Click here to load reader

Ensaios Mecânicos de Polímeros Técnicas de Caracterização de Polímeros

  • View
    157

  • Download
    4

Embed Size (px)

Text of Ensaios Mecânicos de Polímeros Técnicas de Caracterização de Polímeros

  • Slide 1
  • Ensaios Mecnicos de Polmeros Tcnicas de Caracterizao de Polmeros
  • Slide 2
  • Propriedades mecnicas Essenciais para determinar se um material adequado ou no para ser usado numa pea ou produto Valores de propriedades mecnicas (mdulo de elasticidade, tenacidade, etc.) podem servir de parmetros para escolha e comparao entre diferentes materiais Esses valores so obtidos por meio de ensaios padronizados
  • Slide 3
  • Propriedades mecnicas dos polmeros Em geral so inferiores s dos materiais metlicos e cermicos, por exemplo Em polmeros essas propriedades so resultados de interaes relativamente fracas entre as cadeias no material slido Esto entre essas interaes aquelas de Van der Walls, ligaes de hidrognio, dipolo-dipolo, etc. Nos metais temos as ligaes metlicas e nas cermicas ligaes inicas (todas essas mais fortes)
  • Slide 4
  • Curva tenso x deformao: comportamento de polmeros nos ensaios mecnicos Nessa curva, feita em mquinas universais de ensaios, a tenso no material registrada com o aumento da deformao aplicada Analisando essas curvas os polmeros podem ser divididos em 5 classes: Elevado mdulo de elasticidade e baixa elongao na ruptura (podem ou no escoar) Elevado mdulo de elasticidade, tenso de escoamento, tenso de ruptura e moderada elongao na ruptura Elevado mdulo elstico, tenso no escoamento, elongao na ruptura e resistncia mxima trao Baixo mdulo de elasticidade, baixa tenso de escoamento, elevada elongao e tenso no ponto de ruptura Baixo mdulo de elasticidade e tenso no escoamento, elongao no ponto de ruptura de baixa a moderada.
  • Slide 5
  • Comportamento geral de polmeros em ensaios mecnicos Elevado mdulo de elasticidade e baixa elongao na ruptura (podem ou no escoar) Elevado mdulo de elasticidade, tenso de escoamento, tenso de ruptura e moderada elongao na ruptura Elevado mdulo elstico, tenso no escoamento, elongao na ruptura e resistncia mxima trao Baixo mdulo de elasticidade, baixa tenso de escoamento, elevada elongao e tenso no ponto de ruptura Baixo mdulo de elasticidade e tenso no escoamento, elongao no ponto de ruptura de baixa a moderada.
  • Slide 6
  • Influncia da temperatura e da velocidade do ensaio
  • Slide 7
  • Comportamento Deformacional Fluxo viscoso Deformao permanente Elasticidade da borracha Deformaes permanentes so impedidas pela presena de uma rede de ligaes cruzadas Viscoelasticidade Deformaes parcialmente reversveis Elasticidade hookeana Resposta reversvel
  • Slide 8
  • Tipos de Ensaios Trao Flexo Compresso
  • Slide 9
  • Ensaio de Trao, principais parmetros
  • Slide 10
  • Exemplos de Ensaios Mecnicos em Polmeros PEAD e PEBD
  • Slide 11
  • PS puro e HIPS
  • Slide 12
  • Nylon 6,6 reforado com fibra de vidro
  • Slide 13
  • Diferena entre trao e compresso: PS
  • Slide 14
  • Resistncia ao impacto Maneira de determinar a tenacidade em solicitaes rpidas (impacto) Ensaios padronizados, porm os valores variam muito, pois dependem de outros fatores alm da composio qumica do material