Isolamento Termico Com Caixas Longa Vida

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentação a respeito do aproveitamento de embalagens de leite longa vida como isolante térmico

Text of Isolamento Termico Com Caixas Longa Vida

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Mestrado em Engenharia de Alimentos Reaproveitamento de Resduos Agroindustriais I

Utilizao de embalagens cartonadas em sistemas de cobertura e isolamento trmico

Prof. Dr. Marcelo Franco Mestrando Eng. Davi FogaaAbril de 2012

Introduo

A embalagem do Leite Longa Vida composta por seis camadas de materiais diferentes. 2 primeiras camadas internas so de polietileno: evitar o contato do alimento com as demais camadas da embalagem. 3 camada de alumnio: evitar a passagem de O2, luz e microorganismos. A 4 camada de polietileno e faz a adeso da camada de alumnio com a 5 camada, de papel. Camada de papel: confere resistncia embalagem, alm das caractersticas grficas; esta seguida finalmente pela ltima camada, tambm de polietileno.

Embalagem cartonada: impactos

O Brasil consumiu, em 2004, 6,5 milhes de embalagens flexveis (dentre elas as embalagens longa vida) (Datamark, 2006). Nesse mesmo ano, 22% das embalagens longa vida foram recicladas no pas, taxa superior mundial, que de 16% (CEMPRE, 2006a); Como a maior parte dessas embalagens ainda depositada em aterros sanitrios, cresce a cada dia o interesse em dar a elas um destino apropriado. As mesmas podem levar 100 anos para se decompor;

Embalagem cartonada: impactos

Em 2005, o Brasil bateu, pelo 5 ano consecutivo, o recorde mundial de reciclagem de latas de alumnio para bebidas, com o ndice de 96,2% (Abralatas, 2006);A reciclagem de alumnio requer menos de 5% da energia necessria para obter o metal (alumnio primrio) a partir de seu minrio, o que constitui uma grande vantagem econmica e ambiental; Essa economia de energia eltrica representou, em 2004, cerca de 3 900 GWh/ano, o que corresponde a 1% de toda a energia gerada no Brasil anualmente (Abal, 2006).

Em 1950 o Dr. Ruben Rausing, fundador da Tetra Pak, afirmou: Uma embalagem deve gerar mais economia do que ela custa

Reciclagem da embalagem cartonada

Gerao de energia eltrica atravs da queima (Europa e Japo);Fabricao de caixas de papelo; Reaproveitamento do plstico e do alumnio; Podem ser 100% recicladas.

Representam cerca de 1% do total de resduos produzidos no Brasil;

Reaproveitamentos

Sistemas de cobertura e isolamento trmico

Alternativa de substituio das telhas de amianto e fibrocimento;

O alumnio das caixas reflete at 95% da radiao infravermelha do Sol;Com a tcnica, possvel diminuir em at 10C a temperatura do interior das casas;

Sistemas de cobertura e isolamento trmico

6 bilhes de caixinhas poderiam, se reaproveitadas, garantir 400 mil m de isolante trmico, o suficiente para 40 mil moradias (100 m cada); Para cada metro quadrado de necessrias 16 caixinhas de leite. manta so

5,3 bilhes de litros de leite longa vida foram produzidos em 2009 no Brasil; Comparativamente o PAC entregou em 2011 na Bahia pouco mais de 20 mil casas;

Como fazer

1 Abrir as caixinhas de maneira uniforme deixando-as planas; 2 Realizar a higienizao com gua, sabo e desinfetante; 3 Secar as caixas ao Sol; 4 Costurar ou colar as mesmas formando blocos de 1m ou tapetes maiores; 5 Formar uma manta sobre a laje ou abaixo do telhado; Para maior eficincia muito importante que a manta no encoste nas telhas, deixando um espao mnimo de dois centmetros para a circulao do ar.

Projeto Forro Vida Longa

A Faculdade de Engenharia Mecnica da Unicamp desenvolve o projeto partindo da ideia do engenheiro Lus Otto Schmutzler; O projeto pode ser conhecido atravs do site: http://www.fem.unicamp.br/~vidalong/

Concluses

Alternativa economicamente vivel;Aproveitamento de um resduo rico e subutilizado; Pode ser aplicado em qualquer lugar do mundo;

No demanda altas tecnologias;

Referncias bibliogrficasABAL, Associao Brasileira de Alumnio. Disponvel em http://www.abal.org.br/downloads/rsia_abal_pt.zip (acesso em outubro, 2006). ABRALATAS, Associao Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade. Disponvel em http://www.abralatas.org.br/reciclagem_brasil.asp (acesso em outubro, 2006). BAHIA. O governo faz. Disponvel em: http://www.comunicacao.ba.gov.br/ogovernofaz/gestao-habitacional-bahiaavanca-com-o-programa-casa-da-gente. Acesso em: 23 de mar. 2012. CEMPRE, Compromisso Empresarial para a Reciclagem. http://www.cempre.org.br/fichas_tecnicas_emb_carton.php (acesso: outubro, 2006a). DATAMARK. outubro,2006). Disponvel em Disponvel em

http://www.datamark.com.br/newdatamark/ASP/FS/fs_pk_p.asp(

acesso:

Martini, D. e Trindade, T. Q. da. Modelagem matemtica da reflexo da radiao solar utilizando embalagens TetraPak como isolante trmico. In: XXXII Congresso Nacional de Matemtica Aplicada e Computacional, 08 a 11/09/2009, Cuiab MT. Nascimento, R. M. M.; Viana, M. M. M.; Silva G. G.; Brasileiro, L. B. Embalagem cartonada longa vida: lixo ou luxo?. Qumica Nova na Escola, n 25, maio de 2007. Schmutzler, L. O. F. Projeto Forro Vida Longa, 2001. Disponvel em: . Acesso em: 23 de mar. 2012. TetraPak. Disponvel em: . Acesso em 23 de mar. 2012.

Muito Obrigado!davinlf@yahoo.com.br