Click here to load reader

Planilha Eletrônica LibreOffice Calc - Unesp · 2019-02-12 · Planilha Eletrônica - LibreOffice Calc Para uma melhor organização didática, este material está subdividido em

  • View
    4

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Planilha Eletrônica LibreOffice Calc - Unesp · 2019-02-12 · Planilha Eletrônica - LibreOffice...

  • Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias

    Departamento de Matemática

    Planilha Eletrônica LibreOffice Calc

    Alan Rodrigo Panosso

    2019

  • Sumário Planilha Eletrônica - LibreOffice Calc ........................................................................................................... 1 1 AULA ......................................................................................................................................................... 1

    1.1 Introdução ao LibreOffice Calc ..................................................................................................... 1 1.2 Apresentando a área de trabalho do LibreOffice Calc ............................................................. 1 1.3 Seleção e Movimentação de Células do LibreOffice Calc ....................................................... 5 1.4 Outras operações na planilha: ..................................................................................................... 9 1.5 Edição de fórmulas e expressões .............................................................................................. 11 1.6 Tipos de endereçamento: ........................................................................................................... 12 1.7 Funções ......................................................................................................................................... 13 1.8 Assistente de Funções ................................................................................................................ 14 1.9 Funções sem argumentos .......................................................................................................... 14 1.10 Funções condicionais, lógicas e data ....................................................................................... 14 1.11 Funções matemáticas ................................................................................................................. 18

    2 AULA ....................................................................................................................................................... 21 2.1 Funções de planilha e estatísticas............................................................................................. 21 2.2 Classificação de registros (linhas) ............................................................................................. 26 2.3 Bordas de células ......................................................................................................................... 29 2.4 Alinhamentos ................................................................................................................................ 30 2.5 Mesclar células ............................................................................................................................. 30 2.6 Formatação condicional de células ........................................................................................... 31 2.7 Adicionar ou excluir Colunas /Linhas ........................................................................................ 33

    3 AULA ....................................................................................................................................................... 38 3.1 Funções com resultados em várias células ............................................................................. 38 3.2 Divisão de janelas ........................................................................................................................ 43 3.3 Congelar Janelas ......................................................................................................................... 45 3.4 Ocultar e Reexibir Colunas/Linhas. ........................................................................................... 45 3.5 Configuração da planilha para impressão ................................................................................ 46

    4 AULA ....................................................................................................................................................... 52 4.1 Noções de variáveis ..................................................................................................................... 52 4.2 Construindo um gráfico ............................................................................................................... 53 4.3 Formatação dos elementos do gráfico ...................................................................................... 56

    4.3.1 Formatação dos eixos principais ........................................................................................... 56 4.3.2 Formatação da área do Gráfico ............................................................................................. 62 4.3.3 Formatação das Grades principais e secundárias.............................................................. 63 4.3.4 Formatação de séries de dados (pontos de dados) ........................................................... 65 4.3.5 Formatação de Área do Gráfico ............................................................................................ 66 4.3.6 Formatação dos Títulos e Subtítulos .................................................................................... 67 4.3.7 Formatação da Legenda ......................................................................................................... 70

    4.4 Tipos de Gráfico ........................................................................................................................... 72 4.4.1 Gráfico de variáveis nominal vs contínua. ........................................................................... 72 4.4.2 Gráfico de variáveis ordinal vs contínua. ............................................................................. 74 4.4.3 Gráfico de variáveis ordinal vs discreta ................................................................................ 80 4.4.4 Gráfico de variáveis contínua vs contínua (ou discreta) .................................................... 83 4.4.5 Gráficos tipo pizza ................................................................................................................... 87

    5 AULA ....................................................................................................................................................... 92 5.1 Gráficos com linhas de tendência .............................................................................................. 92 5.2 Gráficos com barras de erros ..................................................................................................... 93 5.3 Gráficos personalizados .............................................................................................................. 97 5.4 Colar especial ............................................................................................................................... 98 5.5 Transpor Faixa: .......................................................................................................................... 100 5.6 Tabelas dinâmicas ..................................................................................................................... 101

    6 AULA ..................................................................................................................................................... 109 6.1 Atingir metas ............................................................................................................................... 109

  • Departamento de Ciências Exatas

    2

    6.2 Preenchimento de sequências ................................................................................................. 111 6.3 Uso de listas ................................................................................................................................ 114 6.4 Proteção (de edição) ................................................................................................................. 117 6.5 Proteção (de acesso e/ou edição) ........................................................................................... 119 6.6 Filtros ........................................................................................................................................... 121 6.7 Subtotais ...................................................................................................................................... 123

    7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ................................................................................................. 128

  • Departamento de Ciências Exatas

    1

    Planilha Eletrônica - LibreOffice Calc

    Para uma melhor organização didática, este material está subdividido em aulas,

    sendo que para cada aula será feita uma abordagem de alguns tópicos, e então serão

    apresentados vários exercícios em forma de listas, referentes aos tópicos.

    1 AULA

    1.1 Introdução ao LibreOffice Calc

    O LibreOffice Calc, é um aplicativo do Pacote para Escritório LibreOffice (software

    livre que pode ser adquirido no endereço - http://pt-br.libreoffice.org/), que possui recursos

    para edição de planilhas eletrônicas, com muita facilidade para fazer cálculos (expressões

    e funções), gráficos, tabelas dinâmicas, filtros e classificação, portanto, ele é capaz de

    analisar informações e dar tratamento a grandes massas de dados. Com essa ferramenta

    podemos realizar desde tarefas simples, como a digitação e impressão de uma planilha

    simples, até tarefas mais elaboradas como a criação de tabelas sofisticadas, com dados

    relacionados e cálculos complexos.

    1.2 Apresentando a área de trabalho do LibreOffice Calc

    Na parte superior da Janela temos a Barra de Menu e as Barras de Ferramentas:

    Barra de Menu

    Barras de Ferramentas

    Guias das Planilhas

    Célula selecionada – A1

    Caixa de Nome

    Barra de fórmulas

  • Departamento de Ciências Exatas

    2

    A opção de Menu, Exibir/Barras de Ferramentas permite o usuário alterar a exibição,

    das diversas barras de ferramentas disponíveis no Calc.

    Barra de Ferramentas Padrão

    Barra de Ferramentas Formatação

    Barra de Fórmulas

    Barra de Ferramentas Desenho

    Barra de Status

    As características principais do LibreOffice Calc são:

    Cada área de trabalho é considerado uma pasta de trabalho, que contem várias

    planilhas (tabelas). A lista de planilhas de uma pasta de trabalho é mostrada na base

    da área de trabalho, denominada Guia.

  • Departamento de Ciências Exatas

    3

    Clique no ícone para adicionar novas planilhas à sua pasta de trabalho, como na

    imagem abaixo.

    Utilize esse Botão Separador para dimensionar a barra de rolagem

    horizontal para melhor visualização da lista de planilhas do

    documento

    Para renomear uma planilha, ou excluí-la da pasta de trabalho, clicamos com o botão

    direito sobre o nome da planilha que desejamos executar uma ação, e o programa

    fornecerá uma lista de opções como na imagem abaixo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    4

    Para alterar a sequência de apresentação das planilhas, basta clicar com o botão

    esquerdo do mouse sobre o nome daquela que desejamos mudar e arrastar para a

    posição desejada.

    Cada planilha é um conjunto finito de linhas e colunas, em forma de tabela. As linhas

    são numeradas (1, 2, 3 ... 1.048.576) e as colunas letradas (A, B, C, ... , AA, AB ,

    AC, ... AZ, BA, BB, BC,...BZ,..., ... AMJ). Ou seja, uma tabela de

    1.024 Colunas × 1.048.576 Linhas.

    Cada retângulo do quadriculado é denominado célula e é referenciada pela LETRA DA

    COLUNA seguida pelo NÚMERO DA LINHA. Exemplo: A6 refere-se à célula da coluna

    A e linha 6.

    Célula – é a unidade de uma planilha na qual se insere e armazena os dados.

    Portanto, a interseção de cada linha e coluna em uma planilha forma uma célula.

    Nas células poderão ser digitados números, caracteres, caracteres especiais, testes

    lógicos, datas, referências a outras células etc. Ao terminar a entrada de dados na

    célula, tecle ENTER ou TAB. Se o texto for maior que o tamanho da célula, ele ocupará

    o espaço da próxima, se esta estiver vazia:

  • Departamento de Ciências Exatas

    5

    Havendo a necessidade de uso da próxima célula, ao se clicar sobre ela, o conteúdo

    da anterior desaparecerá e a atual poderá ser ocupada, ficando o seu conteúdo

    sobreposto ao anterior, sem apaga-lo. Uma seta vermelha aparecerá do lado direito da

    célula, indicando que o conteúdo ultrapassou o tamanho da mesma:

    Para alterar um texto que ultrapassou o tamanho da célula, clique F2, ou dê um duplo

    clique na mesma. Poderemos, também, utilizar a Barra Fórmulas para alterar o

    conteúdo de uma célula.

    Ao digitar o conteúdo de uma célula, os dados reconhecidos como numéricos

    (Valores reais, inteiros, monetários e datas) são alinhados automaticamente à direita e

    os dados reconhecidos como caracteres (textos, sequencias de caracteres

    alfanuméricos) são automaticamente alinhados à esquerda.

    As datas, como na maioria dos aplicativos, são armazenadas como um número, que

    é o número de dias da data especificada até o penúltimo dia do século XIX (30/12/1899).

    Nesse caso o número 1 será a data 31 de dezembro de 1899, o último dia do século XIX.

    Por exemplo. Se você digitar a data 28/04/2013, e formatar esta célula como número, terá

    o valor 41392, que é o número de dias de 30/12/1899 a 28/04/2013.

    30/12/1899 28/04/2013

    1.3 Seleção e Movimentação de Células do LibreOffice Calc

    Seleção de Célula(s): A seleção de uma única células é realizada com o cursor

    quando se aponta para dentro da célula desejada, juntamente com a tecla SHIFT do

    teclado pressionada.

    Para seleção de um conjuto de células, basta apontar para uma célula, por exemplo

    C6 clicar e segurar o botão de esquerdo do mouse, e arrastar até a última célula de

    seleção, por exemplo a célula F15.

    A faixa selecionada é apresenta como se segue:

    41392 dias

    Linha do Tempo

  • Departamento de Ciências Exatas

    6

    A faixa selecionada é representada pela célula do canto superior esquerdo e a do

    canto inferior direito, separadas por : (dois pontos). A seleção de intervalo de células

    também pode ser feita através do teclado. Para tanto, posicione o cursor sobre a primeira

    célula do intervalo e, mantendo a tecla SHIFT pressionada, utilize as teclas de direção.

    Exemplo: A faixa da figura anterior é representada pelo endereçamento C6:F15

    Para selecionar uma faixa com células não adjacentes, basta usar a tecla CTRL, do

    teclado, e clicar e arrastar sobre as células desejadas para compor a seleção, como

    exemplo:

    Especificado como: A1:A6 ; C1:C6. Observe que, neste caso, o "ponto e vírgula - ;" representa a adição à seleção de célula(s) não adjacente(s).

    Para selecionar colunas ou linhas inteiras, basta clicar sobre a letra da coluna ou

    sobre o número da linha.

    Primeira célula da seleção

    Alça de seleção ou preenchimento

  • Departamento de Ciências Exatas

    7

    B1:B1048576 A7:AMJ7

    Movimentação do Conteúdo de Células: Realizada com o cursor quando se

    aponta para dentro de uma seleção. Observe o exemplo abaixo.

    Clique com o cursor sobre a seleção e arraste seu conteúdo até que eles ocupem as

    células como apresentado abaixo.

    Preenchendo o Conteúdo das Células: O curso é obtido quando se apontamos

    para a alça de preenchimento. Usado para copiar a faixa selecionada, entretando, sua

    ação depende do conteúdo (tipo de dado) dentro da célula da planilha. Observe os

    exemplos abaixo.

    Clique na alça de seleção e arraste para a LINHA 6 e observe o que acontece com

    cada tipod e Dado.

  • Departamento de Ciências Exatas

    8

    Coluna A – Tipo de dado texto (caracter) – Seu conteúdo é copiado exatamente

    como digitado.

    Coluna B – Tipo de dado texto (caracter) com um número no final. O texto é

    compiado "Aula_" entretanto o valor numérico no final "1" sofre alteração sendo

    somado 1 a cada célula copiada.

    Coluna C – Tipo de dado texto (caracter), pois o símbolo " ponto - . " não é

    considerado como separador de decimais, assim, o Calc, reconhece esse tipo de

    informação como texto, e a sua ação é análoga àquela da Coluna B.

    Coluna D – tipo de dado número (real), o símbolo " vírgula - , " é utilizado para

    separação da casas decimais, portanto o Calc reconheceu seu conteúdo como

    números, assim, quando utilizado a alça de preenchimento seu conteúdo foi

    alterado por meio do acréscimo de "uma unidade inteira" ao seu valor original "2,4".

    Coluna E – Como apresentado anteriormente, as Datas são considerados

    números, portanto, sua explicação é análoga àquela da Coluna D.

    Coluna F – Observe que a variação dos nomes da semana foi realizada de acordo

    com listas pré-defininas no aplicativo. Pra Visualização das Listas disponíveis, e

    edição, destas, se necessário, clique na opção de Menu: Ferramentas/Opções...

    e será a presentado a janela abaixo. Clique em LibreOffice Calc e em seguida

    clique em Lista de classificação para ter acesso às listas do aplicativo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    9

    Copiando o Conteúdo das Células: Entretato, se ao clicarmos sobre a alça de

    preenchimento juntamente com telca CTRL pressionada, o conteúdo das células é

    copiado para a células adjacentes sem sofrer alteração, como no exemplo abaixo:

    Dimensionamento de Linhas e Colunas: O dimensionamento dos objetos Linhas

    e Colunas pode ser executado por meio dos ponteiros e , respectivamente, obtidos

    quando se apontado o cursor entre os números de linhas ou entre as letras das

    colunas das planilhas. Dois cliques implica no ajuste automático da altura da linha

    (altura padrão). Dois cliques implica no ajuste automático da largura da coluna, com

    base no conteúdo da célula daquela coluna com o maior número de caracteres.

    1.4 Outras operações na planilha:

    Edição de uma célula: Para editar o conteúdo de uma célula, clique duas vezes

    na célula, ou selecione a célula e clique na barra de fórmulas ou precione a tecla F2.

    Movimentação pela planilha:

    MOVIMENTOS PROCEDIMENTOS

    Vai até a coluna A da linha ativa. HOME

    Vai até a última Coluna com conteúdo da linha

    ativa END

    Vai até a célula A1da planilha ativa. CTRL + HOME

    Vai até a última célula da planilha de dados. CTRL + END

    Rola uma janela para cima ou para baixo. PAGEUP ou PAGEDOWN

    Rola uma janela para esquerda ou para a direita.

    Dentro da mesma planilha ALT+PAGEUP ou PAGEDOWN

    Altera entre as Planilhas de uma pasta de

    trabalho CTRL+ PAGEUP ou PAGEDOWN

    Ir até célula específica. Clique na Caixa de nome, escreva a

    referência da célula que você deseja

    ir e pressione ENTER. Ou utilize a

    Tecla F5

    Mover uma coluna para a esquerda ou para a

    direita. SETA ESQUEDA ou SETA DIREITA

    Mover uma linha para cima ou para baixo. SETA ACIMA ou SETA ABAIXO

    Move na direção especificada até encontrar uma

    célula na situação contrária (ocupada ou

    desocupada).

    CTRL + SETAS

  • Departamento de Ciências Exatas

    10

    Alinhamento do conteúdo das células: Ferramentas apropriadas na Barra de

    Ferramentas Formatação

    Formatação de células numéricas: Selecione a opção de tipos de números na

    barra de ferramentas Formatação (ou Ferramentas/Formatar Células/Números):

    Ou clique com o Botão Direito sobre a célula e selecione: Formatar células... /

    Números, e então as opções desejadas.

    Formatação de Cores de Fonte e Plano de Fundo: Na barra de ferramentas

    Formatação, opção Fonte e Plano de Fundo, e selecione as cores desejadas.

    Diminui casas decimais

    Aumenta casas decimais

    Valores em porcentagem

    Valores monetários

    Alinhamento Justificado

    Alinhamento à Direita

    Alinhamento Centralizado

    Alinhamento à Esquerda

  • Departamento de Ciências Exatas

    11

    Ou clique com o Botão Direito sobre a célula ou seleção: Formatar

    células.../Fonte e/ou Formatar células...Plano de Fundo, e então as opções

    desejadas.

    1.5 Edição de fórmulas e expressões

    Uma fórmula permite relacionar células específicas com o objetivo de realizar

    operações matemáticas. Toda fórmula deve ser precedida do sinal =. No exemplo abaixo,

    =A1*B1, multiplica o conteúdo da célula A1 pelo conteúdo da célula B1, ficando o

    resultado em C1:

    Selecione a célula que conterá o resultado da fómula.

    Digite "="

    Defina a fórmula que pode conter: Referências a outras células, Operadores,

    Constantes, Funções, etc.

    Tecle ENTER para o Calc processar a operação.

    O sinal de = também estabelece uma ligação entre células. Se for colocado o sinal

    de = em uma célula junto com a identificação de outra, ela assumirá o valor existente na

  • Departamento de Ciências Exatas

    12

    célula identificada. No exemplo abaixo, a célula C2 recebeu a seguinte fórmula = C1,

    assim, será apresentado o conteúdo de C1, no caso, 9

    Para a composição de fórmulas e expressões no Calc, serão utilizados os

    OPERADORES ARITMÉTICOS, como apresentados nos exemplos abaixo.

    Operação Expressão Fórmula no Calc Resultados

    Adição 2 + 2 = 2 + 2 4

    Subtração 4 – 2 = 4 - 2 2

    Divisão 10 2 = 10 / 2 5

    Multiplicação 10 × 2 = 10 * 2 20

    Exponenciação 210 = 2^10 1024

    Para a composição de testes lógicos, neessários para a resolução de vários cálculos

    e relacionamentos, serão utilizados os OPERADORES RELACIONAIS:

    Operação Expressão Fórmula no Calc Resultado

    Igual 2 = 2 = 2 = 2 VERDADEIRO

    Diferente 2 2 = 2 < > 2 FALSO

    Maior 10 > 2 = 10 > 2 VERDADEIRO

    Menor 2 < 10 = 10 < 2 FALSO

    Maior ou Igual 10 2 = 10 >= 2 VERDADEIRO

    Menor ou Igual 2 ≤ 10 = 10

  • Departamento de Ciências Exatas

    13

    Neste caso, a fórmula da célula E4 tem endereçamento relativo para o primeiro

    termo do produto (C4) e endereçamento absoluto para o segundo termo ($C$1). A

    notação $C$1 indica: fixando-se a coluna C e fixando-se a linha 1, realizada com o

    símbolo $ adicionados antes da referência da Coluna e da Linha de uma célula.

    Endereçamento Misto. Quando a célula referenciada tem referência relativa

    para a linha/coluna e absoluta para a coluna/linha.

    Para exemplificar, veja como se pode completar uma Tabela com as tabuadas de 4

    a 4.

    Neste caso, a fórmula da célula B2 tem endereçamento misto. Multiplica o elemento

    da Coluna A (absoluta), linha relativa, pelo elemento da Linha 1 (absoluta), coluna

    relativa. Observe que no primeiro termo do produto, fixa-se a coluna A ($A2) e não a linha

    e no segundo termo fixa-se a linha 1 (B$1) e não a coluna.

    1.7 Funções

    =NOME_DA_FUNÇÃO(argumento1 ; argumento2 ; ... ; argumentoN )

    A estrutura das funções inicia-se com o sinal de = (igual) seguido do

    NOME_DA_FUNÇÃO. Para uma função do Calc retornar o valor esperado, devemos,

    obrigatoriamente, informar o(s) argumento(s) da função, entre parênteses. Quando uma

    função exigir dois ou mais argumentos, separamos, tais argumentos, por meio do sinal de

    ponto e vírgula ( ; ). Os argumentos das funções serão: números, datas, matrizes,

    textos, testes lógicos, outras funções, endereços de uma célula ou um conjunto de

    células, entre outros.

  • Departamento de Ciências Exatas

    14

    1.8 Assistente de Funções

    Para adicionar uma função, selecione a opção de Menu Inserir/Funções ou a

    opção Assistente de Função no ícone na Barra de Fórmulas.

    Selecione a categoria da função

    Selecione a função

    Selecione o(s) argumento(s) da função (uma célula ou uma faixa de células)

    Seleciona OK

    Alguns exemplos de funções:

    Categoria Data e Hora: = ANO(data) - retorna o ano da data especificada como

    argumento.

    =AGORA() - retorna a data e hora do sistema.

    1.9 Funções sem argumentos

    Algumas funções, entretanto, não precisam de argumentos para retornar o seu valor

    ao usuário, como o caso das funções:

    Função no Calc Resultado

    =HOJE( ) 28/04/2013

    =AGORA( ) 28/04/13 14:54

    =PI( ) 3,1415926536

    1.10 Funções condicionais, lógicas e data

    a) Tomadas de decisão com 2 alternativas. Para as tomadas de decisão com apenas 2

    alternativas (verdadeiro ou falso) usa-se a função SE , que tem a sintaxe: =SE(Teste;

    Valor_então, Valor_senão).

  • Departamento de Ciências Exatas

    15

    Para exemplificar, imagine uma situação em que, a partir da média final de 5 alunos, sua

    situação será classificada em Aprovado, se a média final, for maior ou igual a 5, ou, caso

    contrário, Reprovado:

    V F

    Para a resolução do exemplo, clique no assistente de função da Barra de

    Fórmulas, em Categoria escolha Lógicas, em Função, selecione SE. Clique em

    próximo digite os argumentos nos respectivos campos do assistente da função, como

    apresentado abaixo.

    Ou simplesmente digite na célula B2 = SE(A2>=5;"Aprovado";"Reprovado"), e utilize a

    alça de preenchimento para aplicar a fórmula às demais notas.

    b) Tomadas de decisão com 3 ou mais alternativas. Quando o número de alternativas

    for maior que 2, pode-se utilizar duas opções. Considere o exemplo anterior,

    entretanto, a partir da Média de um aluno, devemos obter a classificação que pode

    ser: Reprovado se 0 Média < 3; Recuperação se 3 Média < 5 e Aprovado se

    Média 5.

    Média Final

    5

    Aprovado Reprovado

  • Departamento de Ciências Exatas

    16

    Esquematicamente, pode-se representar:

    F

    V F

    V

    Funções SE's aninhadas.

    Neste caso, um primeiro SE testa se Média é

  • Departamento de Ciências Exatas

    17

    d) Funções LÓGICAS

    Algumas vezes precisaremos dos OPERADORES LÓGICOS (Funções) para

    realização dos teste nas planilhas eletrônicas:

    Operação Expressão Função no Calc Resultado

    Não Não 2 = 2 =NÃO(2=2) FALSO

    E (2=2) E (36) VERDADEIRO

    e) Função CONCATENAR

    Combina várias sequências de caracteres de texto em apenas uma sequência de

    caracteres.

    Sintaxe: =CONCATENAR(Texto 1;...;Texto 30)

    Texto 1; Texto 2; ... representam até 30 passagens de texto as quais deverão ser

    combinadas em apenas uma sequência de caracteres.

    Exemplo= CONCATENAR("Bom ";"Dia ";"Sra. ";"Maria") retorna "Bom Dia Sra. Maria".

    Também podemos unir textos de duas células utilizando o "&".

    Exemplo:

    =A2&" ± "&B2 retorna "1,45 ± 0,56"

    OBS: O caractere ± foi inserido por meio da opção de Menu Inserir/Caractere

    Especial/Fonte Symbol.

    f) Função para gerar números aleatórios

    A função ALEATÓRIO( ) gera um número aleatório entre 0 e 1. Para gerar números

    aleatórios entre um limite inferior e um limite superior, utilize a função

    ALEATÓRIOENTRE com os limites como argumentos da função:

    Exemplo: =ALEATÓRIOENTRE(200;500) retorna 387, ou seja, número entre 200 e 500.

  • Departamento de Ciências Exatas

    18

    1.11 Funções matemáticas

    Abaixo serão listadas alguma funções, aplicação e valor retornado no programa.

    Operação Expressão Exemplo de Função Resultado

    Radiciação x =RAIZ(4) 2

    Exponenciação xe =EXP(1) 2,7182818285

    Logarítmo base 10 )log(x =LOG(10) 1

    Logarítmo base b )(log xb =LOG(81;3) 4

    Logarítmo natural )ln(x =LN(2,7182818285) 1

    Valor Pi =PI() 3,1415926536

    Converter número

    em graus para

    radianos 180

    x =RADIANOS(180) 3,1415926536

    Converter número

    em radinaos para

    graus

    180x =GRAUS(3,1415926536) 180

    Cosseno )cos( =COS(PI()) -1

    Seno )º30(sen =SEN(RADIANOS(30)) 0,5

    Arco-cosseno )1arccos( =ACOS(-1) 3,1415926536

    Arco-seno )5,0(arcsen =GRAUS(ASEN(0,5)) 30

    Fatorial !x =FATORIAL(5) 120

    Combinação sem

    repetição )!(!

    !

    KNK

    N

    K

    N

    3

    5COMBIN(5;3) 10

    Calcular o resto da

    divisão

    9 4

    1 2 =MOD(9;4) 1

    Calcular o quiciente

    da divisão

    9 4

    1 2 =QUOCIENTE(9;4) 2

  • Departamento de Ciências Exatas

    19

    1a LISTA DE EXERCÍCIOS - CALC

    1. Acessar a Planilha Exerc1 do arquivo Lista01.ods e resolver: a) 477,03 Log b) 465,153 Log

    c) 303,210 Ln d) 389,72 e

    e) 15225 f) 235,6)514(

    860252

    g) 8! = 40320 h) Seno(30o) = 0,5

    i) 000134,02

    1 242

    1

    e

    j) 103

    5

    k) Gerar 1 número aleatório l) Gerar 1 número aleatório entre 100 e 200

    2. Acessar a Planilha Exerc2 e, utilizando as fórmulas apropriadas, preencher as colunas:

    2.1. Coluna B = Passar os nomes da Coluna A para letras minúsculas.

    2.2. Coluna C = Passar os nomes da Coluna B para a primeira inicial em maiúscula.

    2.3. Coluna D = Passar os nomes da Coluna C para letras maiúsculas.

    3. Acessar a Planilha Exerc3. ESTÂNCIA CLARA

    PRODUÇÃO DE REBANHO

    VACA PAI D. NASC. D. PARTO SEXO PR. LEITE PR.GORD.

    2 1 04/02/2010 18/08/2012 M 3556,66 323,12

    1 3 15/02/2010 22/08/2012 F 3865,35 101,8

    4 5 07/03/2010 18/10/2012 F 3936,77 95,8

    3 2 12/03/2010 07/11/2012 F 4353,14 320,62

    5 5 29/03/2010 15/10/2012 M 4035,01 288,72

    10 5 05/04/2010 20/11/2012 M 4441,66 105,89

    7 2 10/04/2010 29/11/2012 F 3681,1 327,99

    9 1 22/04/2010 22/10/2012 M 3621 107,54

    6 4 03/05/2010 06/11/2012 M 3992,49 306,53

    8 2 22/04/2010 17/12/2012 F 4351,99 288,42

    3.1.Modificar o título de ESTÂNCIA CLARA para ESTÂNCIA SANTA CLARA

    3.2.Movimentar para o final da planilha.

    3.3.Movimentar para o início da planilha.

    3.4.Movimentar para o final da primeira linha da planilha.

    3.5.Movimentar para o início da primeira linha da planilha.

    3.6.Incluir duas colunas:

    % GORDURA = PROD. DE GORDURA/PROD. DE LEITE * 100;

    IDADE AO PARTO = DATA DO PARTO - DATA DO NASCIMENTO

    3.7. Centralizar os dados das colunas VACA, PAI e SEXO.

    unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Ilha Solteira

  • Departamento de Ciências Exatas

    20

    3.8. Formatar as colunas PR.LEITE e PR.GORD. com 2 casas decimais e % GORD e ID.PARTO com 4 casas decimais.

    3.9. Ajustar a largura das colunas.

    3.10. Colocar bordas criando tipo de uma tabela.

    3.11. Colocar cores de forma a melhorar a apresentação.

    3.12. Inserir uma coluna após % GORDURA para a sua classificação, caso % GORDURA seja maior que 3%, o leite deve ser classificado como INTEGRAL, caso contrario, o leite deve se classificado como OUTRO (utilizar a função SE).

    4. Acessar a Planilha Exerc4: DOLAR DO DIA: 2,95

    PRODUTO Nº ITENS PREÇO UNIT. VAL. ESTOQUE PREÇO UNIT. VAL. ESTOQUE

    EM R$ EM R$ EM US$ EM US$

    LAPIS 50 1,25

    CANETA 120 3,4

    BORRACHA 200 0,75

    DVD 45 4,5

    4.1. Preencher as células vazias usando expressões apropriadas e a opção de cópia.

    4.2. Inserir 5 linhas em branco antes da planilha.

    4.3. Excluir uma das linhas em branco.

    4.4. Colocar o título "BALANÇO DA LIVRARIA XTX" com preenchimento amarelo e cor da fonte vermelha.

    4.5. Colocar bordas e cores a seu critério.

  • Departamento de Ciências Exatas

    21

    2 AULA

    Nesta aula serão apresentadas funções estatísticas e funções cujo resultado ocupa mais de uma célula, as ferramentas e opções para a classificação de um conjunto de dados juntamente com a formatação dos objetos: planilhas, janelas, linhas, colunas e células.

    2.1 Funções de planilha e estatísticas

    a) Função PROCV.

    A função PROCV (Procura Vertical) sua função é semelhante à função SE e tem a

    sintaxe:

    =PROCV(Critério_de_pesquisa ; matriz ; Índice ; ...)

    Para usar esta função deve-se digitar uma Tabela de alternativas para tomada de

    decisão, ver exemplo a seguir.

    O primeiro argumento da função (Critério_de_pesquisa) especifica a célula, a partir

    da qual será tomada a decisão. O segundo argumento (matriz) especifica a Tabela

    de alternativas ($A$8:$B$10 - observe que o endereçamento é absoluto). O terceiro

    argumento (Índice) especifica a coluna da Tabela de alternativas que contem o valor

    a ser retornado geralmente utilizamos 2.

    Ou digite em B2 = =PROCV(A2;$A$8:$B$10;2).

    b) Função SOMA:

    Dado um conjunto de dados a função executará a seguinte fórmula:

    n

    iixSOMA

    1

    Onde n é o número de valores numéricos xi declarados como argumentos, ou dentro

    de uma faixa de seleção declarada como argumento. No LibreOffice Calc utilize a

    sintaxe:

  • Departamento de Ciências Exatas

    22

    =SOMA(faixa de valores) ou a ferramenta da Barra de Fórmulas.

    Exemplo:

    =SOMA(A2:A9) retorna 1123, ou seja:

    11231461641801431721151021011

    n

    iixSOMA

    Observe que, se os mesmos dados fossem digitados de maneira não adjacente, a função

    ficaria.

    =SOMA(A2:A5 ; C2:C5) retorna 1123.

    c) Função SOMAQUAD

    Semelhante à função SOMA, mas a função SOMAQUAD faz a somatória dos

    quadrados dos dados xi declarados como argumentos:

    n

    iixSOMAQUAD

    1

    2

    Para o exemplo anterior a função ficaria com a seguinte sintaxe:

    =SOMAQUAD(A2:A9) retorna 164475, ou seja:

    164475146...102101 222

    1

    2

    n

    iixSOMAQUAD

  • Departamento de Ciências Exatas

    23

    d) Função SOMARPRODUTO

    Dado duas variáveis X e Y, a função SOMARPRODUTO executa o somatório do

    produto entre cada par de observações xi e yi, de acordo com a seguinte expressão:

    n

    iii yxTOSOMARPRODU

    1

    Exemplo se adicionarmos a variável Y aos dados anteriores, teremos:

    =SOMARPRODUTO(A2:A9;B2:B9) retorna 173012 ou seja:

    173012152146...1561021041011

    i

    n

    ii yxTOSOMARPRODU

    e) Função MÉDIA

    Retorna a média aritmética da lista de argumentos (até 30 argumentos separados com ; ).

    n

    x

    MÉDIA

    n

    ii

    1

    375,1408

    146164180143172115102101

    1

    n

    iixSOMA

    =MÉDIA (A2: A19) retorna 140,375

    f) Função MÁXIMO

    Retorna o valor máximo da lista de argumentos (até 30 argumentos separados com ; ).

  • Departamento de Ciências Exatas

    24

    =MÁXIMO (A2:A9) retorna 180

    g) Função MÍNIMO

    Retorna o valor mínimo da lista de argumentos (até 30 argumentos separados com ; ).

    =MÍNIMO (A2:A9) retorna 101

    h) Função MULT

    Dados um conjunto da dados X a função retorna o produtório (multiplicação) dos valores

    fornecidos como argumentos da função:

    iMULT x

    n

    i

    1

    =MULT(B1:G1) retorna 12, ou seja:

    122131211

    iMULT x

    n

    i

    i) Função CONT.VALORES

    Esta função retorna quantas células, em um intervalo, não estão vazias.

    Exemplo:

  • Departamento de Ciências Exatas

    25

    =CONT.VALORES(A2:A9) retorna 7

    j) Função CONT.NÚM

    A função conta quantas células, em um intervalo, apresentam valores numéricos.

    Exemplo: = CONT.NÚM(A2:A9) retorna 5

    k) Função CONT.SE

    Esta função conta quantas vezes aparece um determinado valor (número ou texto) em um

    intervalo de células de acordo com um argumento específico.

    Exemplo: =CONT.SE(A2:A9;"na") retorna 2, a função não diferencia caracteres

    maiúsculos e minúsculos.

    l) Função ABS

    Retorna o valor absoluto de um número.

    Sintaxe: =ABS(Número)

    O argumento Número é o valor cujo valor absoluto deverá ser calculado. O valor absoluto

    de um número é seu valor sem o sinal de + ou –

  • Departamento de Ciências Exatas

    26

    Exemplos: =ABS(-56) retorna 56

    =ABS(12) retorna 12

    =ABS(0) retorna 0

    m) Função ARREDONDAR.PARA.BAIXO - Arredonda um número para baixo, conforme

    a casa decimal especificada.

    Sintaxe: ARREDONDAR.PARA.BAIXO(Número; Contagem)

    Retorna Número arredondado para baixo (em direção ao zero) para determinada

    Contagem de casas decimais. Se Contagem é omitida ou é zero, a função arredonda

    para baixo até o inteiro inferior.

    Exemplos: =ARREDONDAR.PARA.BAIXO(1,234; 2) retorna 1,23.

    =ARREDONDAR.PARA.BAIXO(45,67; 0) retorna 45.

    n) Função ARREDONDAR.PARA.CIMA - Arredonda um número para cima, conforme a

    casa decimal especificada.

    Sintaxe: ARREDONDAR.PARA.CIMA(Número; Contagem)

    Retorna Número arredondado para cima (acima de zero) para determinada Contagem de

    casas decimais. Se Contagem é omitida ou é zero, a função arredonda para cima até o

    inteiro superior.

    Exemplo: =ARREDONDAR.PARA.CIMA(1,1111; 2) retorna 1,12.

    =ARREDONDAR.PARA.CIMA(1,2345; 1) retorna 1,3.

    2.2 Classificação de registros (linhas)

    Para classificar os registros (linhas) de uma planilha em relação a uma das variáveis

    (colunas), vamos utilizar o seguinte exemplo prático. Dados uma tabela contendo as

    variáveis Nome, Sexo, Idade e faixa de Salário de 7 funcionários de uma determinada

    empresa, utilize:

    a) Na barra de ferramentas Padrão temos os seguintes botões:

    classificação em ordem crescente

    classificação em ordem decrescente

  • Departamento de Ciências Exatas

    27

    Para classificar dos dados pela variável Nome em ordem alfabética. Para isso,

    selecione qualquer célula da coluna Nome, A4, por exemplo e clique em . A

    classificação será:

    Para, por exemplo, a classificação dos funcionários por Salário, em ordem decrescente,

    selecione uma célula da coluna de Salário, D4, por exemplo, e clique em .

    Assim, os botões de classificação permitem que esta seja feita em apenas um nível

    (chave).

    b) Suponha agora que precisamos dos dados classificado quanto ao Sexo em ordem

    crescente, e dentro de cada categoria de Sexo, os funcionários devem ser

    classificados por Salário em ordem decrescente. Para esse tipo de classificação

    (duas chaves) utilizamos a opção de Menu, Dados/Classificar:

    Na aba Critérios de classificação selecionamos como primeira chave de

    classificação a coluna Sexo de maneira crescente, e como segunda chave de

    classificação a coluna Salário de maneira decrescente.

  • Departamento de Ciências Exatas

    28

    c) Observe os dados da tabela abaixo, referentes ao Sexo, à Idade, ao Peso e à

    Altura de novilhos, de um rebanho:

    Para a classificação em ordem crescente de idade, poderíamos selecionar uma célula

    da coluna Idade, C3, por exemplo e clicar em , entretanto a classificação

    aconteceria de maneira errada como apresentado abaixo, deslocando a linha que

    contem a palavra "Meses", para o final da tabela, assim, esse procedimento gerará um

    erro em nossos registros.

    Para evitar esse tipo de erro, recomenda-se, inicialmente, a seleção de apenas os

    dados da tabela que deverão ser classificados, no exemplo: A3:B8. Em seguida

    utilizamos a opção e Menu: Dados/Classificar.

    ERRADO

  • Departamento de Ciências Exatas

    29

    Observe que nos campos relativos às Chaves de classificação, será necessária a

    escolha no nome da coluna que contem a variável chave de classificação, no nosso

    exemplo, Idade encontra-se na coluna C.

    2.3 Bordas de células

    Os efeitos de Bordas estão disponíveis na barra de ferramentas Formatação, no

    botão Bordas, como apresentado na figura:

    Exemplo de bordas: Selecione a primeira linha da tabela como apresentado abaixo:

    Clique na opção de Menu Formatar/Célula... na janela que aparecerá, escolha a

    aba Bordas, e então selecione a cor, o estilo, a largura da(s) borda(s), como apresentado

    na figura abaixo. Clique no campo "Definido pelo usuário", para escolher a posição da

    Borda nas células previamente selecionadas.

  • Departamento de Ciências Exatas

    30

    2.4 Alinhamentos

    Ainda com as células do exemplo anterior selecionadas, clique com o botão direito

    do mouse sobre a seleção e escolha a opção Formatar células, na aba Alinhamento

    mude a Orientação do texto para 90 Graus.

    As opções de Alinhamento do texto Horizontal e Vertical, dizem respeito ao

    alinhamento de um texto específico dentro da célula.

    2.5 Mesclar células

    Para mesclar um conjunto de células clique com o botão direito do mouse sobre a

    seleção e escolha a opção Mesclar Células, e então selecione a opção Mesclar células.

    Clique para aplicar as

    bordas

  • Departamento de Ciências Exatas

    31

    Outras opções para mesclar um conjunto de células podem ser encontradas na

    opção de Menu: Formatar/Mesclar células, utilize o botão mesclar e centralizar da

    barra de ferramentas Formatação.

    Utilize a opção de Menu: Formatar/Mesclar células/Dividir células , ou desative o botão

    para dividir um conjunto de células previamente mescladas.

    2.6 Formatação condicional de células

    A opção de formatação condicional permite formatar determinadas células (cor e

    estilo de fontes, bordas, plano de fundo, alinhamento, etc.) dependendo do conteúdo

    específico dessas. Para exemplificar, voltemos à tabela com os dados de 7 novilhos, e

    vamos destacar os valores de altura menores que 80 cm. Inicialmente, selecione o

    conjunto de valores ao qual vamos aplicar a formatação condicional.

    Use a opção de Menu Formatar/Formatação condicional/Condição. Na janela

    que aparecerá Na Condição 1 escolha "O valor da célula é", "menor que" e digite o valor

    80 no campo em branco. Em seguida no campo Aplicar estilo selecione "Novo Estilo" e

    uma nova janela será apresentada.

  • Departamento de Ciências Exatas

    32

    Esta janela possibilitará ao usuário alterar os padrões de cor, estilo de fonte, plano

    de fundo e alinhamento automaticamente daquelas células que atenderem a Condição 1.

    Por exemplo, altere a cor da fonte para vermelho e plano de fundo para amarelo

    Automaticamente as células que apresentam valores de alturas menores a 80 cm,

    serão formatadas como abaixo.

    No próximo exemplo, vamos formatar as células da variável Sexo em azul para

    aquelas que possuam "M" e magenta claro para aquelas que possuam "F" os

    procedimentos são os mesmos apresentados anteriormente, mas, nesse caso, utilize o

    botão "Adicionar", para adicionar mais uma condição à Formatação Condicional.

    Utilize o botão Remover para remover as formatações condicionais aplicadas ao

    conjunto de células.

    Adiciona novas

    condições

    Remove condições existentes

  • Departamento de Ciências Exatas

    33

    2.7 Adicionar ou excluir Colunas /Linhas

    A opção de adição de Linhas e Colunas em uma planilha do Calc utiliza como

    referência Linhas ou Colunas previamente selecionas. Por exemplo, dada a Tabela

    abaixo, adicionar 3 linhas antes da tabela e 4 colunas antes da tabela.

    Inicialmente selecione as Linhas 1 a 3, clique com o botão direito no título das linhas

    e escolha a opção Inserir Linhas, essa opção inserirá acima das linhas selecionas o

    número de linha selecionadas (no caso 3).

    O mesmo procedimento pode ser utilizado para adição de 4 colunas antes da tabela,

    selecione as colunas A-D, clique com o botão direito no título das colunas e escolha a

    opção Inserir Colunas.

    Linhas Inseridas

  • Departamento de Ciências Exatas

    34

    Para a exclusão de linha(s) ou coluna(s) selecione as linhas ou colunas que deseja

    excluir, clique com o botão direito sobe o título da linha ou coluna e escolha a opção de

    exclusão.

    Colunas Inseridas

  • Departamento de Ciências Exatas

    35

    ou

  • Departamento de Ciências Exatas

    36

    2a LISTA DE EXERCÍCIOS – CALC 1. Carregar o arquivo Lista02.ods. Na planilha Exerc1 encontram-se os dados:

    VENDAS DO PRIMEIRO SEMESTRE

    VENDEDOR JAN FEV MAR ABR MAI JUN TOTAL COMIS.

    LÚCIA FLÁVIA FERREIRA 1200,34 1000,32 1324,29 1431,56 1254,65 1345,00

    JUSTINO CAXIAS DURÃO 930,29 921,34 1088,34 985,10 850,12

    CESAR AUGUSTO GENÉSIO 1422,15 1324,12 1250,25 957,75 1125,45

    OFÉLIA REBOLSAS 772,19 1043,54 878,47 985,14 1030,50 985,12

    PEDRO JOSÉ CANELA 1426,95 1140,45 1200,55 1250,85

    BENEDITO FISHER 1368,69 1139,23 854,90 1020,25 852,25 925,75

    ISOLINA RÚBIA PALITO 1010,26 1098,41 1144,85 1250,20 1245,45 1258,65

    DARIO CARNEIRO PACHECO 1336,05 863,60 839,18 950,50 1005,15 995,45

    ROSALINA PEREIRA 1189,73 1413,87 1382,75 1358,85 1224,00 1352,45

    TOTAL

    VENDA MÍNIMA NO SEMESTRE :

    VENDA MÁXIMA NO SEMESTRE:

    TOTAL DE VENDAS:

    MÉDIA GERAL DE VENDAS:

    MEDIANA DE VENDAS:

    DESVIO PADRÃO DE VENDAS:

    ERRO PADRÃO DA MÉDIA DE VENDAS:

    a. Completar a planilha. A comissão será 5% se TOTAL < 6.000,00; 6% se 6.000,00 TOTAL 6.500,00; e 7% se o TOTAL > 6.500,00 (Use a função SE e a função PROCV).

    b. Colocar os vendedores em ordem decrescente do TOTAL DE VENDAS. Para TOTAIS iguais, em ordem alfabética dos Vendedores.

    c. Colocar os nomes dos meses verticalmente, de baixo para cima (Formatar/Célula/Alinhamento/Orientação do Texto).

    d. Centralizar horizontalmente e verticalmente as Palavras VENDEDOR e TOTAL horizontalmente e verticalmente (Formatar/Célula/Alinhamento/Alinhamento do texto).

    2. Planilha Exerc2, criar uma fórmula que possibilite a soma acumulada:

    Nº gerado Soma Acumulada

    1 242 242 2 217 459 3 244 703 4 215 918 5 228 1146

    unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Ilha Solteira

  • Departamento de Ciências Exatas

    37

    3. Planilha Exerc3, criar uma fórmula que possibilite a construção da tabela de multiplicação

    abaixo: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

    1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 2 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 3 3 6 9 12 15 18 21 24 27 30 4 4 8 12 16 20 24 28 32 36 40 5 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 6 6 12 18 24 30 36 42 48 54 60 7 7 14 21 28 35 42 49 56 63 70 8 8 16 24 32 40 48 56 64 72 80 9 9 18 27 36 45 54 63 72 81 90

    10 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100

    4. Na Planilha Exerc4:

    4.1 Converter os valores de Média e Erro Padrão de produção de leite (em L dia-1) para texto com duas casas decimais (Função DEF.NÚM.DEC).

    4.2 A partir dos valores de Média e Erro Padrão, completar a coluna Media ± Erro Padrão exemplo "455,63 ± 4,69" (para inserir ± utilizar "ALT 241" ou Inserir/Caractere Especial/ Symbol).

    5 Na Planilha Exerc5 encontra-se a Tabela:

    INSCRITOS DATA DO PESO ID. ATUAL ANO DO SEMESTRE CLASSI

    F NASCIM. (em kg) (em anos) NASCIM. DO NASC

    ANTONIO GERÔNIMO DA SILVA 10/02/75 78,00 PEDRO PAULO SARAFIM 15/09/73 76,50 TERSÍLIO DE JESUS 01/11/65 89,50 ROSARIO DA PENHA 03/08/72 59,45 MARCIO CRUZ E SILVA 17/04/83 61,50 JOSÉ FRANCISCO DE SOUSA 25/03/71 77,30 BENEDITO SILVA DOS REIS 20/07/85 90,00 ROBERTO FURLAN DA SILVA 11/08/73 92,80 JOAQUIM ROMA 22/04/74 80,20 PAULO PEDRO SOUZA 30/12/79 72,40 BENTO ROSALINO 15/06/71 85,90

    MÉDIA

    5.1 Inserir uma coluna, antes da coluna IDADE ATUAL (em anos), para a IDADE ATUAL (em dias) e calcular essa variável.

    5.2 Completar a planilha, sabendo-se que a CLASSIFICAÇÃO é: Grupo1 se ID.Anos

  • Departamento de Ciências Exatas

    38

    3 AULA

    3.1 Funções com resultados em várias células Existem funções que seu resultado ocupa mais que uma célula, como as funções

    frequência e algumas funções matriciais. Para a utilização dessas funções, é necessário, inicialmente, selecionar a faixa de células nas quais os resultados serão inseridos e, após a digitação da função, utilizar o atalho de preenchimento simultâneo de células (CTRL + SHIFT + ENTER):

    a) Função FREQUÊNCIA

    Observe a Variável X, que assume valores entre 20 e 60, a função frequência faz a contagem das observações da Variável X que apresentaram valores entre um intervalo de classe definido. Por exemplo, imagine que queremos a frequência das classes: (15,20], (20,25], (25,30], ... (55,60]. Para isso, digitamos os limites superiores de cada classe, esses dados serão posteriormente utilizados como o segundo argumento da função FREQUÊNCIA.

    a) Inicialmente, selecione a faixa de células onde sairá o resultado.

    b) Selecione ou digite da função FREQUÊNCIA. A função possui dois argumentos, no primeiro argumento devemos referenciar a faixa de células que contém os dados da Variável X, ou seja, os dados que queremos contar (A2:A16). O segundo argumento da função deve ser os limites superiores das classes (15,20], (20,25], (25,30], ... (55,60] (C2:C10).

  • Departamento de Ciências Exatas

    39

    c) Para realizar o preenchimento simultâneo de todas as células, devemos pressionar CTRL + SHIFT + ENTER. Para o melhor entendimento do comportamento da função, adicionamos na coluna F as observações da variável X em ordem crescente, para facilitar a identificação da contagem realizada para cada classe.

    b) Funções Matriciais

    Função MATRIZ.DETERM

    O determinante é uma função matricial que associa a cada matriz quadrada um número único, chamado de escalar. Portanto, a função MATRIZ.DETERM transforma uma matriz quadrada em um número real, ou seja, permite saber se a matriz tem ou não inversa, pois, as que não têm inversa seu determinante é igual a 0. O argumento dessa função é uma matriz quadrada (número de linhas é igual ao número de colunas).

  • Departamento de Ciências Exatas

    40

    Função MATRIZ.MULT

    Esta função realizada a multiplicação de duas matrizes, desde que o número de colunas da 1ª matriz seja igual ao número de linhas da 2ª matriz. Exemplo: dado duas matriz, A3×3 e B3×2.

    56

    32

    12

    B

    963

    852

    741

    A

    Observe que podemos fazer a multiplicação da matriz A pela matriz B, pois temos 3 colunas em A e 3 linhas em B. A matriz resultante (R) dessa multiplicação, terá o número de linhas da matriz A (3 linhas) e o número de colunas da matriz B (3 colunas).

    A3×3 * B3×2

    R3×2 Assim, temos:

    6672

    5762

    4852

    5*93*61*36*92*62*3

    5*83*51*26*82*52*2

    5*73*41*16*72*42*1

    56

    32

    12

    963

    852

    741

    Entretanto, não é possível realizarmos a multiplicação de B por A, pois o número de colunas de B (2) é diferente do número de linhas de A (3). No Calc, a multiplicação é realizada como:

    a) Inicialmente, digite as matrizes que serão multiplicadas.

    b) Em seguida, devemos selecionar a faixa de células que será preenchida com os elementos resultantes da multiplicação das matrizes. No nosso exemplo, o resultado deve ser uma matriz com o número de linhas de A (3) e o número de colunas de B (2).

  • Departamento de Ciências Exatas

    41

    c) Digite a função utilizando como primeiro argumento a faixa de células onde foi digitado a matriz A (B1:D3) e como segundo argumento a faixa de células onde foi digitado a matriz B (G1:H3).

    d) Para realizar o preenchimento simultâneo de todas as células, devemos pressionar

    CTRL + SHIFT + ENTER.

    Função MATRIZ.INVERSO

    Dada uma matriz quadrada A, definimos como sua inversa a matriz denotada por A-1 tal que a multiplicação de A pela sua inversa, temos como resultado a matriz identidade.

    A × A-1 = I Seja A uma matriz de dimensões 2 × 2

    34

    12A

    Para calcularmos a sua inversa:

    a) Inicialmente, digite a matriz.

  • Departamento de Ciências Exatas

    42

    b) Em seguida, devemos selecionar a faixa de células que será preenchida com os

    elementos da matriz A-1. No nosso exemplo, o resultado deve ser uma matriz quadrada com as mesmas dimensões da matriz A, ou seja 2 linhas e 2 colunas.

    c) Digite a função utilizando como argumento a faixa de células onde foi digitado a matriz

    A (B1:C2).

    d) Para realizar o preenchimento simultâneo de todas as células, devemos pressionar

    CTRL + SHIFT + ENTER.

    e) Realize a multiplicação de A × A-1 e obteremos a matriz identidade (I), para isso, utilize

    a função: MATRIZ.MULT(B1:C2;B6:C7).

  • Departamento de Ciências Exatas

    43

    3.2 Divisão de janelas

    Quando precisamos dividir a janela de uma planilha em diferentes regiões,

    utilizamos os botões separadores, presentes no início das barras de rolagem vertical e

    horizontal, como apresentado na imagem abaixo.

    Clique no botão separador vertical ou horizontal e arraste para realizar a divisão, e deixe a

    janela como no exemplo abaixo

    Para dividir a janela na horizontal

    Para dividir a janela na vertical

  • Departamento de Ciências Exatas

    44

    Para retirar a divisão de janelas, volte os separadores para a posição inicial, ou

    desmarque a opção Dividir no menu Janela, assim como apresentado abaixo.

    A divisão de janelas também pode ser feita com a opção Janela/Dividir. Observe os

    exemplos:

    a) Se a célula selecionada for da primeira coluna da planilha, divide em duas janelas, no

    sentido horizontal. Selecione a célula A2 e clique em Janela/Dividir.

    b) Se a célula selecionada for da primeira linha da planilha, divide em duas janelas, no

    sentido vertical. Selecione a célula B1 e clique em Janela/Dividir.

    Divisão horizontal

    Divisão horizontal

    Divisão vertical

    Divisão vertical

  • Departamento de Ciências Exatas

    45

    c) Se a célula selecionada não for da primeira linha e nem da primeira coluna da

    planilha, divide em quatro janelas, acima e à esquerda da célula selecionada.

    Selecione a célula B3 e clique em Janela/Dividir.

    3.3 Congelar Janelas

    Pode-se deixar partes da planilha sempre visíveis, independente da célula

    selecionada. Para congelar painéis use a opção de Menu Janela/Congelar após a

    divisão das janelas.

    3.4 Ocultar e Reexibir Colunas/Linhas.

    Para ocultar colunas ou linhas selecione a(s) coluna(s) ou linha(s), inicialmente

    selecione aquelas que deseja ocultar e clique com o botão direito sobre as letras das

    colunas ou número das linhas e escolha Ocultar. Essa opção pode ser acessada por

    meio de Menu Formatar/Coluna ou Formatar/Linha

    Divisão horizontal

    Divisão vertical

    Divisão horizontal congelada

    Divisão vertical congelada

  • Departamento de Ciências Exatas

    46

    Colunas ocultas de D-H

    Para reexibi-las, basta selecionar uma faixa de colunas ou linhas que contenha o

    objeto oculto, clicar com o botão direito sobre a letra das colunas, ou sobre o número da

    linhas e escolher "Mostrar". Essa opção pode ser acessada por meio de Menu

    Formatar/Coluna ou Formatar/Linha.

    3.5 Configuração da planilha para impressão Para imprimir uma planilha, antes deve-se configurá-la. Para isso, selecione a

    ferramenta Visualizar de Página, presente na barra de ferramentas Padrão.

    Deverá ser apresentado uma página com o conteúdo da planilha ativa, como apresentado

    na figura abaixo. Observe que impressão dessa maneira não será satisfatória, uma vez

    Visualizar Página

  • Departamento de Ciências Exatas

    47

    que poderíamos realizar alterações para melhor a impressão quanto à orientação da

    página, cabeçalhos, rodapés, linhas e posição da planilha.

    Para realizar as alterações, utilize a opção Formatar Página.

    Na aba Página, altere a orientação da página de impressão e o alinhamento da tabela,

    marcando as opções Horizontal e Vertical. Alterações como formato do papel e

    dimensão das margens também poderão ser realizadas nessa aba.

    Após as alterações, a imagem deverá ficar como a que se segue.

  • Departamento de Ciências Exatas

    48

    Para colocar cabeçalho e rodapé, na opção Formatar Página e na guia Cabeçalho ou

    Rodapé pressione o botão Editar..., esta opção permite a inclusão de um texto no

    cabeçalho ou rodapé, ou campos específicos como nome do arquivo, nome da planilha,

    número de páginas, total de páginas data e hora.

  • Departamento de Ciências Exatas

    49

    Escolha Formatar Página e na guia Cabeçalho ou Planilha faça as alterações de ordem

    de impressão, selecione a opção Imprimir Cabeçalhos de coluna e linha e Grades e

    aumente o Fator de escala para o melhor preenchimento da página pela planilha, sem a

    necessidade de aumentar o tamanho de fonte na planilha dos dados.

  • Departamento de Ciências Exatas

    50

  • Departamento de Ciências Exatas

    51

    3a LISTA DE EXERCÍCIOS – CALC 1. Acessar a Planilha Exerc1 do arquivo Lista03.ods, onde se encontram os dados a seguir:

    Número da Observação

    X1 X2 Produto dos desvios:

    )XX()XX( 2211 21X

    1 2,92 14,10 2 2,75 15,08 3 2,78 16,90 4 2,73 13,50 5 2,45 14,57 6 2,89 16,00 7 2,98 9,40 8 2,78 15,66 9 2,32 10,76 10 2,87 13,94

    Média Soma

    X1: Quantidade de N no solo X2: Quantidade de terra retida

    a) Preencher as colunas com as expressões apropriadas, onde X = média. b) Ocultar colunas de forma a visualizar somente os Produtos dos Desvios. c) Mostrar novamente as colunas ocultas. d) Mesclar B2 com B3, C2 com C3 e E2 com E3. Retirar a Mesclagem. e) Utilize a ferramenta de dividir e congelar painéis. Em seguida, retire a divisão. f) Calcular a tabela de frequências para X2, nas classes: [9,11), [11,13), ... [17,19). g) Imprimir a planilha, modo paisagem, com ampliação adequada e colocando como

    Cabeçalho:

    LISTA 03 DATA e Nº DA PÁGINA

    e como Rodapé:

    ------ FEIS/UNESP - Câmpus de Ilha Solteira -----

    2. Na planilha Exerc2, digite as matrizes:

    A=

    198

    765

    432

    , B=

    61

    25

    23

    a) Calcule o determinante da Matriz A. b) Calcule o produto A B. c) Calcule a matriz inversa da matriz A, ou seja, A-1. d) Resolver o sistema de equações lineares (AX = B). Lembre-se que X=A-1B.

    2x – 5y + 4z = 4 3x – 4y + 2z = 1 4x + 2y + 3z = 17

    unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Ilha Solteira

  • Departamento de Ciências Exatas

    52

    4 AULA

    4.1 Noções de variáveis

    No processo de organização e descrição de um conjunto de dados referentes a um

    fenômeno ou problema do interesse, a representação desses dados em gráficos é uma

    ferramenta importante e poderosa para o resumo da informação a fim de que possamos

    tirar algumas conclusões a respeito da característica em estudo. O Calc permite a edição

    de uma grande variedade de tipos de gráficos, com muita facilidade. Existem 10 tipos de

    gráficos diferentes. O usuário poderá experimentar cada um deles. Para tanto, alguns

    conceitos devem sem apresentados para a escolha da melhor forma de representação

    gráfica, de acordo com o tipo de características que devemos estudar.

    Observe os dados abaixo referentes a um levantamento socioeconômico dos

    empregados da seção de Qualidade de uma determinada Companhia.

    ID Turno Sexo Idade Altura Peso Número de Filhos

    Estado Civil

    Grau de Instrução

    Região de Procedência

    Salário

    1 Diurno M 25 1,83 105,40 1 solteiro superior interior 10,53

    2 Noturno F 42 1,8 104,00 3 casado superior interior 23,3

    3 Diurno F 32 1,87 90,00 1 casado fundamental capital 4,56

    4 Noturno M 43 1,78 85,00 0 solteiro fundamental capital 7,39

    5 Diurno M 28 1,95 118,00 0 casado fundamental interior 6,66

    6 Diurno M 35 1,7 83,00 2 casado médio capital 15,99

    7 Noturno M 41 1,79 102,00 0 solteiro fundamental interior 6,86

    A coluna ID representa cada um dos funcionários da seção. Para cada um desses

    indivíduos tem-se associado uma variável, ou seja, a realização de uma característica.

    Por exemplo, observando a variável Turno concluímos que para cada funcionário temos

    a realização dessa característica em duas categorias Diurno ou Noturno. Por outro lado,

    para a variável Altura sua realização implica em processo de mensuração, ou seja, seu

    valor pode assumir valores reais (1,7; 1,78; etc.).

    Assim, variáveis como Tuno, Sexo, Estado Civil, Grau de Instrução e Região de

    Procedência apresentam como possíveis realizações uma qualidade (ou atributo) do

    indivíduo pesquisado (variáveis qualitativas), ao passo que variáveis como Idade,

    Altura, Peso, Número de Filhos e Salário apresentam como possíveis realizações

    números resultantes de uma contagem, ou de um processo de mensuração (variáveis

    quantitativas).

    Portanto, podemos definir:

    1. Variável Quantitativa é aquela de natureza numérica, ou seja, apresenta como

    possíveis realizações (valores) números resultantes de uma contagem ou

    mensuração, podendo ser de dois tipos:

    a. Discreta - é aquela cujos possíveis valores formam um conjunto finito ou

    enumerável de números e que resultam, frequentemente, de uma contagem e

    não de mensurações em uma escala contínua (Idade e Número de Filhos).

  • Departamento de Ciências Exatas

    53

    b. Contínua - é aquela cujos possíveis valores formam um intervalo de números

    reais e que resultam, normalmente, de uma mensuração (Altura, Peso e

    Salário).

    2. Variável Qualitativa: é aquela que apresenta como possíveis realizações uma

    qualidade (ou categoria) do indivíduo pesquisado.

    a. Nominal - é aquela para a qual não existe ordenação das possíveis

    categorias (Sexo, Estado Civil e Região de Procedência).

    b. Ordinal - é aquela para a qual existe certa ordem nos possíveis resultados

    (Turno e Grau de Instrução). Exemplos adicionais: tamanho (pequeno,

    médio, grande), níveis de fertilidade do solo, severidade de ataque de uma

    praga, ou estádio de infestação ou desenvolvimento de um patógeno.

    Os tipos de variáveis podem ser resumidos de acordo como diagrama:

    4.2 Construindo um gráfico

    Para exemplificar a construção de um gráfico no Calc, digite a tabela de dados a

    seguir e siga os passos indicados para a construção do nosso Primeiro Gráfico exemplo:

    Primeiramente, selecione os dados a partir dos quais será gerado o gráfico (A1:B6).

    Em seguida, escolha a opção de Menu Inserir/Gráfico, ou utilize o botão (Gráfico) da

    barra de ferramentas padrão.

  • Departamento de Ciências Exatas

    54

    Siga os passos para terminar a inserção do gráfico.

    Passo 1. Escolha um dos 10 Tipos de gráficos, no exemplo selecione XY

    (Dispersão), em seguida, marque o gráfico (Somente pontos). Clique em Próximo.

    Passo 2. Nessa etapa poderemos selecionar o intervalo de dados (caso ainda não

    tenha sido definido). Muito importante: informar que as séries de dados (variáveis) estão

    digitadas em linhas ou colunas (exemplo atual). Clique em Próximo.

    Passo 3. Nessa etapa poderemos adicionar novas Séries de dados, ou seja, novas

    sequências de dados. Podemos também definir o intervalo das células onde estão

    localizados os nomes das séries de dados. No nosso exemplo, não é necessário fazer

    qualquer alteração nessa etapa, apenas clique em Próximo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    55

    Passo 4. Em Elementos do gráfico, poderemos adicionar títulos e subtítulo ao

    gráfico e aos eixos, bem como escolher a presença ou não de legendas no gráfico e a sua

    posição, ou a presença ou não das linhas de grade X e Y. No exemplo atual, não é

    necessário legenda, pois temos apenas uma série de dados, em adição, vamos marcar

    Exibir grades do eixo X e Y.

    Clique em Concluir para inserir o gráfico. Para a melhor compreensão dos passos

    para formatação de gráficos, serão apresentados os principais elementos (objetos) do

    gráfico, figura abaixo:

    0,5 1 1,5 2 2,5 3 3,5 4 4,5 5 5,5

    0

    0,2

    0,4

    0,6

    0,8

    1

    1,2

    Título do gráfico

    Subtítulo do gráfico

    y

    Título do eixo X

    Títu

    lo d

    o e

    ixo

    Y

    Área do gráfico

    Gráfico

    Legenda

    Chave de legenda

    Grade principal do eixo Y

    Eixo X – Abscissa variável independente Origem

    Eixo Y – Ordenada variável dependente

    Série

    Ponto de dados

    Esca

    la

    Grade principal do eixo X

  • Departamento de Ciências Exatas

    56

    4.3 Formatação dos elementos do gráfico

    4.3.1 Formatação dos eixos principais

    As opções de formatação dos eixos principais são semelhantes para ambos os eixos

    (X e Y). Inicialmente vamos formatar o Eixo Y. Para acessarmos as opções de

    formatação dos eixos vertical (Y) ou horizontal (X) clique com botão direito do mouse

    no eixo que deseja formatar e escolha Formatar eixo. Ou, com o gráfico ativo, selecione

    a opção de Menu Formata/Eixo e selecione o eixo que deseja formatar.

    ou

    Será apresentada a seguinte Janela, onde cada aba apresentará uma série de

    opções de formatação das propriedades do eixo.

    Aba Escala: Permite a formatação dos limites inferiores e superiores do eixo, bem

    como de seus intervalos principais e secundários. Estão disponíveis as opções para

    apresentação do eixo na escala logarítmica e inversão da direção dos valores. Faça

    as alterações abaixo.

    Aba Posicionamento: Nesta aba poderemos escolher em qual valor do outro Eixo a

    Linha do Eixo em formatação cruzará, em Rótulos poderemos escolher o posicionamento

    dos valores em relação à linha do eixo. A opção Marcas Internas permite a formatação

  • Departamento de Ciências Exatas

    57

    das marcas principais e secundárias do eixo. Escolha as opções de acordo com o

    apresentado:

    Aba Linha: Exibe as opções de formatação da linha do eixo. Escolha de acordo com

    o apresentado abaixo.

    Aba Rótulo: Diz respeito aos valores do eixo, podemos escolher apresenta-los ou

    não, modificar sua disposição e orientação. Apenas a título de exemplo, altere a

    orientação do Texto para 45 Graus, como apresentado abaixo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    58

    Aba Números: Altera a forma de apresentação dos valores do eixo, por exemplo,

    vamos formatar para que esses sejam apresentados com 3 casas decimais.

    Aba Fonte: Permite a formatação de Tipo de fonte, Estilo e Tamanho dos valores

    do eixo. Faça as modificações abaixo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    59

    Aba Efeitos de fonte: Permite a formatação de Cor de fonte, Relevo, Sublinhado

    etc. Faça as modificações abaixo, clique em OK e veja como o gráfico se apresentará.

  • Departamento de Ciências Exatas

    60

    0,5 1 1,5 2 2,5 3 3,5 4 4,5 5 5,5

    Título do gráfico

    Subtítulo do gráfico

    y

    Título do eixo X

    Títu

    lo d

    o e

    ixo

    Y

    Para o Eixo X, utilize as configurações abaixo:

  • Departamento de Ciências Exatas

    61

    Nesse momento seu gráfico deve estar parecido com o da imagem abaixo:

    Título do gráfico

    Subtítulo do gráfico

    y

    Título do eixo X

    Títu

    lo d

    o e

    ixo

    Y

  • Departamento de Ciências Exatas

    62

    4.3.2 Formatação da área do Gráfico

    Clique com o botão direito do mouse na área do Gráfico e selecione Formatar

    parede, ou, com a janela gráfica ativa, selecione a opção de Menu Formatar/Parede do

    gráfico...

    ou

    Aba Bordas: Apresenta as opções de formatação dos limites da área de plotagem

    do gráfico, ou seja, da parede do gráfico. Faça as alterações abaixo.

    Aba Áreas: Opção de preenchimento da parede da área de plotagem do gráfico.

    Várias opções são disponíveis em Cor, Gradiente, Hachuras e Bitmap. Para

    exemplificar, vamos selecionar um preenchimento tipo Bitmap tipo Mármore, como

    apresentado abaixo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    63

    Aba Transparência: Opção de transparência da cor, hachura, ou Bitmap utilizado

    como preenchimento da parede do gráfico. Não faça qualquer modificação.

    Clique em OK e o seu gráfico deve estar semelhante ao apresentado abaixo.

    4.3.3 Formatação das Grades principais e secundárias

    Inicialmente vamos apresentar todas das grades disponíveis no Calc, como gráfico

    selecionado utilize a opção de Menu Inserir/Grades, na janela que se segue marque

    todas as opção de Grades dos eixos como apresentado na imagem abaixo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    64

    A parede do gráfico deve ser apresentada como abaixo:

    Vamos modificar as Grades principais para cor azul claro linhas contínuas, e as

    grades secundárias para cor laranja pontilhada. Para isso utilize a opção de Menu

    Formatar/Grade e escolha que grade deseja formatar. Outra opção é clicar com o Botão

    direito do mouse sobre a grade que deseja formatar e escolher Formatar grade.

    ou

    Escolha as opções abaixo para as Grades Principais X e Y e Grades Secundárias

    X e Y:

    Grades Principais Grades Secundárias

  • Departamento de Ciências Exatas

    65

    Após a aplicação da formatação, a parede de seu gráfico deve ficar como

    apresentado abaixo.

    4.3.4 Formatação de séries de dados (pontos de dados)

    Clique com o botão direito do mouse em um dos pontos de dados, ou de alguma

    linha de série de dados, e escolha Formatar série de dados, como apresentado abaixo.

    Aba Linha: Nesta aba são apresentadas as opções para a formatação da linha

    do marcador, quando necessária, e do ícone do marcador. A título de exemplo, vamos

    realizar as modificações de acordo com a figura abaixo e aplicar as modificações.

  • Departamento de Ciências Exatas

    66

    Após às modificações, gráfico deve ficar como apresentado abaixo:

    4.3.5 Formatação de Área do Gráfico

    Para adicionarmos bordas e cores de preenchimento na parte branca do gráfico

    que ainda restou, denominada Área do Gráfico, com o gráfico selecionado clique na

    opção de Menu Formatar/Área do Gráfico ou clique com o botão direito do mouse na

    região branca, e escolha Formatar área do gráfico.

    ou

    Aba Bordas: Selecione as opções de bordas como apresentado abaixo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    67

    Aba Área: Permite a escolha do preenchimento do fundo da Área do Gráfico,

    selecione a opção de Gradiente Azul/branco linear, como apresentado abaixo.

    O gráfico, após formatado, ficará como se segue.

    4.3.6 Formatação dos Títulos e Subtítulos

    Para alterar essas propriedades selecione a opção de Menu Formatar Título e

    escolha o título que deseja modificar. Outra opção para acessar as opções de formatação

  • Departamento de Ciências Exatas

    68

    é selecionar título no gráfico que deseja alterar, e clicar com o Botão direito do mouse

    sobre ele e escolher a opção Formatar título.

    ou

    Para o Título do Gráfico, utilize os padrões abaixo selecionados.

  • Departamento de Ciências Exatas

    69

    Para o Subtítulo e Título dos Eixos, utilize os padrões abaixo selecionados.

  • Departamento de Ciências Exatas

    70

    4.3.7 Formatação da Legenda

    Com o gráfico ativo, utilize a opção de Menu Formatar/Legenda ou selecione a

    legenda e clique com Botão direito do mouse sobre ela e escolha Formatar legenda.

    ou

    Semelhante aos demais objetos formatados até aqui, utilize as seguintes

    configurações para a modificação da legenda.

  • Departamento de Ciências Exatas

    71

    Ao final de todo o processo, seu gráfico deve se apresentar como:

  • Departamento de Ciências Exatas

    72

    4.4 Tipos de Gráfico

    4.4.1 Gráfico de variáveis nominal vs contínua.

    Observe os dados abaixo, onde temos duas variáveis, a variável Material pode ser

    classificada como nominal, uma vez que apresenta as categorias de protos disponíveis

    em uma livraria e a variável Lucro, classificada como contínua. Para esse tipo de dados,

    recomenda-se a utilização de Gráficos de Colunas ou Gráficos de Barras.

    Passo 1.

    Passo 2.

  • Departamento de Ciências Exatas

    73

    Passo 3.

    Passo 4.

    Clique em Concluir, e o gráfico será apresentado como se segue:

    Caneta Lápis Clips Borracha Grampeador Papel Grampo Agenda

    0

    0,2

    0,4

    0,6

    0,8

    1

    1,2

    Balanço da Livraria XTX

    2013

    Produtos (var nominal)

    Lu

    cor

    (va

    r co

    ntín

    ua

    )

    Utilize as opções de formatação de cada elemento do gráfico e crie a seguinte

    visualização.

  • Departamento de Ciências Exatas

    74

    Caneta Lápis Clips Borracha Grampeador Papel Grampo Agenda0,1

    0,2

    0,3

    0,4

    0,5

    0,6

    0,7

    0,8

    0,9

    1

    1,1

    Balanço da Livraria XTX

    2013

    Produtos (var nominal)

    Luco

    r (v

    ar

    contín

    ua)

    Após o gráfico construído, poderemos alterar entre os tipos de gráficos por meio do

    botão (tipo de gráfico), ou clicando com o botão direito na

    E selecionar, Tipo de gráfico... e altere o tipo de gráfico para Gráfico de Barras,

    selecionar Normal e pressionar OK.

    O gráfico ficará como se segue.

    Caneta

    Lápis

    Clips

    Borracha

    Grampeador

    Papel

    Grampo

    Agenda

    0,1 0,2 0,3 0,4 0,5 0,6 0,7 0,8 0,9 1 1,1

    Balanço da Livraria XTX

    2013

    Lucor (var contínua)

    Pro

    dut

    os

    (var

    nom

    inal)

    4.4.2 Gráfico de variáveis ordinal vs contínua.

    Os dados abaixo são reais referentes à precipitação média mensal (mm) na cidade

    de Ilha Solteira (SP) durante o período de Abril de 2012 a Abril de 2013.

    Área do gráfico

  • Departamento de Ciências Exatas

    75

    (http://clima.feis.unesp.br/recebe_formulario.php)

    Para esse exemplo, observe que a variável X é uma variável ordinal Mês (uma vez

    que os meses estão abreviados, seguidos do ano). E a variável Y Precipitação (mm) é

    uma variável contínua. Assim, o gráfico de linhas é o ideal para fazer essa representação.

    Para construir esse gráfico, selecione as células A1:N2, e então pressione o botão

    (Gráfico). Siga os Passos como apresentados nas sequências de imagens abaixo.

    Passo 1.

    Passo 2.

  • Departamento de Ciências Exatas

    76

    Passo 3.

    Passo 4.

    abr/2012mai/2012

    jun/2012jul/2012

    ago/2012set/2012

    out/2012nov/2012

    dez/2012jan/2013

    fev/2013mar/2013

    abr/2013

    0

    50

    100

    150

    200

    250

    300

    350

    Precipitação em Ilha Solteira - SP

    Mês

    Pre

    cip

    ita

    çã

    o (

    mm

    )

    Utilize as opções de formatação de cada elemento do gráfico e crie a seguinte

    visualização.

  • Departamento de Ciências Exatas

    77

    Observe os dados abaixo, onde os dados de precipitação mensal são apresentados

    para as cidades de Ilha Solteira, Itapura e Pereira Barreto.

    Para representar esses dados na forma de gráficos de linhas, selecione os dados de

    A2:D15. E siga os passos:

  • Departamento de Ciências Exatas

    78

    Passo 1.

    Passo 2.

    Passo 3.

  • Departamento de Ciências Exatas

    79

    Passo 4.

    abr/2012mai/2012

    jun/2012jul/2012

    ago/2012set/2012

    out/2012nov/2012

    dez/2012jan/2013

    fev/2013mar/2013

    abr/2013

    0

    50

    100

    150

    200

    250

    300

    350

    Chuva - SP

    Ilha Solteira – SP Itapura – SP Pereira Barreto – SP

    Mês

    Pre

    cip

    ita

    çã

    o (

    mm

    )

    Utilize as opções de formatação de cada elemento do gráfico e crie a seguinte

    visualização.

    abr/2012 mai/2012 jun/2012 jul/2012 ago/2012 set/2012 out/2012 nov/2012 dez/2012 jan/2013 fev/2013 mar/2013 abr/2013

    0

    100

    200

    300

    400

    Ilha Solteira – SP Itapura – SP Pereira Barreto – SP

    Mês

    Pre

    cip

    itaçã

    o (

    mm

    )

    Utilize as opções de formatação de cada elemento do gráfico e crie a seguinte

    visualização. Tipo de gráfico Aparência 3D, Profundo.

  • Departamento de Ciências Exatas

    80

    4.4.3 Gráfico de variáveis ordinal vs discreta

    Dado uma tabela de frequência para a altura de uma amostra de 90 ingressantes

    nos cursos da FEIS no ano de 2013, temos como variável ordinal as classes de altura

    dos ingressantes e como variável discreta temos a Frequência de cada classe, ou seja,

    o número de alunos cuja altura pertence à classe.

    Para a construção do Histograma, gráfico de frequências, selecione os dados de

    A2:B8. E siga os passos:

  • Departamento de Ciências Exatas

    81

    Passo 1.

    Passo 2.

    Passo 3.

  • Departamento de Ciências Exatas

    82

    Passo 4.

    200

    0

    5

    10

    15

    20

    25

    30

    35

    Coluna B

    Utilize as opções de formatação de cada elemento do gráfico e crie a seguinte

    visualização.

    200

    0

    5

    10

    15

    20

    25

    30

    35

    Histograma

    Altura (cm)

    Fre

    qu

    ên

    cia

  • Departamento de Ciências Exatas

    83

    4.4.4 Gráfico de variáveis contínua vs contínua (ou discreta)

    Para a representação desse tipo de variáveis, recomenda-se a utilização de gráficos

    de XY (Dispersão), ou, em algumas situações, Gráficos de Linhas. No gráfico de

    Dispersão, os valores de X e de Y são numéricos e, no Tipo Linhas, os valores de X

    são não numéricos e os de Y numéricos. Para exemplificar a edição destes gráficos,

    consideramos o exemplo anteriormente apresentado referente à Precipitação média

    mensal (mm) na cidade de Ilha Solteira (SP) durante o período de Abril de 2012 a Abril de

    2013. A esses dados foi adicionado mais uma variável contínua a Umidade Relativa

    Mínima (%) medida em cada mês, apresentadas na tabela abaixo.

    Selecione a faixa de células referentes às variáveis Precipitação e UR min (B1:C14).

    Selecione Inserir/Gráfico e siga os passos:

    Passo 1.

  • Departamento de Ciências Exatas

    84

    Passo 2.

    Passo 3.

    Passo 4.

  • Departamento de Ciências Exatas

    85

    0 50 100 150 200 250 300 350

    0

    10

    20

    30

    40

    50

    60

    70

    Dispersão

    Precipitação (mm)

    UR

    min

    (%

    )

    Utilize as opções de formatação de cada elemento do gráfico e crie a seguinte

    visualização.

    -10 40 90 140 190 240 290 340

    25

    40

    55

    70

    Precipitação (mm)

    UR

    min

    (%

    )

    Suponha que para os dados anteriormente apresentados, quiséssemos representar

    duas variáveis contínuas (Precipitação e UR mim) em função da variável ordinal (Mês).

    Observe que a unidade de mensuração da Precipitação é em mm diferente da unidade da

    UR min, que está em %. Portanto, para esse tipo de representação precisaremos de dois

    eixos Y um para a Precipitação em mm e outro para a UR min em %. Para inserir esse

    tipo de gráfico, inicialmente, selecione os dados De A1:C14. E escolhas as opção para a

  • Departamento de Ciências Exatas

    86

    inserção de um gráfico de linhas, como apresentado anteriormente. O gráfico ficará com o

    seguinte aspecto:

    abr/2012mai/2012

    jun/2012jul/2012

    ago/2012set/2012

    out/2012nov/2012

    dez/2012jan/2013

    fev/2013mar/2013

    abr/2013

    0

    50

    100

    150

    200

    250

    300

    350

    Precipitação (mm)

    UR min(%)

    Para modificarmos o Eixo de representação da UR min, por exemplo, Basta clicar

    com o botão direito em cima da linha vermelha, que representa essa variável, escolhe

    Formatar Serie de Dados, em opções no campo Alinhar séries de dados ao, escolha

    Eixo Y secundário, como apresentado abaixo.

    Clique em OK e o gráfico será apresentado como a seguir.

    abr/2012mai/2012

    jun/2012jul/2012

    ago/2012set/2012

    out/2012nov/2012

    dez/2012jan/2013

    fev/2013mar/2013

    abr/2013

    0

    50

    100

    150

    200

    250

    300

    350

    0

    10

    20

    30

    40

    50

    60

    70

    Precipitação (mm)

    UR min(%)

    A representação está errada, pois

    Precipitação e UR min apresentam unidades

    diferentes

  • Departamento de Ciências Exatas

    87

    Utilize as opções de formatação de cada elemento do gráfico e crie a seguinte

    visualização.

    0

    50

    100

    150

    200

    250

    300

    350

    0

    10

    20

    30

    40

    50

    60

    70

    Ilha Solteira - SP

    Mês

    Pre

    cip

    itaçã

    o (

    mm

    )

    UR

    min

    (%

    )

    4.4.5 Gráficos tipo pizza

    Os gráficos de pizza são comuns na prática, mas não muito informativos. Para

    exemplificar a edição destes gráficos, vamos editar um gráfico tipo pizza para os dados de

    uma pesquisa de preferência de votos para 4 candidatos a Diretor administrativo de uma

    Unidade Universitária.

    Dados:

    Para adicionar o gráfico, selecione os dados (A1:B5) e escolha as opções:

    Gráfico desejado:

  • Departamento de Ciências Exatas

    88

    Passo 1.

    Passo 2.

    Passo 3.

  • Departamento de Ciências Exatas

    89

    Passo 4.

    O gráfico será apresentado como se segue:

    Preferência de Voto

    Eleições para Diretor 2013

    Cand.1 Cand.2 Cand.3 Cand.4

    Utilize as opções de formatação de cada elemento do gráfico e crie a seguinte

    visualização.

  • Departamento de Ciências Exatas

    90

    4a LISTA DE EXERCÍCIOS – CALC 1. Construa o gráfico da equação y=f(x)=x2-5x +6 para {x| -1 ≤ x ≤ 6} e formate-o como a imagem abaixo (di