Click here to load reader

Cassio P Ferreira Manifestações cutâneas do HTLV

  • View
    235

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Cassio P Ferreira Manifestações cutâneas do HTLV

  • Cassio P Ferreira

    Manifestaes cutneas do HTLV

  • Manifestaes cutneas do HTLV A infeco pelos vrus HTLV-I/II encontra-se presente em todas as regies brasileiras, mas as prevalncias variam de um estado para outro, sendo mais elevadas na Bahia, Pernambuco e Par;

    As estimativas indicam que o Brasil possui o maior nmero absoluto de indivduos infectados no mundo;

    Estes vrus so transmitidos pelo sangue e agulhas contaminadas, atravs de relaes sexuais e de me para filho, especialmente atravs do aleitamento materno.

  • Manifestaes cutneas do HTLV Podemos classificar as manifestaes dermatolgicas associadas ao HTLV-I em:

    A) relacionadas ao HTLV-I;

    B) relacionadas imunossupresso;

    C) manifestaes cutneas inespecficas.

  • Manifestaes cutneas de doenas relacionadas ao HTLV-I

    Paraparesia espstica tropical/mielopatia associada ao HTLV-I;

    Dermatite infecciosa associada ao HTLV-I;

    Leucemia/linfoma de clulas T do adulto (LTA);

    Linfoma cutneo de clulas T;

  • Paraparesia espstica tropical/mielopatia associada ao HTLV-IXerodermia/ictiose adquirida + hipohidrose (resposta cutnea simpaticomimtica alterada por leso da inervao cutnea perifrica), eritema palmar persistente e foliculite decalvante;

    Outros: xerose cutnea, dermatite seborrica, dermatofitose, eritrodermia, vitiligo, molusco contagioso e erisipela de repetio.

    incontinncia urinria: candidase perineal;

    dificuldade de deambulao: calosidades plantares.

  • Paraparesia espstica tropical/mielopatia associada ao HTLV-IictiosedermatofitoseEritema palmarFoliculitedecalvanteonicomicose

  • Dermatite infecciosa associada ao HTLV-I1966: Sweet (Jamaica); 1990: associada infeco pelo HTLV-1 por La Grenade e cols;

    Depois dos 18 meses, embora haja relato em lactentes mais jovens e recente// foram descritos os 1os casos com incio na vida adulta;

    Eczema agudo em crianas sem qq episdio anterior de eczema infantil, predominando no vestbulo nasal. Pode acometer couro cabeludo, pescoo, ouvido externo, regio retroauriculares, axilas e a regio anterior do nariz;

    Leses eritmato-ppulo-crostosas associadas secreo nasal e, por vezes, a leses papulosas disseminadas;

  • Dermatite infecciosa associada ao HTLV-I

    Cultura da secreo nasal: S. aureus e Streptococcus pyogenes;

    Antibiticos controlam a dermatite que retorna logo aps a suspenso dos mesmos;

    A resistncia ao tratamento, as exacerbaes freqentes e a infeco por bactrias pouco virulentas favorecem a hiptese da correlao de dermatite infecciosa e imunossupresso;

    Foi proposto que a dermatite infecciosa seria uma manifestao pr-leucmica da LTA.

  • Dermatite infecciosa associada ao HTLV-I

  • CRITRIOS MAIORES

    1. Eczema do couro cabeludo, axilas, virilhas, ouvido externo, regio retroauricular, plpebras, regio perinasal e/ou pescoo2. Rinorria crnica sem outros sinais de rinite e/ou leses crostosas no vestbulo nasal3. Dermatite crnica recidivante com resposta imediata antibioticoterapia e recidiva aps sua suspenso4. Incio precoce na infncia5. Soropositividade para o HTLV-1

    Obrigatria a presena dos itens 1, 2 e 5, e pelo menos dois locais do primeiro item devem estar afetados

    CRITRIOS MENORES

    1. Culturas +: Staphylococcus aureus e estreptococos - hemolticos na pele ou fossas nasais2. Erupo micropapulosa generalizada4. Linfadenopatias generalizadas5. Aumento na VHS6. Hipergamaglobulinemia IgD e IgE7. CD4 e CD8 e da relao CD4/CD8Dermatite infecciosa associada ao HTLV-I

  • Linfoma cutneo de clulas T Mycosis fungoides1ALinfcitos atpicos

  • Linfoma cutneo de clulas T Mycosis fungoides1BMicroabscesso de Pautrier

  • Linfoma cutneo de clulas T Mycosis fungoidesTumoralNeoplasia

  • Leucemia Linfoma de clulas T do adulto (ATL) Forma indolente Eritrodermia descamaoForma crnicaPpulas disseminadas

    Forma tumoralMicroabscesso de Pautrier

    Pleomorfismo

  • Relacionadas ao HTLV-I (imunossupresso)

    Bacterianas: dermatite infecciosa e a foliculite decalvante;

    Virais: molusco contagioso e herpes zoster disseminado;

    Fungos: dermatofitoses (por vezes disseminadas: imunossupresso);

    Parasitas: Estrongiloidase; Ateno Especial: sarna crostosa, que sabidamente marcadora de deficincia imunolgica, sendo observada na LTA em estgios diversos.

  • Relacionadas ao HTLV (imunossupresso)

    Herpes zoster disseminadoMolusco contagiosodermatofitose

  • Relacionadas ao HTLV (imunossupresso)

    Sarna crostosa

  • Relacionadas ao HTLV (imunossupresso)

    Estrongiloidase cutnea

  • Manifestaes cutneas inespecficas H uma srie de doenas e sinais cutneos freqentes que no se mostram relacionados infeco por HTLV-I mas, nos doentes infectados pelo vrus, so observados com maior freqncia.

    Dentre estas, encontram-se eritrodermia, psorase, dermatite seborrica, ictiose, acantose nigricante e prurigo.

    Se tais doenas ou sintomas tm comportamento no habitual frente s terapias usuais, deve-se suspeitar a concomitncia de uma possvel infeco viral, em especial o HTLV-I.

  • Manifestaes cutneas inespecficasPrurigoEczemaSeb.AcantosenigricansEritrodermia

  • Concluso Deve-se ter conhecimento da associao de doenas dermatolgicas com a infeco pelo HTLV-I, principalmente em reas endmicas, para se ter um diagnstico precoce, evitando a disseminao da doena.

    Por outro lado, o acometimento cutneo pode significar por vezes doena em estgio mais avanado, orientando a teraputica mais agressiva.

  • Obrigado

    ************************************

Search related