Jornal Vitrine Edição 18 internet

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornalismo com Responsabilidade exemplares/ms Horscopo e Entretenimento: pgina 14 Em reunio na Cmara Municipal entre a comunidade da zona sul, Empresa Pblica de Transporte e Circulao e vereadores, o presidente da Associao dos Transportes por Lotao de Porto Alegre (ATL) afirmou que os permissionrios das linhas Ipanema e Medianeira esto dispostos a estender imediatamente o percurso at a regio da Hpica, bastando apenas a autorizao da EPTC. pgina 12

Transcript

  • Porto Alegre Maro/02 de 2010Edio 18 Ano 2Circulao:Zona Sul e Extremo SulDistribuio:GratuitaFale Conosco3266.3266jornalvitrine@jornalvitrine.orgwww.jornalvitrine.org

    20 milexemplares/msVitrine

    Jornalismo com Responsabilidade Anuncie: 3266.3266

    Em reunio na Cmara Municipal entre a comunidade da zona sul, Empresa Pblica de Transporte e Circulao e vereadores, o presidente da Associao dos Transportes por Lotao de Porto Alegre (ATL) afirmou que os permissionrios das linhas Ipanema e Medianeira esto dispostos a estender imediatamente o percurso at a regio da Hpica, bastando apenas a autorizao da EPTC.

    Inaugurada marcenaria social na Restinga pgina 4

    pgina 12

    GERALAulas de Informtica para deficientes visuais no CARpgina 10

    EDUCAOProfessor da Restinga recebe prmio Internacionalpgina 08

    O dobrode leitores.

    Na hora de anunciar,

    ponha isto na balana.

    JornalVitrine

    Lus Augusto, o primeiro aprendiz da oficina, j est trabalhando e pensando em um futuro melhor.

    Lotao para atender a Hpica s depende da EPTC

    Horscopo e Entretenimento: pgina 14

    Pingo Vilar assume como vereadorpgina 03

    Lvia Stumpf/CM

    PA

  • JornalVitrineSegunda Quinzena

    Maro 2010 3

    Jornal Vitrine Gacha Ltda.Av. Joo Antnio da Silveira, 1837, s 204Fone: (51) 3266.3266Porto Alegre / RS - CEP 91790-400CNPJ: 10.691.072/0001-86Insc. Municipal: 52366928E-mail: jornalvitrine@jornalvitrine.orgDiretor Administrativo e Comercial:Valtencir Cruz - valtencircruz@hotmail.comCRA 31906Cel.: (51) 8476.6444

    Diretor de Marketing e Redao:Jhonata Petersen Iranso Ramosjhonatapetersen@gmail.comCel.: (51) 8516.0971

    Diagramador e Revisor:Jaciel Germano Fernandes Kaulejaciel.gfk@hotmail.comCel.: (51) 9132.4854Tiragem: 16.000 exemplares/msImpresso: Zero Hora

    Os artigos, quando assinados, no refletem necessariamente a opinio do Jornal Vitrine e so de inteira responsabilidade de seus autores, que no possuem vnculo empregatcio de qualquer natureza com o jornal. Da mesma forma, no nos responsabilizamos pelo teor dos anncios. Matrias no assinadas so da redao.

    Expediente

    O endereo eletrnico do Jornal Vitrine est rece-bendo alguns ajustes para melhorar o acesso de inter-nautas com Internet de baixa velocidade. Lanado em novembro de 2009, o site possui toda informao publi-cada no Jornal, alm da histria da empresa e um canal de interatividade com o leitor atravs do tpico fale conosco, onde possvel enviar um e-mail redao ou ao setor comercial. A data de entrega da nova pgina totalmente reformulada ser na prxima semana dia 28 de maro.

    Cadastro grtis para o comrcio

    Agora quem quer anunciar no site do Vitrine j pode. A Internet ser mais uma das formas de divulga-o das empresas e servios da regio. Os anncios sero divididos em destacados e guia comercial. Os destacados ficaro na pagina inicial direita e os do guia comercial faro parte de uma seleo de busca por servios e lojas cadastrados no site.

    Cadastre-se no e-mail: jornalvitrine@jornalvi-trine.org ou pelo fone: 3266.3266, mande o nome da empresa, telefone, endereo e site (opcional).

    Leia o Vitrine Online

    A leitura do Vitrine via internet ficar mais din-mica. Um programa utilizado pelos principais jornais do Brasil e do Mundo traz um novo estilo de visualiza-o do jornal. O programa permite que o leitor consiga folhear as pginas pelo mouse, dar zoom e realmente ter a sensao de estar com o peridico impresso em mos.

    No dia 17 de maro foi apresentada para lderes comu-nitrios a organizao dos projetos que sero encaminhados para o Ministrio da Justia e para o Conselho Municipal de Direitos Humanos e Segurana Urbana de Porto Alegre. Estes projetos fazem parte do Territrio de Paz Restinga, incluso dentro do PRONASCI Programa Nacional de Segurana Pblica com Cidadania. O programa do governo federal tem por objetivo enfrentar e prevenir a criminali-dade, drogadio, gravidez precoce, violncia domstica, e qualquer tipo de ociosidade. O modo de atuao do pro-grama apoiando aes comunitrias como ONGs e asso-ciaes nos bairro mais carentes. Na Restinga, o Territrio de Paz dividido em quatro comunidades do bairro, com suas respectivas oficinas. Barro Vermelho: Esporte, Hip Hop, Capoeira e Economia Solidria. Comunidade Caixa dgua: Yoga, Teatro, Hip Hop, Economia Solidria e Oficinas sobre o ECA. Comunidade Abolio: Grafite, Economia Solidria e Multiplicadores de Sade. Chcara do Banco: Economia Solidria, Lngua Estrangeira, Informtica e Cinema. A reu-nio ocorreu no CPIJ com participao dos idealizadores dos projetos contemplados, alm do Coordenador do Frum de Regional de Segurana da Restinga FRJSR, a coordenao do Territrio de Paz: Loeci, Marcos, Nelson, Clarisse, San-dra, Lisiane e Josu, e representantes da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurana Urbana.

    Site mais moderno

    Territrio de Paz RestingaPRONASCI

    Restinga tem mais um representante na Cmara

    Gratido.Jornal Vitrine. Um ano ao lado da Comunidade.

    INFORMATIVOSEditorialPoltica

    O coordenador do Centro Administrativo Regional Res-tinga e Extremo Sul, Pingo Vilar, assumiu a cadeira em substitui-o temporria ao vereador titu-lar DJ Cssia (PTB). A cerimnia ocorreu no dia 17 de maro no plenrio da Cmara Municipal de Porto Alegre. O novo verea-dor nascido e criado na Restinga disse que, na cmara, pretende intensificar sua atuao como

    lder comunit-rio na zona sul da cidade. Nasci e me criei na Res-tinga e quero fazer um pouco mais pela minha comu-nidade, afirmou. Pingo listou melho-rias feitas no CAR com o objetivo de melhor atender a populao, entre elas a recupera-o do prdio, a instalao de pos-tos avanados de

    diversas secretarias como SMAM e DEMHAB, a nova biblioteca, o espao dos guardas municipais, coordenao de sade da regio e a sala da PROCEMPA com curso de capacitao digital gratuito a comunidade. O vereador ainda agradeceu o apoio recebido do Partido Trabalhista Brasileiro e de seus lderes, principalmente de Srgio Zambiasi, Maurcio Dziedricki, Cludio Manfroi, de

    sua famlia, comunidade da Res-tinga, Extremo Sul e Zona Sul, amigos e funcionrios do CAR. Vereador DJ Cssia est afastado por problemas de sade.

    Caminhada de Pingo

    Jos Carlos Vilar, o Pingo, comeou na vida pblica com 20 anos, dentro de lutas comuni-trias por melhorias para a Res-tinga e regio. Hoje, com 57 anos, o vereador faz um balano e diz estar feliz pelo novo desafio na sua vida pblica de assumir como vereador na cidade de Porto Ale-gre. Segundo ele, ao assumir no Legislativo da Capital, pretende protocolar um projeto voltado para a rea da educao. Sei que por pouco tempo, mas tenho boas idias e gostaria de deixar registrado, ressalta. Para concluir, o vereador relembra sua chamada durante as eleies: irei cumprir com o esperado pelos meus elei-tores com honestidade, seriedade e trabalho.

    Cmara Municipal

    Pingo Vilar assume a cadeira de vereador por tempo indeterminado

    Pingo Vilar (D) e Maurcio Dziedricki, na cerimnia da posse.

    Jhonata Petersen

    Amigos e apoiadores de Pingo Vilar durante seus 37 anos de vida pblica.

    Jhonata Petersen

    Jhonata Petersen

    Participantes da reunio.

  • JornalVitrineSegunda QuinzenaMaro 20104

    A obra de cidadania que realizada a mais de oito anos na Chcara do Banco, pelo Centro Social Padre Pedro Leonardi, na Parquia Nossa Senhora Apa-recida, ganhou mais fora para continuar educando e cons-truindo um futuro melhor para as 120 crianas atendidas no local. No dia 16 de maro, foram inauguradas as novas salas de reforo escolar, oficina de infor-mtica, padaria, meio ambiente e atividades culturais como dana e coral. A ampliao do espao das salas se deu atravs de doaes da famlia Gerdau com apoio do Instituto Gerdau. Beatriz Gerdau Johannpeter, Conselheira do Instituto Ger-dau, falou sobre o sentimento de ajudar uma obra to bonita como esta: uma satisfao para a Gerdau ajudar um pro-

    jeto que ajuda a comunidade e abre um futuro melhor para crianas e jovens carentes. Alm da ampliao do pavilho, tam-bm foi inaugurada a Marcena-ria Social, na estrada do Barro Vermelho, ainda fora dos limites da Parquia por no haver um espao para abrigar os materiais da oficina. A marcenaria que j est em andamento desenvol-vida em parceria com o projeto Alquimia do Ministrio Pblico do Rio Grande do Sul e tem por objetivo qualificar os jovens do bairro para inclu-los no mer-cado de trabalho. Estiveram pre-sentes na cerimnia o Arcebispo de Porto Alegre Dom Dadeus Grings, prefeito Jos Fogaa, Beatriz Gerdau Johannpeter, Conselheira do Instituto Ger-dau, Cldis Xavier, Gerente do Instituto Gerdau, representan-

    tes da Rede Marista, direo da ONG Po dos Pobres, Promotor e coordenador do projeto Alqui-mia, representantes da Sociedade Porto-alegrense de Auxlio aos Necessitados (SPAAN), CAR-Restinga-Extremo Sul, conse-lheiros tutelares, representantes da Fora Sindical, lderes comu-nitrios, fiis e comunidade em geral. Oficina de Marcenaria Social

    A Marcenaria faz parte do Projeto Alquimia - trans-formando caa-nqueis em incluso social - criado pelo Ministrio Pblico do estado e desenvolvido em parceria com a Rede Marista e a Parquia Nossa Senhora Aparecida. A partir de agora, jovens da regio, a partir dos 16 anos, podero se inscre-ver para o curso profissionali-

    zante na rea. As inscries esto sendo realizadas na Parquia Nossa Senhora Aparecida - Rua Chcara do Banco, 71 - Restinga Velha, ou pelo fone 3250.6617. As mquinas caa-nqueis apre-endidas sero destinadas Ofi-cina de Marcenaria e ganharo novos formatos: armrios, rou-peiros, estantes, brinquedos, utenslios domsticos, entre outros. As escolas carentes, rgos pblicos e instituies filantrpicas recebem um con-junto de classes adaptadas com computadores, feito a partir do material das mquinas. Claudio-nir Ceron, proco da Aparecida, diz que outro projeto est sendo