Lei nº 8.112/1990 (Estatuto do Servidor Público Federal) ?· Com base no disposto no Decreto n.º…

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

Lei n 8.112/1990 (Estatuto do Servidor Pblico

Federal)

Prof. Tatiana Marcello

Licenas

O art. 81 do Estatuto elenca 7 licenas a serem concedidas ao servidor:

I - por motivo de doena em pessoa da famlia; II - por motivo de afastamento do cnjuge ou companheiro; III - para o servio militar; IV - para atividade poltica; V - para capacitao; VI - para tratar de interesses particulares; VII - para desempenho de mandato classista.

Obs.: no existem mais a licena-prmio.

Porm, no art. 185, que trata da Seguridade Social do Servidor, assunto menos recorrente em provas, h mais 3 licenas elencadas:

a) Licena para tratamento de sade (do servidor) - Ser concedida ao servidor licena para tratamento de sade, a pedido ou de ofcio, com base em percia mdica, sem prejuzo da remunerao a que fizer jus.

b) Licena gestante, adotante e licena-paternidade Gestante ter 120 dias consecutivos, sem prejuzo da remunerao. Pelo nascimento ou adoo de filhos, o servidor ter direito licena-paternidade de 5 dias consecutivos. servidora que adotar ou obtiver guarda judicial de criana at 1 ano de idade, sero concedidos 90 dias de licena remunerada; se a criana tiver mais de 1 ano, o prazo ser de 30 dias.

c) Licena por acidente em servio - Ser licenciado, com remunerao integral, o servidor acidentado em servio.

Licenas que integram a seguridade social

Licena para tratamento de sade (do servidor); Licena gestante, adotante e licena-paternidade ; Licena por acidente em servio.

Licenas que no podem ser tiradas no estgio probatrio

capacitao; tratar de interesses particulares; desempenho de mandato classista.

Licenas que podem ser tiradas no estgio probatrio, mas o suspendem.

por motivo de doena em pessoa da famlia; por motivo de afastamento do cnjuge ou companheiro; para servio militar; para atividade poltica.

Licena por motivo de doena em pessoa da famlia

Considera-se pessoa da famlia o cnjuge ou companheiro, os pais, os filhos, o padrasto ou madrasta e enteado, ou dependente que viva assuas expensas do servidor e conste do seu assentamento funcional, mediante comprovao por percia mdica oficial.

Ser deferida se a assistncia direta do servidor for indispensvel e no puder ser prestada simultaneamente com o exerccio do cargo ou compensao de horrio.

A licena, includas as prorrogaes, poder ser concedida a cada perodo de 12 meses nas seguintes condies:

I - por at 60 dias, consecutivos ou no, mantida a remunerao $$ do servidor; e II - por at 90 dias, consecutivos ou no, sem remunerao.

Pode no estgio probatrio (suspende). vedado o exerccio de atividade remunerada durante o perodo da licena.

Licena por motivo de afastamento do cnjuge ou companheiro

Poder ser concedida licena ao servidor para acompanhar cnjuge ou companheiro que foi deslocado para outro ponto do territrio nacional, para o exterior ou para o exerccio de mandato eletivo dos Poderes Executivo e Legislativo.

A licena ser por prazo indeterminado. Sem remunerao. Pode no estgio probatrio (suspende).

Licena para prestar servio militar

Ao servidor convocado para o servio militar ser concedida licena, na forma e condies previstas na legislao especfica.

Concludo o servio militar, o servidor ter at 30 dias sem remunerao para reassumir o exerccio do cargo. Pode no estgio probatrio (suspende).

Licena para exerccio de atividade poltica (antes de ser eleito)

O servidor ter direito a licena, sem remunerao, durante o perodo que mediar entre a sua escolha em conveno partidria, como candidato a cargo eletivo, e a vspera do registro de sua candidatura perante a Justia Eleitoral.

A partir do registro da candidatura e at o 10 dia seguinte ao da eleio, o servidor far jus licena, assegurados os vencimentos do cargo efetivo, somente pelo perodo de 3 meses.

Pode no estgio probatrio (suspende).

/_________________/_______$$$$$$_______/----------------

escolha registro 10 dia seguinte

eleio

Licena para capacitao

Aps cada qinqnio (5 anos) de efetivo exerccio, o servidor poder, no interesse da Administrao, afastar-se do exerccio do cargo efetivo, com a respectiva remunerao, por at 3 meses, para participar de curso de capacitao profissional.

Os perodos no podem ser acumulados (ex.: o servidor tem 10 anos de efetivo exerccio e nunca gozou dessa licena, ao gozar ter direito somente aos 3 meses e no a 6 meses).

Obs.: antes era chamada de licena-prmio por assiduidade (que no existe mais).

Com remunerao $$$$ No pode no estgio probatrio.

Licena para tratar de interesses particulares

A critrio da Administrao, podero ser concedidas ao servidor ocupante de cargo efetivo, desde que no esteja em estgio probatrio, licenas para o trato de assuntos particulares pelo prazo de at 3 anos consecutivos, sem remunerao.

A licena poder ser interrompida, a qualquer tempo, a pedido do servidor ou no interesse do servio. Sem remunerao. No pode no estgio probatrio.

Licena para desempenho de mandato classista

assegurado ao servidor o direito licena sem remunerao para o desempenho de mandato em confederao, federao, associao de classe de mbito nacional, sindicato representativo da categoria ou entidade fiscalizadora da profisso (cargos de direo ou de representao nas referidas entidades) ou, ainda, para participar de gerncia ou administrao em sociedade cooperativa constituda por servidores pblicos para prestar servios a seus membros.

A licena ter durao igual do mandato, podendo ser renovada, no caso de reeleio.

Sem remunerao. No pode no estgio probatrio.

Afastamentos

Do afastamento para servir a outro rgo ou entidade;

Do afastamento para exerccio de mandato eletivo;

Do afastamento para estudo ou misso no exterior;

Do Afastamento para participao em Programa de Ps-Graduao Stricto Sensu no Pas

Do afastamento para servir a outro rgo ou entidade

O servidor poder ser cedido para ter exerccio em outro rgo ou entidade dos Poderes da Unio, dos Estados, ou do Distrito Federal e dos Municpios, nas seguintes hipteses:

I - para exerccio de cargo em comisso ou funo de confiana;

II - em casos previstos em leis especficas.

Do afastamento para exerccio de mandato eletivo

Ao servidor investido em mandato eletivo aplicam-se as seguintes disposies:

Obs.: servidor aposentado pode acumular qualquer cargo eletivo (proventos + subsdio).

mandato federal, estadual ou distrital

ficar afastado do cargo, recebendo $ do mandato.

mandato de Prefeito ser afastado do cargo, sendo-lhe facultado optar pela remunerao do cargo ou a do mandato;

mandato de vereador: havendo compatibilidade de horrios, perceber a

remunerao do cargo + a do mandato (acumular);

no havendo compatibilidade de horrios, ser afastado e poder optar pela remunerao do cargo ou a do mandato (regra do Prefeito).

Do afastamento para estudo ou misso no exterior

O servidor no poder ausentar-se do Pas para estudo ou misso oficial, sem autorizao do Presidente da Repblica, Presidente dos rgos do Poder Legislativo e Presidente do Supremo Tribunal Federal.

A ausncia no exceder a 4 anos, e finda a misso ou estudo, somente decorrido igual perodo, ser permitida nova ausncia.

As hipteses, condies e formas para a autorizao de que trata este artigo, inclusive no que se refere remunerao do servidor, sero disciplinadas em regulamento.

O disposto neste artigo no se aplica aos servidores da carreira diplomtica.

Do Afastamento para participao em Programa de Ps-Graduao Stricto Sensu no Pas (mestrado e doutorado)

O servidor poder, no interesse da Administrao, e desde que a participao no possa ocorrer simultaneamente com o exerccio do cargo ou mediante compensao de horrio, afastar-se do exerccio do cargo efetivo, com a respectiva remunerao $$$$, para participar em programa de ps-graduao stricto sensu em instituio de ensino superior no Pas.

Concesses

Sem qualquer prejuzo, poder o servidor ausentar-se do servio para: doao de sangue 1 dia alistamento ou recadastramento eleitoral

o tempo comprovadamente necessrio, limitado a 2 dias.

casamento 8 dias consecutivos falecimento do cnjuge, companheiro, pais, madrasta ou padrasto, filhos, enteados, menor sob guarda ou tutela e irmos

8 dias consecutivos

REGIME DISCIPLINAR

Dos Deveres

Das Proibies

Da Acumulao

Das Responsabilidades

Das Penalidades

Dos deveres Art. 116. So deveres do servidor:

I - exercer com zelo e dedicao as atribuies do cargo; II - ser leal s instituies a que servir; III - observar as normas legais e regulamentares; IV - cumprir as ordens superiores, exceto quando manifestamente ilegais (dever de

obedincia, fundamento na hierarquia); V - atender com presteza: a) ao pblico em geral, prestando as informaes requeridas, ressalvadas as

protegidas por sigilo; b) expedio de certides requeridas para defesa de direito ou esclarecimento de

situaes de interesse pessoal; c) s requisies para a defesa da Fazenda Pblica.

VI - levar as irregularidades de que tiver cincia em razo do cargo ao conhecimento da autoridade superior ou, quando houver suspeita de envolvimento desta, ao conhecimento de outra autoridade competente para apurao;

VII - zelar pela economia do material e a conservao do patrimnio pblico; VIII - guardar sigilo sobre assunto da repartio; IX -