EM TEMPO - 17 de maio de 2014

  • View
    239

  • Download
    25

Embed Size (px)

DESCRIPTION

EM TEMPO - Caderno principal do jornal Amazonas EM TEMPO

Text of EM TEMPO - 17 de maio de 2014

  • VENDA PROIBIDA

    EXEMPLARDE

    ASSINANTEVENDA PROIBIDA

    EXEMPLARDE

    ASSINANTE

    PREO DESTA EDIO

    R$

    1,00

    FALE COM A GENTE - ANNCIOS CLASSITEMPO, ASSINATURA, ATENDIMENTO AO LEITOR E ASSINANTES: 92 3211-3700ESTA EDIO CONTM - LTIMA HORA, OPINIO, POLTICA, DIA A DIA, ECONOMIA, PAS, MUNDO, PLATEIA E PDIO. MX.: MN.:

    TEMPO EM MANAUS

    ANO XXVI N. 8.357 SBADO, 17 DE MAIO DE 2014 PRESIDENTE: OTVIO RAMAN NEVES DIRETOR EXECUTIVO: JOO BOSCO ARAJO

    O JORNAL QUE VOC L

    OMAR APOIA MELO

    31

    O Partido Republicano Progressista suspendeu a liao do prefeito afastado de Coari, Adail Pinheiro. Poltica A6

    Adail expulso do partido

    FORA DO PRP

    O EX-GOVERNADOR OMAR AZIZ REUNIU, ONTEM, LIDERANAS PARTIDRIAS E ANUN-CIOU APOIO PR-CANDIDATURA REELEI-O DO GOVERNADOR JOS MELO.

    1OMAR E MELO COMEMORARAM A PRESEN-

    A DE 42 PREFEITOS DO INTERIOR, 14 VICE-PREFEITOS, 19 LIDERANAS INDGENAS, ALM DE 60 LIDERANAS COMUNITRIAS.

    2SE EU QUISESSE TER UMA CANDIDATURA

    TRANQUILA, ESTARIA AO LADO DE QUEM EST EM PRIMEIRO LUGAR NAS PESQUISAS, DISSE OMAR. CONTEXTO A3 E POLTICA A5

    3

    O governo federal ampliou para 56 o nmero de cidades do Amazonas, onde sero aplicadas as provas do Enem. Dia a dia A7

    Provas do Enem em 56 cidades

    AMAZONAS

    Foi anunciado, em Cannes, a criao de um prmio para os lmes da Amrica Latina. A brasileira Alice Braga (foto) comemorou a iniciativa. Plateia B5

    Oscar da Amrica Latina

    CINEMA

    O prefeito Arthur Virglio Neto assinou, ontem, projeto de lei que ser encaminhado Cmara Municipal propondo reajuste salarial de 10%, para os servidores da rede municipal de educao. Dia a dia A8

    Arthur anuncia reajuste para os professores

    SALRIO

    O Campeonato Espanhol ter seu desfecho, hoje, com duelo entre Barcelona e Atltico de Madrid, em Camp Nou. Pdio C1

    Quem ser o campeo espanhol?

    Protesto na Frana

    Mundo B4

    Motoristas irregulares

    Dia a dia A7

    Humor no Manauara

    Plateia B5

    SENADOR BRAGA ENTREGA EQUIPAMENTOS DO PAC 2

    Na presena do ministro do Desenvolvimento Agrrio, Miguel Soldatelli Rossetto, o senador e pr-candidato ao governo do Estado, Eduardo Braga (PMDB), fez na manh de ontem a entrega de 74 equipamentos de agricultura concedidos pelo governo federal, por meio do Programa de Acelerao do Crescimento (PAC 2). Poltica A5

    Cercado de aliados, o ex-governador Omar Aziz anunciou seu apoio candidatura do atual governador, Jos Melo, em cerimnia bastante concorrida, no auditrio da Federao das Indstrias

    Na presena do ministro Miguel Rossetto, Braga cumprimenta o deputado do PT Francisco Praciano

    DIV

    ULG

    A

    O

    RIC

    AR

    DO

    OLI

    VEIR

    A

    AR

    LESS

    ON

    SIC

    SU/S

    EMC

    OM

    RIC

    AR

    DO

    OLI

    VEIR

    A

    24

    Proposta de Arthur tambm prev outros benefcios

    Exrcito vai car no Recife

    Pas B3

    O Campeonato Espanhol ter seu desfecho, hoje, com duelo entre Barcelona e Atltico de Madrid, em Camp Nou.

    Quem ser o campeo espanhol?

    DIV

    ULG

    A

    O

    SBADO 17_05.indd 3 16/5/2014 23:42:27

  • A2 ltima Hora MANAUS, SBADO, 17 DE MAIO DE 2014

    Escriv morta dentro de delegacia no Maranho

    A escriv da Polcia Civil Loane Maranho Silva Th, 31, foi morta a facadas enquanto colhia o depoimento de um ho-mem suspeito de estuprar as duas lhas. O crime aconteceu na cidade de Caxias (a 361 km de So Lus), no Maranho, na ltima quinta-feira (15).

    Loane estava sozinha em uma das salas da Delegacia da Mulher para tomar o de-poimento do gari Francisco Alves Costa, 43. Ele puxou a faca que estava escondida na roupa e golpeou a escriv no pescoo e no peito, segundo a polcia.

    A investigadora Marlene Al-meida, que estava em outra sala, ouviu os gritos e tentou socorrer Loane, mas tambm foi esfaqueada. Socorrida, ela passa bem.

    O homem tentou fugir, mas

    foi detido, perto da rodoviria e levado para o Centro de Custdia de Presos de Caxias. De uma famlia de advogados, Loane era formada em direito e queria ser delegada.

    Eu disse: perigoso, minha lha. Voc estudiosa, faz um curso para ser promotora ou juza, diz o engenheiro agr-nomo Flvio Th, pai da escri-v. O advogado criminalista Nazareno Th, tio de Loane, diz que houve negligncia na delegacia. Ela no poderia ter cado sozinha. Uma escriv no pode tomar o depoimento sem delegado, disse.

    A famlia estuda a possi-bilidade de processar o Es-tado. Para Flvio Th, a lha transformou-se numa mrtir, e a morte dela pode contri-buir para que situaes como essa no voltem a ocorrer.

    CRIME

    REP

    RO

    DU

    O

    TERRAS INDGENAS

    Justia manda concluir demarcaesO Tribunal Regional Fe-

    deral da 1 Regio (TRF1) decidiu manter medida limi-nar obtida pelo Ministrio Pblico Federal no Amazonas (MPF/AM) na Justia Federal para obrigar a Unio e a Fundao Nacional do n-dio (Funai) a conclurem o processo administrativo de demarcao de terras ocupa-das pelos povos indgenas do mdio e baixo rio Negro, nos municpios de Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos, interior do Estado.

    Com a manuteno da de-ciso, a Funai segue obrigada a apresentar os estudos tc-nicos e o laudo antropolgico nos prximos 45 dias. O prazo para a total concluso do processo de demarcao de terras indgenas de at 2 anos. Em caso de descumpri-mento, h previso de multa diria no valor de R$ 5 mil.

    Na defesa apresentada ao TRF1, a Funai alegou que os prazos estabelecidos na deci-so liminar so muito curtos,

    tendo em vista di culdades como falta de corpo tcni-co su ciente para atender demanda e outros fatores que interferiram na atuao do rgo, como alteraes nos cronogramas devido Copa do Mundo e s elei-

    es, entre outros. O relator do recurso, desembargador federal Souza Prudente res-saltou na deciso que no possvel admitir a mera suspenso da liminar como requer a Funai, levando-se em conta que o procedimento

    de demarcao j se arrasta desde 2007, sem qualquer previso de concluso.

    A deciso liminar mantida pelo TRF1 a rma que a Jus-tia compreende a lentido do procedimento de reconhe-cimento da terra indgena, mas adverte que no caso das reas do baixo e mdio rio Ne-gro foram excedidos todos os prazos estabelecidos pelo decreto n 1.775/96 (que dis-pe sobre o procedimento ad-ministrativo de demarcao das terras indgenas), para cada estudo a ser realizado e, tambm, para elaborao do respectivo relatrio e ma-nifestao das autoridades competentes, sem qualquer justi cativa plausvel para esta demora.

    Ao acatar o pedido do MPF em ao ajuizada em maro desse ano, a Justia Federal destacou o enorme prejuzo para a comunidade do local diante da demora na adoo das medidas necessrias no processo de demarcao.

    Justia manteve liminar que obriga a Unio e a Funai a concluirem os estudos para demarcar terras

    ELZA

    FIU

    ZA/A

    GN

    CIA

    BR

    ASI

    L

    GRUPOSDesde 2007, a Funai criou dois Grupos Tc-nicos de Identi cao de TIs nas regies do rio Negro, que englo-ba o baixo rio Negro, Padauiri e Arac, rio Jurubaxi, Tapuruquara, rio Preto e rio Uneuixi

    Estrada de acesso Ufam bloqueada em ParintinsUniversitrios portavam cartazes e faixas, alm de gritar palavras de ordem contra o prefeito Alexandre da Carbrs

    Parintins (AM) Alunos, funcionrios, tcnicos e professores da Uni-versidade Federal do Amazonas (Ufam) interdita-ram na noite de ontem a estra-da que d acesso ao campus de Parintins para protestar contra o pssimo estado que se encontra a referida via.

    Na semana passada, os uni-versitrios haviam feito uma manifestao e anunciado que iriam interditar a estrada caso a prefeitura no atendesse reivindicao do grupo.

    No de hoje esse pro-blema. Ns j enviamos dois ofcios para a Secretaria de Obras do municpio e no obti-vemos resposta. Parintins dos nossos sonhos esse pesa-delo, onde somos obrigados a conviver com o descaso e o abandono, disse o pro-fessor Edilson Albarado, um dos manifestantes.

    FogueiraOs alunos zeram uma

    grande fogueira em toda ex-tenso da estrada impedindo o acesso dos moradores da comunidade do Macurani e do residencial Vila Cristina.

    Alm de cartazes, os estu-dantes universitrios tambm portavam faixas protestando contra a gesto do prefeito Alexandre da Carbrs, que se encontra em Manaus.

    Conforme a universitria Elba Kelly com a buraqueira na estrada, aumentam os ris-cos de assaltos.

    Quase todos os dias temos

    notcias de colegas que so assaltados aqui por causa dos buracos e da falta de ilumina-o no local, a prefeitura no est nem a para as nossas reivindicaes, reclamou.

    A policia militar foi ao local e o tenente Aguinelson Tavares conversou com os manifestantes que aceita-ram encerrar o protesto, mas prometeram voltar a inter-

    ditar a estrada na prxima semana, caso o prefeito no determine a recuperao da mesma. Os bombeiros apa-garam o fogueira.

    Secretaria de ObrasA reportagem do EM

    TEMPO localizou a secre-tria de Obras do munic-pio, Grace Garzon, em Ma-naus onde est a servio da prefeitura.

    Por telefone, ela disse que tem respeito pela Ufam e pelo direito de manifestao, no entanto, ela negou que no tenha atendido os ofcios que lhe foram enviados pela uni-versidade. Todos os ofcios que recebemos atendemos na medida do possvel.

    A secretria explicou que a estrada ser recuperada e que a sua presena em Manaus se deve logstica de liberao de recursos para a execuo desses servios de infraestrutura que vo melhorar estradas e ruas de Parintins.

    O prefeito Alexandre da Carbrs tem conscincia da urgncia desses servios, porm, estamos cumprindo os trmites necessrios, no estamos indiferentes ao pro-blema, a rmou.

    FOTO

    S: I