Jovem casal © referncia de convivncia na comunidade Melos e regi£o
Jovem casal © referncia de convivncia na comunidade Melos e regi£o

Jovem casal © referncia de convivncia na comunidade Melos e regi£o

  • View
    218

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jovem casal desenvolve atividades em quintais produtivos melhorando a qualidade de vida a partir da produção de alimentos e são guardiões das sementes

Text of Jovem casal © referncia de convivncia na comunidade Melos e regi£o

  • Boletim Informativo do Programa Uma Terra e Duas guas

    Ano 8 n1588

    Junho/2014

    Filho e Filha de Agricultores, nascidos na Regio, Jos

    Carlos de Jesus Arajo, 30 anos, e Josefa Roslia Aleixo

    de Bastos, 27 anos, se conheceram a partir do

    engajamento e participao na Comunidade Eclesial de

    Base (CEBs), atravs da Pastoral da Juventude e Pastoral

    da Criana. Tornaram-se Catequistas e animadores,

    casaram-se e construram sua casa na prpria

    Comunidade Melos, onde nasceu a filha Brenda Arajo,

    01 ano. A Comunidade Melos est a 10 quilmetros de

    Ccero Dantas-Ba.

    A propriedade da famlia possui uma rea de 03 tarefas onde so cultivados diversos tipos de

    culturas como milho, feijo, abobora, mandioca; Hortalias; plantas medicinais; frutferas; cultivos

    de plantas experimentais e adaptveis e a criao de

    Galinhas.

    Jos Carlos conhecido por todos como Zezinho dos

    Melos e com alegria diz: Maravilha, morar aqui! No tem

    lugar melhor para viver.

    Josefa Roslia, cuida da filha e participa dos afazeres e

    das experincias desenvolvidas na Roa. Ela concluiu no

    ano 2008 o ensino mdio de Tcnica em Agropecuria

    pela Escola Estadual Agrotcnica de Jeremoabo, cerca de

    60 quilmetros de Ccero Dantas.

    A Famlia sempre participa de reunies e encontros na

    Comunidade e fazem questo de contribuir na articulao,

    animao, mstica e organizao. Gostam tambm de

    participar de oficinas, capacitaes, encontros e intercmbios.

    Zezinho, j participou de vrios intercmbios sendo Municipal,

    intermunicipal e Interestadual, que fortaleceu sua experincia:

    Fao questo de anotar tudo e at tiro fotos. Conheci um

    agricultor, o Seu Afonso, que me deu uma receita para

    combater a cochonilha, fiz e deu certo. As plantas estavam infestadas e eu tava com medo de

    Jovem Casal de agricultores referncia de

    convivncia na Comunidade Melos e Regio

    Ccero Dantas-BA

  • Boletim Informativo do Programa Uma Terra e Duas guas Articulao Semirido Brasileiro Bahia

    Em Novembro de 2013, com a concluso da Cisterna-Calado que eles conquistaram,

    continuaram a praticar o cultivo de hortalias com mais segurana. A partir das primeiras chuvas,

    (Dezembro do mesmo ano), em fevereiro de 2014 a famlia j colhia com segurana e alegria os

    primeiros frutos.

    Josefa Roslia conta: Agora ficou melhor, temos gua, a

    segurana do plantio e da produo, dos alimentos sadios e

    podemos produzir durante o ano todo. Zezinho acrescenta:

    Temos um pouco de tudo, orgnico e com qualidade. Estamos

    tranqilos, Graas a Deus!.

    A Famlia tambm recebe em sua propriedade visitas de pessoas

    (Agricultores/as: Homens, Mulheres e Jovens) da comunidade e

    intercmbios de agricultores e agricultora do Municpio.

    Zezinho conta a satisfao em receber visita de intercmbios. Ns

    gostamos de receber visitas, melhor ainda, quando nos avisam

    com antecedncias, porque a gente prepara alguma atividade

    pratica. Mostramos a nossa propriedade, trocamos experincias ao

    visitar as pequenas coisas que j temos, como: a casa de morada, as

    cisternas de consumo e de produo, o quintal produtivo, e agora

    desde maro deste ano, conquistamos a casa de sementes, quando

    participamos de um curso sobre a

    importncia de guardar as

    sementes para o plantio. Muitos

    j guardam em casa, agora a

    gente est sendo fortalecidos pra

    guardarmos na Associao da

    casa de sementes.

    O curso, que Zezinho se refere, uma das atividades desenvolvidas pelo Programa uma Terra e Duas

    guas (P1+2), Ele acrescenta:

    Se a gente tem (semente), porque guarda, e se guarda, no precisa ir comprar.

    A casa de Sementes comunitria e Zezinho est tambm na coordenao. Sobre a organizao

    e a aceitao da comunidade ele diz:

    Quando fundamos a Casa de Sementes, todos da comunidade e da Associao (ACAMP Associao

    Comunitria dos Agricultores e Agricultoras das Comunidades Melos e Pedra Dagua), foram

    envolvidos e participaram. Pela casa de sementes, a gente se rene a cada 02 meses.

    Finaliza dizendo: Estamos pensando em fazer este ano a celebrao das sementes com objetivo de

    conscientizar a todos sobre a importncia do orgnico e a oferta de legumes e hortalias em nossa

    regio.

    Pgina 1Pgina 2