Carta Náutica - .Guidelines for protecting berthing structures from scour caused by ships [documento

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Carta Náutica - .Guidelines for protecting berthing structures from scour caused by ships...

  • Boletim do Centro de Documentao e Informao

    Carta Nutica Junho 2015

    Guidelines for safe harbour towage operations - European Tugowners Association

    Das ltimas aquisies

    Neste nmero:

    Das ltimas aquisies

    - Guidelines for

    safe harbour

    towage operations

    Das nossas estantes

    - Volvo Ocean Race

    - a regata volta

    do mundo

    Revista do ms - Revista de

    Marinha

    Boletim Bibliogrfico

    - maio de 2015

    O que se passa por aqui

    - Novo Conselho de

    Administrao da

    APL, S.A.

    Leis porturias - Contraordenaes

    porturias

    Poesia pelo porto

    - Sidnio Muralha

    Ligaes Interessantes

    - European

    Tugowners

    Association

    Foto Final

    Contactos

    Das nossas estantes

    Revista do ms

    Questes , sugestes ou comentrios? Envie para CDI@portodelisboa.pt, ou ligue 21 361 10 45.

    Visite-nos na Rua da Junqueira, 94 - 1349-026 Lisboa

    Caso receba esta Carta Nutica desformatada, selecione, no Microsoft Outlook,

    Actions e, depois, View in Browser. Se alguma ligao no funcionar certifique-se que, se for

    ligao intranet da APL, est ligado a esta se no tiver acesso solicite o documento ao CDI.

    Caso no pretenda receber esta Carta Nutica agradecemos que nos informe.

    Ligao Interessante

    Boletim Bibliogrfico

    Foto Final

    Nota: O Boletim Bibliogrfico encontra-se na intranet da APL (para o ler necessita de

    aceder previamente intranet).

    Nota: Estes artigos encontram-se na intranet da APL (para o ler necessita de aceder

    previamente intranet).

    Volvo Ocean Race - a regata volta do mundo - Nysse Arruda

    Navegabilidade do Rio Tejo - Revista de Marinha

    Mais artigos selecionados:

    Focus on: air supported vessels - Maritime Journal - abril 2015

    Desenvolvimento de um sistema de monitorizao do meio marinho : um projeto

    portugus - Indstria e Ambiente - abril 2015

    Lisbon: a new relationship with the river - AIVP-Association Internacionale Villes & Ports

    - abril 2015

    O Boletim Bibliogrfico editado periodicamente pelo Centro de

    Documentao e Informao.

    A sua finalidade dar a conhecer ao leitor todas as publicaes

    que deram entrada no CDI, revistas ou livros; nele figuram,

    igualmente, as informaes destacadas durante o ms, sob a

    forma de legislao ou de artigos.

    As publicaes no peridicas, ou livros, so apresentadas atravs

    da catalogao enquanto as publicaes peridicas podem ser

    visualizadas atravs dos ndices dos respetivos artigos de modo a

    que facilmente o leitor possa escolher o tema que o interesse.

    As publicaes peridicas so regularmente enviadas a todos os

    leitores que as tenham solicitado mas qualquer leitor pode

    requisitar ao CDI a disponibilizao de livro ou artigo avulso que

    pretenda.

    Guidelines for safe harbour towage operations

    European Tugowners Association

    Brussels, 2015, 46 pgs.

    Se gostou deste vai gostar:

    Technical-nautical port services in the EU - final report, Dynamar Consultancy, European Commission, 1999, 343 pgs.

    Guidelines for protecting berthing structures from scour caused by ships [documento eletrnico], Maritime Navigation Commission, PIANC Secrtariat Gnral, 2015, 146

    pgs.

    O que se passa por aqui

    Se gostou deste vai gostar:

    39270 - further tougher closer Volvo Ocean Race, Volvo Ocean Race, 2012, 190 pgs.

    Vela olmpica portuguesa - 75 anos, Gabriel Lobo Fialho, Federao Portuguesa de Vela, 1999, 158 pgs.

    Poesia pelo porto

    Sem ttulo - Sidnio Muralha

    Novo Conselho de Administrao da APL, S.A.

    Volvo Ocean Race - a regata volta do mundo,

    Nysse Arruda,

    Nysse Arruda, [2012], 159 pgs.

    Leis porturias

    Portugal olha o mar e o desafia.

    esta toda a fora de uma raa

    cantada por Cames, nessa poesia

    maior que o sofrimento e a desgraa.

    Os sculos passaram como um dia.

    Um dia como um sculo que passa.

    Mas Cames no passou e no podia,

    seja o tempo o que for, faa o que faa.

    Portugal olha o mar que lhe pertence,

    o mar que no o vence e que o convence,

    para l de aventuras e revezes,

    ser sempre nosso, o mar das descobertas,

    das janelas rasgadas e abertas

    que Cames entregou aos portugueses.

    Regime das contraordenaes por violao das normas constantes dos

    regulamentos de explorao e de funcionamento dos portos, a aplicar nas

    reas de jurisdio das autoridades porturias

    Este ms destacamos o manual Guidelines for safe harbour towage

    operations, publicado recentemente pela European Tugowners

    Association (ETA), sobre a segurana das operaes de reboque num

    porto.

    O documento explora questes de segurana operacional dos

    rebocadores, e destina-se a todos os interessados, nomeadamente

    pilotos, capites dos navios e seus oficiais das pontes de comando, e

    pessoal envolvido na operao de atracao de um navio.

    Tendo em conta os vrios riscos que ameaam a segurana das operaes de reboque,

    muitos dos quais no controlados pelas vrias pessoas envolvidas no reboque de um

    navio em porto, a ETA identificou um conjunto de orientao gerais, amplamente

    aplicveis a todos os tipos de navios e portos. Aps o desenvolvimento de vrias

    consideraes relativamente aos vrios tipos de rebocadores, suas limitaes e ao

    processo das operaes de reboque em porto, as orientaes gerais so apresentadas no

    final deste manual, de uma forma bastante concisa, atravs de uma lista do que deve e

    do que no deve ser feito pelos vrios envolvidos durante todo o processo de reboque de

    um navio.

    Entre 25 de maio e 7 de junho o Porto de Lisboa recebeu, pela 2. vez, mais uma etapa

    da Volvo Ocean Race (VOR), a exigente regata que percorre mais de 39.000 milhas

    nuticas volta do mundo. Aproveitamos que estes dias de festa e confraternizao

    nutica na Doca de Pedrouos ainda esto frescos na nossa memria, para voltar atrs

    no tempo e recordar a primeira passagem da VOR por Lisboa, destacando a publicao

    Volvo Ocean Race - a regata volta do mundo, de Nysse Arruda, uma jornalista

    especializada na rea da nutica de recreio e da vela. Este livro como uma reportagem

    da VOR 2011-2012, onde, ao longo de quatro captulos, ilustrados com belssimas

    fotografias do dia-a-dia desta regata e dos seus participantes, se relatam os principais

    acontecimentos ocorridos nas viagens entre as vrias etapas e nos locais de paragem,

    com especial destaque para Lisboa.

    A publicao dedica, ainda, alguns captulos apresentao das

    embarcaes participantes e das respetivas tripulaes, bem como

    aos resultados oficiais da competio. No entanto, sempre

    enfatizado que a VOR no se trata apenas de uma mera competio

    desportiva, mas sim de um teste fora, coragem, percia e

    perseverana de cada um dos seus participantes, onde o

    companheirismo e a vontade de superar os mais difceis desafios so

    determinantes para o sucesso de cada equipa e da prpria regata.

    Divulgamos, este ms, um artigo publicado no ltimo nmero da

    Revista de Marinha intitulado Navegabilidade do Rio Tejo, onde se

    salienta a importncia dos rios (em particular do Tejo) enquanto vias

    de comunicao e de transporte, fontes de energia, habitat de

    espcies nicas de fauna e flora aquticas, e espao de atividades de

    lazer e turismo. O artigo comea por fazer uma descrio geogrfica

    do rio Tejo e das suas margens desde a nascente at foz, fazendo,

    de seguida, uma viagem na histria da navegabilidade deste rio, e

    das atividades exercidas ao longo das suas margens, desde os

    tempos antigos at ao incio do sculo passado.

    Finalmente, o artigo centra-se na atualidade, destacando os projetos relacionados com o

    transporte de mercadorias por vial fluvial (nomeadamente o aprofundamento da Cala das

    Barcas para permitir a navegao de embarcaes de mdia dimenso at Alhandra bem

    como o transporte fluvial de carga contentorizada at Castanheira do Ribatejo) e as suas

    vantagens econmicas e ambientais. O artigo enfatiza, ainda, a importncia econmica

    do aproveitamento da navegabilidade dos rios, e especialmente do Tejo, para a prtica

    de atividades de lazer, nutica de recreio e turismo, apresentando como caso de

    aproveitamento turstico de sucesso o caso do rio Douro.

    Em concluso, o autor deste artigo destaca as vantagens econmicas e ambientais do

    transporte fluvial (em relao ao rodovirio e ferrovirio), defendendo a necessidade de

    investimento por parte das diversas entidades responsveis e dos agentes econmicos,

    de forma a tornar o rio Tejo navegvel e a concretizar os projetos previstos.

    Fundada em Londres, no ano de 1963, a European Tugowners

    Association (ETA) uma das mais antigas associaes

    martimas da Europa. Ao longo das dcadas, esta associao

    tem vindo crescer e, hoje em dia, conta com mais de 80

    membros oriundos de 21 pases.

    A ETA tem como objetivo o de salvaguardar e promover os interesses dos proprietrios e

    operadores dos rebocadores que servem os navios que escalam os portos da Europa. Esta

    associao amplamente reconhecida como o porta-voz da indstria dos rebocadores;

    uma fonte de informao tcnica e profissional para os seus membros; um promotor dos

    servios prestados por esta indstria bem como da sua boa imagem; e ainda um elo de

    ligao entre os seus membros e outras associaes d