herrstahlhoefer@gmail.com julia.mcosta@ ...observatoriogeo ·

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of herrstahlhoefer@gmail.com julia.mcosta@ ...observatoriogeo ·

BRASIL E SUA POPULAO ENTRE 1991 E 2000

Jean Felipe de Bona Stahlhoefer1 Universidade Estadual de Maring

herrstahlhoefer@gmail.com

Julia Marcon Costa Stahlhoefer Universidade Estadual de Maring

julia.mcosta@hotmail.com

Eduardo Simes Florio de Oliveira Universidade Estadual de Maring

eduflorio@gmail.com

Resumo: A anlise demogrfica caracteriza o Brasil conforme sua populao entre

os anos 1991-2000, segundo os dados dos censos demogrficos do IBGE (Instituto

Brasileiro de Geografia e Estatstica). Em uma dcada houve mudanas nas

caractersticas do povo brasileiro, como reduo do nmero de catlicos, das taxas

de fecundidade, mortalidade e analfabetismo e aumento da urbanizao em uma

populao de quase 170 milhes de pessoas.

Palavras Chave: Populao do Brasil, censo demogrfico, anlise demogrfica.

Eixo Temtico: Poblacin, gneros e identidades culturales.

1. Primeiras Caracterizaes

A Repblica Federativa Brasileira, como oficialmente chamada, um pas de

dimenses continentais, ocupando 8 514 876,599 km da Amrica do Sul. formada

por 26 estados com 5.565 municpios e um distrito federal, com 190.732.694

habitantes, sendo a quinta maior rea e o quinto maior contingente populacional do

globo (IBGE, Censo Demogrfico 2010).

1 Jean Felipe bolsista de Iniciao Cientfica da CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento

Cientfico e Tecnolgico).

Ao longo do Atlntico-sul so encontradas algumas ilhas pertencentes ao Brasil:

Penedos de So Pedro e So Paulo, Fernando de Noronha, Trindade e Martim Vaz,

e o Atol das Rocas. Na poro continental, 16.885 km de fronteiras delimitam seu

territrio. Elas so marcadas ao norte pela Guiana Francesa, Suriname, Guiana e

Venezuela. Ao noroeste pela Colmbia. Ao oeste pelo Peru e Bolvia. Ao sudoeste

pelo Paraguai e Argentina. Ao sul pelo Uruguai e ao leste pelo oceano Atlntico. Sua

extenso territorial se estende entre as latitudes N 5 16' 5" e S 33 45' 2", e as

longitudes W 73 58' 58" e E 34 47' 37". Duas linhas imaginrias cortam o Brasil, o

Equador, na foz do rio Amazonas, e o Trpico de Capricrnio que corta cidades

como Maring e So Paulo.

Figura 1 Mapa poltico do Brasil

O ponto culminante do Brasil o Pico da Neblina com 2994 metros, na fronteira

com a Venezuela, mas o Brasil visto como um pas de baixas altitudes, com

grande parte dos seus terrenos entre 200 e 800 metros de altitude.

Apesar de maior parte do pas estar enquadrado no clima Tropical, o Brasil possui

uma gama variada de ambientes. Na poro amaznica temos o clima tropical mido

e equatorial. No nordeste o tropical de savana e o semirido predominam. Na regio

sudeste e sul distinguem-se o subtropical continental, subtropical ocenico e tropical

de altitude. O centro-oeste caracteriza-se por ser uma regio de transio entre o

subtropical ocenico, tropical de savanas e o tropical mido (Classificao climtica

de Kppen-Geiger).

2. Um breve histrico

Apesar de oficialmente descoberto no velho mundo pelo navegador portugus Pedro

lvares Cabral em 22 de abril de 1500, o Brasil s comeou a ser explorado em

1530 quando a Coroa Portuguesa doou a nobres 16 regies administrativas em

forma de capitanias hereditrias, localizadas no litoral leste. O donatrio detinha a

autoridade mxima dentro de sua rea e seu compromisso era desenvolv-la

economicamente com seus prprios recursos.

Vrios ciclos econmicos se

passaram durante o perodo em que

o Brasil foi colnia de Portugal. O

primeiro deles foi o do Pau-Brasil, em

que boa parte da mata nativa dessa

madeira foi dizimada. Em seguida

iniciou-se o plantio da cana de

acar como principal atividade

econmica das capitanias

hereditrias.

No sculo XVII as primeiras jazidas de ouro foram encontradas em Minas Gerais e

quase tudo foi levado pelo governo portugus at a Europa, onde era trocado com a

Inglaterra por manufaturados.

Figura 2 Desembarque de Pedro lvares Cabral de Oscar Pereira Filho.

Os conflitos napolenicos fizeram com que a sede da corte portuguesa fosse

transferida para o Brasil no incio do sculo XIX, trazendo milhares de funcionrios

do imprio e a famlia real para a Amrica do Sul. Se a monarquia vivia aqui, o Brasil

no mais podia ser uma colnia. Foi ento elevado a categoria de Reino Unido

Portugal. As principais mudanas ocorridas nesse perodo foram a criao do

primeiro banco brasileiro, de escolas e universidades e da Biblioteca real, alm da

publicao dos primeiros jornais e outros feitos.

Em sete de setembro de 1888 o Brasil se tornou independente de Portugal, o que

no alterou o status quo de pas agroexportador e submisso.

3. A populao: distribuio e crescimento

Em 1850 a primeira tentativa de realizao de censo no Brasil foi realizada. Porm

em plena execuo precisou ser interrompido devido a uma revolta popular que

acreditava que o recenseamento serviria para escravizar homens negros em

liberdade, adiando em mais de 20 anos a prxima tentativa. Somente em 1872, pela

primeira vez foi realizado com sucesso o censo demogrfico no Brasil.

No entanto, essas contagens eram realizadas somente quando surgia interesse do

estado, sem periodicidade determinada para fins de estudos e comparaes.

Quando em 1936 foi criado o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE),

os censos se tornaram regulares a cada 10 anos e com uma metodologia muito mais

elaborada.

Figura 3 Evoluo da Populao Brasileira *Dados preliminares do IBGE, Censo Demogrfico 2010. Fonte: IBGE, Sinopse Preliminar do Censo Demogrfico 1991 e 2000.

O Brasil em sua primeira contagem registrou 9.930.478 habitantes, quase 20 vezes

menos do que a populao atual brasileira, que em 2010 foi novamente recenseada,

resultando em 190.732.694 habitantes, segundo os dados preliminares.

Devido ao fato do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE) ainda no ter

publicado os resultados completos no ltimo censo, faremos uma anlise apenas

dos dois ltimos censos publicados: 1991 e 2000.

Nesse perodo, a taxa mdia geomtrica de crescimento anual foi de 1,63%, uma

das mais baixas observadas, refletindo a diminuio das taxas de fecundidade

iniciada nos anos 1980 e que segue at hoje.

Com imensas propores territoriais, e desmedidas diferenas econmicas,

culturais, climticas e sociais, o Brasil possui uma populao extremamente mal

distribuda por seu territrio.

Figura 4 A populao segundo as grandes regies do Brasil Fonte: IBGE, Sinopse Preliminar do Censo Demogrfico, 1991 e 2000.

Figura 5 Densidade Demogrfica do Brasil segundo as grandes regies. Fonte: IBGE, Sinopse Preliminar do Censo Demogrfico, 1991 e 2000.

Na regio Norte, onde a densa Floresta Amaznica ocupa a maior parte do territrio

a ocupao rarefeita, devido ao calor, s chuvas, alta umidade. O que se nota,

porm, que cada vez mais a floresta perde lugar para a agricultura

agroexportadora e a pecuria extensiva que chegam da regio Centro-Oeste, atual

fronteira agrcola brasileira em fase de expanso.

J na regio Sudeste, devido a grande industrializao e urbanizao, l que a

grande maioria da populao est concentrada. Nessa regio encontramos grande

variedade de produtos, servios especializados e centros de pesquisa, localizados

principalmente nas regies metropolitanas de So Paulo e Rio de Janeiro. Essa

regio entre os anos de 1991 e 2000 acompanhou a taxa de crescimento econmico

nacional de 15%, diferente de regies como a norte que cresceu 25% no mesmo

perodo.

O Nordeste foi durante muitos anos uma rea de repulso populacional,

Estes estados que ao longo da colonizao do pas tiveram

participao importante na formao econmica do Pas, sendo os

precursores nos movimentos de interiorizao do Brasil, tornaram-se

ao longo dos anos, devido decadncia de setores econmicos

tradicionais e s grandes secas prolongadas, exportadores de mo-

de-obra para os demais estados brasileiros. (IBGE, Censo

Demogrfico 2000 Migrao e Deslocamento p. 35)

Um exemplo claro disso que em 2000, do total de cearenses registrados fora de

seu estado-natal, 34% e 13% estavam em So Paulo e Rio de Janeiro

respectivamente. (IBGE, Censo Demogrfico 2000 Migrao e Deslocamento,

2000)

4. Composio da populao segundo idade e sexo.

Avaliando as idades da populao brasileira entre os anos 1991 e 2000, os nmeros

nos mostram que o Brasil passa por um fenmeno conhecido como envelhecimento

populacional, com declnio da taxa de fecundidade e maior expectativa de vida.

A partir do incio da dcada de 1970, mudanas de costumes dos casais, maior taxa

de urbanizao, efetivao da mulher no mercado de trabalho e difuso de mtodos

contraceptivos resultam em um grande declnio das taxas de fecundidade. Tal

fenmeno observado nas pirmides etrias, onde facilmente podemos observar

uma reduo no nmero de crianas entre zero e 14 anos. Em 1991, essa faixa

etria representava 34,7% da populao geral, enquanto em 2000 apenas 29,6%.

Confrontando os percentuais da populao mais velh

Recommended

View more >