CBH-SMT COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO .município de Sorocaba, pela empresa ESTRE Ambiental

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CBH-SMT COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO .município de Sorocaba, pela empresa ESTRE Ambiental

CBH-SMT COMIT DA BACIA HIDROGRFICA DO RIO SOROCABA E MDIO TIET

. Secretaria Executiva - Av. .Amrico de Carvalho, 820- Tel.(15) 222 - 2065 - R. 28 Fax (15) 222 - 2065 - R. 57 - CEP 18045-000 SOROCABA SP

1

Deliberao CBH-SMT n 235, de 11 de dezembro de 2009.

Aprova parecer da Cmara Tcnica de Planejamento e

Gerenciamento de Recursos Hdricos / CT-PLAGRHI, do CBH-SMT,

sobre a Implantao do Centro de Gerenciamento de Resduos

CGR no municpio de Sorocaba (Processo SMA n 1152/2008), em

atendimento solicitao do Departamento de Avaliao de

Impacto Ambiental DAIA - TA, da Companhia Ambiental do

Estado de So Paulo.

O Comit da Bacia Hidrogrfica do Rio Sorocaba e Mdio Tiet (CBH-SMT), no uso de suas

atribuies legais, e

Considerando a orientao da Poltica Estadual de Recursos Hdricos estabelecida pela Lei

7.663, de 30/12/1991, que tem como um de seus princpios, a compatibilizao do

gerenciamento dos recursos hdricos com o desenvolvimento regional e com a proteo do

meio ambiente;

Considerando a Resoluo SMA n 054, de 30 de julho de 2008, no artigo 1 determina

que Os Estudos de Impacto Ambiental EIA e respectivos Relatrios de Impacto Ambiental

RIMA dos empreendimentos que tenham como impacto significativo a interveno no

regime hdrico da bacia hidrogrfica onde planejam se implantar, devero ser encaminhados

pelo Departamento de Avaliao de Impacto Ambiental DAIA TA ao respectivo Comit

de Bacia Hidrogrfica - CBH para manifestao.

Considerando a Deliberao CRH n 87, de 28 de outubro de 2008, que estabelece

diretrizes para os Comits de Bacias Hidrogrficas se manifestarem a respeito dos EIA e

respectivos RIMA encaminhados pelo rgo ambiental licenciador;

Considerando os termos do Plano de Bacia do CBH-SMT, com a devida complementao

aprovada em Reunio Plenria de 07/10/2008, no municpio de Sorocaba e do Relatrio de

Situao, atualizado em dezembro de 2009;

CBH-SMT COMIT DA BACIA HIDROGRFICA DO RIO SOROCABA E MDIO TIET

. Secretaria Executiva - Av. .Amrico de Carvalho, 820- Tel.(15) 222 - 2065 - R. 28 Fax (15) 222 - 2065 - R. 57 - CEP 18045-000 SOROCABA SP

2

Considerando o Ofcio 84801/2009/TA, datado de 09 de novembro de 2009, que

encaminhou ao CBH/SMT, o Estudo de Impacto Ambiental EIA e Relatrios de Impacto

Ambiental RIMA, sobre a viabilidade ambiental das Obras de Implantao do Centro de

Gerenciamento de Resduos CGR, no municpio de Sorocaba (Processo SMA n

1152/08), para anlise e manifestao nos aspectos de competncia do CBH-SMT;

Considerando que esses documentos foram encaminhados para avaliao da Cmara

Tcnica de Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hdricos / CT-PLAGRHI, do CBH-

SMT, com a recomendao do DAIA-TA para proceder a anlise e manifestao quanto a

utilizao de recursos hdricos por esse empreendimentos;

DELIBERA:

Artigo 1o Fica aprovado o Parecer apresentado pela Cmara Tcnica de Planejamento e

Gerenciamento de Recursos Hdricos / CT-PLAGRHI, relativo Implantao do Centro de

Gerenciamento de Resduos CGR no municpio de Sorocaba, a ser remetido ao

Departamento de Avaliao de Impacto Ambiental DAIA - TA, da Companhia Ambiental do

Estado de So Paulo - CETESB, que desde j considerado como Anexo e parte

integrante desta Deliberao.

Artigo 2 Pela anlise do EIA/RIMA referente implantao do empreendimento, objeto

desta deliberao, este Comit recomenda que o local seja considerado inadequado

implantao do empreendimento pelas razes apresentadas em anexo;

Artigo 3 Esta Deliberao entra em vigor na data de sua aprovao pelo CBH-SMT.

Vitor Lippi

Presidente do CBH-SMT

CBH-SMT COMIT DA BACIA HIDROGRFICA DO RIO SOROCABA E MDIO TIET

. Secretaria Executiva - Av. .Amrico de Carvalho, 820- Tel.(15) 222 - 2065 - R. 28 Fax (15) 222 - 2065 - R. 57 - CEP 18045-000 SOROCABA SP

3

ANEXO Deliberao CBH-SMT n 235, de 11/12/2009

PARECER TCNICO n 02/2009.

ASSUNTO: Implantao do Centro de Gerenciamento de Resduos CGR, no municpio de Sorocaba, pela empresa ESTRE Ambiental S/A PROCESSO SMA/DEPRN No: 86423/06 DOCUMENTO: OFCIO 84801/2009/DAIA/TA, PROCESSO SMA NO 1152/2008 1 - CONSIDERAES INICIAIS O Comit da Bacia Hidrogrfica dos Rios Sorocaba e Mdio Tiet CBH-SMT parte constituinte do Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hdricos SIGRH, a quem cabe aplicar as diretrizes da Poltica Estadual de Recursos Hdricos, dentre as quais garantir os princpios estabelecidos nos artigos 205 a 213 da Constituio Estadual, principalmente a proteo das guas contra aes que possam comprometer o seu uso atual e futuro. Diante das orientaes dessa Poltica, estabelecida pela Lei 7.663, de 30/12/1991, se destaca como um de seus princpios, conforme Art. 3, inciso VII, desse dispositivo, a compatibilizao do gerenciamento dos recursos hdricos com o desenvolvimento regional e com a proteo do meio ambiente. Uma das competncias dos Comits de Bacias Hidrogrficas, conforme Art. 26 da Lei 7.663, a estabelecida em seu inciso VI de promover estudos, divulgao e debates, dos programas prioritrios de servios e obras a serem realizados no interesse da coletividade. A Resoluo da Secretaria Estadual do Meio Ambiente n 054 de 2008 prev que os Comits de Bacias forneam contribuies e sugestes tcnicas para as anlises de Estudos de Impacto Ambiental EIA e respectivos Relatrios de Impacto Ambiental RIMA de empreendimentos que tenham como impacto significativo a interveno no regime hdrico da bacia hidrogrfica onde planejam se implantar (art.1), e a relao que o empreendimento mantm com as metas do Plano de Bacia ou com o Relatrio de Situao (art.2). 2 INTRODUO

CBH-SMT COMIT DA BACIA HIDROGRFICA DO RIO SOROCABA E MDIO TIET

. Secretaria Executiva - Av. .Amrico de Carvalho, 820- Tel.(15) 222 - 2065 - R. 28 Fax (15) 222 - 2065 - R. 57 - CEP 18045-000 SOROCABA SP

4

No mbito do CBH-SMT, coube Cmara Tcnica de Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hdricos / CT-PLAGRHI elaborar este Parecer Tcnico, para subsidiar a deciso do CBH-SMT com relao implantao desse aterro sanitrio na bacia. importante ressaltar, que na avaliao dos documentos recebidos para anlise, considerou-se os mritos e os impactos scio-ambientais do empreendimento perante a Bacia Hidrogrfica do Rio Sorocaba e Mdio Tiet, balizados nas premissas de seu Plano de Bacia e na legislao ambiental e de recursos hdricos vigentes, sem atestar as metodologias e os princpios tecnolgicos utilizados nos estudos desenvolvidos e propostos para cada um dos projetos. Este Parecer Tcnico o resultado de uma srie de atividades dos membros da CT-PLAGRHI desencadeadas a partir do recebimento da solicitao de manifestao recebida do TA Departamento de Avaliao de Impacto Ambiental, conforme seguem: 1. Anlise do Estudo de Impacto Ambiental EIA e Relatrio de Impacto ao Meio Ambiente RIMA do empreendimento, recebidos do DAIA em meio digital, providenciada uma verso impressa, e disponibilizadas cpias dos arquivos a todos os membros da Cmara Tcnica de Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hdricos; 2. Discusses em reunies da CT-PLAGRHI; 3. Anlise do Plano da Bacia Hidrogrfica dos Rios Sorocaba e Mdio Tiet / 2007-2011; 4. Anlise da Resoluo SMA 50, de 13 de novembro de 2007, que dispe sobre o Projeto Ambiental Estratgico Lixo Mnimo e d providncias correlatas. 5. Anlise da Resoluo SMA 54, de 30 de julho de 2008 que Estabelece procedimentos para o DAIA/TA receber contribuies/sugestes tcnicas dos Comits de Bacias para anlise de Estudo de Impacto Ambiental EIA e respectivos Relatrios de Impacto Ambiental RIMA. 3 - CONCEITO E JUSTIFICATIVAS PARA A CGR SOROCABA 1.1 CONCEITO O empreendimento trata do aterramento de resduos, compactao dos mesmos por meio de tratores e cobertura com camadas de terra. Em quaisquer que sejam as reas onde so implantados aterros sanitrios, em geral, o processo de decomposio da matria orgnica contida na massa de resduos, promove a formao de lquidos percolados, cuja tendncia natural migrar no solo para nveis inferiores, por infiltrao, at atingir nvel fretico. Esse lquido percolado o chamado chorume, de cor escura, de cheiro forte e com grande quantidade de poluentes, resultado da decomposio anaerbica do lixo. O chorume o principal causador da contaminao dos cursos dgua e do lenol fretico. Na situao em anlise, o chorume produzido ser coletado e enviado para tratamento na ETEJ Estao de Tratamento de Esgotos de Jundia, que j forneceu declarao de aceite desse despejo, transportado em caminhes tanque de empresas devidamente cadastradas. 3.2 JUSTIFICATIVAS

CBH-SMT COMIT DA BACIA HIDROGRFICA DO RIO SOROCABA E MDIO TIET

. Secretaria Executiva - Av. .Amrico de Carvalho, 820- Tel.(15) 222 - 2065 - R. 28 Fax (15) 222 - 2065 - R. 57 - CEP 18045-000 SOROCABA SP

5

Para