Jornal Panorama Geral page 1
Jornal Panorama Geral page 2
Jornal Panorama Geral page 3
Jornal Panorama Geral page 4

Jornal Panorama Geral

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Projeto desenvolvido para a disciplina de Meios Impressos, sob a orientação do professor Lucio Baggio.

Text of Jornal Panorama Geral

  • www.issuu.com panorama-geral@googlegroups.com Telefone. 3026-8000

    O JORNAL DA TURMA B DE MEIOS IMPRESSOS - JORNALISMO17 de junho de 2011 Edio n. 1 Ano 1 Professor coordenador: Lucio Baggio Disciplina: Meios Impressos Curso: Jornalismo Ielusc

    Sibeli Miranda

    A greve dos servidores p-blicos de Joinville chega no 40 dia sem acordo entre Executivo e categoria. Em assembleia na ma-nh de quinta-feira (16), cerca de quatro mil funcionrios pblicos optaram por no votar a proposta do prefeito Carlito Merss (PT).

    O presidente do Sindicato dos Servidores Pblicos do Municpio de Joinville (Sinsej),

    Ulrich Bealthalter, afirma que a proposta ridcula e que no est havendo avano nos acordos. No incio o reajuste pedido era de 11,5%, passa-mos para 8% e nada de nego-ciao. Uma nova assembleia ir ocorrer nesta sexta-feira, 17, a partir das 9h, em frente Prefeitura.

    O governo oferece 2% de re-ajuste salarial em setembro, 2% em novembro e 4% em janeiro

    de 2012. Alm disso, promete comear a descontar os dias pa-rados dos grevistas apenas em setembro, com chances de recu-perar os dias no trabalhados. Em contrapartida, os servido-res querem pelos menos 8% em maio e abono dos dias pa-ralisados.

    Enquanto no encerra o em-bate entre governo e servidor, h 25 postos de sade fechados e cerca de 900 profissionais da

    educao parados. De acor-do com a secretria de Gesto de Pessoas, Mrcia Streit, so 1.700 servidores parados. J o sindicato afirma que 6.000.

    Slvia Medeiros, 33 anos, me de trs alunos da rede p-blica de ensino e desabafa ao fa-lar da greve: necessrio um acordo, pois quem ser prejudi-cado no final da histria so os alunos, que esto sem aulas h mais de um ms.

    PREFEITURA X SERVIDOR

    Sem acordo, greve continua

    Polcia pg.2 Tendncia pg.3

    EXPEDIENTE

    Funcionrios pblicospermanecem acampados

    em frente sede daPrefeitura de Joinville

    Francine Rocha

    EditoresEduardo MatthiesJacson Almeida

    DiagramadoresAlex SchneiderThiago Seco

    FotgrafosBrbara EduardaFrancine RochaMichelle Braga

    RevisoraTita Pretti

    ReprteresCamila NunesElis ReginaMayara PabstRenan OliveiraSamuel CarvalhoSibele MirandaPedro Ouchita

    Futsal pg.3

    Krona derrotaFlorianpolis e sobena tabela da Liga

    Cultura pg.4

    Bonecos ganham vidae trazem alegria nopalco do Sesc

  • 2 Geral panorama-geral@googlegroups.comPOLCIAOperao prende 11 foragidosSamuel Carvalho

    Policiais militares de Jo-inville prenderem 11 foragi-dos da justia na madruga de quinta-feira (16). A operao envolveu 30 agentes e demorou menos de uma hora.

    O tenente-coronel Edvar Bedin, do 8 Batalho, ressalta que no foram cumpridas todas as ordens de priso. A operao foi executada na madrugada para dificultar a fuga dos foragidos. Mesmo no havendo nenhuma ligao entre as prises, a opera-o foi simultnea para garantir sua eficcia, explicou.

    Entre os presos, esto dois homens condenados por estu-pro a um menor de idade.

    TENDNCIAModa outono/inverno: to dinmica quanto as mulheres Camila Nunes

    As temperaturas caram e o inverno est chegando. Para enfrentar o frio, as mulheres po-dem usar e abusar da criatividade, pois a tendncia outono-inveno bastante dinmica. A sugesto da consultora de moda e proprie-tria da loja Song, Daniela Richter Song. possvel brincar com as cores, garante. Ela explica ainda que os tons escuros esto sempre na moda e cores fortes como ver-melho, azul, amarelo e laranja pro-metem dar vida estao.

    Conforme a consultora de imagem pessoal, Ktia Fortuna, os looks megacoloridos so as novidades do inverno e as es-tampas seguem esta tendncia. O

    xadrez colorido continua em alta nas blusas, vestidos, meias e nos acessrios. O mesmo acontece para as chamadas animal print, as estampas que imitam peles de animais. Mas cuidado para no misturar tudo: Vestir-se como o Agostinho Carrara, do se-riado A Grande Famlia, da Rede Globo, no legal, ad-verte Daniela Song.

    O jeans se consagra como a pea mais verstil da esta-o. Outras novidades que ganham destaque nas vit-rines so as jaquetas de couro ecolgico, spencers (blasers) e trench coats (vestido de in-verno). O cachecol um item atemporal, em alta em todos os invernos.

    Os estudantes da Universidade da Regio de Joinville (Univille) foram s urnas na quarta-feira, 15, para eleger os novos membros do Diretrio Acadmico dos Estu-dantes (DCE). A chapa DCE pra Lutar conquistou 536 votos e venceu a eleio. Segundo o presi-dente da chapa, Dailson Roberto Colzani, a principal proposta a federalizao da Univille. Para defender nosso objetivo, ns sempre questionamos o aumento das mensalidades. Outra ideia reduzir o tempo do mandato dos eleitos de dois anos para um, com o intuito de estimular a ro-tatividade, alm da constante luta pelo passe livre estudantil.

    DCEChapa eleita com 536 votos

    Xadrez uma das tendncias

    Mayara Pabst

    A Via Gastronmica de Join-ville passa por mudanas e j in-fluencia a rotina da comunidade. A reforma vai revitalizar o local e torn-lo mais acessvel. Mas enquanto a obra acontece, nem tudo so elogios. Comerciantes, pedestres e motoristas precisam desviar dos obstculos impostos pela reforma e, por enquanto, as mudanas ainda no trouxeram benefcio algum. Para o mo-torista Jailson de Souza, a obra desencadeia alguns problemas. Prejudica bastante o trnsito. Na verdade toda obra gera tran-stornos, principalmente quando se trata de via pblica, opina.

    Dessa forma, a expectativa

    para que a obra seja finalizada s aumenta. A funcionria Vernica Hoepers, que passa com frequncia pelo local, tam-bm se incomoda um pouco, mas acredita que apesar do tr-anstorno, valer a pena. Se for para melhorar, acho uma boa. Vai beneficiar principalmente o turismo, por ser uma das princi-pais vias da cidade, comenta.

    A obra ainda vai contem-plar mudanas no trnsito da regio e segundo a Fundao Instituto de Pesquisa e Planeja-mento para o Desenvolvimen-to Sustentvel de Joinville (Ip-puj), a previso que o trmino acontea em um perodo de no mximo seis meses. Enquanto isso, cuidado onde pisa.

    VIA GASTRONMICA

    Obras causam transtorno

    Reforma atrapalha pedestres

    Michelle Braga

    Francine Rocha

    Camila Nunes

  • 3panorama-geral@googlegroups.com Esporte

    Elis Regina dos Reis

    Pelo segundo ano consecuti-vo, o Bom Jesus Ielusc ter repre-sentantes nos Jogos Universitrios de Comunicao Social (Jucs), que este ano acontece em Rio Negro (PR), de 23 a 26 de junho. Ao todo, sero 32 atletas ielusquia-nos, revezando entre as diferen-tes modalidades - basquete, vlei, futsal, handebol, xadrez e tnis de mesa. A expectativa para este ano de que o campeonato receba um pblico de aproximadamente 1.500 estudantes.

    De acordo com a acadmica do quinto semestre de jornalismo, Priscila Pellegrini, 20 anos, res-ponsvel pela parte financeira da Associao Atltica Segura Bere-nice (A.A.S.B), este ano as equipes tiveram muitos desfalques, prin-

    cipalmente nos times femininos. Treinamos com um time total-mente diferente do ano passado, mas mesmo assim estamos con-fiantes, afirma. O interesse dos alunos grande, tanto que muitos comearam a treinar os esportes desde o comeo do ano letivo, seja treinando durante a semana ou at mesmo no final de semana.

    Nos jogos realizados no ano passado, em Porto Unio (SC), os estudantes do Bom Jesus Ielusc conquistaram o quarto lugar geral na competio. O destaque da de-legao foi a equipe de futsal fe-minino, que conquistou a medalha de ouro. As equipes masculinas ielusquianas tambm subiram ao pdio para receber os prmios de segundo lugar no basquete e terceiro lugar em duas modalida-des: xadrez e tnis de mesa.

    Renan Pereira

    A Krona/Joinville/Dalpon-te levou a melhor no clssico contra o Florianpolis Futsal, disputado ontem no ginsio Sest/Senat, na capital catarin-ense. Na raa, o time joinvilense derrotou os rivais por 3 a 2. A vitria coloca a Krona na 12 colocao na tabela de classifi-cao da Liga Futsal 2011, com 23 pontos. O prximo compro-misso ocorre na tera-feira, 21, em Anpolis (GO).

    O primeiro tempo do jogo foi marcado pelo equilbrio. O primeiro gol saiu dos ps de Jlio. Aproveitando o bom mo-

    mento no jogo, a Krona ampliou a vantagem trs minutos depois. Em jogada ensaiada de falta, o ala Caf chutou sem chances de defesa para Ney: 2 a 0.

    Por outro lado, mesmo em situao adversa, o Florianpo-lis Futsal reagiu. A presso dos donos da casa deu resultado nos minutos finais. Duda anotou o primeiro e Hugo empatou o jogo.

    Em noite premiada, Julio marcou o seu segundo na parti-da, o terceiro dos joinvilenses. O golao deu nmeros finais ao espetculo e garantiu mais trs pontos para a Krona/Join-ville/Dalponte.

    JUCSAcadmicos se preparam para a competio

    A expectativa superar a quarta colocao do ano pas-sado e conquistar o ttulo indito nos Jogos

    Michelle Braga

    Nos minutos finais, Krona/futsal vence o clssico Catarinense

    Rena

    n Pe

    reira

    FUTSAL

    Krona leva melhor em Florianpolis

  • 4 Cultura panorama-geral@googlegroups.comTEATRO EM JOINVILLE

    Criando bonecos com o corpoPedro Ouchita

    Mos nuas e poucos acess-rios do vida s personagens. A dupla usa as prprias partes do corpo como rosto, barriga, joe-lhos e canela. Primeiro as mos com um chapu vermelho e culos brancos pedem aplau-sos. A cena faz parte do espe-tculo Cuentos Pequeos, apresentado ontem noite, no Sesc de Joinville.

    A pea faz parte da 5 edi-o do Fita Floripa (Festival Internacional de Teatro de Ani-mao), de Florianpolis.

    O casal de peruanos Hugo & Ins, mesmo sem o auxlio da voz, encantou a plateia, forma-da desde pequenas crianas sentadas nas almofadas na beira do palco at os mais ve