Novo processo de Matrícula Pró-Reitoria de Graduação

  • View
    102

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Slide 1
  • Novo processo de Matrcula Pr-Reitoria de Graduao
  • Slide 2
  • Novo processo de Matrcula Objetivo Tornar o processo de matrcula mais interativo para o aluno e minimizar a necessidade de retificao e requerimentos aps o perodo de matrcula. Processo Intercalar perodos de matrcula on-line com a consolidao das inscries j efetuadas, onde, a partir de prioridades e critrios previamente definidos, haver a reserva ou no da vaga para o aluno.
  • Slide 3
  • HISTRICO DO PROJETO O critrio e o processo foram propostos por um grupo de alunos, docentes e funcionrios da Escola Politcnica, visando substituir a matrcula via Intranet, que no satisfazia e no correspondia ao Jpiterweb. Alm disto, havia retrabalho dos funcionrios, que deviam cadastrar turmas em ambos. O sistema foi desenvolvido pelo Depto. de Informtica, em conjunto com a Pr-Reitoria de Graduao. Etapas do projeto piloto: 1 semestre de 2006: primeira matrcula da EP 1 de 2007: entrada da ESALQ 2 de 2007: adeso do IAG, IRI e IQSC 2 de 2008: entrada de mais 12 Unidades A partir do 1 de 2009, para toda a USP, aprovado pelo Conselho de Graduao em 18/set/2008.
  • Slide 4
  • Novo processo de Matrcula Pontos determinantes Clculo do PM (Perodo ideal de matrcula); Mrito Acadmico.
  • Slide 5
  • Desafio Processar a Matrcula on-line nas disciplinas de Graduao nas diversas Unidades da USP, de forma geral, mais justa, coerente e eficiente.
  • Slide 6
  • Grandes nmeros Conforme o nmero de vagas oferecidas no curso, diversas unidades oferecem vrias turmas para uma mesma disciplina, no mesmo perodo acadmico. Para um melhor aproveitamento de recursos (disponibilidade docente, salas de aulas, laboratrios, equipamentos,...) as diversas turmas de uma mesma disciplinas, eventualmente, so oferecidas em horrios diferentes.
  • Slide 7
  • Grades individuais A matrcula interativa on-line pode (ou no) permitir que cada aluno tenha a liberdade (regimental) de escolha das turmas que tornem sua grade horria mais conveniente. Particularmente no caso de alunos que pretendam cursar disciplinas nas quais tenham sido reprovados, essa escolha imprescindvel.
  • Slide 8
  • Turmas Prediletas Dependendo da forma como o a grade horria de um determinado perodo acadmico de um curso for elaborada, naturalmente alguma(s) turma(s) podero vir a ter mais preferncia dos alunos. Quando a procura por uma turma exceder o nmero de vagas oferecidas, surge a inevitvel necessidade de um critrio para a definio de quais alunos sero admitidos nas vagas.
  • Slide 9
  • Optativas A grande procura pela matrcula em disciplinas optativas eletivas ou livres, inclusive interunidades, tambm impe a necessidade do estabelecimento de um critrio geral. Especialmente neste caso, um critrio coerente e consistente fundamental para se desestimular ooverbooking e o conseqente abandono ou trancamento posterior.
  • Slide 10
  • Ordem de chegada ? Nenhum critrio totalmente justo, mas talvez o mais injusto seja o de ordem de chegada para uma fila. Pior ainda se a fila for para o acesso on-line. Quem tiver melhor capacidade computacional ser favorecido. Um bom critrio deve ter um carter educativo e/ou de reforo pedaggico.
  • Slide 11
  • Critrio Proposto Aps anos de convivncia com enormes problemas de filas de matrcula e aps intensos debates com o pessoal envolvido (docentes, funcionrios e alunos), foi proposto (pelos alunos) um princpio geral que tem sido largamente aceito em consenso: O aluno que estiver no seu perodo ideal deve ter prioridade na matrcula.
  • Slide 12
  • Perodo Ideal A definio de perodo ideal no nica; pode ser calculado com base no ano de ingresso, no nmero de perodos completados, entre muitas outras. Mas estas podem ser muito irrealistas. Propomos que o perodo ideal de um aluno no seu curso seja calculado de forma a indicar quanto o aluno efetivamente j avanou no seu curso. Este clculo no uma tarefa simples
  • Slide 13
  • Perodo de Matrcula (PM) Como calculado o PM O "semestre ideal, calculado com base nas informaes registradas no Jpiter: Crditos Cumulativos do curso por perodo ideal (NC) : o crdito cumulativo das disciplinas obrigatrias e eletivas de acordo com o perodo ideal da grade curricular. Crditos acumulados do aluno (CA): a soma dos crditos de disciplinas obrigatrias e eletivas aprovadas, dispensadas, aproveitamento de estudo, acrescido do nmero de crditos admitidos para dbitos (F). Perodo ideal de matrcula (PM) : a posio correspondente do aluno no vetor de crditos cumulativos do curso (NC), de acordo com seu crdito acumulado.
  • Slide 14
  • Exemplo do clculo de PM o perodo de matrcula (PM) para aluno com as seguintes habilitaes : CursocrditoCrditos cumulativos Perodo ideal 3011 / 0 Ciclo bsico27 28 27 55 1212 3031 / 0 Grande rea Engenharia Eltrica 28 83 111 3434 3031 / 190 Opo Energia e Automao 28 26 22 15 139 167 195 221 243 258 5 6 7 8 9 10. Digamos que esse aluno tem acumulado 164 crditos e que o F estabelecido seja 12 CA = 164 + 12 = 176. Para esse aluno, o crdito acumulado o classifica entre o 6 (167) e o 7 perodos (195), e consequentemente o perodo (PM) ser 7, para matrcula do 1 semestre e 8 para 2 semestre.
  • Slide 15
  • Prioridade 1 Prioritariamente alunos do primeiro ano matriculam-se nas disciplinas do primeiro ano. Simultaneamente os do segundo nas do segundo, os do terceiro nas do terceiro, idem para os do quarto e quinto anos. O aluno que estiver no seu perodo ideal tem prioridade na matrcula.
  • Slide 16
  • Perodo da Disciplina (PD) Cada aluno matricula-se prioritariamente nas disciplinas cujos PDs (perodo da disciplina na grade curricular) sejam correspondentes ao seu PM (perodo de matrcula do aluno). Perodo da disciplina (PD) o semestre ideal da disciplina na grade curricular.
  • Slide 17
  • Experincias bem sucedidas de se esperar que todos os alunos que estejam cumprindo idealmente sua grade curricular, possam matricular-se com prioridade 1, de acordo com o critrio proposto. De fato, quando as grades horrias apresentadas so equivalentes e/ou convenientemente sugeridas, isto tem ocorrido.
  • Slide 18
  • Desempates Eventualmente h a necessidade de um critrio adicional para desempate. Implantou- se: Mdia ponderada suja : todas as disciplinas cursadas pelo aluno ( aprovadas ou no ), com quatro casas decimais. Persistindo o empate, o que raro, preferncia ao que tem mais crditos.
  • Slide 19
  • Prioridade 2 Como prioridade 2, os alunos do segundo ano matriculam-se nas disciplinas do primeiro ano que estejam devendo. Simultaneamente os do terceiro nas do segundo, os do quarto nas do terceiro e assim sucessivamente Como prioridade 2, os alunos do segundo ano matriculam-se nas disciplinas do primeiro ano que estejam devendo. Simultaneamente os do terceiro nas do segundo, os do quarto nas do terceiro e assim sucessivamente. O aluno pode inscrever-se em todas, desde a 1 interao.
  • Slide 20
  • Algoritmo de Prioridades A prioridade da matrcula ser estabelecida a partir do semestre ideal do aluno e a da disciplina, tendo como desempate a classificao por mdia ponderada suja e crditos acumulados. prioridade 1 - alunos com PD = PM prioridade 2 alunos com PD = PM 2 prioridade 3 alunos com PD = PM 4 prioridade 4 alunos com PD = PM 6 prioridade 5 alunos com PD = PM 8 prioridade 6 alunos com PD = PM + 2 prioridade 7 alunos com PD = PM + 4 prioridade 8 alunos com PD = PM + 6 prioridade 9 alunos com PD = PM + 8
  • Slide 21
  • Novo processo de Matrcula Passos - DI efetua o clculo do PM (Perodo ideal de matrcula); - UNIDADE confere o PM e altera, se for preciso; - O aluno repetente pode negociar o PM com o Servio de Graduao. - ALUNO inscreve-se em disciplinas/turmas (matrcula) nas interaes previstas, enquanto necessitar. CONSOLIDAO - Clculo da prioridade da disciplina em relao grade e PM; - Classifica por prioridade, mdia suja e crditos acumulados; - At o limite da vagas, reservada; - Possibilidade de disciplinas/turmas no serem consolidadas.. - Aps cada consolidao, a Unidade deve fazer ajustes em vagas e /ou vinculao
  • Slide 22
  • Novo processo de Matrcula Ao aluno so sempre sugeridas todas as disciplinas, independentemente de sua classificao As etapas so definidas previamente de modo a escalonar a consolidao. Assim, na primeira etapa sero processados somente disciplinas correspondentes ao semestre ideal do aluno, na segunda etapa o processamento estende-se a 2 semestres anteriores ao ideal e assim sucessivamente. Ao final de cada etapa, a tela de matrcula fechada e as novas inscries em disciplinas / turmas so consolidadas, respeitando as prioridades de matrcula entre os alunos O resultado da consolidao, ser apresentado para o aluno como: - Reservada disciplina / turma com vaga reservada para o aluno - Turma lotada - disciplina/turma sem vaga disponvel - Preterida - disciplina/turma que ultrapassarem o limite de disciplinas estabelecidos pelos alunos. ( Eletivas ) - Lista de espera - ainda no processada, aguardando etapa de prioridade. Os alunos tambm conseguiro observar a sua classificao estimada nas turmas em que se matricularam (disciplina, turma, total:vagas e inscritos e classificao estimada).
  • Slide 23
  • Benefcios: listas definitivas realistas em tempo hbil distribuio de alunos equilibrada entre turmas processo transparente expe as falhas atuao em tempo real possvel alta interao aluno WEB pouca interao aluno Servio de