqui são referências para a exploração de livros com histórias que usam correspondênciascomo elo entre os personagens. Por meio do recurso das cartas, o autor evidencia um itinerário que organiza a narrativa.O texto de Viviana, rainha do pijama serviu de referência para a elaboração das propostas apresentadas a seguir.Mas você pode experimentar o mesmo tipo de atividade com outros livros que possuam estrutura semelhante.Este Caderno de orientações é um convite para que você coloque em jogo seus conhecimentos, ampliando-os com assugestões apresentadas. Bom trabalho!

Lembrete

Sabemos que, quando gostam de uma história, as crianças pedem para que ela seja lida e relidadiversas vezes. Por isso, não hesite em contar várias vezes a mesma história. A formação de futurosleitores se dará no equilíbrio de experiências em que eles possam ler e escutar histórias por puroprazer – desfrutando de literatura de qualidade – com outros momentos em que possam apro-fundar conhecimentos sobre o texto. Portanto, o desafio está em não transformar a leitura dehistórias numa atividade mecânica. Assim, procure garantir a leitura por prazer de maneira inde-pendente das atividades com foco no texto. Este Caderno de orientações apresenta um roteiro detrabalho que não deve ser escolarizado, mas, ao contrário, servir de instrumento para que ascrianças façam uma viagem pelo mundo da literatura e do conhecimento.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:085

Page 7: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

7 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Atividade 1 Conhecer um livro com formato diferente 8

Atividade 2 Falar sobre as cartas do livro 10

Atividade 3 Escrever os nomes dos bichos 12

Atividade 4 Completar nomes nos envelopes 14

Atividade 5 Brincar de correio 16

Atividade 6 Ler itens da lista 18

Atividade 7 Relacionar texto e ilustração 20

Atividade 8 Responder a uma carta-convite 22

Sumário

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:087

Page 8: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

8 | T R I L H A S

O

Atividade 1Conhecer um livro com formato diferente

professor entrega o livro Viviana, rainha do pijama para ascrianças organizadas em grupos e propõe que elas o explorem

“por fora e por dentro”. Depois, lê o livro e conversa sobre a históriacom as crianças.

Roteiro de trabalho

Preparação

Ler a história com atenção, observando as possibilidades de interação com o leitor.

Organização do espaço e das crianças

Nessa atividade, as crianças estarão divididas em grupos.

Orientações para o professor Contar às crianças que elas conhecerão uma nova obra e que terão a oportunidade de observá-la em

suas próprias mãos. Você pode dizer: “Hoje, vamos conhecer um novo livro. Como temos alguns livros iguais,vocês vão poder explorar e ler junto comigo. Entregarei um para cada grupo”.

Conversar com as crianças sobre a importância do cuidado com o livro. Mostrar como virar as páginassem amassar e ajudá-las a pensar sobre como manuseá-lopara que todas as crianças do grupopossam apreciá-lo.

Entregar o livro e pedir que elas observem a capa. Ler em voz alta o título, apontando-o para que as crian-ças possam saber onde você está lendo. Deixar que elas comentem sobre as informações presentes nacapa, o nome do autor, da editora etc.

Pedir que elas observem a contracapa do livro. Se as crianças comentarem sobre o envelope desenhado,você pode estimulá-las a continuar pensando sobre essa ilustração. Caso elas não comentem nada, vocêpode perguntar: “O que vocês acham que representa essa ilustração aqui? (apontando para o envelope)Quem será que escreveu essa carta? E esses bichos que estão em volta, será que são personagens da história?”

Propor que elas abram o livro e que observem algumas páginas. Incentivar que as crianças comentemsobre os personagens, relacionando-os com as imagens da contracapa; parar na carta que Viviana escrevepara o Leão e perguntar às crianças quem elas acham que está escrevendo essa carta e para quem.

Chamar atenção para a carta de resposta do Leão. Deixar que as crianças manuseiem a carta e obser-var se elas percebem que, quando aberta, a ilustração propõe uma brincadeira com o pijama dobicho que a escreveu.

Propor que elas continuem folheando o livro. Conversar com as crianças sobre o que imaginam que estáescrito nas cartas.

Observar a capa e a

contracapa do livro,

atentando às informa-

ções presentes e fazendo

antecipações da história.

O que as crianças

podem pensar,

dizer e fazer.

Observar o livro por

dentro e fazer

antecipações sobre o

conteúdo das cartas.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:088

Page 9: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

9 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Convidar o grupo para escutar a leitura acompanhando-a com o livro que têm em mãos e propor quetentem descobrir por que há tantas cartas nessa história. Ler em voz alta e comunicar o momento em quedevem mudar de página.

Ler o livro até o fim e conversar sobre a história. Você pode perguntar: “Por que vocês acham que o pijamada Viviana foi o campeão? Que pijama vocês escolheriam como o vencedor? Por quê?”

O que as crianças podem aprender Ao apresentar o livro “por fora”, explorando a capa, a contracapa, o título e as ilustrações, as crianças

aprendem sobre o livro como objeto e observam suas características.

Ao apresentar o livro “por dentro”, explorando as cartas que se abrem e se fecham antes da sua leitura,contribui-se para que as crianças imaginem a história e antecipem a narrativa.

Ao conversar com as crianças sobre o conteúdo da história, favorece-se que elas participem do enredo,se apropriem da história e da maneira como é contada.

O que mais é possível fazer

Como a história desse livro traz questões próximas ao universo infantil, você pode reler o livro relacionan-do aspectos da vida cotidiana das crianças e conversando sobre como elas gostam de se vestir para dormir.

O que é possível fazer em casa

Convidar as crianças a perguntarem em casa se seus parentes já trocaram alguma correspondência ou setêm alguma carta que receberam e que poderiam mostrar ou emprestar para trazer aos colegas.

Acompanhar a leitura

da história com o

texto em mãos.

Interagir com o

conteúdo da história.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:089

Page 10: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

10 | T R I L H A S

O

Atividade 2Falar sobre as cartas do livro

professor lê algumas cartas de Viviana, rainha do pijama econversa com as crianças, ressaltando características e

conteúdos do livro.

Roteiro de trabalho

Preparação

Observar a estrutura das cartas do livro: início, corpo e despedida (para quem foi escrita, o que está escri-to e quem escreveu).

Organização do espaço e das crianças

Organizar as crianças em grupos de modo que cada grupo tenha um exemplar do livro.

Orientações para o professor Entregar um exemplar de Viviana, rainha do pijama para cada grupo e contar que eles irão ler e pensar

sobre o que está escrito nas cartas que aparecem na história. Você pode dizer: “Hoje, vamos ler algumascartas desse livro e conversar sobre elas”.

Abrir o livro nas páginas que mostram a carta enviada para o Leão e a carta de resposta dele e orientarpara que façam o mesmo, sem dizer quem escreveu a carta e para quem foi escrita.

Contar às crianças que você lerá a primeira carta do livro e dizer que elas podem acompanhar sua leituranos livros que têm em mãos. Ler em voz alta e perguntar às crianças quem escreveu a carta. Questionarcomo fizeram para descobrir isso.

Perguntar em que partes da carta as crianças conseguem descobrir para quem Viviana escreveu. Pedirque elas observem o texto da carta e apontem para você essa informação.

Retomar com as crianças o conteúdo da carta. Você pode dizer: “E o que foi mesmo que Viviana escreveupara o Leão?” Comentar que essa carta foi escrita por Viviana é um convite e, em seguida, perguntar se elasse lembram do que o Leão respondeu. Convidá-las, então, a observar a carta do Leão.

Pedir que elas olhem a carta do Leão (a carta deve estar fechada) e perguntar o que está escrito no envelope.

Perguntar sobre o selo da carta: “Se esta carta é para Viviana, pois aqui está escrito o seu nome e endereço,por que tem um selo do Leão?” Conversar com as crianças sobre as informações que elas podem encontrarnos envelopes das cartas sobre o destinatário e o remetente.

Convidar as crianças a abrir o envelope e perguntar a elas por que acham que aparece o pijama do Leão.Conversar com elas sobre o que o Leão escreve na carta.

O que as crianças

podem pensar,

dizer e fazer.

Pensar sobre as característi-

cas das cartas e localizar

informações no texto.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0810

Page 11: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

11 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Perguntar se, no texto da carta, também há informação sobre quem escreveu e para quem escreveu. Deixarque elas falem e que apontem no livro que têm em mãos.

Propor que as crianças observem algumas das outras cartas do livro e perguntar se elas acham que sãoparecidas e por quê. Conversar sobre a história, destacando que Viviana escreve muitas cartas paraorganizar sua festa.

Perguntar às crianças se as ilustrações das cartas podem ajudá-las a saber para quem Viviana estáescrevendo. A partir da resposta que elas derem, comentar sobre o apoio que a ilustração pode dar para a leitura nessa história.

Possíveis adaptações

Caso o desafio proposto nessa atividade pareça muito difícil para algumas crianças, você pode conversarcom elas apenas sobre a carta escrita ao Leão e sua resposta.

Se o desafio proposto nessa atividade for fácil para algumas crianças, você pode propor que, em grupo,elas localizem as informações que se repetem nas demais cartas do livro.

O que as crianças podem aprender Ao propor que as crianças observem as cartas do livro, identificando e localizando quem as escreveu,

para quem e o que foi escrito, favorece-se que elas se aproximem das características desse gênero.

Ao convidar as crianças a compararem as cartas do livro observando a semelhança de estrutura econteúdo, favorece-se que elas observem a estrutura repetitiva da narrativa e a função das cartas na história.

O que mais é possível fazer

Para dar continuidade ao trabalho com cartas, você pode propor, por exemplo, a produção coletiva deuma carta-convite para um novo animal.

Comparar as cartas

observando suas

semelhanças.

Pensar em como a

ilustração pode

apoiar a leitura

do texto.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0811

Page 12: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

12 | T R I L H A S

O

Atividade 3Escrever os nomes dos bichos

professor faz uma brincadeira de adivinha com as crianças:lê para elas algumas informações que estão nas cartas do livro

Viviana, rainha do pijama e pede que elas descubram a qual bichoas informações se referem e escrevam seu nome numa folha.

Roteiro de trabalho

Preparação

Separar lápis e papel para cada criança e selecionar as partes das cartas dos animais que serão lidas (emque deve haver alguma característica dos bichos).

Organização do espaço e das crianças

Essa é uma atividade individual. As crianças devem estar organizadas de forma que tenham apoiopara escrever.

Orientações para o professor Propor às crianças uma brincadeira de adivinha com o nome de alguns dos bichos do livro Viviana,

rainha do pijama. Você pode dizer: “Hoje, vamos fazer uma brincadeira de adivinha. Vou escolher algumasdas cartas que os bichos escreveram para a Viviana e ler somente uma parte delas, sem dizer o nome do bichoque escreveu. Vocês terão que descobrir de que bicho é a carta e escrever seu nome”.

Entregar uma folha e um lápis para cada criança e realizar a primeira leitura: “Nesse planeta azul e verde,que Deus nos deu, não existe ninguém mais alta que eu. Que bicho escreveu isso para a Viviana?”

Esperar até que todos tenham escrito o nome do animal para iniciar a próxima leitura. Ler as caracte-rísticas de pelo menos quatro bichos.

Terminar as leituras e pedir que as crianças falem de quem era a primeira carta lida.

Fazer perguntas às crianças sobre como se escreve o nome do bicho enquanto você escreve, em letra maiús-cula, na lousa. Pedir que uma criança diga com qual letra ela começou a escrever, por exemplo, MACACO.Caso ela diga que usou o M, perguntar quem mais usou a mesma letra e quem usou outra. Caso algumacriança diga que começou com A, você pode perguntar se na sala há o nome de alguém que comece comMA, assim como MACACO. Escrever esse nome na lousa. Mostrar que também existe a letra A, masque antes dela tem a letra M.

Perguntar o que falta para escrever MACACO. Caso haja na sala uma criança com o nome que tenhaCA, peça que ela diga se sabe como escrever o CA da palavra macaco. Caso ela se sinta à vontade, pode iraté a lousa e escrever essa parte.

Ler o que escreveram.

O que as crianças

podem pensar,

dizer e fazer.

Recuperar a história de

memória e pensar sobre

como se escreve.

Relacionar informações,

pensar sobre como se

escreve e comparar

escritas.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0812

Page 13: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

13 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Questionar o que está escrito até agora e o que ainda falta para escrever MACACO. Sugerir que ascrianças usem a própria escrita MACA que está na lousa para tentar descobrir como deve ser escrito oque falta para completar a palavra.

Pedir que elas verifiquem a escrita no papel comparada com a da lousa.

Escrever o começo do nome do próximo bicho na lousa, por exemplo, se o animal for o Jacaré, escreverJA e dizer: “A segunda carta que eu li era do animal que começa com essas letras. Quem sabe me dizer queanimal é esse? E o que eu já escrevi aqui na lousa? O que falta para completar o nome dele?” Propor queelas olhem para a escrita do MACACO buscando ajuda para escrever o que falta para completara palavra JACARÉ.

Seguir com orientações como essas para as outras palavras restantes.

Possíveis adaptações

Caso o desafio proposta nessa atividade se mostre muito difícil para algumas crianças, você pode proporque elas escrevam em duplas e com letras móveis.

Se o desafio parecer muito fácil para algumas crianças, você pode ler as características de mais bichos,ampliando a quantidade de nomes a serem escritos.

O que as crianças podem aprender Ao propor que as crianças escrevam o nome dos bichos, favorece-se que elas reflitam sobre como se

escreve, analisando oralmente a palavra e procurando algum tipo de correspondência com as unidadesda escrita.

Ao escrever o nome dos bichos na frente das crianças, favorece-se que elas observem as relações entreo que foi falado e o que está sendo escrito.

O que mais é possível fazer

Você pode fazer atividades como essa com personagens de outras histórias conhecidas das crianças.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0813

Page 14: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

14 | T R I L H A S

O

Atividade 4Completar nomes nos envelopes

professor propõe que as crianças completem o nome dosbichos nos envelopes das cartas do livro Viviana, rainha do

pijama e depois pede que elas organizem a ordem de entrega dascartas para o carteiro.

Roteiro de trabalho

Preparação

Preparar um conjunto de sete envelopes para cada grupo com o endereço de Viviana como remetente eos endereços dos bichos como destinatário, mas sem o nome deles. Usar letra maiúscula.

PARA O _____________DEBAIXO DA ÁRVOREQUE DÁ SOMBRA,PLANÍCIES ENSOLARADAS,ÁFRICA

Organização do espaço e das crianças

Essa atividade será realizada em grupos.

Orientações para o professor Explicar a proposta para as crianças. Você pode dizer: “Hoje, vamos imaginar que o carteiro responsável

pela entrega das cartas de Viviana para os bichos precisa de uma ajuda para saber a ordem em que elas devemser entregues. Para ajudá-lo, vocês vão completar as informações que estão faltando nos envelopes das cartas eorganizá-las na ordem em que devem ser entregues”.

Separar as crianças em grupos, entregando para cada grupo um conjunto de sete envelopes.

Ler para as crianças um dos envelopes explicando a elas o que precisam preencher. Para isso, você podeler primeiro o remetente (que é a Viviana) e, em seguida, ler o endereço do bicho. Depois, pergunte àscrianças qual a informação que está faltando.

Deixar que as crianças respondam e dizer que, nos envelopes que receberam, elas devem escrever onome do bicho que mora nesse endereço.

Conversar com as crianças sobre como elas podem fazer para descobrir qual envelope é de qual bicho.Retomar que, nas cartas que a Viviana escreve, há sempre uma indicação do local onde o animal mora e que,no envelope das cartas-resposta, há o endereço da Viviana.

Orientar as crianças que cada uma deve escrever o nome em pelo menos um envelope, de forma quetodas as crianças escrevam.

O que as crianças

podem pensar,

dizer e fazer.

Localizar informações

na carta e escrever nos

envelopes.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0814

Page 15: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

15 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Circular entre os grupos para oferecer ajuda caso algum deles demonstre dificuldade em encontrar asinformações nas cartas do livro.

Entregar uma cartolina e pedir que cada grupo coloque os envelopes na ordem em que devem serentregues pelo carteiro, organizando assim seu itinerário.

Possíveis adaptações

Caso o desafio proposto nessa atividade se mostre muito difícil para as crianças, você pode entregar osenvelopes preenchidos e pedir que elas apenas organizem o itinerário do carteiro.

Se o desafio proposto nessa atividade parecer muito fácil para algumas crianças, você pode deixar maisespaços em branco no endereço dos bichos para elas completarem.

O que as crianças podem aprender Ao propor que as crianças busquem as informações necessárias para serem escritas nos envelopes,

favorece-se que elas façam uso de diferentes estratégias de leitura.

Ao propor que as crianças organizem o roteiro de entrega do carteiro, possibilita-se que elas recuperemo itinerário da narrativa.

O que mais é possível fazer

Para dar continuidade a esse trabalho, você pode propor que as crianças elaborem os selos que serãocolados nos envelopes.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0815

Page 16: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

16 | T R I L H A S

O

Atividade 5Brincar de correio

professor propõe às crianças que brinquem de correio. Paraincrementar a brincadeira, conversa com elas sobre os materiais

que podem ser encontrados no correio e o uso que elas podemfazer deles.

Roteiro de trabalho

Preparação

Se possível, separar qualquer material de correspondência que você tenha para apresentar às crianças(cartão-postal, diferentes tamanhos de envelopes e papel, selos, caixas etc.) e depois deixar no espaçoreservado para a brincadeira.

Organização do espaço e das crianças

Essa é uma atividade coletiva que pode acontecer tanto no espaço da sala quanto em outro espaço dainstituição, como, por exemplo, na área externa.

Orientações para o professor Organizar as crianças em roda e fazer a proposta. Você pode dizer: “Estamos falando muito de cartas e

carteiro, alguém sabe como chama o local onde os carteiros trabalham? Alguém já foi em um correio? Quem jáviu uma caixa do correio nas ruas? Já conhecemos cartas, já sabemos escrever envelopes, o que vocês acham demontarmos um correio na sala para brincar?”

Conversar com as crianças sobre o que é um correio e o que há nele: “Para que serve o correio? O que faze-mos quando vamos lá? O que mais, além de carta, podemos enviar para as pessoas? Quem já viu um cartão-postal? Podemos enviar presentes pelo correio?” O importante é que as crianças conheçam uma variedade demateriais que podem ser encontrados nos correios, como papel para carta, cartão-postal, telegrama, caixade Sedex etc. Se possível, você pode propor ainda uma visita a um correio para que elas tenham maisdados do que há nesse local.

Mostrar às crianças que você organizou na sala um espaço para elas brincarem de correio. Você pode fazerum cenário com caixas de papelão ou utilizar as mesas e cadeiras da sala e produzir cartazes com o nomedo estabelecimento. Também pode trazer papel, caixas e envelopes ou pedir que as crianças tragam essesmateriais de casa.

Conversar com as crianças sobre os diferentes materiais disponíveis para a brincadeira. Chamar atençãopara o que se escreve em cada um deles. Por exemplo: “Por que será que o cartão-postal é tão pequeno?O que as pessoas escrevem nele? E por que existem papel com linhas e papel sem linhas? Por que se cola selo nascartas? Como são os selos?”

Deixar que as crianças brinquem nesse espaço e observar o uso que fazem de materiais como papel,envelopes e cartões.

O que as crianças

podem pensar,

dizer e fazer.

Brincar de correio.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0816

Page 17: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

17 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Organizar atividades com as crianças que as convidem a pensar sobre o que elas escrevem nas cartas quandoestão brincando, estimulando que façam uso dos diferentes tipos de materiais que estão disponíveis parasuas escritas no espaço do correio.

Possíveis adaptações

Caso o desafio proposto nessa atividade se mostre muito difícil para algumas crianças, você pode brincarjunto com elas, ajudando-as a enriquecer o cenário, os papéis e as ações da brincadeira.

Se o desafio proposto nessa atividade parecer muito fácil para algumas crianças, você pode propor que elasconstruam os cenários, os materiais, as vestimentas e os cartazes para a brincadeira.

O que as crianças podem aprender Ao conversar com as crianças sobre os diferentes materiais encontrados no correio, favorece-se que elas

conheçam e se familiarizem com diferentes suportes textuais, como carta, telegrama e cartão-postal.

Ao oferecer materiais para que as crianças brinquem de correio, incentiva-se que elas façam uso de seusconhecimentos sobre o que é um correio e como se escrevem cartas.

O que mais é possível fazer

Você pode montar outros cantos dentro da sala que também possibilitem a apresentação de diferentessuportes textuais, como, por exemplo, uma lanchonete. Nessa brincadeira convide as crianças a escreverreceitas de sucos, sanduíches e vitaminas e proponha a elaboração de um cardápio.

Pensar sobre os diferentes

usos que podem fazer dos

materiais do correio

em suas brincadeiras.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0817

Page 18: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

18 | T R I L H A S

O

Atividade 6Ler itens da lista

professor lê para as crianças uma lista de coisas que acontecerãona festa de Viviana, a personagem da história Viviana, rainha

do pijama. Entrega a elas a lista e pede para que circulem onde estáescrito MÚSICA BÁRBARA. Depois, pede para que elas circulem ondeestá escrito BALÕES.

Roteiro de trabalho

Preparação

Preparar folhas para cada dupla de crianças com a lista de coisas da festa da Viviana. É importante escreverem letra maiúscula e em forma de lista, conforme o exemplo a seguir:

LISTA DA FESTADANÇAS BÁRBARAS MÚSICA BÁRBARABALÕESBRINCADEIRASBOLO DE ANIVERSÁRIO

Organização do espaço e das crianças

Agrupar as crianças em duplas. É importante que os agrupamentos sejam pensados de modo que ascrianças possam se ajudar durante a leitura.

Orientações para o professor Retome com as crianças o que Viviana escreveu nas cartas sobre sua festa de aniversário. Você pode

dizer: “No livro, Viviana quer fazer uma festa de aniversário e, nas cartas que ela escreve para seus amigosanimais, ela diz o que vai ter na sua festa. Quem se lembra de algo que terá nessa festa?”

Distribuir entre as crianças os exemplares do livro, propondo que elas observem a página que ilustra afesta de Viviana para ajudá-las a se lembrar. Caso não se recordem de todos os itens da lista, retomar ascartas para ajudá-las.

Mostrar a folha com a lista de coisas da festa. Ler em voz alta para as crianças, mas em uma sequênciadiferente da que está escrita. Fazer uma lista igual na lousa.

Entregar uma lista para cada dupla e explicar a proposta: “Vocês vão ler a lista, localizar e circular ondeestá escrito MÚSICA BÁRBARA”.

O que as crianças

podem pensar,

dizer e fazer.Recuperar informações do

texto de memória e com

apoio da ilustração.

Relacionar informações,

colocar em jogo estratégias

de leitura e verificar

suas escritas.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0818

Page 19: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

19 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Esperar até que todas as duplas tenham encontrado a expressão MÚSICA BÁRBARA e escolher umadupla de crianças para socializar como foi que elas fizeram para encontrar a escrita correta. Nesse momen-to, você pode ajudá-las propondo questões que as auxiliem a retomar as estratégias utilizadas: “Vou marcaraqui na minha lista, na lousa, do mesmo jeito que fizeram na lista de vocês. Por que acham que aqui estáescrito MÚSICA BÁRBARA?” No fim, pedir que as demais duplas confirmem se circularam a escrita correta.

Propor que as duplas agora encontrem e circulem onde está escrito “BALÕES”.

Propor que elas compartilhem novamente as estratégias utilizadas. Fazer perguntas que ajudem ascrianças a justificar suas escolhas. Por exemplo: “Vocês acham que aqui está escrito BALÃO porque começacom a letra B. Mas, olhem só, essas outras duas palavras (apontando para BOLO DE ANIVERSÁRIO e BRIN-CADEIRA) também começam com essa mesma letra. Como sabemos qual é a palavra BALÃO?”Caso digam que ali está escrito BALÕES porque tem o BA igual ao BA de BÁRBARA, retomar comoaquela dupla fez para ter certeza de que aquela palavra era a correta, socializando com todas as crianças:“Vejam, elas disseram que BALÕES só pode ser aqui porque tem o BA igual ao BA da BÁRBARA”.Destaque, nas duas palavras, a grafia igual.

Possíveis adaptações

Caso o desafio proposto nessa atividade seja muito difícil para algumas crianças, você pode pedir que elaslocalizem apenas a palavra BALÃO.

Se o desafio proposto nessa atividade estiver muito fácil para algumas crianças, você pode propor que elasencontrem as palavras individualmente.

O que as crianças podem aprender Ao propor que as crianças identifiquem palavras e expressões em uma lista, favorece-se que elas

coloquem em jogo estratégias de leitura.

Ao propor que elas socializem como fizeram para identificar a palavra solicitada, favorece-se que ascrianças ampliem e se apropriem de estratégias de leitura e aprendam umas com as outras.

O que mais é possível fazer

Você pode propor que as crianças completem essa lista com outras coisas que podem acontecer numafesta de aniversário.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0819

Page 20: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

20 | T R I L H A S

O

Atividade 7Relacionar texto e ilustração

professor lê com as crianças as cartas dos bichos do livroViviana, rainha do pijama e pede que elas identifiquem como

cada um deles apresenta seu pijama escrevendo uma lista na lousa.Depois, entrega tiras de papel com essas caracterizações escritas,pedindo que as crianças identifiquem as relações entre o texto e asilustrações dos bichos no livro.

Roteiro de trabalho

Preparação

Preparar tiras de papel com as características dos pijamas de cada um dos bichos da história escritas emletra maiúscula. Faça um destaque nas palavras que identificam como é o pijama do bicho. Por exemplo:É COISA DE REI COBERTO DE COROAS; CHEIO DE TRENÓS E DE BELOS ESQUIS; CHEIO DE ESCO-VAS DE DENTE; TEM NUVENS DE CIMA EMBAIXO; MAIS LINDO PIJAMA DE TODO O MAR; PIJAMACHOCANTE; É MUITO DOCE.

Organização do espaço e das crianças

Essa é uma atividade em pequenos grupos.

Orientações para o professor Dividir as crianças em grupos e entregar um livro para cada grupo. Propor que leiam com você as cartas

que os bichos escreveram na história. Explicar que, ao ler, elas devem atentar para a parte do texto em queestá escrito como são seus pijamas. Você pode dizer: “Hoje, vamos ler juntos as cartas dos animais e vocêsdevem ficar atentos no que cada um dos animais diz sobre seu pijama”.

Pedir que as crianças ditem e escrever na lousa, após a leitura de cada carta, como é cada pijama, damesma forma como aparece no livro. Por exemplo, se uma criança disser que o pijama do Leão é de coroas,retomar a carta e destacar que, no livro, o Leão escreveu que seu pijama é COBERTO DE COROAS.Compartilhar com as crianças cada palavra que está escrevendo: “Até aqui já escrevi COBERTO DE;agora vou escrever COROAS”.

Pedir para que todos os grupos fechem as cartas dos bichos e entregar as tiras de papel com ascaracterizações dos pijamas. Informar que naquelas tiras está escrito a mesma coisa da lousa, mas que aspalavras mais importantes para ajudá-las a ler estão destacadas.

Explicar que elas devem organizar as tiras colocando abaixo de cada ilustração do bicho no livro a tira coma caracterização correspondente. Você pode fazer a primeira correspondência coletivamente como exemplo.

Ajudar as duplas com dificuldade, lembrando que as palavras que estão destacas podem ajudá-las aencontrar a tira correta.

Ler e identificar

no texto como

são os pijamas

dos animais.

O que as crianças

podem pensar,

dizer e fazer.

Relacionar as

tiras com as

ilustrações

no livro.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0820

Page 21: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

21 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Possíveis adaptações

Caso o desafio proposto nessa atividade esteja muito difícil para algumas crianças, você pode iniciar aatividade propondo a leitura do que está escrito nas tiras sobre os pijamas dos animais para que elasdigam o nome do bicho a que corresponde.

Se o desafio proposto nessa atividade estiver muito fácil para algumas crianças, você pode entregar astiras com as caracterizações sem destacar as palavras.

O que as crianças podem aprender

Ao escrever as características dos pijamas dos bichos lentamente na frente das crianças, favorece-se queelas aprendam a relacionar o que foi falado com o que está sendo escrito.

Ao propor que as crianças relacionem as tiras com as ilustrações dos bichos no livro, favorece-se queelas encontrem correspondências entre texto e ilustração e façam uso de diferentes estratégias de leitura.

O que mais é possível fazer

Para dar continuidade à observação das características dos pijamas que aparecem na história, você podepropor que as crianças façam o desenho do pijama que gostariam de ter e digam como ele é para quevocê possa escrever.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0921

Page 22: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

22 | T R I L H A S

O

Atividade 8Responder a uma carta-convite

professor propõe que, em grupos, as crianças respondam àcarta produzida por ele, em que são convidadas para um

concurso que escolherá o desenho do monstro mais assustador.

Roteiro de trabalho

Preparação

Preparar uma carta na qual você irá convidar as crianças para um concurso do desenho do monstro maisassustador. Usar as cartas da Viviana como modelo e perguntar a elas como seria o desenho desse monstro.

Organização do espaço e das crianças

Essa atividade deve ser realizada em grupos, mas é preciso organizar a turma de forma que, enquantovocê dá atenção especial a um grupo, as demais crianças realizem o desenho do monstro ou outraatividade que possam fazer sozinhas.

Caso seja preciso, faça essa mesma proposta também em outro momento, de forma a atender cadagrupo separadamente.

Orientações para o professor Contar às crianças que, inspirada no livro Viviana, rainha do pijama, você fez uma carta para convidá-las

para um concurso. Ler a carta em voz alta para todos.

Estimular as crianças para a realização do concurso, propondo que façam tal como os bichos no livro deViviana, respondendo ao convite que você fez.

Explicar como serão feitas as cartas-resposta: “Vocês responderão à carta-convite que eu fiz. Para isso, vouseparar vocês em grupos. Cada grupo fará o desenho de seu monstro e, junto comigo, responderá ao convite.Enquanto um grupo escreve comigo a resposta ao convite, os demais produzem o seu desenho. Tudo bem?”

Organizar os grupos e entregar os materiais para que possam iniciar o desenho.

Sentar com o primeiro grupo e conversar sobre a estrutura da carta que escreverão como resposta.

Retomar as cartas-resposta do livro para ajudar as crianças a se lembrarem de como é a estrutura dacarta de resposta dos bichos e poderem refletir: onde deve estar a informação sobre quem escreve acarta, quem responde e o que precisam escrever.

Pedir que elas ditem para você a resposta à sua carta. Você pode fazer perguntas que as ajudem: “Como secostuma começar uma carta? Para quem é a carta? Nas cartas do livro, os animais escrevem como é o pijamadeles, porque a Viviana fez essa pergunta a eles. Na carta que eu escrevi para vocês, há uma pergunta? Qual éela? Como vocês podem responder? Quem assina essa carta? Onde eu escrevo?”

Retomar a estrutura

de uma carta

de resposta.

O que as crianças

podem pensar,

dizer e fazer.

Ditar uma carta de

resposta e indicar

a localização de

cada uma das

partes do texto

na carta.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0922

Page 23: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

23 | H I S T Ó R I A S C O M C A R T A S

Pedir que elas mostrem no papel onde você deve escrever cada uma dessas partes.

Ler a carta de resposta produzida para que todos do grupo aprovem o resultado ou, caso queiram,façam alterações no texto.

Acompanhar mais um grupo nesse trabalho. Caso ainda não tenham terminado o desenho do monstro,combinar com as crianças que parem um pouco, pois, depois de responder a carta-convite, elas retoma-rão a produção do desenho.

Ler para todos da sala as cartas escritas pelos grupos e combinar quando e como será o concurso.Você pode colocar os desenhos nos murais da sala para que todos possam observar e votar naquele queacharem mais assustador.

Possíveis adaptações

Caso o desafio proposto nessa atividade se mostre muito difícil para algumas crianças, você pode proporque elas produzam uma carta de resposta coletivamente e deixem para escrever em grupo apenas comoseria o desenho do monstro mais assustador.

Se o desafio proposto nessa atividade for muito fácil para algumas crianças, você pode propor que umadas crianças do grupo escreva e os outros integrantes ditem.

O que as crianças podem aprender Ao propor que elas produzam cartas oralmente e ditem para o professor escrever, favorece-se que

as crianças coloquem em jogo seus conhecimentos sobre a estrutura desse gênero e possam entãoproduzir um texto.

O que mais é possível fazer

Para dar continuidade ao trabalho, você pode realizar uma festa para o concurso do desenho do monstromais assustador e elaborar um livro só de ilustrações com esses desenhos.

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0923

Page 24: CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ... leitura e a escrita de cartas tornam clara para as crianças a função desse tipo de texto. Mesmo em ambientes pouco letrados, as cartas se

24 | T R I L H A S

Créditos institucionais

TRILHAS

Iniciativa:Natura Cosméticos

Realização:Programa Crer para Ver, Natura Cosméticos

Desenvolvimento:Cedac

Ficha Técnica

Programa Crer para Ver, Natura CosméticosCoordenação:Maria Lucia Guardia e Lilia Asuca Sumiya

CedacCoordenação:Beatriz Cardoso e Tereza Perez

Concepção do conteúdo e supervisão:Ana Teberosky

Direção editorial:Beatriz Cardoso e Beatriz Ferraz

Consultoria literária:Maria José Nóbrega

Equipe de redação:Ângela Carvalho, Beatriz Cardoso, Beatriz Ferraz, Debora Samori, Maria Grembecki, Milou Sequerra, Patrícia Diaz

Equipe da Gerência de Educação e Sociedade, Natura Cosméticos:Maria Lucia Guardia, Lilia Asuca Sumiya, Fabiana Shiroma, Eliane Santos, Isabel Ferreira, Luara Maranhão, Gabriela Santos

Edição de texto:Marco Antonio Araujo

Coordenação de produção:Fátima Assumpção

Projeto gráfico:SM&A Design

Ilustrações:Vicente Mendonça

Revisão:Jandira Queiroz e Ali Onaissi

“ESTE CADERNO TEM OS DIREITOS RESERVADOS E NÃO PODE SER COPIADO OU REPRODUZIDO, PARCIAL OU TOTALMENTE,SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E EXPRESSA DO PROGRAMA CRER PARA VER, DA NATURA COSMÉTICOS, E DO CEDAC.”

Fascículo VIVIANA 6 FEV 09.p65 14/07/2009, 17:0924