Click here to load reader

Edital Seleção Simplificada PELC

  • View
    222

  • Download
    4

Embed Size (px)

Text of Edital Seleção Simplificada PELC

  • PREFEITURA DO RECIFE

    EDITAL

    1. DAS DISPOSIES PRELIMINARES 1.1. O processo seletivo simplificado de que trata estaportaria conjunta visa contratao temporria de 64 (sessenta e quatro) profissionais de nvel superior e mdio para os cargos relacionados abaixo no item 2 deste Edital. 1.2. A seleo pblica de que trata o subitem anterior ser realizada em etapa nica, denominada Etapa - Avaliao Curricular de carter eliminatrio e classificatrio, conforme dispe o item 5 deste Edital. 1.3. Para os atos advindos da execuo deste processo seletivo, para os quais exigida ampla divulgao, ser utilizado o endereo eletrnico www.recife.pe.gov.br,devendo o resultado final ser homologado atravs de Portaria da SETUR-L, publicada no Dirio Oficial do Municpio. 2.DOS REQUISITOS PARA A CONTRATAO, ATRIBUIES, REMUNERAO, E JORNADA DE TRABALHO: 2.1. REQUISITOS PARA CONTRATAO: a) Ter sido aprovado no Processo seletivo regido por este Edital; b) Ter nacionalidade brasileira ou, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos polticos; c) Estar em dia com as obrigaes eleitorais; d) Ter certificado de reservista ou de dispensa de incorporao, em caso do candidato do sexo masculino; e) Possuir o nvel de escolaridade exigido para o exerccio da funo/especialidade e registro; f) Ter idade mnima de 18 (dezoito) anos completos; g) Ter aptido fsica e mental para o exerccio das atribuies da funo; h) Cumprir as determinaes deste Edital; i) No acumular cargos, empregos ou funes pblicas, salvos nos casos constitucionalmente admitidos; 2.2. ESCOLARIDADE, ATRIBUIES, REMUNERAO E JORNADA DE TRABALHO: 2.2.1 Funo: COORDENADOR PEDAGGICO a) Ter nvel superior completo; b) Realizar o acompanhamento da execuo das atividades dos ncleos e subncleos de acordo com protocolos e procedimentos estabelecidos; c) Acompanhar 3(trs) unidades e fazer a ligao entre as necessidades do ncleo e a coordenao geral do projeto;

  • PREFEITURA DO RECIFE

    d) Realizar a padronizao dos procedimentos do projeto; e) Desenvolver outras atividades correlatas a funo. REMUNERAO MENSAL: R$ 2.400,00 (dois mil e quatrocentos reais). JORNADA DE TRABALHO: 40 (quarenta) horas semanais. VAGAS: 4 (quatro) 2.2.2. Funo: PROFESSOR DE EDUCAO FSICA a) Ter nvel superior completo em Educao Fsica; b) Atender diretamente os usurios; c) Montar as sries dos treinos de musculao; d) Auxiliar no alongamento dos usurios; e) Desenvolver outras atividades correlatas a funo.

    REMUNERAO MENSAL: R$ 1.600,00 (mil e seiscentos reais). JORNADA DE TRABALHO: 40 (quarenta) horas semanais. VAGAS: 24 (vinte e quatro) 2.2.3. Funo: TCNICO ADMINISTRATIVO a) Ter nvel mdio completo e estar cursando Educao Fsica, administrao, nutrio

    ou servio social; b) Realizar o primeiro atendimento populao interessada no projeto com checagem

    de documentos exigidos para inscrio; c) Auxiliar os usurios na inscrio; d) Controlar o acesso aos ncleos e subncleos; e) Controlar o estoque de acessrios e equipamentos disponveis no projeto; f) Desenvolver outras atividades correlatas a funo. REMUNERAO MENSAL: R$ 1.400,00 (mil e quatrocentos reais). JORNADA DE TRABALHO: 40 (quarenta) horas semanais. VAGAS: 12 (doze) 2.2.4. Funo: AGENTES SOCIAIS a) Ter nvel mdio completo; b) Atender mais de uma unidade do projeto de maneira a promover a diversificao das

  • PREFEITURA DO RECIFE

    atividades; c) Incrementar a interao dos profissionais do projeto com a comunidade local; d) Desenvolver outras atividades correlatas a funo.

    REMUNERAO MENSAL: R$ 750,00 (setecentos e cinquenta reais). JORNADA DE TRABALHO: 20 (vinte) horas semanais. VAGAS: 24 (vinte e quatro) 3. DAS VAGAS 3.1 As vagas esto distribudas entre as unidades das Academias Recife vinculadas Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife, conforme constante dos Anexos I deste Edital. 3.2 Os aprovados exercero suas atividades preferencialmente em um nico posto, porm, podero ser deslocados para outros postos quando da realizao de eventos especficos para o projeto. Exceto os Coordenadores Pedaggicos e os Assistentes Socias que podero exercer suas atividades em unidades diferentes, conforme descrito nas suas atribuies. 3.3 DAS VAGAS DESTINADAS S PESSOAS COM DEFICINCIA

    3.3.1. s pessoas com deficincia que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhe so

    facultadas no inciso VIII, do artigo 37 da Constituio Federal e no artigo 37 do Decreto

    Federal n 3.298 de 20 de dezembro de 1999 assegurado o direito da inscrio para as

    funes desta contratao temporria, cujas atribuies sejam compatveis com a

    deficincia.

    3.3.2. Em cumprimento Lei Municipal n 15.742 de 11 de janeiro de 1993, bem como na

    do Decreto Federal n 3.298/99, ser-lhe- reservado o percentual de 10% (dez por cento)

    das vagas existentes, que vierem a surgir ou forem criadas no prazo de validade desta

    contratao temporria, para todos os cargos/funes.

    3.3.3 Sero consideradas pessoas com deficincia as que se enquadrem nos critrios

    estabelecidos pelo Decreto n 3.298 de 20.12.1999 e suas alteraes, que regulamenta a

    Lei Federal n 7.853 de 24/10/1989.

    3.3.4 Os candidatos que desejarem concorrer s vagas reservadas para pessoas com

    deficincia devero, no ato de inscrio, declarar essa condio e especificar sua

    deficincia.

  • PREFEITURA DO RECIFE

    3.3.5 Os candidatos que se declararem pessoas com deficincia, participaro do certame

    em igualdade de condies com os demais candidatos, no que se refere ao contedo e

    local das avaliaes, critrios de aprovao e nota mnima exigida, em conformidade ao

    que determina o artigo 41, inc. I a IV do Decreto Federal n 3.298/99 e suas alteraes.

    3.3.5 O candidato que no declarar no ato de inscrio ser pessoa com deficincia ficar

    impedido de concorrer s vagas reservadas, porm disputar as de classificao geral.

    3.3.6 O candidato com deficincia aprovado no Concurso, quando convocado, dever

    submeter-se percia mdica ser realizada pela Junta Mdica da Prefeitura do Recife,

    objetivando verificar a sua qualificao como deficiente e a compatibilidade de sua

    deficincia com o exerccio normal das atribuies da funo.

    3.3.7 No dia e hora marcados para a realizao da Percia Mdica, o candidato deve

    apresentar o laudo mdico conforme Anexo VII deste Edital, atestando o tipo, o grau ou o

    nvel da deficincia, com expressa referncia ao cdigo correspondente da Classificao

    Internacional de Doena - CID e indicando a causa provvel da deficincia.

    3.3.8 A Percia Mdica decidir, motivadamente, sobre:

    a) a qualificao do candidato enquanto pessoa com deficincia, observando

    obrigatoriamente os critrios estabelecidos pelo Decreto n 3.298 de 20.12.1999; e

    b) a compatibilidade da deficincia constatada com o exerccio das atividades inerentes

    funo ao qual concorre, tendo por referncia a descrio das atribuies do

    cargo/funo constante do Edital.

    3.3.9 Ser eliminado da lista especfica o candidato com deficincia que no comparecer

    para a realizao da avaliao ou se a deficincia indicada no Formulrio de Inscrio no

    se fizer constada na forma do artigo 4 e seus incisos do Decreto Federal n 3.298/99 e

    suas alteraes, devendo o mesmo permanecer apenas na lista de classificao geral,

    caso obtenha pontuao necessria para tanto.

    3.3.10 O candidato cuja deficincia for julgada incompatvel com o exerccio das

    atividades do Cargo/funo ser desclassificado e excludo do certame.

    3.3.11 Da deciso da Percia Mdica caber recurso administrativo, no prazo de 03 (trs)

    dias teis, endereado Junta Mdica da Prefeitura do Recife.

  • PREFEITURA DO RECIFE

    3.3.12 As vagas reservadas s pessoas com deficincia que no forem preenchidas por

    falta de candidatos, por reprovao no certame ou por deciso da Percia Mdica, depois

    de transcorridos os prazos recursais, sero preenchidas pelos demais candidatos da

    concorrncia geral observada ordem de classificao.

    3.3.13 Aps a admisso, o candidato no poder utilizar-se da deficincia que lhe garantiu

    a reserva de vaga no certame para justificar a concesso de licena ou aposentadoria por

    invalidez.

    4. DAS INSCRIES 4.1. As inscries devero ser realizadas presencialmente, na sede da Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife no endereo relacionado no Anexo V. 4.2 Para se inscrever na seleo, o candidato dever preencher o FORMULRIO DE

    INSCRIO constante do ANEXO II deste Edital, juntamente com o CADERNO DE

    APRESENTAO DE DOCUMENTOS, cuja capa deve seguir o modelo constante do

    ANEXO III, devidamente acompanhados de cpias dos documentos comprobatrios das

    informaes prestadas e da documentao relacionados a seguir.

    4.3 Na CAPA DO CADERNO DE APRESENTAO DE DOCUMENTOS, dever ser

    especificado, em ordem sequencial de apresentao, cada um dos documentos exigidos

    neste Edital, com indicao expressa da quantidade de folhas de cada documento e do

    total de folhas que compem o caderno.

    4.4 Juntamente com o FORMULRIO DE INSCRIO e o CADERNO DE

    APRESENTAO DE DOCUMENTOS, o interessado dever enviar cpias dos seguintes

    documentos:

    a) RG - Registro Geral de Identificao, com a data da expedio;

    b) CPF;

    c) Documentao comprobatria da escolaridade exigida para a funo/rea que

    concorre;

    d) Cpia da Carteira Profissional CTPS (pgina da foto e da qualificao civil);

    e) Comprovao de residncia/domiclio com documento emitido em seu nome;

    f) Comprovante de quitao com a Justia Eleitoral;

    g) Quitao com o servio militar, se do sexo masculino;

    h) Declarao de que trata o subitem 3.3.3 deste Edital, quando for o caso;

    i) Currculo Vitae devidamente comprovado;

  • PREFEITURA DO RECIFE

    4.4.1Documentos apresentados em desconformidade com as exigncias deste edital sero desconsiderados, sem atribuio da nota que lhe corresponderia. 4.5 Os documentos comprobatrios devero ser entregues em envelope, diretamente na

    Gerncia das Atividades de Lazer da Secretaria de Turismo e Lazer do Recife que receber

    a inscrio no local, estando situada no Cais do Apolo, 925, Bairro do Recife, 7 andar. A

    parte externa do envelope dever conter os seguintes dados de identificao em letra de

    forma:

    a) Seleo Pblica Simplificada SETUR-L/PCR 2015;

    b) Nome do Candidato;

    4.6 permitida a inscrio por procurao, mediante instrumento particular de

    procurao, com firma reconhecida do outorgante e cpia da identidade do procurador

    em cartrio.

    4.7 Sero considerados documentos de identidade:

    Carteiras expedidas pelos Ministrios Militares, pelas Secretarias de Segurana Pblica,

    pelos Institutos de Identificao e pelo Corpo de Bombeiros Militar e Polcias Militares,

    carteiras expedidas pelos rgos fiscalizadores de exerccio profissional (ordens,

    conselhos, etc.), passaporte, certificado de reservista, carteiras funcionais do Ministrio

    Pblico, carteiras funcionais expedidas por rgo pblico que, por lei federal, valham

    como identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitao (somente o

    modelo com foto). Para validao como documento de identidade, o documento deve se

    encontrar dentro do prazo de validade.

    4.8 No ser admitido juntar ao envelope qualquer documento aps a entrega na

    inscrio presencial, tambm no ser admitida inscrio por fax, correio eletrnico ou

    qualquer outro meio diverso daquele previsto neste edital.

    4.9. A inscrio do candidato expressar sua integral adeso a todas as regras que disciplinam a presente seleo. 4.10. As informaes prestadas no Formulrio de Inscrio so de inteira responsabilidade do candidato, dispondo a equipe executora do direito de excluir da seleo o candidato que no preencher o formulrio de forma completa e correta e / ou fornecer dados comprovadamente inverdicos, sem prejuzo das sanes administrativas, civis e penais cabveis. 4.11. No ser aceita a inscrio que no atender, rigorosamente, ao estabelecido neste Edital.

  • PREFEITURA DO RECIFE

    4.12 vedada a inscrio condicional ou extempornea.

    5. DA AVALIAO CURRICULAR 5.1 A seleo ser realizada em fase nica, denominada Avaliao Curricular, de carter classificatrio e eliminatrio. 5.2 O candidato ser avaliado atravs das informaes prestadas no Formulrio de Inscrio, desde que devidamente comprovadas. 5.3 A Avaliao Curricular valer 10 (dez) pontos, sendo eliminado o candidato que no comprovar os requisitos mnimos para a contratao e no atingir uma pontuao mnima de 4 (quatro) pontos; 5.4 A Avaliao Curricular se dar atravs da anlise dos documentos comprobatrios das informaes prestadas no ato da inscrio e constantes da Ficha de Inscrio, obedecendo-se rigorosamente a Tabela de Pontos, ANEXO IV deste Edital. 5.5 Em caso de empate sero adotados os seguintes critrios, sucessivamente:

    a) Maior tempo de experincia profissional na rea; b) Maior tempo de experincia em projetos com comunidades e/ou sociais; c) Maior pontuao no item de curso; d) Maior idade. 5.6 Ocorrendo, ainda, o empate de idade, em funo da data de nascimento, sero analisadas as Certides de Nascimento dos candidatos empatados, para constatar o desempate em hora(s), minuto(s) e segundo(s). 5.7 Fica assegurado aos candidatos que tiverem idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, nos termos do art. 27, da Lei Federal n 10.741/2003 (Estatuto do Idoso), a idade mais avanada como primeiro critrio para desempate, sucedido dos outros previstos no subitem anterior. 5.8 Qualquer informao falsa ou no comprovada gera a eliminao do candidato no processo seletivo, sem prejuzo das sanes penais cabveis. 5.9 S sero aceitos Certificados e Diplomas emitidos por instituio reconhecida pela autoridade pblica competente. 5.10 Os comprovantes de cursos realizados fora do Brasil devem ser traduzidos e reconhecidos pela autoridade competente ou por ela oficialmente delegada. 5.11 O tempo de experincia profissional dever ser comprovado nas formas a seguir:

  • PREFEITURA DO RECIFE

    a) Carteira de Trabalho e Previdncia Social CTPS ou b) Certido e ou declarao de tempo de servio, emitida pela unidade de recursos

    humanos da instituio em que trabalha ou trabalhou, no caso de servidor ou empregado pblico ou estagirio ou

    c) Certido e ou declarao da instituio para a qual trabalhou, acompanhada de traduo para a lngua portuguesa, feita por tradutor juramentado, no caso de experincia profissional no exterior ou

    d) Certido e ou declarao, assinada pelo dirigente mximo da entidade qual o candidato se vincula ou vinculou formalmente, no caso de experincia como contratado ou cooperativado ou estagirio.

    e) Demonstrativo de pagamento desde que conste a data de ingresso na funo e na instituio.

    5.12 A pontuao fracionada sofrer arredondamento de um ano aps 06 (seis) meses de experincia devidamente comprovada. 5.13 As certides e/ou declaraes devero ser emitidas em papel timbrado da instituio, datada e assinada pelo responsvel pela sua emisso. 5.14 No ser admitido e computado o tempo de servio prestado concomitantemente, para fim do atendimento da exigncia de experincia profissional. 5.15 Trabalhos voluntrios no sero considerados para fins de comprovao de experincia profissional. 5.16 O registro e a declarao de experincia apresentada pelo candidato que no identificar claramente a correlao das atividades exercidas com a funo pretendida, no ser considerada para fins de pontuao. 5.17 Para a pontuao de cursos de capacitao e experincias profissionais, s sero pontuados com a devida correlao de atribuies com a funo a qual o candidato se inscreveu. 5.18 Os cursos de capacitao realizados no exterior devem ter seu teor traduzido por tradutor juramentado ou o comprovante de nacionalizao do ttulo junto ao rgo competente. 6. DA CLASSIFICAO 6.1 Estaro classificados os candidatos que obtiverem pontuao igual ou superior a 04 (quatro) pontos na avaliao curricular. 6.2 O resultado ser divulgado no endereo eletrnico www.recife.pe.gov.br ehomologado no Dirio Oficial da Prefeitura da Cidade do Recife, na data prevista no Anexo V, sendo de exclusiva responsabilidade do candidato, acompanhar comunicados, convocaes e o resultado final da seleo.

  • PREFEITURA DO RECIFE

    7. DOS RECURSOS 7.1 Cabe recurso contra a Avaliao Curricular, no prazo fixado no Anexo V deste Edital, para tanto o candidato dever utilizar o modelo constante no Anexo VI. 7.2 Os recursos devero ser dirigidos respectiva Comisso Executora, enviados por SEDEX ou entregue diretamente na Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife localizado na Sede, Cais do Apolo 925, Bairro do Recife, 7 andar , conforme datas e horrios fixados no Anexo V. 7.3 No sero analisados os recursos interpostos fora dos prazos estipulados neste edital. 7.4 No sero apreciados os recursos interpostos contra avaliao, nota ou resultado de outro(s) candidato(s). 7.5 No sero aceitos novos documentos quando da interposio dos recursos. 7.6 O candidato quando da apresentao do recurso dever atender aos subitens abaixo: a) Preencher o recurso com letra legvel; b) Apresentar argumentaes claras e concisas. 8. DA CONTRATAO 8.1 So requisitos bsicos para a contratao: a) Ter sido aprovado neste Processo Seletivo; b) Ser brasileiro nato ou naturalizado; c) Cumprir as normas estabelecidas neste edital; d) No acumular cargos, empregos ou funes pblicas, salvo os casos

    constitucionalmente admitidos;

    e) Ter certificado de reservista ou de dispensa de incorporao, em caso de candidato

    do sexo masculino;

    f) Estar em dia com as obrigaes eleitorais;

    g)Ter aptido fsica e mental para o exerccio das atribuies da funo, mediante atestado emitido por um mdico do trabalho; h)Estar inscrito no rgo de representao da categoria profissional, bem como em condies de regularidade perante o mesmo, em caso de concluso do 3 Grau;

    8.2 Os candidatos aprovados sero contratados por um prazo de at 24 (vinte e quatro) meses, ou a critrio e necessidade da Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife, e ainda, observados, estritamente, o nmero de vagas, a ordem de

  • PREFEITURA DO RECIFE

    classificao e a disponibilidade oramentria e financeira da Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife. 8.3 A convocao para as contrataes se dar atravs de email dirigido ao endereo constante na ficha de inscrio do candidato convocado, sendo ele o nico responsvel por correspondncia no recebida, em virtude de inexatido no endereo informado e acompanhamento do calendrio do certame, AnexoV. 8.4 As contrataes sero rescindidas, a qualquer tempo, quando conveniente ao interesse pblico; pelo trmino do prazo contratual; pelo desaparecimento da necessidade pblica ou pela extino ou concluso do projeto que ensejou a referida contratao; verificada a ausncia de idoneidade moral, assiduidade, disciplina, eficincia ou aptido para o exerccio da funo. 9. DAS DISPOSIES FINAIS 9.1 Caber Secretaria de Turismo, aps preenchidas as vagas, instituir cadastro de reserva entre os inscritos que atingirem pontuao mnima, que devero ser convocados em caso de vacncia, observada a ordem de classificao. 9.2 A inscrio do candidato implicar na aceitao das normas do presente processo de seleo, contidas neste edital, e em outros instrumentos normativos e comunicados que vierem a surgir. 9.3 Todos os horrios previstos neste edital correspondem ao horrio oficial do Estado de Pernambuco. 9.4 Nenhum candidato poder alegar o desconhecimento do presente edital ou de qualquer outra norma e comunicado posterior e regularmente divulgados, vinculados ao certame, ou utilizar-se de artifcios de forma a prejudicar o processo seletivo simplificado. 9.5 A classificao do candidato assegurar apenas a expectativa de direito contratao, ficando a concretizao desse ato condicionada observncia das disposies legais pertinentes, ao exclusivo interesse, oportunidade e convenincia da Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife, a existncia de vaga, rigorosa ordem crescente dessa classificao e ao prazo de validade do certame. 9.6 O resultado final do processo seletivo simplificado ser homologado, no Dirio Oficial do Municpio do Recife, atravs de Portaria Conjunta SETUR-L/PCR, na qual constaro duas relaes de candidatos classificados, em ordem crescente de classificao, contendo o nome do candidato e pontuao final, respectivamente, a primeira contendo, apenas, os candidatos classificados pessoas com deficincia, e, a segunda, contendo todos os classificados. 9.7 O candidato ser responsvel por todas as informaes e declaraes prestadas.

  • PREFEITURA DO RECIFE

    9.8 Se, a qualquer tempo, for identificada inexatido nas informaes, falsidade nas declaraes ou quaisquer irregularidades nos documentos, o candidato ser eliminado do processo seletivo, sem prejuzo das sanes penais cabveis. 9.9 A Administrao Pblica Municipal no assumir despesas com deslocamento, hospedagem dos candidatos durante a seleo, ou por mudana de residncia aps a sua contratao. 9.10 Os candidatos classificados nos termos desta seleo sero convocados por e-mail e tero o prazo de 05 (cinco) dias para assinatura do instrumento contratual. O no comparecimento no referido prazo importar em expressa desistncia, sendo automaticamente excludo do processo seletivo simplificado e ser imediatamente convocado outro candidato. 9.11 No ser fornecido ao candidato documento comprobatrio de classificao ou aprovao no presente processo seletivo simplificado, valendo, para esse fim, a publicao no Dirio Oficial do Municpio. 9.12 O candidato dever manter atualizado seu endereo, telefone e email, se classificado, sendo de sua inteira responsabilidade os prejuzos decorrentes da no atualizao deste. 9.13 O candidato classificado nos termos deste Edital prestar o servio no local informado no Anexo I deste edital. 9.14 A resciso do contrato por iniciativa do contratado deve ser comunicada, por escrito, Administrao contratante com antecedncia de, no mnimo, 30 (trinta) dias, para que no seja prejudicada a prestao do servio. Neste caso, poder ser convocado o prximo candidato da lista de classificados. 9.15 Aps o encerramento das inscries, no ser permitido acostar documentos posteriores. 9.16 Os casos omissos sero deliberados pela Comisso Coordenadora. 9.17 O resultado final da seleo ser divulgado no Dirio Oficial do Municpio e no endereo eletrnico, sendo de exclusiva responsabilidade do candidato acompanhar comunicados, convocaes e o resultado final da seleo.

    CAMILO SIMES

    Secretrio de Turismo e Lazer

    MARCONI MUZZIO PIRES DE PAIVA FILHO

    Secretrio de Administrao e Gesto de Pessoas

  • PREFEITURA DO RECIFE

    ANEXO I

    LOCAIS E HORRIOS DE TRABALHO

    POSTOS HORRIOS

    Parque Santana

    Segunda sexta (5h30 s 12h50 e 14h30 s 22h50)

    Sbado (6h s 11h)

    Parque Macaxeira

    Segunda sexta (5h30 s 12h50 e 14h30 s 22h50)

    Sbado (6h s 11h)

    Vrzea

    Segunda sexta (5h30 s 12h50 e 14h30 s 22h50)

    Sbado (6h s 11h)

    Coque

    Segunda sexta (5h30 s 12h50 e 14h30 s 22h50)

    Sbado (6h s 11h)

    IPSEP

    Segunda sexta (5h30 s 12h50 e 14h30 s 22h50)

    Sbado (6h s 11h)

    Engenho do Meio

    Segunda sexta (5h30 s 12h50 e 14h30 s 22h50)

    Sbado (6h s 11h)

    ANEXO I A QUADRO DE VAGAS

    FUNO VAGAS DO ITEM 9.1

    VAGAS PCD* TOTAL DE VAGAS

    Coordenador Pedaggico

    03 01 04

    Professor de Educao

    Fsica

    22 02 24

    Tcnicos Administrativos

    11 01 12

    Agentes Sociais

    22 02 24

    * Vagas reservadas s pessoas com deficincia

  • PREFEITURA DO RECIFE

    ANEXO II

    FORMULRIO DE INSCRIO

    N DE INSCRIO ________________ Municpio de concorrncia__________________ 1. Nome do Candidato

    2. Nmero doc. de Identidade 3. rgo Expedidor 4.UF

    5. Nascimento 6. Sexo 7. CPF

    8.Endereo Permanente (rua/avenida, n)

    9. Bairro 10. Cidade

    11. UF 12. CEP 13. Fone

    14. Profisso 15. Conselho de Classe

    16.

    PIS / PASEP

    17. rea de Atuao Cargo

    18. Pessoa com deficincia: Visual ( ) Motor ( ) Fsica ( ) 19. E-MAIL :

    1. Masculino 2. Feminino

  • PREFEITURA DO RECIFE

    DECLARAO Declaro que, ao efetivar minha inscrio para o processo de SELEO PBLICASIMPLIFICADA,

    realizado pela Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife, tomei conhecimento das normas deste Processo Seletivo o qual concordo plenamente.

    Recife, _____ de _________________ de 2015.

    _______________________________________________________ Assinatura

  • PREFEITURA DO RECIFE

    ANEXO III

    CAPA DO CADERNO DE APRESENTAO DE DOCUMENTOS N DE INSCRIO: __________________________ NOME: REQUERIMENTO Comisso, Na condio de candidato na Seleo Pblica Simplificada daSecretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife , solicito anlise da documentao anexa, apresentada na seguinte ordem:

    Seqncia de

    apresentao

    Especificao dos Documentos Quantidade de Folhas

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    9

    10

    11

    12

    TOTAL DE FOLHAS QUE COMPEM O CADERNO

    Declaro ter conhecimento de que a avaliao curricular ser realizada mediante anlise dos documentos acima descritos e apresentados em anexo.

    Recife, ____de _________________de 2015.

    _____________________________________

    Assinatura

  • PREFEITURA DO RECIFE

    ANEXO IV

    TABELA DE PONTUAO PARA O CARGO

    Cargos: PROFESSOR DE EDUCAO FSICA E COORDENADOR PEDAGGICO

    ITEM DE AVALIAO PONTUAO PONTUAO MXIMA

    Experincia comprovada na funo para a qual o candidato se inscreveu

    1,0 ponto, por cada ano de experincia

    efetivamente comprovado

    4 pontos

    Curso de capacitao em reas correlatas funo para a qual o candidato se inscreveu, com carga horria de, no mnimo, 40 horas/aula

    1,0 ponto, por cada especializao

    comprovada 2 pontos

    Cursos de capacitao em reas correlatas funo para a qual o candidato se inscreveu, com carga horria de, no mnimo, 20 horas/aula

    0,5 ponto por curso 2 pontos

    Experincia comprovada em projetos com comunidades e/ou sociais

    1,0 ponto por projeto 2 pontos

    TOTAL 10 pontos

    Cargos: AGENTE SOCIAL E TCNICO ADMINISTRATIVO

    ITEM DE AVALIAO PONTUAO PONTUAO MXIMA

    Experincia comprovada na funo para a qual o candidato se inscreveu

    1,5 ponto, por cada ano de experincia

    efetivamente comprovado

    6 pontos

    Cursos de capacitao em reas correlatas funo para a qual o candidato se inscreveu, com carga horria de, no mnimo, 20 horas/aula

    1,0 ponto por curso 2 pontos

    Experincia comprovada em projetos com comunidades e/ou sociais

    1,0 ponto por projeto 2 pontos

    TOTAL 10 pontos

  • PREFEITURA DO RECIFE

    ANEXO V

    CALENDRIO

    EVENTO

    DATA

    LOCAL

    Inscrio 10/08/2015 a

    31/08/2015

    Inscrio Presencial Na Secretaria de Turismo e Lazer da Prefeitura da Cidade do Recife

    Resultado preliminar da Avaliao Curricular

    05/09/2015

    Site Prefeitura do Recife

    Recurso ao resultado da Avaliao Curricular

    08/09/2015 a 14/09/2015

    Diretamente na Secretaria de Turismo e Lazer do Recife, localizada no 7 andar da Prefeitura do Recife, Cais do Apolo, 925, Bairro do Recife, de segunda sexta-feira das 08h s 12h, e das 13h s 17h.

    Resultado de Avaliao Curricular

    19/09/2015

    Site Prefeitura do Recife

    Avaliao Pericial para Pessoas Portadoras de Deficincia

    21/09/2015 a 30/09/2015

    Unidade de Percias Mdicas da Prefeitura do Recife

    Resultado Preliminar 03/10/2015

    Site Prefeitura do Recife

    Recurso ao resultado da Avaliao Pericial

    05/10/2015 a 07/10/2015

    Diretamente na Secretaria de Turismo e Lazer do Recife, localizada no 7 andar da Prefeitura do Recife, Cais do Apolo, 925, Bairro do Recife, de segunda sexta-feira das 08h s 12h, e das 13h s 17h.

    Resultado Final. 15/10/2015 Site Prefeitura do Recife / Dirio Oficial do Municpio

  • PREFEITURA DO RECIFE

    ANEXO VI

    REQUERIMENTO PARA RECURSO

    Recife, ____de _________________de 2015.

    _____________________________________ Assinatura

    Ateno: 1 Preencher o recurso com letra legvel. 2. Apresentar argumentaes claras e concisas. 3. Preencher o recurso em 02 (duas) vias, das quais 01 (uma) ser retida e outra permanecer com o candidato, sendo atestada a entrega. 4. No permitido acostar nenhum documento ao recurso

    NOME N INSCRIO

    A Presidente da Comisso Coordenadora

    Como candidato ao Processo Seletivo para a funo de ____________-

    ______________________, solicito reviso da minha avaliao curricular, pelas seguintes

    razes:

  • PREFEITURA DO RECIFE

    ANEXO VII

    DECLARAO DE DEFICINCIA

    Dr.()_________________________________________CRM - PE: ___________ Especialidade: ______________________________,fundamentado no Texto da Lei 7.853 DE 24/10/1989, Artigo 2, Pargrafo nico, em seu inciso III, alneas b, que diz: O empenho do poder pblico quanto ao surgimento e a manuteno de empregos inclusive de tempo parcial, destinados a pessoas portadoras de deficincia que no tenham acesso aos empregos comuns. A qual foi normatizada pelo Decreto 3.298/99 e que foi alterado pelo Decreto 5.296/04 que diz no seu Artigo 4: considerada pessoa portadora de deficincia Fsica a que se enquadra na seguinte categoria: Inciso I Deficincia Fsica: Alterao completa ou parcial de um ou mais segmento do

    corpo humano, acarretando o comprometimento da funo fsica apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, ostomia, amputao ou ausncia de membro, paralisia cerebral, nanismo, membro com deformidade congnita ou adquirida, exceto as deformidades estticas e as que no produzam dificuldades para o desempenho de funes. (nova redao dada pelo Decreto N 5.296 de 02 de dezembro de 2004 DOU de 03/12/2004) Declaro que o(a) Sr()________________________________________________ Identidade N _____________ inscrito(a) na Seleo Pblica concorrendo a uma vaga de _________________________ como Portador(a) de Deficincia Fsica. Fundamentado no exame clnico que o(a) mesmo(a) apresenta e com base no previsto nos termos da Lei e nos Decreto 3.298 alterado pelo Decreto 5.296, AFIRMO que: O(A) candidato(a) ()(NO ) portador(a) de Deficincia Fsica, cujo CID 10 da Deficincia ______. Em razo do(a) mesmo(a) apresentar o seguinte quadro deficitrio motor: _______________________________________ __________________________________________________________________ E que ser necessrio para acesso sala onde ser realizada a prova escrita _________________, e em razo da paralisia nos membros superiores, ser necessidade __________________ para preencher o carto de resposta da prova. NOTA:O(A) candidato(a) inscrito(a) como Deficiente Fsico(a) obrigado(a) a alm deste documento para a anlise da comisso organizadora da seleo encaminhar em anexo exames atualizados que possa comprovar a Deficincia Fsica (laudo dos exames acompanhados da tela radiolgica, escanometria, Tomografia Computadorizada, Ressonncia Magntica, etc). Recife, _____/____/_____

    Ratifico as informaes acima.

    Ass. c/ Carimbo do Mdico Assistente

  • PREFEITURA DO RECIFE

    DECLARAO DE DEFICINCIA

    Dr.()_________________________________________CRM - PE: ___________ Especialidade: ______________________________,fundamentado no Texto da Lei 7.853 DE 24/10/1989, Artigo 2, Pargrafo nico, em seu inciso III, alneas b, que diz: O empenho do poder pblico quanto ao surgimento e a manuteno de empregos inclusive de tempo parcial, destinados a pessoas portadoras de deficincia que no tenham acesso aos empregos comuns. A qual foi normatizada pelo Decreto 3.298/99 alterado pelo Decreto 5.296/04 que diz no seu Artigo 4: considerada pessoa portadora de deficincia Auditiva a

    que se enquadra nas seguintes categorias: Inciso II Deficincia Auditiva: Perdas bilaterais, parciais ou totais, de quarenta e um decibis(db) ou mais, aferida por audiograma nas freqncias de 500Hz, 1.000Hz, 2.000Hz e 3.000Hz. a) de 25 a 40 db surdez leve; b) de 41 a 55 db surdez moderada; c) de 56 a 70 db surdez acentuada; d) de 71 a 90 db surdez severa;

    e) acima de 91 db surdez profunda; f) anacusia.

    Declaro que o(a) Sr() ________________________________________________ Identidade N _____________ inscrito(a)na Seleo Pblica concorrendo a uma vaga de _______________________ como Portador(a) de Deficincia Auditiva. Fundamentado no exame clnico que o(a) mesmo(a) apresenta e com base no previsto nos termos da Lei e no Decreto 3.298 alterado pelo Decreto 5.296, AFIRMO que: o(a) candidato(a) ()(NO ) portador(a) de Deficincia Auditiva, cujo CID 10 da Deficincia _________. Em razo do(a) mesmo(a) apresentar surdez bilateral em nvel de acentuada a profunda ou anacusia, conforme demonstrado na audiometria tonal e vocal datada de ___/___/___ em anexo. E que (SER)(NO SER)necessrio a presena de um(a) leitor(a) de libras na sala onde ser realizada a prova escrita, em razo da necessidade comunicao do candidato para prestar os esclarecimentos necessrio, uma vez que NOSER permitido o uso de Prtese Auditiva durante a realizao da Prova. NOTA:O(A) candidato(a) inscrito(a) como Deficiente Auditivo(a) obrigado(a) alm deste documento para a anlise da comisso organizadora da seleo encaminhar em anexo Audiometria atualizada e Audiometrias anteriores que por ventura possua, que possam comprovar a deficincia Auditiva Bilateral a partir de 56 db na freqncia de 500 Hz e sua evoluo, se for o caso. Recife, _____/____/_____

    Ratifico as informaes acima.

    Ass. c/ Carimbo do Mdico Assistente

  • PREFEITURA DO RECIFE

    DECLARAO DE DEFICINCIA

    Dr.()_________________________________________CRM - PE: ___________

    Especialidade: ______________________________, fundamentado no Texto da Lei 7.853

    DE 24/10/1989, Artigo 2, Pargrafo nico, em seu inciso III, alneas b, que diz: O empenho

    do poder pblico quanto ao surgimento e a manuteno de empregos inclusive de tempo

    parcial, destinados a pessoas portadoras de deficincia que NO tenham acesso aos empregos

    comuns. A qual foi normatizada pelo Decreto 3.298/99 alterado pelo Decreto 5.296/04 que

    diz no seu Artigo 4: considerada pessoa portadora de deficincia Visual a que se enquadra

    nas seguintes categorias:

    Inciso III Deficincia Visual - Cegueira, na qual a acuidade visual igual ou menor que

    0,05 no melhor olho, com a melhor correo ptica; a baixa viso, que significa acuidade

    visual entre 0,3 e 0,05 no melhor olho, com a melhor correo ptica; os casos nos quais a

    somatria da medida do campo visual em ambos os olhos for igual ou menor que 60 ; ou a

    ocorrncia simultnea de quaisquer das condies anteriores. (nova redao dada pelo

    Decreto N 5.296/04) e pela Smula STJ 377/09 para os portadores de viso monocular.

    Declaro que o(a) Sr() ________________________________________________ Identidade

    N _____________ inscrito(a) na Seleo Pblica concorrendo a uma vaga de

    ________________________ como Portador(a) de Deficincia VISUAL. Fundamentado no

    exame clnico que o(a) mesmo(a) apresenta e com base no previsto nos termos da Lei e nos

    Decreto 3.298 alterado pelo Decreto 5.296, e pela Smula STJ 377/09. AFIRMO que: o(a)

    candidato(a) ()(NO ) portador(a) de Deficincia Visual, cujo CID 10 da Deficincia

    __________. Em razo do(a) mesmo(a) apresentar Cegueira bilateral ou Viso Monocular as

    custas do Olho ____, conforme a acuidade visual C/S correo e na Campimetria Digital

    Bilateral datada de ____/____/____ anexa. E que (SER)(NO SER)necessrio que a

    prova seja escrita em Braille ou com letra ampliada para corpo ______.

    NOTA:O(A) candidato(a) inscrito(a) como Deficiente Visual obrigado(a) encaminhar

    alm deste documento para a anlise da comisso organizadora da seleo anexar

    Campimetria Digital Bilateral atualizada e estudo da acuidade visual com e sem correo.

    Ser considerado portador de Cegueira monocular viso monocular aquele que tenha

    acuidade visual igual ou inferior a 0,05 com a melhor correo, no olho afetado.

    Recife, _____/____/_____

    Ratifico as informaes acima.

    Ass. c/ Carimbo do Mdico Assistente