Click here to load reader

Os Meios de Comunicação de Massas

  • View
    829

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Os Meios de Comunicação de Massas

Os Meios de Comunicao de Massas - Mass Media

-

Keywords: Cultura de Massas, Mass Media, Imprensa, Cinema, Rdio.

Trabalho realizado por: Mnica Gomes

A Cultura de Massas e os Mass Mdia

Ao longo do sculo XIX e XX ocorreram transformaes polticas e econmicas que transformaram a estrutura social da poca. Aps a 1 Guerra Mundial os modelos de vida alteramalteram-se: novos gneros musicais, gosto pela vida nocturna, alteraes na modaetc. Nos anos 20, assistiu-se ao aparecimento da assistiucultura de massas (cultura acessvel maior parte da populao) e ao desenvolvimento dos mass media: a imprensa, a rdio e o cinema.

Os Meios de Comunicao de Massas - Mass Media -

A Importncia da Imprensa: - Revistas, banda desenhada, romances.

A Imprensa A imprensa, sob a forma de jornais e revistas, comea a ser cada vez mais lida neste perodo. Os jornais, para alm de notcias, comeam agora a incluir artigos de opinio, informao, entrevistas e publicidade. Surge tambm a imprensa feminina, carregada de publicidade que incita ao consumo da moda, de produtos de beleza, aparelhos domsticos. Aparece a seco do correio sentimental, o que pode ser visto hoje em dia em revistas como A Maria, Ana, etc.

Banda Desenhada A banda desenhada , de incio, destinada ao pblico juvenil, mas passa a ser considerada um meio de comunicao de massas. Nasce nos E.U.A em finais do sculo XIX, mas s nos anos trinta que surgem heris importantes que hoje todos ns conhecemos: Flash Gordon e Superman (Amrica), e Tintim (uma criao belga Herg 1929). Em Portugal, o Comboy Jim Boy fez as delcias de pequenos e grados (imagem da esquerda).

Os Romances Os romances so abundantes neste perodo. Dentro deste gnero, os mais apreciados so: os romances sentimentais (onde a mulher a eterna vitima que tudo vence com a fora dos seus sentimentos e virtudes, e o homem autoritrio e orgulhoso acaba por se render aos encantos femininos) so destinados a um pblico feminino; os romances policiais e de espionagem (que realam a fora e a coragem do heri que tudo ultrapassa) so destinados aos homens.

Os Romances de Aco Este tipo de literatura comea a ter sucesso em finais do sculo XIX, com o brilhante detective Sherlock Holmes (de Conan Doyle). Mas este tipo de romance, s se torna popular a partir de 1925, com a criao de novas personagens Arsene Lupin (o ladro que s rouba aos ricos para ajudar os pobres), e o fantstico detective Hercule Poirot (Agatha Christie).

O Cinema

A Origem do cinema

A 28 de Dezembro de 1895, Louis Lumire proporciona aos parisienses a primeira projeco cinematogrfica. Nesta altura, o cinema mudo, e os temas escolhidos so normalmente cenas da vida real. medida que as tcnicas se vo desenvolvendo, tambm os enredos se vo tornando mais elaborados e atractivos. Deste modo, formam-se nos anos 20/30 os grandes estdios de cinema. Os temas desta poca so: romance (Rudolfo Valentino, foi uma das grandes vedetas do cinema mudo), suspense, comdias (Charlie Chaplin Charlot- foi o mais celebre cmico desta poca).

A Origem do cinemaWalt Disney cria o Rato Mickey e outras personagens, dando incio ao cinema de animao. Steamboat Willie foi o primeiro filme animado.

O cinema sonoro

Em finais dos anos 20, surge o cinema sonoro: O Cantor de Jazz dos irmos Warner, pelo seu enorme sucesso, marca o momento de viragem. Nos anos 30/40, Hollywood a grande cidade cinematogrfica da poca, l que se concentram os grandes realizadores e actores/actrizes da altura. Os generos cinematogrficos aumentam: comdias (A Viva Alegre, Ser ou no ser, de Lubitsch), filmes de carcter social ( As Vinhas da Ira, de Jonh Ford, e Tudo o Vento Levou, de Victor Fleming), filmes sentimentais, westerns e filmes de gangsters. Alguns dos actores mais famosos da poca foram: Marlene Dietrich, Henry Fonda, Greta Garbo, Robert Taylor, Humphrey Bogart, Ingrid Bergman, Judy Garland, etc.

A Importncia do CinemaO cinema foi uma das maiores conquistas do sculo XX. Este ofereceu o seu poder de evaso e a sua parte de sonho a um mundo que por razes econmicas, polticas, sociais no tinha tempo para sonhar nem ser feliz. Aparecem pela primeira vez os primeiros smbolos sexuais com os actores/actrizes de cinema, que passavam a ditar a moda e os costumes. O cinema influenciava bastante a opinio pblica, da que muitas vezes tenha sido usado para difundir e glorificar ideais polticos (Rssia, Alemanha, Itlia).

O Cinema em PortugalO cinema em Portugal tem uma enorme adeso desde o incio. Em Lisboa h 4 salas, que nos dez anos seguintes aumentaro para dezoito, e mesmo na provncia h salas com projeco, logo na dcada de 20. Os filmes eram na sua quase totalidade todos estrangeiros (Alemanha, Frana, E.U.A). Os filmes nacionais, que passavam eram muitas vezes peas de teatro filmadas. S a partir da dcada de 30 que o cinema portugus ganha adeptos, com filmes de Leito de Barros e um documentrio de um jovem realizador, Manoel de Oliveira.

Alguns dos filmes portugueses da primeira metade do sculo XX

Actores/Actrizes portugueses famosos na dcada de 20/30 Beatriz

Costa Virglio Teixeira Amlia Rodrigues Vasco Santana Ribeirinho

A Rdio

A Rdio

A partir dos anos 20, surge um concorrente da imprensa a rdio. Foi utilizada pela 1 vez nos E.U.A, para transmitir o resultado de umas eleies, em 1920. Em 1922 chega Europa, atravs da instalao de um emissor na Torre Eiffel, e em 1926 aparece na Inglaterra, com o apoio do o Governo, a BBC (British Broadcasting Corporation). Vai ser extremamente importante durante as Guerras Mundiais (conferencias de imprensa, discursos, armistcios, funciona como um meio impulsionador da Resistncia, e difunde notcias de variada importncia). So transmitidas emisses em 23 lnguas. A rdio modifica a vida poltica e torna-se num meio de tornaentretenimento: difunde canes dos cafs concertos e dos music hall, na poca do jazz, do tango argentino, do charleston, etc. Difunde tambm peas de teatro, folhetins, reportagens de desporto, debates, etc.

A Rdio

Na noite de 30 de Outubro de 1938, Orson Welles (comentador na rdio) provoca o pnico nos Estados Unidos ao simular, atravs do rdio, uma invso marciana A Guerra dos Mundos.

Comentador Desportivo

A Rdio

A rdio tornou-se importante porque veio aproximar de tornouuma forma muito mais rpida as pessoas e funcionou como um modo de transmisso de notcias de todo o mundo, tambm de uma forma mais rpida. Ao mesmo tempo que um locutor se dirige a milhares de pessoas, dirige-se tambm a uma nica pessoa, isto , dirigea rdio procura um contacto mais directo com os ouvintes, convidando-os a participar em jogos e convidandoconcursos. Com a inveno do rdio porttil, que barato, reproduz bem e alimentado por pilhas, as pessoas deixaram de ouvir somente as emisses em casa (hbito familiar muito popular) e passaram, tambm, a ouvi-lo por toda a ouviparte de uma forma mais individual.

A Rdio e o Cinema na dcada de 20/30

A Rdio e o Cinema no sculo XX

Actualidade

A estes meios de comunicao juntamjuntam-se novas tecnologias e surgem, quase todos os dias, novas formas de comunicao.