of 50 /50
CIANO MAGNTA AMARELO PRETO NO FLICKR O JORNAL DE FATO ganha, a partir de hoje, uma página especial para compartilhar imagens. EDUCAÇÃO O ministro Aloizio Mercadante propõe uma prova para alunos de 7 e 8 anos COMIDA, DIVERSÃO... Um casal que está se separando busca saídas e relembra seus principais momentos em "Caixa de Phósphorus" Defato.com Gerais Gerais 7 P 7 P Contas de água mais caras Bandidos roubam e se atrapalham O reajuste é de 5,1% nas tarifas de abastecimento de água. A Caern informou que o aumento aplicado é considerado o menor entre as companhias de água no Nordeste. O reajuste passa a valer em junho. Dupla roubou R$ 26 mil de seguranças e, na hora de atirar, um dos bandidos ficou nervoso e acabou acertando seu próprio colega. A Polícia pro- curava ontem por feridos em hospitais. NESTA EDIÇÃO PÁGINAS 62 CADERNOS OPINIÃO 2 POLÍTICA 3 CÉSAR SANTOS 5 BRASIL/MUNDO 7 PUBLICIDADE 8 COMIDA, DIVERSÃO & ARTE 1 A 12 TOTAL 1 A 4 MOSSORÓ 1 A 8 ESTADO 1 A 4 CLASSIFICADOS 1 A 14 Gerais Segurança 7 P Mossoró Esporte 1 8 P P TARCÍSIO MAIA Novo serviço de hemodiálise vai ampliar capacidade. LIBERTADORES Fluminense terá de superar a si próprio no jogo de hoje contra o Boca. Estado 3 P 200 DIAS Luís Gomes completa 200 dias sem água e aguarda soluções. # CLIMA TENSO; GREVE CONTINUA VEJA NO SITE Negociações não seguiram adiante na noite de ontem e nova data foi marcada. TOTAL Um romance adolescente no Festival de Cannes PÁGINA 1 Mossoró (RN), Quinta-feira, 17 de maio de 2012 Edição 3.365 – Ano XII R$ 1,50 PSB sonda chance de Josivan ser vice Oposição O PSB está sondando a possibilidade de o pré-candidato do PT à Prefeitura ser colocado como vice na chapa. Um dos que teriam recebido a missão de convencer o também reitor foi o jornalista Phabiano Santos, que assumiu o marketing de Larissa. PÁGINA 3 Defato.com Marcelo Bento 5 P Joana Lima UM GRITO CONTRA SECA Trabalhadores rurais de várias regiões cobraram ações emergenciais contra a estiagem. MOSSORÓ 4 )) Trabalhadores rurais fazem manifestação em Mossoró para pedir mais atenção do Governo sobre os efeitos da seca /photos/jornaldefatorn Comente! @defato_rn /jornaldefatorn

Jornal de Fato

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornalismo de verdade

Text of Jornal de Fato

  • CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

    no flickrO JORNAL DE FATO ganha, a partir de hoje, uma pgina especial para compartilharimagens.

    EDUcAoO ministro Aloizio Mercadante prope uma prova para alunos de 7 e 8 anos

    comiDA, DivErso...Um casal que est se separandobusca sadas e relembra seusprincipais momentos em "Caixa de Phsphorus"

    Defato.com Gerais Gerais7P 7P

    Contas de gua mais caras

    Bandidos roubam e se atrapalham

    O reajuste de 5,1% nas tarifas de abastecimento de gua. A Caern informou que o aumento aplicado considerado o menor entre as companhias de gua no Nordeste. O reajuste passa a valer em junho.

    Dupla roubou R$ 26 mil de seguranas e, na

    hora de atirar, um dos bandidos

    ficou nervoso e acabou acertando seu prprio colega. A Polcia pro-curava ontem por feridos em hospitais.

    NESTA EDIO PGINAS62

    cADErnosOPINIO 2POLTICA 3 CSAR SANTOS 5 bRASIL/MUNDO 7PUbLICIDADE 8

    COMIDA, DIvERSO & ARTE 1 A 12TOTAL 1 A 4MOSSOR 1 A 8ESTADO 1 A 4CLASSIFICADOS 1 A 14

    Gerais

    segurana

    7Pmossor

    Esporte

    1

    8

    P

    P

    TArcsio mAiANovo servio de hemodilise vai ampliar capacidade.

    libErTADorEsFluminense ter de superar a si prprio no jogo de hoje contra o boca.

    Estado 3P200 DiAsLus Gomes completa 200 dias sem gua e aguarda solues.

    #climA TEnso; greve Continua

    VEJA NO SITE

    Negociaes no seguiram adiante na noite de ontem e nova data foi marcada.

    ToTAlUm romance adolescente noFestival de Cannes PGINA 1

    Mossor (RN), Quinta-feira, 17 de maio de 2012Edio 3.365 Ano XIIR$ 1,50

    PSB sonda chance de Josivan ser vice

    oposio O PSB est sondando a possibilidade de o pr-candidato do PT Prefeitura ser colocado como vice na chapa. Um dos que teriam recebido a misso de convencer o tambm reitor foi o jornalista Phabiano Santos, que assumiu o marketing de Larissa. PGINA 3

    Defato.com

    Marcelo bento

    5P

    Joana Lima

    Um GriTo conTrA sEcATrabalhadores rurais de vrias regies cobraram aes emergenciais contra a estiagem. MOSSOR 4

    )) Trabalhadores rurais fazem manifestao em mossorpara pedir mais ateno do Governo sobre os efeitos da seca

    /photos/jornaldefatorn

    Comente!

    @defato_rn

    /jornaldefatorn

  • )2opinioQuinta-feira, 17 de maiode 2012

    # indicadores

    # A cidade

    )) )) ))

    )) )) ))

    DLAR R$ 2,0010EURO R$ 2,5470

    POUPANA 0,5218%TR 0,0221%

    SELIC 9%OURO R$ 99,000

    Sade o que interessaMossoroenses aproveitam o incio da noite para prticas de exerccios fsicos na Praa dos Esportes e segue por parte da noite.

    Rpidas# opinioartigo

    ))

    )(

    Um produto da Santos Editora de Jornais Ltda. Fun da do em 28 de agos to de 2000, por C sar San tos

    di re o ge ral: C sar San tosdiretor de redao: Wil liam Rob sonGe ren te ad Mi niS tra ti Va: n ge la Ka ri naGe ren te Fi nan Cei ra: F ti ma San tosCHe Fe de re Por ta GeM: Esdras MarcherzanCoordenao internet: Czar AlvesMarketinG: Larissa Gabrielle e Nbia Batalha

    SI TE: www.de fa to.com E-MAIL:re da [email protected] fa to.com TWITTER: @jornaldefato_rnREDAO E OFICINAS: SEDE: Avenida Rio Branco, 2203, Centro, Mossor-RNCEP: 59611-400. SUCURSAL DE NATAL: Rua Ita, 02, Lagoa Nova - Natal-RNCEP: 59.063-160SER VI O NO TI CIO SO: Agn cia Es ta do e As so cia ted PressTELEFONES: (84) 3323-8900 (Mossor) e (84) 3206-3856 / (84) 3206-6553 / (84) 3206-3778 (Natal)

    AS CO LU NAS E MA T RIAS AS SI NA DAS SO DE RES PON SA BI LI DA DE DE SEUS AU TO RES

    FI LIA DO

    Rpidas# previso do tempo no RN

    !Tentativa de atemorizar a imprensa livre

    Ticiano Duartejornalista

    No conheo neste pas, poltico mais des-prezvel do que o alagoano, Fernando Collor. E o povo de sua terra de tantas figuras ad-mirveis, mais uma vez por equvoco, o fez voltar a vida pblica, depois de seu vergonhoso impedimento, ex-pulso do Planalto h 20 anos, quando a imprensa livre o desmascarou publicando a entrevista do seu irmo, Pedro Collor, que deu o nome do intermedirio que ar-recadava as propinas de empresrios para custeio dos seus gastos pessoais.

    Agora, aliado aos antigos e rancorosos inimigos do PT ligado aos mensaleiros, dentro e fora do Congresso Na-cional, armaram a trama de vindita imprensa livre e ao Procurador Geral da Repblica, Roberto Gurgel, que teve a hombridade de denunciar o maior escndalo de nossa histria republicana, o famoso mensalo, a organizao criminosa encabeada por Jos Dirceu e seus comparsas, com o objetivo de "negociar a governabilidade do governo Lula e dar continuidade ao esquema esprio de apoia-mento parlamentar administrao petista".

    Na semana passada o jornal, "O Globo", em editorial, denunciou as tentativas polticas de criminalizar o tra-balho jornalstico da revisa "Veja" atravs de alguns parlamentares da base governista, de blogs e de vecu-los da chamada imprensa chapa-branca que atuam co-mo linha auxiliar de setores radicais do PT. E na esteira do escndalo Cachoeira - Demstenes - Delta, como diz e editorial no jornal de Roberto Marinho, a campanha tipicamente vingativa contra a revista, cujas reporta-gens "desbarataram a quadrilha de corruptos", desa-gradando assim a "alas petistas".

    E o senhor Fernando Collor, com a sua "autoridade moral", tentou convocar o jornalista Policarpo Junior, di-retor da sucursal da "Veja" em Braslia que, como reprter, segundo o editorial referido, "foi autor de inmeras repor-tagens que revelaram gigantescos esquemas de desvio

    de dinheiro pblico e abreviaram a carreira de muitos corruptos", para depor na CPI, acusando-o de suposta ligao com a quadrilha de Cachoeira. O seu intento no prosperou, porque os delegados federais, Raul Alexandre e Matheus Rodrigues foram categricos em afirmar que o jornalista Policarpo agiu apenas em busca de informa-es, no trocou favores com Cachoeira e fez o que se esperava de um bom jornalista: "obter informaes den-tro dos limites legais em benefcio do interesse pblico".

    Este Brasil, mesmo desmemoriado, no pode esque-cer os anos 90, quando Collor, na presidncia da Rep-blica, quis calar a "Folha de So Paulo", processando quatro jornalistas daquele grande rgo, o ento diretor de redao, Otvio Frias Filho, o diretor executivo da sucursal de Braslia, Josias de Souza e os reprteres Nelson Blecher e Gustavo Krieger, por terem denuncia-do em reportagens, a contratao pelo governo de Fer-nando Collor, sem licitao pblica, de agncia de pu-blicidade que tinha participado da sua campanha pre-sidencial. A representao contra os jornalistas foi as-sinada pelo ento ministro da Justia, Bernardo Cabral, que remeteu Procuradoria da Repblica e esta por sua vez encaminhou-a ao Ministrio Pblico Federal em So Paulo, onde o procurador Jos Eduardo de Santana ofe-receu a denncia e especificou os quatro jornalistas que a seu ver tinham incorrido em crime de calnia. O ad-vogado de defesa dos jornalistas argumentou que o processo no passava de uma tentativa de intimidar o jornal que nada mais fez que cumprir seu dever de in-formar. Meses depois a CPI que funcionou contra Collor apurou detalhadamente as falcatruas por ele praticadas e denunciadas pela grande imprensa do sul do pas.

    O jornalista Otvio Frias, em "Carta aberta" ao pre-sidente Collor, na poca, denunciou entre outras coisas, "o que est em jogo saber se possvel existir um jor-nal como este, num pas como o nosso. O que est em jogo decidir se daqui por diante a Nao contar com a imprensa intrpida ou temerosa, livre ou subjugada".

    A indagao de Otvio Frias ainda hoje est de p, como desafio, para resposta da Nao indignada que assiste perplexa as inescrupulosas tentativas de polti-cos corruptos que tentam amordaar a imprensa livre e independente.

    Carlos Costa

    acesse o site e acompanhe a meteorologia atualizada

  • Emissrios da pr-candidata do PSB, deputada estadual Larissa Rosado, mantiveram contato com o pr-candidato do PT, Josivan Barbosa de Menezes reitor da Universidade Federal Ru-ral do Semirido (UFERSA) , na tentativa de persuadi-lo a aceitar compor a chapa opo-sicionista na condio de candidato a vice-prefeito, conforme prev entendi-mento envolvendo as execu-tivas nacionais do PSB e PT. Um dos que teriam recebido a misso de convencer Josi-van foi o jornalista Phabiano Santos, que recentemente assumiu o marketing da pr-candidata do PSB.

    briel Bar cel los, se reu niu na tar de de on tem com em-pre s rios do ra mo de ba res, res tau ran tes e ho te la ria da ci da de pa ra dis cu O se cre t-rio Exe cu ti vo de Tu ris mo de Mos so r, Ga briel Bar cel los, se reu niu na tar de de on tem com em pre s rios do ra mo de ba res, res tau ran tes e ho te-la ria da ci da de pa ra dis cu O se cre t rio Exe cu ti vo de Tu-ris mo de Mos so r, Ga briel Bar cel los, se reu niu na tar de de on tem com em pre s rios do ra mo de ba res, res tau ran-tes e ho te la ria da ci da de pa-ra dis cu

    Josivan Barbosa confir-ma que conversou com Pha-biano Santos, informalmen-te, em um restaurante de Mossor. Ele preferiu no entrar em detalhes, mas dis-se que a conversa foi infor-malmente e que o PSB no fez o convite oficialmente. No sei se ele (Phabiano Santos) tem procurao para tratar desse assunto, disse o petista, acrescentando que, mesmo se a legenda pessebista oficializasse o convite, a resposta seria a mesma: Nossa deciso j foi tomada, pela pr-candidatu-ra, e lutaremos at o fim, afirmou.

    Segundo Josivan Barbo-sa, o assunto (de o PT indicar o vice do PSB) j est supe-rado e que o diretrio muni-cipal petista encerrou o as-sunto quanto optou pela

    )3polticaQuinta-feira, 17 de maio de 2012# rpidas )) ))Dilma instala Comisso da VerdadeA presidente Dilma Rousseff instalou ontem a Comisso da Verdade, dizendo que o ato " a celebrao da transparncia, da verdade de uma Nao que vem trilhando os caminhos na democracia, mas que ainda tem um encontro marcado consigo mesma". Alex analisa candidatura a vereadorO ex-secretrio municipal de Servios Pblicos Alex Moacir (PMDB) vem sendo incentivado a disputar uma vaga Cmara Municipal de Mossor. Ele afirmou que est pensando sobre o assunto e que conversar com a presidente local do PMDB, Izabel Montenegro, e com os vereadores peemedebistas.Pr-candidato petista confirmou propostas e disse que sua posio j foi tomada e no tem plano B para a campanha

    Eleies 2012

    EDILSON DAMASCENODa Re da [email protected]

    )Larissa est deixando os partidos vontade para discutir, e isso vai afunilando.

    RTILO COELHOSobre a escolha do candidato a vice-prefeito

    Segundo Josivan Barbosa, o assunto (de o PT indicar o vice do PSB) j est superado, e que o diretrio municipal petista encerrou o assunto quando optou pela candidatura prpria

    )) Josivan Barbosa, que est sendo sondado pelo PSB para ser o vice de Larissa

    Arquivo

    PrESENA A deputada federal Maria Perptua Almeida (PC do B-AC) vir a Mossor no prximo sbado, 19, para prestigiar o anncio oficial de apoio da legenda pr-candidata do PSB, dep-utada estadual Larissa Rosado. O evento poltico ocorrer s 9h30, no Requinte Buffet.

    Rpidas# fotolegenda

    PSB envia emissrios para sondar possibilidade de Josivan ser o vice

    candidatura prpria. No tem nenhuma possibilidade. J analisamos tudo antes e vamos lutar. No existe ne-nhum outro projeto nosso que no seja o da candidatu-ra prpria, enfatizou.

    Diante da negativa de Jo-sivan Barbosa, o PSB traba-lha outras vertentes, mas no descarta o apoio petista chapa majoritria. Entre as alternativas que se apresen-tam com maiores chances esto o PDT e o PC do B.

    POSSIBILIDADEO presidente local do

    PDT, empresrio Rtilo Co-elho, disse que tem conver-sado com o PSB e afirmou que os entendimentos esto adiantados. Segundo ele, o seu partido tem interesse em compor a chapa majoritria. Contudo, disse que a pr-candidata pessebista tem deixado que os partidos que integraro a aliana oposi-

    cionista discutam sobre o melhor nome. Na primeira peneira, segundo Rtilo, es-tariam o PDT e o PC do B, embora outros partidos tam-bm queiram indicar o can-didato a vice-prefeito. La-rissa est deixando os parti-dos vontade para discutir, e isso vai afunilando.

    Embora tenha dito que as conversas com o PSB es-to adiantadas, Rtilo Coe-lho afirmou que no h ne-nhuma definio sobre apoio do PDT pr-candi-datura de Larissa Rosado. Disse que at a prxima tera-feira, 22, anunciar a deciso. Antes disso, ele te-r uma conversa com o pre-sidente estadual do PDT, ex-prefeito Carlos Eduardo Al-ves (de Natal). Carlos Edu-ardo est no Rio de Janeiro e deve vir a Mossor na segun-da-feira. No mais tardar, na tera-feira j teremos a de-finio, afirmou.

    Depois do PR, a pr-candidata governista Prefeitura de Mossor, ve-readora Cludia Regina (DEM), recebeu apoio do PS-DB. A informao veio do diretrio estadual tucano por meio de comunicado imprensa. O secretrio-ge-ral do PSDB do Rio Grande do Norte, Clcio Santos, afir-mou que o presidente esta-dual da legenda, deputado federal Rogrio Marinho, havia orientado para unio

    dos tucanos com democra-tas e partidos aliados.

    Alm disso, Santos disse que o PSDB ocupa espaos na administrao munici-pal. Entende-se, com isso, que o partido no teria como agir contrrio aliana com o DEM. O secretrio tam-bm informou que encami-nhamentos pr-aliana j haviam sido feitos pela pr-candidata Cludia Regina com o presidente local da legenda tucana, Tasso Ara-jo.

    Odiretrio local do PV anunciar na prxima semana em data ainda a definir apoio pr-candidata Clu-dia Regina (DEM). Segundo o presidente do PV mosso-roense, professor Francisco Carlos, alguns pontos preci-sam ser definidos, e que so-mente nesta semana foi que iniciou conversas com Clu-dia Regina. Disse que a le-genda ficou centrada na programao voltada aos pr-candidatos Cmara Municipal, a qual foi encer-rada ontem, e que agora as atenes se voltam chapa majoritria.

    Ainda segundo Francis-co Carlos, o diretrio do PV reunir filiados e militncia para definir os preparativos ao apoio pr-candidata de-mocrata. Vamos reunir a militncia e convidar a exe-

    cutiva estadual. Temos um senador, um deputado fede-ral e um deputado estadual. Antes de oficiar o apoio, preciso organizar o evento, disse.

    Com relao chapa de vereadores, Francisco Carlos comentou que o ci-clo de cursos de capacita-o e de encontros para definir os nomes que dis-putaro vagas na Cmara Municipal de Mossor foi encerrado ontem. Disse que, dos 32 nomes inte-ressados, 19 j confirma-ram, at a tera-feira, que sairo candidatos. Ele tambm comentou que a chapa sair completa.

    Estamos animados, pois cumprimos o que foi programado, disse Francis-co Carlos, que um dos pr-candidatos do PV Cmara Municipal de Mossor.

    Diretrio estadual do PSDBavisa que legenda apoiara pr-candidata do DEM

    Partido vai anunciar apoio chapa majoritria em evento

    Apoio

    PV

  • )4polticaQuinta-feira, 17 de maio de 2012

    # imagens )) EMOODilma Rousseff se emocionou ontem ao lembrar das famlias dos desaparecidos na poca da ditadura

    PUNIOO MP-RJ denunciou Justia, ontem, o empresrio Thor por homicdio culposo pelo atropelamento do ciclista Wanderson Pereira

    Reproduo Reproduo

    A Prefeitura de Mos-sor, por interm-dio da Gerncia Municipal de Sade, est em-penhada em solucionar rapi-damente as necessidades do Centro de Ateno Psicosso-cial Antnio Herculano Soares de Oliveira (CAPS II), no bairro Nova Betnia. Uma srie de fatores, ocorridos nos ltimos meses, contriburam para que o CAPS passasse por vrias dificuldades neste perodo.

    Segundo Benjamin Bento, gerente da Sade, o fator que mais contribuiu para que as dificuldades se acentuassem foi a perda de parte do quadro de pessoal do Centro em razo de acordo com o Ministrio

    Municpio recompe servios do CAPS IIReduo do quadro de pessoal nos ltimos meses fez que houvesse deficincia no servio, mas equipe est sendo reposta

    Cludio Roberto

    )) Benjamin Bento diz que prioridade resolver problemas do CAPS II

    Servios como distribuio de medicamentos e atendimento mdico esto sendo prestados normalmenteSade

    Pblico para afastamento dos servidores provisrios. Seis funcionrios que estavam nesta situao foram afasta-dos por fora deste ajuste. A prpria direo do Caps teve que deixar as funes por se encontrar em situao de acmulo de cargo.

    Entre os profissionais que deixaram os servios estavam os profissionais de enferma-gem e de limpeza. Somando-se a essa deficincia, coin-cidiu que dois profissionais efetivos estavam de licena de suas funes e um educador fsico entrou no perodo de frias. "Ficamos sem nove profissionais de uma hora para outra e isso acarretou a maioria dos problemas", ex-plicou o gerente de Sade.

    Ainda de acordo com as informaes repassadas por Benjamin Bento, o CAPS est tendo agora uma ateno es-pecial para que os problemas sejam superados. "Estamos nomeando um psiclogo que vai assumir a direo do CAPS II, transferimos para l enfermeiros e profissionais de limpeza, com isso vamos suprir a necessidade de pes-

    soal", disse Benjamin.Com a limpeza regular-

    izada e a quipe recomposta, o Centro de Ateno Psicosso-cial da Nova Betnia retomar suas atividades normais. Com relao distribuio de med-icao e atendimento mdico, o gerente de sade disse que esses servios no foram in-terrompidos em nenhum mo-mento e permanecem em execuo.

    Sobre a informao de que a piscina est sem condies de uso por parte dos usurios do CAPS, a explicao da Gerncia de Sade que o abastecimento feito via car-ro-pipa, em razo do forneci-mento de gua da Caern ser insuficiente. Segundo Benja-min, ocorreu que no ltimo ms o educador fsico que quem faz uso da piscina estava de frias e a reduo da equipe ocasionou descuido com a lim-peza, mas que isso est sendo corrigido agora com a piscina sendo tratada devidamente e retomado o seu uso.

    "O que as pessoas pre-cisam entender que houve uma coincidncia de muitos problemas que se somaram,

    principalmente a reduo drstica da equipe e isso acar-reta problemas em qualquer

    unidade, mas o importante que estamos agora recom-pondo a equipe e resolvendo

    a situao", finalizou o ger-ente de Sade, Benjamin Bento.

  • R$ 470 milhes paramobilidade urbana

    A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) assinou ontem, no Minis-trio das Cidades, o contrato para liberao de R$ 470 mi-lhes para obras de mobilidade urbana de Natal. Os investimen-tos vo contemplar a duplicao da Av. Engenheiro Roberto Frei-re (foto), a Prudente de Morais, o acesso ao aeroporto de So Gonalo e o VLT (Veculo Leve sobre Trilhos). A licitao ser feita pelo regime da Copa do Mundo, o que vai acelerar o pro-cesso para incio das obras.

    )5polticaQuinta-feira, 17 de maiode 2012# rpidas )) ))JuntasO "Blog do Csar Santos" no de.fato.com publicou a foto registrando a chegada a Natal da ministra Maria do Rosrio, com a governadora Rosalba Ciarlini e a deputada Ftima Bezerra. Ambiente saudvel, distante das filigranas da poltica. Missa dos comunicadoresO 49 Dia Mundial das Comunicaes Sociais ser celebrado pela Diocese de Mossor, com celebrao na Catedral de Santa Luzia, domingo que vem, 20. A Santa Missa dos Educadores ser celebrada pelo bispo dom Mariano Manzana, s 9h.)) Do recebe o aval de Chico

    Definido. O lder co-munitrio Joo Batis-ta, "Do", ser o re-presentante da fam-lia Dantas/Rocha nas eleies deste ano. O aval foi dado ontem pelo irmo vereador Chico da Prefeitura, que se recupera de problemas no cora-o. Do ser candi-dato a vereador ves-tindo as cores do DEM. A conversa dos irmos ocorreu on-tem tarde, no Hos-pital Wilson Rosado. O "Juventude" avali-zou o projeto.

    Empate tcnico noplacar dos apoios

    As prefeitveis Larissa Rosa-do e Cludia Regina contam hoje com praticamente o mes-mo nmero de partidos apoia-dores. At o momento, nove legendas esto com Larissa (PSB, PSD, PC do B, PTB, PSDC, PRB, PHS, PPS e PR-TB) e oito fecharam com Cludia (DEM, PMDB, PS-DB, PV, PR, PSC, PT do B e PMN). Outros cinco partidos esto em compasso de espera: PT, PDT, PTN, PSL e PSOL. A situao mais delicada a do PT, que luta para ter can-didatura prpria, a desgosto da executiva nacional. O pla-car entre Larissa e Cludia, certamente, sofrer altera-o, com novos apoios ou transferncias deles.

    CSAR SANTOS

    ))200 dias sem abastecimento degua desafiam Lus Gomes

    Apopulao de Lus Gomes, municpio encravado na regio do Alto Oeste, alcana hoje um recorde que ningum gostaria de ter: 200 dias sem abastecimento de gua. So quase sete meses do colapso, provocado pelo longo perodo de estiagem e pela deficincia do sistema de abastecimento da Companhia de guas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN). O sofrimento enorme, com relatos comoventes. Famlias inteiras que no conseguem cumprir as atividades bsicas de higiene; criaes dizimadas; plantaes que no existem mais. A crise grave, muito provavelmente a pior da histria do municpio alto-oestano, e provoca revolta, medida que o caos poderia ter sido evitado, caso tivesse havido vontade poltica de quem teve nas mos a soluo do problema. A adutora do Alto Oeste, que levaria gua da barragem de Santa Cruz, em Apodi, para 22 municpios da regio e mais seis dezenas de localidades rurais, no funcionou at aqui. A obra foi iniciada e suspensa em 2010, porque o governo passado no teve capacidade de fazer o dever de casa e, para piorar, cometeu erros insanveis no processo de

    licitao da obra, obrigando o Tribunal de Contas da Unio (TCU) a suspender os repasses do Governo Federal. Alm disso, a etapa da obra que conseguiu avanar no seguiu o projeto correto, ficando dividido em pedaos, o que impossibilitou a transposio das guas. Mais revoltante ainda e desprezvel, leia-se foi a adutora ter sido usada para fins eleitoreiros. Quem no se lembra de o ento vice-governador-secretrio de Recursos Hdricos e candidato a governador Iber Ferreira de Souza (PSB) percorrer os municpios alto-oestanos para anunciar a chegada da gua, sem ter cumprido a promessa? At distribuio de brindes foi realizada, para atrair as pessoas a ouvir os discursos de Iber e de apoiadores. Esse relato se faz necessrio neste momento, para que o simples cidado que vem sofrendo as consequncias no se deixe levar por promessas de ocasio ou conversas fiadas. A adutora do Alto Oeste vai sair do papel agora. At o ms de junho, nova licitao ser feita pelo Governo do Estado, com proposta superior a R$ 22 milhes dinheiro j disponibilizado em conta; da, a obra ser retomada, com novo cronograma, levando-se em considerao a concluso de etapas, como forma de acelerar a oferta de gua. Enquanto o projeto no acontece na prtica, os moradores de Lus Gomes so socorridos pelos carros-pipa ou por mtodos antigos, como a lata dgua na cabea, cena que se imaginava que havia acabado por essas bandas do Rio Grande do Norte.

    [email protected]

    MSD capacitaagentes da regio

    O Ministrio do Desenvol-vimento Social rene em Mossor conselheiros mu-nicipais para aprimorar os programas sociais do Go-verno Federal. O encon-tro, que acontece no audi-trio do Thermas, tem a participao de 170 agen-tes de Mossor e de muni-cpios da regio. O projeto de capacitao e qualifica-o dos agentes coorde-nado por Carlos Cipriano, representante do MDS.

    HemodiliseO diretor do Hospital Re-gional Tarcsio Maia, odontlogo Ney Robson Vieira, entrega hoje o novo servio de hemodi-lise. Solenidade de inaugurao s 9h.

    Ministro aliviatenso de militares

    Alvio para os militares que temem uma investi-gao de crimes contra os direitos humanos ocorri-dos entre 1946 e 1988. A Comisso da Verdade, ins-talada ontem, no deve impor reviso a Lei da Anistia. Foi o que disse o ministro Dilson Dipp, co-ordenador da comisso. "No temos nenhum poder jurisdicional, no temos nenhum poder persecut-rio", justificou.

    )(

    No queremos apenas reconciliao nacional; queremos justia e a reviso da Lei da Anistia."ERUNDINA Sobre a Comisso da Verdade

    NOTCIA1 2 3 4 5H 80 anos era decretada a licen-a-maternidade de dois meses.

    Hoje, o benefcio foi ampliado para seis meses, projeto da ento senadora Rosalba Ciarlini (DEM), aprovado em 2010.

    Est marcada para o dia 25 deste ms a inaugurao da fbrica de cimento Mizu, no distrito indus-trial de Barana. A produo, iniciada em 2011, atende o mer-cado interno e externo.

    Mossor vai sediar entre os dias 21 e 25 deste ms o Curso Edu-cao Inclusiva: Direito Diver-sidade. Evento oferecido aos professores de 27 municpios das regies Oeste e Vale do Au.

    A Fetarn leva hoje os trabalha-dores rurais para o Centro Admi-nistrativo. Vai acampar de frente Governadoria, para pressionar o Governo a receber, em audin-cia, os dirigentes da federao.

    A Arena de Salvador (BA) vai fi-car pronta a tempo para sediar jogos da Copa das Confederaes em 2013. E o tempo verde e ama-relo no para. Faltam 756 dias para a Copa do Mundo de 2014.

    Ivanzio Ramos

  • )6opiniogeraisQuinta-feira, 17 de maio de 2012

    # imagens )) AlemanhaA chanceler da Alemanha, Angela Merkel, demitiu o ministro do Meio Ambien-te, Norbert Rettgen aps derrota eleitoral

    Em nova redeO JORNAL DE FATO est desde ontem na rede social de imagens, o Flickr. Gale-ria e outras fotos sero compartilhadas.

    EstranhoCargos altamente disputa-dos como os de secretrio d sade e de comunicao es-

    to sendo rejeitados por v-rios convidados. O que ser que tem de ruim num neg-cio to bom?...

    Carlos EduardoTenho l meus motivos para no torcer pela candidatura de Carlos Eduardo em Natal. Mas no se admite que um candidato favorito seja derrubado no tapeto, como que-rem fazer os vereadores de Natal.

    Collor diz que dono de Veja deve serconvocado para CPI do Cachoeira

    Collor - quem diria? - virou atrao na CPI. Como se pode ver, no s as pessoas que mudam de lado, mas at a verdade muda tambm. Temos que reconhecer que agora ela est com a velha raposa alagoana. Vejamos o que diz Paulo Henrique Amorim: Alvo da imprensa na dcada de 90, ex-presidente condena relao entre revista e bicheiro. Afastado da Presidncia depois de um processo de impeachment no incio dos anos 1990, o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) defendeu em Plenrio, nesta segunda-feira (14), a convocao do jornalista Policarpo Jnior, chefe da sucursal da revista Veja em Braslia, e do dono da publicao, Roberto Ci-vita, CPMI - Comisso Parlamentar Mista de Inqurito do Caso Cachoeira, que investiga as relaes do bicheiro com agen-tes pblicos. De acordo com Collor, Policarpo Jnior uma testemunha-chave no processo. O senador disse que preciso saber at que ponto sua atividade jornalstica em relao a Cachoeira ficou limitada ao contato com a fonte. Ser que no teria sido melhor para o Brasil se o jornalista e seu veculo no tivessem ajudado o contraventor? At que ponto uma fon-te criminosa tem que ser coberta pelos meios? Onde esto os limites em proteger uma fonte e preservar sua rede de contra-venes? A liberdade de imprensa est se transformando em libertinagem da imprensa? Collor afirmou ainda que, h quase uma dcada, Policarpo Jnior tem estreitas relaes com Ca-choeira. O senador lembrou que o jornalista j testemunhou a favor de Cachoeira, em uma representao que envolvia o no-me do empresrio no Conselho de tica da Cmara dos Depu-tados, em janeiro de 2005. Naquela poca, Cachoeira acusava parlamentares de tentarem extorqui-lo, por causa das investi-gaes da CPI da Loterj, da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Segundo o senador, no houve reao negativa quan-do o jornalista prestou depoimento a favor do bicheiro na C-mara dos Deputados. Assim, ele justifica, no deveria haver temor com o possvel depoimento de agora. O senador tam-bm fez duras crticas revista Veja e disse j ter usado a tri-buna para denunciar fatos vergonhosos desses que se julgam paladinos da moral. Alm disso, Collor afirmou que um mi-nistro do STF j foi procurado pela revista, que teria pedido a condenao do senador no Supremo em troca de destaques na revista. Em nome da verdade, desafio o chefe-maior desse grupelho, Roberto Civita, para comparecer CPI e falar das relaes que sua revista e alguns de seus jornalistas mantm com o crime organizado.

    FOTOLEGENDA

    Querer criticar o vereador Genivan Vale por ter participado de um debate sobre a ma-conha um ato irracional. Como vereador ele tem o direito e o dever de debater sobre qualquer assunto de interesse da comunidade. Alm do mais bioqumico e o assunto est totalmente ligado sua competncia profissional. Tambm discordo como est sendo tratada a tal Marcha pela legalizao da Maconha. Eu, pelo menos, sou contra a legaliza-o da maconha, mas sou radicalmente a favor da marcha. As pessoas que defendem, ou seja, que pensam diferentemente de mim, tm todo o direito de expressar sua opinio.

    )(

    Nem nemNem os profissionais convidados querem assumir secretarias de Rosalba Ciarlini nem os partidos aliados querem indicar. Quer dizer. O cara senta mesa de um

    conselho poltico, decide como deve ser a chapa de prefeito e vice de Mossor, mas no quer indicar secretrio de nada. Quem j viu? L na minha terra dizem assim: vts.

    [email protected]

    PROSA VERSO&

    ))[email protected]

    No projeto, Ana Amlia argumenta que atualmente cerca de 40% do tratamento oncolgico se vale de medicamentos de uso domiciliar

    GBraslia, 16 (AE) - A Comisso de As-suntos Sociais (CAS) do Senado aprovou nes-ta quarta-feira projeto que obriga os planos de sade a cobrirem tratamento quimio-terpico via oral, feito em casa, para pacientes com cncer. A inovao, que consta da pro-posta de autoria da senadora Ana Amlia (PP-RS), tambm cobre medicamentos para controle de efeitos adversos relacionados ao tratamento.

    No projeto, Ana Amlia argumenta que atualmente cerca de 40% do tratamento oncolgico se vale de medica-mentos de uso domiciliar. Em 15 anos ela estima que tal pro-cedimento chegar a 80% dos casos. Segundo ela, no h cobertura dos planos para es-se tipo de tratamento, o que acaba por transferir "boa par-te dos pacientes e seus custos assistenciais para o Sistema nico de Sade (SUS)".

    "A quimioterapia oral feita em casa oferece vantagens substanciais ao paciente, tan-to fsicas como emocionais, tais como sentir-se menos

    Planos tero de cobrir tratamento domiciliar de cncer

    A inovao tambm cobre medicamentos para controle de efeitos relacionados ao tratamentoSade

    agredido pelo tratamento, o que proporciona maior adeso e facilidades, uma vez que no tem que alterar a sua rotina, no precisa gastar com trans-porte nem ter algum dispon-vel para acompanh-lo uni-dade de sade", afirmou o se-nador Waldemir Moka (PMDB-MS), relator do projeto.

    Moka apresentou uma emenda ao projeto para dele-gar Agncia Nacional de Sade Suplementar (ANS) e s sociedades mdicas de es-pecialistas da rea para fazer a incluso desses medica-mentos no rol de cobertura dos planos de sade.

    A matria dever seguir para apreciao da Cmara dos Deputados, exceto se houver recurso de um dos senadores para lev-la para apreciao do plenrio.

    RICARTO BRITODa Agncia Estado

    ABR

    )) A proposta de autoria da senadora Ana Amlia (PP-RS)Waldemir MokaRelator do projeto

    A quimioterapia oral feita em casa oferece vantagens substanciais ao paciente, tanto fsicas como emocionais, tais como sentir-se menos agredido pelo tratamento"

  • )7geraisQuinta-feira, 17 de maio de 2012# rpidas )) Planos tero de cobrir tratamento domiciliar de cncerBraslia, 16 (AE) - A Comisso de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que obriga os planos de sade a cobrirem tratamento quimioterpico via oral, feito em casa, para pacientes com cncer. A inovao, que consta da proposta de autoria da senadora Ana Amlia (PP-RS), tambm cobre medicamentos para controle de efeitos adversos relacionados ao tratamento.

    Rpidas# ltimas )())Ministrio Pblico

    denuncia Thor por homicdio culposoRio, 16 (AE) - Thor Batista, de 20 anos, filho do empre-srio Eike Batista, foi denun-ciado nesta quarta-feira pelo Ministrio Pblico Justia por homicdio culposo (sem inteno de matar). Em 17 de

    Trens da linha 3-Vermelha do metr colidem em SPSo Paulo, 16 (AE) - Dois trens da linha 3-Vermelha do Metr colidiram na regio da estao Carro, na zona leste de So Paulo, nesta quarta-feira. De acordo com o Corpo de Bom-beiros h vtimas com feri-

    Percentual de reajuste corresponde inflao acumulada no perodo de maio do ano passado a abril deste ano; a Caern possui ligaes em 52 cidades

    Dentre as empre-sas de sanea-mento que j ti-veram reajuste, o menor foi o obtido pela Companhia de guas e Esgotos do Rio Gran-de do Norte (CAERN). A Agn-cia Reguladora de Servios de Saneamento Bsico do Muni-cpio de Natal (ARSBAN) au-torizou ontem o reajuste de 5,1% nas tarifas de abasteci-mento de gua e esgotamen-to sanitrio.

    Com o reajuste, a tarifa residencial para o consumo de dez mil litros de gua a que paga pela maioria dos consumidores da Caern passar dos atuais R$ 24,02 para R$ 25,24, um aumento de R$ 1,22. A nova tabela tarifria passar a valer a partir do dia 16 de junho e os

    gua: reajuste nas contasdo RN o menor do NE

    A tarifa residencial para o uso de dez mil litros de gua ficar R$ 1,22 mais cara para as contas do ms de julhoConsumo

    novos valores s sero pagos pelos clientes da Caern nas contas que vencem em ju-lho.

    O percentual de reajuste corresponde inflao acu-mulada (IPCA) no perodo de 1 de maio de 2011 a 30 de abril de 2012. A Caern possui aproximadamente 590 mil ligaes de gua ativas nos 152 municpios em que ope-

    ra. O reajuste autorizado ser linear, ou seja, ser o mesmo para todas as faixas de con-sumo, incluindo os clientes residenciais, comerciais, in-dustriais e pblicos.

    De acordo com o diretor comercial e financeiro da Ca-ern, Joo Maria de Castro, o reajuste tarifrio funda-mental para cobrir do equil-brio financeiro dos valores do

    fluxo de entradas e sadas de recursos da Companhia. Muitos insumos tiveram re-ajuste neste perodo, como a energia eltrica, que desde abril subiu 6,43%, destaca o diretor. Ele lembra que o re-ajuste tarifrio anual est previsto no contrato de con-cesso e ocorre em todas as companhias de saneamento do pas.

    ARQUIVO

    )) CONSUMIDOR VAI PAGAR POUCO MAIS CARO PELO USO DA GUA

    maro, o filho de Eike atropelou e matou o ciclista Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, na rodovia Washington Lus, em Duque de Caxias (RJ). Caso se-ja condenado, Thor pode rece-ber pena de 2 a 4 anos de priso. A promotoria tambm pediu que a Justia suspenda imedia-tamente o direito de dirigir de Thor.

    mentos leves. O atendimento aos feridos est sendo feito pelos Bombeiros e pelas equipes do SAMU. Ainda no h informa-es sobre o grau de ferimentos e a quantidade das vtimas. A circulao dos trens na Linha 3-Vermelha funcionada apenas no trecho das estaes Palmeiras e Tatuap. Os trens estavam no sentido Barra Funda.

  • CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

    8opinioQuinta-feira, 17 de maio de 2012

    MARCELO GOMESDa Agncia Estado

    @defato_rn

    /jornaldefatorn

    /photos/jornaldefatorn

    A ncara, 16 (AE) - A Turquia mostrou inte-resse renovado s vspe-ras da reabertura das negociaes para sua oferta de adeso Unio Europeia (UE), que deve-ro comear na quinta-feira, agora que seu prin-cipal oponente, Nicolas Sarkozy, no mais pre-sidente da Frana. A Tur-quia iniciou suas nego-ciaes para aderir UE em 2005, mas houve pouco progresso na can-didatura, principalmente por causa das divergn-cias polticas entre a Tur-quia e o Chipre, que membro do bloco desde 2004, e tambm da fer-renha oposio do ex-

    presidente francs Sa-rkozy. Ele argumentava que a Turquia, como pas predominantemente mu-ulmano, no parte da Europa. Sarkozy queria que a Turquia aceitasse algum tipo de parceria especial com o bloco eu-ropeu ao invs de ser um pas membro, algo que a Turquia rechaou.

    Agora que o socialista Franois Hollande foi eleito presidente da Fran-a, a Turquia espera que ele seja mais simptico ideia do pas aderir UE. A Turquia tem uma das economias que mais crescem no mundo e est se tornando novamente um poder regional no Oriente Mdio.

    Turquia retomar negociaes para ir UE

    Europa

    Rio, 16 (AE) - O ministro da E d u c a o , Aloizio Mercadante, disse nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, que "precisa um estudo mais aprofundado para analisar" o aumento da taxa de reprovao no ensino mdio em 2011 em relao aos anos anteriores. O ndice, no entanto, calculado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), rgo do prprio Ministrio da Educao. A mdia nacional de reprovao ficou em 13,1% em 2011, e a mais alta desde 1999, primeiro ano disponvel para consulta no portal do Inep.

    "Oscilaes de um ano pa-ra outro sempre acontecem. Para avaliar o ensino, a taxa de reprovao um dos indica-dores de fluxo. O outro a qualidade do aprendizado. Como o ensino mdio pre-dominantemente estadual e ns tivemos mudanas de go-verno em muitos Estados no

    Mercadante anuncia provapara alunos de 7 e 8 anos

    ano passado, novos secret-rios de educao, novas atitu-des, novos procedimentos, talvez tenha a alguma expli-cao. Mas eu no quero me adiantar antes de um estudo mais aprofundado", disse Mercadante, aps participar do 24 Frum Nacional na se-de do Banco Nacional de De-senvolvimento Econmico e Social (BNDES).

    O ministro adiantou al-guns pontos do programa "Al-fabetizao na Idade Certa", que dever ser lanado em junho pelo governo. Ser cria-do um exame nacional para estudantes de 7 e 8 anos, de todas as escolas pblicas do Pas, para avaliar o seu desem-penho em leitura e redao e matemtica. A avaliao ser nos moldes da Provinha Brasil, atualmente aplicada para crianas no segundo ano de escolarizao da rede pblica.

    "Oscilaes de um ano para outro sempre acontecem. Para avaliar o ensino, a taxa de reprovao um dos indicadores de fluxo", disse o ministro

    AE

    )) O ministro da Educao, Aloizio Mercadante: estudo para avaliar as reprovaes

    O ministro adiantou alguns pontos do programa "Alfabetizao na Idade Certa", que dever ser lanado em junho pelo governoEducao

    Atenas, 16 (AE) - O juiz Panagiotis Pi-krammenos, de 67 anos, foi nomeado nesta quar-ta-feira primeiro-minis-tro interino da Grcia para liderar o governo enquanto o pas se pre-para para realizar novas eleies em junho, aps um pleito inconclusivo no ltimo dia 6 no permitir que as lideranas parti-drias selassem um acor-do para a formao de um governo de coalizo no Parlamento. A nomeao do premi interino ocorre em meio incerteza po-ltica e econmica na Grcia e crescente pre-ocupao dos credores internacionais e at dos gregos com a situao do pas. Desde 7 de maio, cerca de 700 milhes (US$ 898 milhes) foram sacados dos bancos gre-gos pelos correntistas

    Pikrammenos, de 67 anos, foi indicado hoje ao cargo depois da falta de consenso entre os parti-dos sobre um candidato para liderar o governo provisrio. Em casos as-sim, a constituio grega determina que o cargo seja assumido pelo chefe do Conselho de Estado, o principal tribunal admi-nistrativo do pas.

    Nesta quarta-feira, o lder do partido de extre-ma esquerda Syriza, Ale-xis Tsipras, acusou a chanceler da Alemanha Angela Merkel e a Unio Europeia (UE) de "esta-rem jogando pquer com as vidas dos europeus".

    Grcia empossa Pikrammenos como primeiro-ministro interino

    Premi

    !Ser criado um exame nacional para estudantes de 7 e 8 anos, de todas as escolas pblicas do Pas, para avaliar o seu desempenho em leitura e redao e matemtica

  • mossor

    SecaTrabalhadores cobram aes emergenciais no campo contra a seca

    ViolnciaDupla rouba R$ 26 mil de seguranas e atira em carro

    )) ))

    Quinta-feira, 17 de maio de 2012www. .com

    @defato_rn/jornaldefatorn

    4p. 5p.

    Comea nesta quin-ta-feira, 17, o novo Servio de Hemo-dilise do Hospital Regional Tarcsio Maia (HRTM), que aumentar em cinco vezes o nmero de sesses realiza-das mensalmente em pa-cientes da unidade. Com a inaugurao do novo servi-o, com equipamento e equi-pe de profissionais do pr-prio hospital, a capacidade de atendimentos aumentar para cem, enquanto ante-riormente, eram realizadas apenas 20 sesses mensais.

    O diretor-geral do HRTM, Ney Robson, explica que quando assumiu a direo do hospital, a unidade j dispu-nha do equipamento para a realizao das sesses de he-modilise. No entanto, en-quanto o equipamento novo estava encaixotado, o hospi-

    Hemodilise do Tarcsio Maia ter capacidade ampliada

    tal pagava pelo servio que era realizado por uma em-presa terceirizada pelo Go-verno do Estado.

    Nada justificava ter o

    equipamento e os profissio-nais do prprio hospital e mesmo assim arcar com o custo mensal com o contrato com servio terceirizado.

    Diante disso, decidimos ela-borar o programa para aten-der todas as normas tcnicas da vigilncia sanitria, tanto dos servios como dos pro-

    NARA ANDRADEDa Re da [email protected]

    Hospital j possuia um equipamento novo para realizao das sesses, mas mquina estava encaixotada. Servio estava sendoterceirizado

    )) Hospital Regional Tarcsio Maia vai atender mais pacientes da cidade

    Equipamento novo vai possibilitar a realizao de 100 sesses/ms, atendendoa mais pacientes de Mossor e regio. Antes, apenas 20 sesses eram feitasHRTM

    fissionais, frisa.Segundo Ney Robson,

    alm da economia por no ter que arcar com o compromis-so financeiro com a empresa que realizava as sesses, o novo servio vai gerar recei-ta para o hospital, j que um servio pblico creden-ciado no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Sa-de (CNES).

    Com o cadastro no CNES, o hospital passar a receber R$ 280,00 por sesso de he-modilise realizada em pa-ciente agudo.

    O grande ganho a ex-panso do servio, realizado sem nenhum prejuzo para o hospital. O mais importante prestar um servio de qua-lidade, sobretudo para pa-cientes em situao crtica, comenta.

    Ainda de acordo com in-formaes repassadas pelo diretor do hospital, o servio de hemodilise s funciona-va para os pacientes da Uni-dade de Tratamento Intensi-vo (UTI). Agora com a inau-gurao do novo servio, o hospital contar com uma rea para a realizao das sesses de hemodilise, que inicialmente contar com apenas um leito, mas ser expandida para dois leitos.

    A inaugurao do novo Servio de Hemodilise do HRTM acontecer durante so-lenidade prevista para as 9h.

    O Governo do Es-tado estuda al-ternativas para resolver o problema da fal-ta de leitos de UTI Peditri-ca, que atende bebs a par-tir de um ms de vida at a idade infantil, em Mossor. A secretria estadual da Sade Pblica em exerccio, Dorinha Burlamaqui, infor-ma que entre as opes es-t Casa de Sade Dix-sept Rosado (CSDR), o Hospital do Cncer e o Hospital Re-gional Tarcsio Maia (HRTM). Estamos estudando qual alternativa mais vivel para uma soluo rpida do problema.

    De momento, a CSDR aparece como favorita para receber trs leitos. Na CS-DR j existe uma boa estru-tura que com alguns ajus-tes podem receber os leitos de forma rpida, destaca a secretria, acrescentan-do que o diretor do Hospital da Mulher, Diego Dantas, est elaborando um plano para implantar o servio.

    Por conta da ausncia de leito de UTI Peditrica em Mossor, o beb Sophia Valentyna Ferreira de Sou-sa, de apenas dois meses, ficou por quase 24 horas internada de forma inade-quada em um leito do HRTM. A menina s foi transferida no final da tar-de de tera-feira, 15, aps a montagem em carter de urgncia de um leito na CSDR. Sophia continua in-ternada em estado grave.

    Leitos de UTI peditrica podemser instalados na CSDR

    Soluo

  • )2opinioQuinta-feira, 17 de maio de 2012

    Ao longe, ao luar,No rio uma velaSerena a passar,Que que me revela? No sei, mas meu serTornou-se-me estranho,

    E eu sonho sem verOs sonhos que tenho. Que angstia me enlaa?Que amor no se explica? a vela que passaNa noite que fica.

    # orpheu ))

    Fernando Pessoa

    GENTE DE FATOMarilene Paiva [email protected]

    )) RoxetteAmanh, no Chevrolet Hall, em Recife, o muito esperado show de Roxette. De Carabas, o casal Marcelo Fernandes e Raquel Gurgel marcam presena. O mano Andr Pinheiro vai com Ellen Dias. Rafaella Emily fechou grupo bacana num bate volta em parceria com a Master Turismo. Oba!

    Os desafios da comunicao no RNA INTER TV Cabugi e a Universidade Potiguar, in-tegrante da rede internacional de universidades Laureate, esto promovendo nesta semana o I Se-minrio de Comunicao para debater Os desafios da comunicao no RN. Ser nesta sexta-feira (18) e no sbado (19), no Espao de Eventos da Unidade Roberto Freire. Os palestrantes sero Luiz Lima, diretor de esportes da Rede Globo; Dirceu Simabu-curu, o diretor superintendente da INTER TV Ca-bugi Ncleo RN; e a diretora de jornalismo da Globo Nordeste, J Mazarollo.

    Atitude, arte e musicalidadeA Festa 5. Amanh, 18, o Kikos Buffet rene bacanas que curtem arte e boa msica. A noite promete ta-tuadores renomados, artistas plsticos, artesos, escritores e DJs Gustavo Lemon (Braslia) e Rmu-lo Paiva; e as bandas Mistura Fina com Nida Lira no vocal e Dona Lda, de Fortaleza, banda com trs CDs lanados ao longo de 10 anos de existncia e considerada uma das maiores de reggae autoral do Norte/Nordeste. Bora??? Eu vou!

    )) O cirurgio buco-maxilo Tony Pinheiro, PhD, ministrando palestra como cientista convidado do Congresso em Laser. Com ele, o sobrinho Luiz Guilherme, Newton Barbosa e Jouber Aciole

    )) Almoo do domingo das mes, no Garbos Recepes: Marg Pinto Lima e as Amaral que eu amo: Eliete com as filhas Jeaninne e Jacqueline

    )) Celebrando o dia das mes no Garbos Recepes, o amado Dr. Cornlio Alves/Lucivan com as filhas Milena e Dayse

    Cedida Cedida

    Cedida

    Rpidas# uns e outrosCelebram idade nova hoje: Nickson Melo, Gorete Bessa Viana, Nilson de Castro, Dagmauro Ferreira de Melo, Waltinho Silva, Vnia Marinho, George Wagner, Marcos Rosado Batista, Mrian Rocha Ro-drigues, Nlio de Menezes Chaves, Delvac Valdes de Murilo Nogueira, Adriana Dantas, Zoraide Rosa-do, Kelvin Gibran, Jssica Silveira, Walter Lopes, Vandja Lima, Mariana Carlos, Snia Paiva, Herne-gildo Silva, Maria Nunes, Ceio Barros e Ana Lcia Dos Santos. Parabns!

    Mame passou acar... Passou sim. Nelas: Seyssa Pra-xedes, Katharina Gurgel, Sandra Rassa, Vanuscka Terra, Lorna Falco, Sanzia Fernandes e Marluce Be-zerra.

    Curtiu? Nossa... curto muito. O Facebook uma reali-dade muito presente em nossas vidas. Chegar aos 5 mil seguidores e ainda ter mais de mil esperando muito bacana. Obrigadinha meus amores. Jaj crio o marilenepaiva 2.

    A colunista Karenine Fernandes pilota a inaugurao oficial da fbrica de cimento MIZU, dia 25, em Barana. Recebemos o convite. Obrigada.

    Curtir as serras potiguares para mim o que de melhor posso resumir em momentos de paz e relax. O casal Mima Adour e Flvio Vasconcelos, com os amigos Sayo-nara e Fernando, curtiram o finde em Portalegre, com direito a Piro de Castanha e Galinha Caipira no Bar do Aldo, no corao da Serra. Eita vidinha boa!!!

    Em nome da professora-mestra Fernanda Kallyne Rego de Oliveira Morais, saudamos as assistentes sociais. E a nossas alunas do Curso de Servio Social, UnP, pelo desempenho, dedicao e pelo sucesso na I Semana de Servio Social da Universidade Potiguar. Muito bem garotas.

    No ar, o lindo aniversrio de 5 aninhos de Artur Ota-ni. Presena On Line. Confira www.marilenepaiva.com.br

    *

    *

    *

    *

    *

    *

    *

  • )3mossoroQuinta-feira, 17 de maio de 2012# rpidas )) ))GreveOs professores da Ufersa param hoje atividades por tempo indeterminado. A categoria se junta a outras federais e reivindica melhoria salarial. Colao de grauMesmo com a greve da Uern, as solenidades de Colao de Grau no Campus da instituio continuam com as datas previstas. Hoje, colam grau estudantes do campus central.

    )) Mobilizao dos estudantes se concentrou na Praa do Pax

    )) Topgrafo mede ruas do Belo Horizonte

    )) Trnsito ficou congestionado no final da tarde

    Professores da Uni-versidade do Esta-do do Rio Grande do Norte (UERN) voltam a se reunir hoje em nova assem-bleia dispostos a continuar com o movimento paredista.

    A categoria espera do Go-verno uma nova proposta que contenha, entre outros pontos, uma data estabele-cida para o pagamento do reajuste anunciado pelo Es-tado ainda na greve do ano passado.

    Porm, a possibilidade de ser encaminhada ainda hoje desconhecida pelos titula-res que esto envolvidos nas negociaes. Tanto o reitor da Uern, Milton Marques de Medeiros, quanto secret-ria de Educao, Bethnia Ramalho, esclareceram que a equipe econmica ainda est avaliando uma sada vi-vel.

    O cl econmico do Go-verno insiste que o maior empecilho continua sendo o limite prudencial. Enquanto isso, o presidente da Asso-ciao dos Docentes da Uern, professor Flaubert Torquato, alerta que a categoria dever decidir no encontro de hoje

    Higo LimaDa Re da [email protected]

    Estudantes se reuniram ontem em uma passeata que congestionou o Centro da cidade no final do expediente comercial. Eles apiam a greve dos professores

    Carlos Costa

    Marcos Garcia

    Carlos Costa

    Nmero

    106dias foi o tempo de durao da maior greve da Uern, em 2011

    pela continuidade da greve. No existe um pagamento sem data estabelecida. Se o Governo no nos apresentar alguma coisa, a deciso de

    continuidade, ressalta.Ontem, no final da tarde,

    entidades que compem mo-vimentos de classe se reuni-ram na segunda Marcha dos

    Estudantes e pararam o trn-sito nas mediaes da Praa Rodolfo Fernandes. Somos contra a greve, mas enten-demos que a luta dos profes-

    sores e dos tcnicos em defesa por melhorias da ins-tituio, ressaltou Saulo Spinelly, lder do DCE da Uern.

    )

    Desde ontem que uma equipe de topgrafos do Centro Integrado de Defesa Area e Controle de Trfego Areo (Cindacta 3), de Recife, est na cidade realizando me-dies nas proximidades do Aeroporto Dix-sep Rosado.

    A equipe iniciou os tra-balhos pelo bairro Belo Ho-rizonte e, de acordo os tc-nicos, toda a pista do aero-porto e os logradouros loca-lizados nas proximidades sero medidos. Eles explica-ram que a medida para atender as exigncias de se-gurana para o aeroporto.

    No ano passado, o Minis-trio da Defesa publicou portaria proibindo a cons-truo de edificaes de at 15 metros de altura nas pro-ximidades da pista.

    Tcnicos comeam medies nas proximidades da pista

    Aeroporto

    Professores se renem, mas sem resposta do Estado

    Reitor da Uern intermedeia negociaes e ainda espera envio de nova proposta para o fim da greveProposta

  • )4mossorQuinta-feira, 17 de maio de 2012

    # rpidas DescomplicandoA Secretaria Estadual de Educao realiza de 18 de maio a 2 de junho, uma srie de oficinas para professores.

    EducaoA Prefeitura de Mossor realiza de 21 a 25 de maio o Curso Educao Inclusiva: Direito Diversidade, no. Hotal Villa Oeste. Desde o ano de 2003, essa parceria vem gerando frutos como seminrios for-mativos para gestores e educadores.

    Realizando a edi-o 2012 do Gri-to da Terra RN, trabalhadores rurais de v-rias regies do estado cobra-ram aes emergenciais e permanentes para a convi-vncia com o semirido nor-te-rio-grandense. A mobili-zao, coordenada pela Fede-rao dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Norte (FETARN), aconteceu de forma simultnea em Mos-sor e Natal. De acordo com o tesoureiro do Sindicato dos Trabalhadores na Lavoura de Mossor, Francisco Elpdio, cerca de 1.500 trabalhadores rurais participaram da cami-nhada pelas ruas de Mossor, que terminou com ato pbli-co na Praa da Independn-cia, em frente ao Mercado Central.

    O representante do Sindi-cato da Lavoura, Francisco Elpdio, explicou que o obje-tivo da populao era chamar a ateno da sociedade e das autoridades para a difcil si-tuao enfrentada pelo ho-

    Trabalhadores cobram aes emergenciais

    mem do campo, em decor-rncia da seca que atinge grande parte dos municpios potiguares.

    O homem do campo tem passado por uma situao calamitosa, sem gua para beber e plantar, sem comida. Perdendo sua plantao e sem ter como alimentar seu rebanho, comenta.

    Participaram da mobiliza-o trabalhadores rurais de vrios municpios das regies Oeste, Mdio Oeste, Alto Oeste e Vale do Au.

    Entre os pontos presentes na extensa pauta de reivindi-

    caes, est a complementa-o de R$ 280,00 para cada agricultor beneficiado pelo Programa Bolsa Estiagem, apoio luta pela reformula-o e ampliao do Programa Garantia Safra, reajuste ime-diato dos preos praticados pelo Programa do Leite, abas-tecimento de gua com car-ros-pipas nos municpios que decretaram situao de emergncia e outros.

    Depois de encerrado o ato pblico no Centro de Mosso-r, uma comitiva com inte-grantes do Sindicato da La-voura e representantes da

    Fetarn seguiu para a capital do estado, para reforar a mo-bilizao que, segundo infor-mao dos participantes, continuar at que os mani-festantes sejam recebidos pela prpria governadora ou por seus representantes.

    Se for preciso vamos passar a noite l e os prximos dias, at que a gente seja re-cebido e possa entregar a nossa pauta de reivindica-o, frisa.

    A mobilizao conta com o apoio da Confederao Na-cional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG).

    NARA ANDRADEDa Re da [email protected]

    Em Mossor, cerca de 1.500 trabalhadores participaram da marcha, que tambm aconteceu na capital do estado. Seca preocupa famlias de agricultores potiguares

    Marcelo Bento

    )) Marcha percorreu algumas ruas do Centro e foi encerrada em frente ao Mercado Central

    Agricultores fizeram caminhada at a Praa da Independncia, em Mossor, para chamar a ateno sobre situao no campoSeca

    Ofechamento do Centro de For-mao de Con-dutores Piloto Ltda em Mos-sor deixou dezenas de alu-nos sem rumo. A autoesco-la baixou as portas h vrias semanas e no deu qualquer explicao aos seus clientes. Muitos conti-nuam procurando, mas en-contram a sede da empresa, localizada no bairro Aero-porto, fechada.

    O garom Marlon Soares da Conceio foi um dos alu-nos enganados pela auto-escola Piloto. Ele relata que fez a primeira semana de aulas tericas normalmen-te, mas a partir da semana seguinte a empresa come-ou a apresentar problemas. As aulas foram suspensas algumas vezes, mas a dire-o da autoescola informava que se tratava de um proble-ma pequeno que estava sen-do resolvido, conta. A ficha s caiu quando o garom e outros colegas que estavam tentando tirar a carteira de motorista encontraram as portas da Piloto fechadas. Foi um baque por que es-tvamos todos acreditando que o problema seria resol-vido, lembra Marlon.

    J ciente de que foi lesa-do, o garom agora tenta

    encontrar um meio para re-cuperar alguns documentos para transferir o seu proces-so para emisso da carteira de motorista para outra au-toescola. Estou indo no De-tran para ver o que posso fazer, adianta.

    A subcoordenadora da Controladoria do Registro de Condutores do Departa-mento Estadual de Trnsito do Rio Grande do Norte (De-tran-RN), Mrcia Marques, confirma que a Piloto est fechada. Ela explica que a autoescola est inativa por-que no conseguiu renovar o credenciamento, que tem validade de 12 meses, junto ao Detran. A Piloto no apresentou a documentao exigida pela resoluo 358/2010 do Conselho Na-cional de Trnsito (CON-TRAN) e pela portaria 2027/2010 do Detran/RN, esclarece.

    Mrcia destaca que cabe empresa ressarcir aos seus clientes. Se isso no aconte-cer, as pessoas lesadas devem recorrer Justia, orienta.

    A reportagem tentou fa-lar com algum representan-te da autoescola, mas os te-lefones, que constam no blog da empresa, no atendem e o prdio em que ela funcio-nava continua fechado.

    Autoescola Piloto fecha edeixa alunos sem rumo

    Sem credenciamento

    Marcelo Bento

    )) Sede da empresa est fechada h vrias semanas

  • segurana))

    Quinta-feira, 17 de maio de 2012www. .com

    Confisso Pedreiro que matou mulher e filha ainda tentou contra criana

    ))

    ))

    Identificao de corpo podedemorar 90 dias

    A identificao oficial do cor-po que foi encontrado enter-rado na segunda-feira passa-da em Ass dever demorar mais de 90 dias. Sero envia-das amostras do corpo para a realizao do exame de DNA em Salvador (BA). Se-gundo Valentim Marinho, diretor do Itep de Mossor, o corpo foi localizado em avan-ado estado de putrefao (apodrecimento) e no foi possvel fazer o seu reconhe-cimento oficial em Mossor.

    Suspeito de matar taxista confessa crime

    O suspeito de matar o taxis-ta Edgley Almeida de Matos, (foto), de 33 anos, no dia 21 de abril deste ano, se apresen-tou Polcia e confessou o crime. O mecnico Francis-co Ewerton de Oliveira, 24, disse que contratou o servio do taxista, aps sair de uma festa. O valor acertado teria sido R$ 20,00, mas o motoris-ta errou o caminho e cobrou mais caro. Os dois discuti-ram por causa da divergn-cia e Francisco acabou ma-tando Edgley Almeida. polcia, ele disse ainda que havia sado de casa armado, mas no entrou no evento portando a arma de fogo. Ele prestou depoimento e foi li-berado para aguardar o processo.

    # rpidasEm ASS

    CASo EluCIdAdo

    Dois bandidos em uma motocicleta roubaram ontem tarde R$ 26 mil de dois se-guranas que faziam o trans-porte de valores para uma empresa que presta servios ao Mossor West Shopping. No assalto, os bandidos che-garam a atirar contra as vti-mas, atingindo a porta de um veculo. Policiais militares fi-zeram buscas durante a tarde, mas no localizaram os sus-peitos. A Polcia Civil assumiu as investigaes, mas no tem pista dos envolvidos.

    O assalto ocorreu duran-te a tarde, nas proximidades do Supermercado Cidade Al-ternativo, situado no Centro. Os dois seguranas estavam em um txi dirigido por Fran-cisco Vieira da Silva, de 63 anos. Os bandidos chegaram em uma motocicleta e um deles estava armado.

    Segundo Romero Alves, 33, um dos seguranas que transportavam o dinheiro, a quantia seria levada para o

    Dupla rouba R$ 26 mil de seguranas e atira em carro

    Banco do Brasil, onde seria depositada.

    Sem qualquer equipa-mento de proteo, no teve como impedir o roubo, apesar da tentativa de reao. O se-gurana confessou inclusive que no tinha experincia nessas aes.

    Durante o assalto, um dos bandidos acabou sendo balea-do pelo colega. Mesmo com um deles feridos, a dupla conse-guiu fugir levando dinheiro.

    Policiais militares foram acionados e fizeram buscas na regio do bairro Santo An-

    tnio (zona norte), destino seguido pelos criminosos, mas ningum havia sido en-contrado at o encerramento dessa matria.

    O delegado Lus Fernando Svio, da Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR), deu incio s investigaes ainda ontem. As vtimas foram De-fur para registrar o Boletim de Ocorrncia (BO) e o txi, alve-jado pelos bandidos, foi peri-ciado por uma equipe do Ins-tituto Tcnico-Cientfico de Polcia (ITEP) de Mossor.

    Ontem tarde, o delega-

    do evitou fazer qualquer tipo de comentrio sobre a inves-tigao. Ele disse que ainda era cedo para fazer afirma-es e que estava em dilign-cia, buscando identificar os criminosos.

    Lus Fernando aprovei-tou para criticar a falta de segurana na ao realizada pela operadora do Mossor West Shopping, que usou seguranas desarmados. Nesse caso, o ideal, segundo ele, seria a contratao de empresas especializadas em transporte de valores.

    ANDREY RICARDODa Re da [email protected]

    Criminosos atacaram o txi que conduzia dois seguranas com dinheiro do mossor West Shopping em um local de grande fluxo. Eles atiraram, mas no feriram as vtimas

    Marcos Garcia

    )) Homem observa o txi que conduzia os seguranas; um dos tiros atingiu a porta do passageiro

    Na hora de atirar, um dos bandidos ficou nervoso e acabou acertando seu prprio colega. A Polcia procurava ontem por feridos em hospitaisViolncia

    Nmeros

    R$ 26

    2

    mil foi o valor levado pelos bandidos durante o assalto

    pessoas, em uma moto, foram responsveis pelo crime

    )

    @defato_rn/jornaldefatorn /photos/jornaldefatorn

  • )6seguranaQuinta-feira, 17 de maio de 2012

    # rpidas )) Policiais exibem suas armas durante bebedeira em CaicO Batalho de Polcia Militar de Caic abriu procedimento para investigar administrativamente fotografias que foram publica-das por policiais em um site de relacionamento pela internet.

    www.sidneysilva.com.br.

    Joo Batista era jardineiro da famlia e tambm fazia alguns servios para as vtimas. Ele confessou que premeditou o crime e j havia tentado antes, mas recuou na primeira vez

    'Foi por muito dio e raiva. Essa foi a justificativa que o pedreiro Joo Batista Caetano Alves deu para o crime brutal que terminou com as mortes de Olga Cruz de Olivei-ra Lima e Tatiana Cristina Cruz de Oliveira Lima, na semana passada, em Nova Parnamirim, Natal. Olga, 61 anos, foi viti-mada com mais de 50 facadas em todo o corpo. Ela me hu-milhava, me tratava mal, eu estava com muita raiva dela e da filha dela, porque Tatiana tambm no me tratava bem, disse o acusado.

    Pedreiro que matou mulher e filha ainda tentou contra criana

    Suspeito disse que matou as duas e ainda tentou matar uma criana por muito dio e raiva. Confisso

    Joo Batista era jardineiro da famlia e tambm fazia al-guns servios de bico. Se-gundo ele, o crime foi preme-ditado desde o ltimo servio que realizou para Olga. Fui fazer uma pintura na casa e ela me deu apenas R$ 30,00.

    Depois disso, o acusado resolveu ir casa da vtima para mat-la, mas a primeira tentativa foi frustrada porque Olga no abriu as portas da residncia. Eu no desisti e voltei outro dia, quando come-ti o crime, revelou. Joo con-ta que primeiro matou Olga e colocou o corpo da vtima no banheiro, isso s 11h30. Fi-quei ento aguardando a filha dela chegar. Tatiana tinha li-gado dizendo que ia se atrasar porque ia pegar a filha na es-cola, explica o acusado que acrescenta: Quando ento ela chegou rendi.

    Antes de morrer, Tatiana foi torturada pelo acusado e obrigada a passar dados da conta bancria.

    A filha de Tatiana de ape-nas 10 anos foi espancada e asfixiada pelo acusado com um travesseiro.

    At os acusados deixa-rem o local do crime, a filha de Tatiana permaneceu de-sacordada.

    Segundo Joo Batista, no havia o intuito de matar a menina, mas como ela ame-aou entreg-lo polcia ele no teve outra sada. Ela fa-

    lou que ia me entregar pra polcia. Eu no queria matar, mas se no matasse iam me descobrir.

    Joana Lima

    )) Joo Batista confessou o crime com frieza

    Obeb Srgio Ga-briel Gomes Maia, atingido por uma bala perdida em Barana no dia 2 deste ms, saiu do hospital na tera-feira passada e j est em casa. Apesar da gravidade do ferimento, a criana no ficou com sequela.

    De acordo com o pai do garoto, Srgio Maia, paren-tes e amigos tm ido cons-tantemente casa da famlia para visitar Srgio Gabriel. A famlia est muito feliz. Graas a Deus tudo correu bem. Estamos todos felizes por ele ter voltado, diz.

    A me do pequeno, Ana Elcia Gomes, tambm disse estar muito feliz com o re-torno para casa. Ela estava com a criana nos braos no momento em que ela foi atingida por uma bala per-dida e tambm se feriu.

    Ele est bem, graas a Deus, j est fora de perigo. Est em casa, ressalta a dona de casa. Alm de Sr-gio, ela tem mais dois, fruto de uma outra unio.

    Srgio Gabriel havia re-cebido alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Mulher de Mos-

    sor no dia 8 deste ms. Ao todo, ele passou 14 dias sob cuidados mdicos.

    ATIRADOR PRESOFoi preso no dia 3 des-

    te ms, um dia aps o me-nino ter sido baleado, o jovem Teveson Silva de Abreu, de 19 anos.

    Em depoimento, ele confessou que efetuou os disparos que atingiram o garoto, a me e uma outra mulher, em Barana.

    Criana baleada em Barana recebe alta e volta para casa

    Sem sequelas

    Carlos Costa

    )) Ana Elcia ao lado do filho, na UTI do Hospital da Mulher

    MARkSUEl FIgUEREDODa Re da o de [email protected]

    www.defato.com.br/video

    Veja vdeo com a entrevista do acusado.

  • Rio (AE) Houve uma poca em que o Fluminen-se poderia se mostrar rece-oso em visitar a La Bombo-nera para encarar o Boca Juniors e sua temida tradi-o na Copa Libertadores. Certamente no o caso do jogo de hoje, s 19h45 (de Braslia), pelas quartas de final da competio. Com a confiana adquirida com o vice-campeonato de 2008 (quando eliminou os argen-tinos) e com a vitria por 2 a 1, no mtico estdio, h dois meses, os tricolores es-peram trazer para o Rio de Janeiro um bom resultado e decidir a classificao no Engenho.

    Mas h motivos para pre-

    )7esporteQuinta-feira, 16 de maio de 2012# rpidas )) LibertadoresAbsoluto no Brasil, tricampeo paulista e atual campeo da Copa Libertadores, o Santos de Neymar vai precisar de sangue frio, maturidade e jogar muito para passar pelo desafio indito contra argentinos, hoje, s 22h - de Braslia (DF) -, no estdio Jos Amalfitani, em Buenos Aires. Os adversrios sero o Vlez Sarsfield e os quase 50 mil torcedores que no vo parar de cantar nem mesmo se o time deles estiver em desvantagem no placar ou sendo dominado.Na armao, o tcnico Abel Braga optou pela experincia e qualidade de Wagner, apesar de o meia, ex-Cruzeiro, ainda no ter apresentado suas credenciais nas Laranjeiras

    ocupao. Da equipe que surpreendeu o Boca Juniors, na fase de grupos, seis joga-dores no estaro em cam-po. Entre eles, os respons-veis pelos lances dos gols daquela vitria - Deco, Fred e Wellington Nem. O trio est lesionado e os dois pri-meiros no fazem sequer o jogo da volta, no prximo dia 23.

    Na armao, o tcnico Abel Braga optou pela expe-rincia e qualidade de Wag-ner, apesar de o meia, ex-Cruzeiro, ainda no ter apresentado suas creden-ciais nas Laranjeiras. No ataque, Rafael Sbis e Rafa-el Moura tambm so pre-senas veteranas e confi-veis. "O Deco um dos lde-

    res do time, um dos coman-dantes e chato v-lo ma-chucado", lamentou Wag-ner, mas na esperana de conquistar uma vaga defini-tiva entre os titulares. "Es-tou me sentindo bem e pre-tendo fazer uma grande partida para permanecer na equipe. Substituir o Deco no fcil".

    Diante de tal quadro, Abel Braga quer uma pos-tura cautelosa, mas no amedrontada. Semelhante do triunfo conquistado na ltima visita La Bombone-ra: solidez defensiva e pre-ciso cirrgica nas raras chances de gol. "Trazer uma vantagem seria importante. Temos de ter a conscincia de que a deciso no Rio.

    DURO DESAFIO

    Alm do adversrio, o Fluminense ter de superar a

    si prprio por conta de desfalques importantes

    ter a responsabilidade de substituir Fred no duelo contra os argentinos

    Rafael Moura

    Fi cha tc ni ca

    Orin; Roncaglia, Schiavi, Insaurralde e Rodrguez; Rivero, Erbes, Erviti e Riquelme; Mouche e Cvitanich. Tcnico: Julio Csar Falcioni.

    Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Anderson e Carlinhos; Edinho, Jean, Wagner e Thiago Neves; Rafael Sbis e Rafael Moura Tcnico: Abel Braga.

    RBITRO - Jos Buitrago (Fifa-Colmbia).HORRIO - 19h45 (de Braslia).LOCAL - Estdio La Bombonera, em Buenos Aires (Argentina).

    BOCA JUNIORS-ARG

    FLUMINENSE

    Orin; Roncaglia, Schiavi, Insaurralde Orin; Roncaglia, Schiavi, Insaurralde

    BOCA BOCA JUNIORS-ARGJUNIORS-ARG

    Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Diego Cavalieri; Bruno, Gum,

    FLUMINENSEFLUMINENSE

    )) Professora Ieda Chaves, gerente da Educao, fala sobre importncia de mais uma capacitao

    De 21 a 25 de maio, a Gerncia da Educao desen-volve o Curso Educao In-clusiva: Direito Diversida-de. O evento conta com a parceria do Ministrio da Educao e acontecer de 21 a 25 de maio no auditrio do Hotel VillaOeste. Desde o ano de 2003, essa parceria vem gerando frutos como seminrios formativos para gestores e educadores.

    Mossor foi escolhida co-mo cidade plo e receber educadores de 27 munic-pios pertencentes ao grupo. Ida Chaves, gerente da Educao, explica que o en-contro ser realizado pela manh e a tarde e contar com a presena de palestran-tes conceituados da rea da educao inclusiva.

    "A realizao dessas ca-

    Gerncia debate tema em encontromticas que promovam acesso e permanncia dos alunos, pblico alvo da edu-cao especial, no sistema regular de ensino e conhecer recursos de acessibilidade ao conhecimento.

    Entre as temticas discu-tidas dentro do curso, a ge-rente da Educao destaca a palestra da dra. Maria de F-tima Carvalho, de So Paulo, que debater o projeto pol-tico pedaggico da escola dentro de uma perspectiva inclusiva, e as abordagens sobre tecnologias assistivas e comunicao alternativas para pessoas com deficin-cia.

    "Na ocasio, tambm va-mos avaliar o andamento do processo inclusivo nos mu-nicpios do plo e partilhar relatos e experincias na rea, sobretudo as vividas em Mossor que possui mui-tas experincias exitosas", concluiu.

    O VII Curso de Educao Inclusiva coordenado pelo municpio de Mossor em conjunto com a Secretaria de Educao Continuada, Alfabetizao e Diversidade (SECADI-MEC). A expecta-tiva que 130 gestores e educadores participem da formao.

    Mossor foi escolhida como cidade-polo e receber educadores de 27 municpios pertencentes ao grupo; encontro ter palestrantes com experincia no tema

    Crdito obrigatrio

    pacitaes leva em conside-rao a necessidade de im-plantar e aperfeioar o aten-dimento educacional espe-

    cializado, articulado ao pro-jeto pedaggico das escolas", afirmou Ida. Alm disso, a iniciativa visa fortalecer a

    Poltica Nacional da Educa-o Especial em todos os mu-nicpios do Plo, promoven-do o avano nas aes inclu-

    sivas nas unidades educacio-nais.

    O encontro tem ainda o objetivo de aprofundar te-

    Por isso to importante no sofrer gols e, se poss-vel, deixar tambm a nossa marca", disse o goleiro Die-go Cavalieri.

    NA ARGENTINA No apenas o Flumi-

    nense que tem desfalques importantes para o confron-to. Os donos da casa estaro desfalcados do volante So-moza e do atacante Santia-go Silva. Mas a principal fora do time argentino vai marcar presena como de costume. Os torcedores xe-neizes formaram filas em busca de ingressos nos l-timos dias e prometem fazer a famosa presso sobre os visitantes.

    Evento ser realizado no perodo de 21 a 25 deste ms, atravs de parceria com o Ministrio da Educao

    Educao

  • MICHEL LEO DO

    )8esporteQuinta-feira, 17 de maio de 2012

    WAGNER Meia do Fluminense, sobre o duelo contra o Boca Juniors, hoje

    # Srie B # ABC )) ))

    A diretoria do tricolor no descarta um acerto com o meia Jaime e com o atacante Maurcio Pantera, que j vestiram a camisa do Baranas

    O zagueiro Michel, que estava ulti-mamente no fu-tebol paraibano, o novo reforo do Baranas para o Campeonato Brasileiro da Srie D. O jogador, inclusi-ve, se apresentou hoje tarde, 16, na Toca do Leo, e j iniciou os treinamen-tos.

    O tricolor mossoroense ser o quinto clube do Rio Grande do Norte que o za-gueiro ir defender. Antes, ele jogou no ABC, onde ini-ciou a carreira, Potiguar, Atltico, Ass e Santa Cruz. No incio da tempo-rada, Michel defendeu o Esporte de Patos no Cam-peonato Paraibano.

    At a sexta-feira, 18, a diretoria do tricolor pre-tende fechar o elenco com pelo menos mais cinco con-trataes. O gerente de futebol, Zezinho Mossor, informou que o clube est negociando com um golei-ro, um volante, um meia e um atacante.

    A gente est trabalhan-do para definir o elenco at sexta-feira, que foi o prazo pedido pelo professor Wassil Mendes, disse Zezinho.

    Zagueiro defendeu o Esporte de Patos no Campeonato Paraibano deste ano

    [email protected]

    DE LETRA

    ))Srie B briga de cachorro grandeE nquanto a bola no rola, difcil imaginar o acesso do ABC ou Amrica elite do futebol nacional em 2013. Porque na Srie B briga de cachorro grande. Tem seis ou sete clubes de grande poder de investimento, o que se traduz em vantagem na contratao de atletas mais experientes e acostu-mados com competies de maior envergadura. Por exemplo, o Vitria da Bahia. Enquanto os times de Na-tal recebem cota da televiso de aproximadamente R$ 2,2 milhes, o time baiano no receber menos de R$ 6 milhes, sem contabilizar outras receitas. A diferen-a considervel de valores financeiros de um clube pa-ra o outro se explica pelo ranking de participao e conquistas em competies nacionais, algo construdo ao longo do tempo. Agora, com a bola rolando, poder ter alguma surpresa positiva confivel que acontea mais para o ABC do que para o Amrica devido ao time da cartilha ter uma estrutura melhor de momento. E no se descarta a surpresa, porque futebol um espor-

    [email protected] SANTOS

    Estou me sentindo bem e pretendo fazer uma grande partida para permanecer na equipe; substituir Deco no fcil.

    Luis Alberto desiste do AmricaO zagueiro Luis Alberto, ex-Flamengo/RJ, no vai defender o Amrica/RN no Campeonato Brasileiro da Srie B. O jogador chegou a acertar no verbal com o clube potiguar, mas depois desistiu de assinar o contrato, alegando problemas familiares e pessoais que os impedem de se transferir para Natal.

    Situao de Berg segue indefinidaA situao do ala-esquerda Berg continua indefinida no ABC. O So Caetano/SP, detentor do passe, s aceita a devoluo do jogador caso o ABC pague uma multa rescisria, mas o time potiguar no est disposto. O vnculo por emprstimo do atleta ao clube de Natal vale at o final do ano.

    MichelO zagueiro Michel est de volta ao futebol mossoroen-se porque defendeu o Poti-guar em 2006 e 2007 e es-teve bem. Desta vez, o atle-ta defender as cores do Baranas na Srie D do Bra-sileiro. Lembramos que o

    zagueiro cria do ABC e te-ve a carreira quase inter-rompida. Ainda muito jo-vem, machucou-se srio e foi praticamente abandona-do pelo clube de origem. Precisou ter capacidade de superao, em fase do mo-mento difcil, e conseguiu.

    RobertinhoExame de ressonncia constatou rompimento de menisco no joelho do ata-cante Robertinho, que ter de passar por uma cirurgia

    no joelho. A diretoria do Baranas est providen-ciando. O atleta no atua profissionalmente desde o segundo semestre da tem-porada passada.

    Valeu boi!A diretoria do Baranas desistiu de contratar o go-leiro Eridelson. O clube ficou sabendo que o atleta

    no liga muito para o fute-bol porque neste perodo do ano ele se dedica or-ganizao de eventos re-lacionados vaquejada.

    Por enquanto, noO lateral-esquerdo Junior Ce-sar, apalavrado com o Atltico Mineiro, no vai deixar o Fla-

    mengo por enquanto. O diretor de futebol Zinho s quer liber-lo depois de contratar um subs-tituto.

    Despedida do RasundaA CBF confirmou a presena de Pel, Zagallo e outros cinco campees mundiais de 1958 em uma homenagem a ser re-alizada na despedida do est-dio Rasunda, palco da final

    daquele Mundial, no amistoso da seleo brasileira com a an-fitri Sucia, no dia 15 de agos-to. Palco da goleada de 5 a 2 sobre a Sucia em 1958, o es-tdio Rasunda ser demolido aps o amistoso.

    Homenagem a Nilton SantosO clube fez uma homenagem ontem ao lendrio lateral-esquerdo Nilton Santos, que comemorou 87 anos de vida. Mesmo sofrendo do mal de Alzheimer, Nilton foi sede, na qual foi carinhosamente rece-bido pelo ex-atacante Jairzinho, que usava sua m-tica camisa 6.

    MARCOS SANTOSDa Re da [email protected]

    NEGOCIAOA diretoria do leo ne-

    gocia com dois goleiros para se decidir por um: Ra-mon que defendeu o Poti-guar no Campeonato Esta-dual deste ano e Ibison que oriundo do futebol per-nambucano. O volante Re-nato Frota, ex-Crato/CE, poder acertar. O clube tambm no descarta um acerto com o meia Jaime e com o atacante Maurcio Pantera, que j vestiram a camisa do Baranas. Em 2006, Pantera foi um dos expoentes na campanha do ttulo estadual indito.

    NILDO E SORATOAlm de Michel, outros

    atletas se apresentaram ao tricolor nesta quarta-feira, no caso o zagueiro Nildo e o volante Sorato, remanes-centes do Estadual.

    TREINAMENTOSSegundo o cronograma

    traado pela comisso tc-nica, o time ter ativida-des durante todos os dias da semana em perodo in-tegral at domingo, na To-ca do Leo. A parte fsica e tcnica sero intensifi-cadas.

    O objetivo compen-sar a demora do time por ter se apresentado a me-nos de trs semanas da estreia no campeonato nacional.

    defendeu o Potiguar com destaque no Campeonato Estadual de 2006

    Michel

    DADOS DO ATLETA

    Michel Alexsandro Corsino Bezerra

    31 anos

    Natal/RN

    1,78m

    ABC, Braga de Portugal, Bandeirantes/SP, Barras/PI, Flamengo/PI, Luzinia/DF, Assu/RN, Potiguar, Atltico/RN, Botafogo/PB, Santa Cruz/RN, Esporte de Patos/PB.

    NOME

    IDADE

    NATURAL

    ALTURA

    CLUBES

    ))

    Menos de 24 ho-ras aps anun-ciar que no participaria da Srie D do Campeonato Brasileiro, o Ypiranga/PE decidiu voltar atrs e vai participar da com-petio nacional. Empres-rios de Santa Cruz do Capiba-

    Ypiranga/PE volta atrs e segue no grupo do Baranas

    Desistiu

    ribe se sensibilizaram com a situao e garantiram que vo apoiar a equipe.

    A Mquina de Costu-ra, como o clube chama-do, por conta da produtivi-dade consideravel no co-mrcio de confeco, possui quatro patrocinadores

    acertados. Tratam-se da Prefeitura e Cmara de Ve-readores do municpio, alm do Moda Center Santa Cruz e da Rota do Mar. Na manh de ontem, duas em-presas iniciaram negocia-o e devem firmar um acordo nos prximos dias.

    O desafio agora mini-mizar o desgaste que a in-definio gerou diante do elenco. Para isso, o clube vai se apegar ao planeja-mento que foi traado aps o fim da primeira fase do Campeonato Pernambu-cano. O time comandado por Edson Miolo e se pre-para para o nacional desde o ltimo dia 7.

    O Ypiranga faz parte do grupo 3 da Srie D e estreia diante do Horizonte/CE. Seus outros adversrios na primeira fase so o Bara-nas, o Campinense-PB e o Petrolina-PE.

    Czar Alves

  • estado

    Pau dos FerrosMunicpio discute explorao sexual

    Luis Gomes 200 dias sem gua nas torneiras

    )) ))2p. 3p.

    OPartido dos Tra-balhadores (PT) tem feito uma verdadeira peregrinao pe-lo interior do Rio Grande do Norte, tentando o fortaleci-mento da legenda. O coman-do estadual vem negociando a indicao de vices nas cha-pas majoritrias de alguns municpios plos e tentando emplacar ou sustentar can-didaturas prprias em ou-tros.

    Em Apodi, o partido est dividido entre situao e oposio. De acordo com o vice-presidente do diretrio municipal, Evangelista Go-mes, duas propostas esto em discusso: uma apoiar o pr-candidato Flaviano Monteiro (PC do B) e a outra se manter com a prefeita Goreti Pinto (PMDB).

    Na tera-feira, 15, o pre-sidente estadual, Eraldo Pai-va, foi ao municpio conver-sar com os dirigentes muni-cipais sobre as alianas para o pleito deste ano. Em segui-da, se encontrou com o PC do B, por quem vem demons-trando maior simpatia no municpio. O PC do B um aliado prioritrio. Aonde eu puder criar uma aliana com o PC do B no medirei esfor-os, disse.

    Na eleio de 2008, o PT poderia ter indicado o vice da chapa comunista, mas pre-feriu acertar com o PMDB, que aproveitou apenas al-guns nomes para o quadro

    PT quer indicar candidatos a vice em Apodi e Pau dos Ferros

    do terceiro escalo e por in-dicativa pessoal da prefeita Goreti.

    PAU DOS FERROSA deputada Ftima Be-

    zerra (PT) se encontrou com o pr-candidato a prefeito Nilton Figueiredo (PMDB) na segunda-feira, 14, e enfati-zou o interesse de compor a chapa majoritria com o ex-prefeito. Essa aliana foi de-liberada desde o final de abril, e tem o propsito de afirmar a oposio ao DEM, do prefeito Leonardo Rego, seguindo a determinao nacional.

    O deputado Gustavo Fer-nandes (PMDB), lder da opo-sio no municpio, disse que o PT um dos nomes impor-tantes neste projeto, mas deixou claro que caber aos dirigentes indicar os nomes que podero compor o pro-jeto. Gustavo faz questo de escolher o candidato a vice de Nilton.

    A presidente do diretrio municipal, Aldacia Olivei-ra, garante que o nome do partido ser apresentado em breve. Alm do PT, PMDB, PSB, PRB, PSDC, PV, PC do B, PSDB, PP e PR esto nego-ciando espao na chapa ma-joritria de Pau dos Ferros.

    ASSEm Ass, o prefeito Ivan

    Jnior (PP) convidou o cera-mista Erismar Nbrega (PMDB) para compor a chapa da reeleio, mas a indicao deixou muita gente insatis-feita. Com isso, os outros partidos aliados se preparam para uma possvel reviravol-ta, incluindo o PT. De acordo com Eraldo Paiva, o partido possui vrios quadros dispo-nveis. Entre os nomes cita-dos est o da secretria de Assistncia Social, Mira Leiliane.

    Partido dos Trabalhadores tem realizado uma verdadeira peregrinao pelo interior do Estado; proposta combater o DEM e fortalecer legenda

    Heldon Simes

    Cezar Alves

    Editoria de Arte: Neto Silva

    )) Deputada Ftima Bezerra se encontrou com Nilton Figueiredo na segunda-feira, 14

    Comando estadual se encontrou com Flaviano Monteiro e Nilton Figueiredo nesta semanaEleio 2012

    )) Juza Maria Rita Manzarra

    De 11 a 15 de ju-nho, o judicirio brasileiro realiza a Semana Nacional da Exe-cuo Trabalhista. O evento, promovido pelo Tribunal Re-gional do Trabalho (TRT/RN), Tribunal Superior do Traba-lho (TST) e Conselho Superior da Justia do Trabalho (CSJT), tem como objetivo buscar solues para os processos em fase de execuo.

    Durante a Semana, sero realizados mutires nas Va-ras de Trabalho e audincias com vistas conciliao dos processos de execuo. A Justia utilizar ferramentas eletrnicas para localizar o patrimnio do devedor, a fim de saldar as dvidas traba-lhistas que possui.

    De acordo com a juza Maria Rita Manzarra, 70 mil processos esto aptos a ser executados, sendo 12 mil apenas em Mossor. No ano passado, a Semana Nacio-nal de Execuo Trabalhis-ta foi realizada no final do ano, junto com a Semana de Conciliao. Ao todo, foram realizadas trs mil audin-cias com movimentao de R$ 9 milhes.

    LeiloNa manh do dia 15 de

    junho, ser realizado tam-bm o leilo judicial que ofer-tar diversos bens, mveis e imveis ao pblico e o pro-duto da venda ser utilizado no pagamento das dvidas trabalhistas do devedor. O evento acontece no auditrio do Pleno do TRT. Segundo Maria Rita, em 2011, o leilo rendeu R$ 1 milho.

    Justia realizasemana de execuo trabalhista

    Em Junho

    Quinta-feira, 17 de maio de 2012www. .com

    @defato_rn/jornaldefatorn /photos/jornaldefatorn

  • Municpio discute explorao sexual

    2estadoQuinta-feira, 16 de maio de 2012

    Para entender os semelhantes, tente

    compreender no apenas o que lhe dizem,

    mas o que no conseguem dizer. O silncio

    um dos maiores mistrios do amor, por isso

    preciso respeit-lo. Ouvir amar.

    # Reflexo ))

    Tagore

    Lisboa [email protected]

    )) Semana de Combate Explorao e Abuso Sexual acontece em Pau dos Ferros

    )) Em momento celebrao de unio, Paulo Sidney e a deputada Larissa Rosado. Fim de semana em Mossor. Cumprimentos de LB!!!

    )) Todas elegantes no casamento de Bruna/Marcos, Josenia, Joselnia e Marilac - me da noiva. Meu abrao!!!

    )) Prefeita de So Francisco do Oeste, Gildene Lbo, at hoje em Braslia na Marcha dos Prefeitos. Bom retorno!!!

    )) Festa de quatro anos de Caio Yego, com os pais Jefferson/Cristina, o irmo Lucas e o tio Ricelly Dutra. Parabns de LB!!!

    Desde segunda-feira, 14, o muni-cpio de Pau dos Ferros realiza a Semana de Combate Explorao e Abuso Sexual. O evento, que segue at amanh, est sen-do realizado atravs do Cen-tro de Referncia Especiali-zado de Assistncia Social (CREAS)

    O conjunto de aes de-senvolvidas pela Secretaria da Juventude, Habitao e Assistncia Social de Pau dos Ferros, diretamente ligada promoo do evento, envolve desde a promoo de pales-tras, divulgao nas rdios do municpio, alm de blitz nos semforos e pontos mais mo-vimentados da cidade.

    A programao ter o seu ponto alto hoje com o Frum

    Semana de Combate Explorao e Abuso Sexual tem ponto alto hojePau dos Ferros

    o evento que segue at amanh, est sendo realizado atravs do Centro de Referncia Especializado de assistncia social (CREas)

    Assecom

    de combate ao abuso, na C-mara Municipal, com a pre-sena de diversas autorida-des que vo debater a situa-o do municpio no enfren-tamento a essas situaes.

    A secretria de Assistn-cia Social de Pau dos Ferros, Emlia Suzana, destaca o

    permanente trabalho da pre-feitura de Pau dos Ferros no combate a esse problema. Nossas atividades no fi-cam restritas apenas a essa semana, nosso trabalho permanente e incansvel neste sentido, frisou a se-cretria.

    O evento faz parte do tra-balho realizado no Centro de Referncia Especializado de Assistncia Social (CREAS) e Secretaria da Juventude, Ha-bitao e na Assistncia Social de Pau dos Ferros que acom-panham os menores vtimas de abusos e exploraes.

    Emlia Suzana Secretria de Assistncia Social Nossas atividades no ficam restritas apenas a essa semana, nosso trabalho permanente e incansvel neste sentido

    )) Destaques voc como exemplo!AFesta dos Destaques caminha para o espe-rado sucesso como em anos anteriores, a mdia j est no ar, os convites aos padrinhos, madrinhas, patronos e patronesses encaminhados (pedimos confirmao at amanh), a pesquisa divul-gada, orquestra contratada, decorao sendo plane-jada, o buffet definido e viro novidades para este ano. Os convites oficiais da festa sairo somente amanh da grfica e no fim de semana estaremos encaminhan-do a nossa sociedade e regio. Aguardem. A Festa dos Destaques ser dia 26 de maio, s 22h30, na AABB, e ser animada pela Orquestra Harmony, antes um show especial com a dupla Diego e Dayanne, de Mossor. Os 30 destaques profissionais recebero o Trofu Joo Escolstico Bezerra, j divulgado ontem em nossa coluna com grande repercusso pela escolha do ho-menageado ilustre.

    Eduardo Kennedy Janana/sorayavieira.com.br Cedida

    Cedida

    Rotary ClubO clube rotrio pau-fer-

    rense realizou dia 15 passado sua plenria festiva em sede prpria, contando com a pre-sena do Governador do Dis-trito 4.500, Vandique Henri-ques Coutinho. Agradecemos convite. Bom ver o Rotary vol-tando s suas atividades.

    PassaporteO Diretor do CCAA Mosso-

    r e Representante da Cia. do Intercmbio em Mossor, Carlos Arajo, colhe os louros da fama com o sucesso de mais de 200 mossoroenses que j viajaram com ele e ago-ra com mais 45 para a viagem Europa em julho. Se inte-ressar, ligue 3314-1648.

    Revista Glam O multimdia George Azevedo lanou em Natal antes e ontem em Mossor no Requinte Buffet, a 11 edio da Revista Glam, com desfile da Maison Trfego, agi-to do DJ Balinha e produo da Mster. A Top de Ria-cho da Cruz, famosa em So Paulo, Natal e recm-chegada da Alemanha capa da Revista de sucesso.

    Congresso O 1 Congresso de Direito Eleitoral do Alto Oeste Po-tiguar ser realizado nestes dias 18 e 19 de maio na FACEP em Pau dos Ferros. Tem o tema: Eleies, re-presentatividade popular e democracia. Promoo do Centro Acadmico Dr. Paulo Lopo Saraiva e 4 per-odo de Direito/FACEP.

    seminrio

    Venha Ver

    Profisso

    Com o tema Epistemologia e cidadania: o ensino da sociologia na educao bsica, vai acontecer de 28 a 31 de maio em Mossor o 1 Seminrio Estadual de Formao de Professores de Sociologia para a Educao Bsica. Inscries pelo www.uern.br/eventos/seseb.

    Amanh, Dia Nacional de Combate ao Abuso e Explorao Sexual de Crianas e Adolescen-tes, o Conselho Tutelar da cidade de Venha Ver, com apoio da Prefeitura, realiza mobilizao por todas as ruas da cidade marcando a data. Sada da Escola Municipal Pedro Trajano.

    Ontem, em audincia pblica na Assembleia Legislativa, foi debatida a importncia da pre-sena do profissional de servio social na esco-la, por iniciativa da deputada Larissa Rosado. Percebemos essa carncia no ambiente esco-lar, disse a deputada mossoroense. Aplausos.

  • Nmeros

    200 10,5 o nmero de dias que atinge a populao coma falta d'gua

    mil habitantes so penalizados com a ausncia do abastecimento

    R$ 3,5 R$ 26milhes quanto vai custar a adutora do Saco

    milhes quanto custar a concluso do Sistema Adutor do Alto Oeste

    )

    O municpio de Luis Gomes, que tem 10,5 mil habitantes, completa hoje 200 dias que no recebe gua nas torneiras. abastecida com carro pipa

    Hoje completa 200 dias que fal-ta gua nas tor-neiras das casas da cidade de Luis Gomes, distante 250 quilmetros de Mossor, na regio do Alto Oeste Poti-guar. Existem duas opes para o Governo do Estado, atravs da Secretaria Esta-dual de Meio Ambiente e Recursos Hdricos (SEMA-RH), resolver, o problema do abastecimento da cidade: construir uma adutora de 9 km do Aude do Saco (Major Sales) ou Concluir o Sistema Adutor do Alto Oeste.

    A cidade, que tem 10,5 mil habitantes, ficou sem gua depois que o aude que a Companhia de guas e Es-gotos do Rio Grande do Nor-te (CAERN) coleta gua para alim