PROCESSO SELETIVO 2017/2 - .• Leia atentamente as instruções para preenchimen - ... A partir

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PROCESSO SELETIVO 2017/2 - .• Leia atentamente as instruções para preenchimen - ... A partir

  • COMISSO PERMANENTE DE SELEO DA FACULDADE CATLICA DO TOCANTINS COSEF

    A prova ter a durao de trs horas, com incio s 9 h e encerramento s 12h. Voc somente poder sair uma hora aps o incio da prova.

    No se comunique, em hiptese alguma, com ou-tros candidatos. No permitido consultar apon-tamentos, livros ou dicionrios.

    Solicite a presena do fiscal apenas em caso de ex-trema necessidade.

    A primeira parte da prova objetiva, com 40 ques-tes de mltipla escolha, com 5 alternativas cada.

    Ao utilizar o Carto-Resposta, primeiro confira o nmero de sua inscrio e o seu nome. Depois, as-sine no retngulo adequado (no faa outras ano-taes ou marcas).

    Leia atentamente as instrues para preenchimen-to do Carto-Resposta. Em nenhuma hiptese

    ser distribuda duplicata do Carto-Resposta, cuja numerao nica, personalizada e gerada automaticamente.

    Para marcar as respostas no Carto-Resposta, uti-lize caneta esferogrfica azul ou preta.

    No sero consideradas as respostas que no forem transportadas para o Carto-Resposta.

    A prova de Redao em Lngua Portuguesa dis-cursiva, portanto, dever ser manuscrita, com le-tra legvel, sendo obrigatria a utilizao de caneta esferogrfica de tinta azul ou preta.

    Ao terminar as provas, o candidato dever devol-ver para o fiscal: o Caderno de Provas. o Carto-Resposta; a Folha de Redao definitiva.

    INSTRUES GERAIS

    PROCESSO SELETIVO 2017/228 de maio de 2017

    Caderno de Provas

    TIPO

    1

  • 3PROCESSO SELETIVO 2017/228 de maio de 2017 TIPO 1

    LNGUA PORTUGUESA

    QUESTO 03 Joaquim Maria Machado de Assis um dos mais

    importantes escritores brasileiros. Foi o introdutor do Realismo no Brasil, em 1881,com Memrias Pstumas de Brs Cubas. A partir da leitura do fragmento do texto acima e de suas informaes sobre o movimento literrio Realista, marque V ou F nas alternativas abaixo:

    ( ) A esttica realista evita as personagens extraordi-nrias , heroicas, optando por personagens comuns, portadores de defeitos e imperfeies.

    ( ) Machado de Assis um escritor realista, muito pe-culiar, pois adota os pressupostos bsicos dessa es-ttica, porm sem se escravizar a eles.

    ( ) Alguns traos estticos realistas que marcaram a obra machadiana foram: o pessimismo, a ironia, a digresso, a metalinguagem, o leitor incluso, a intertextualidade, a anlise minuciosa e profunda das fraquezas humanas mais escondidas (psicolo-gismo), a tendncia ao questionamento, recusando a verdade absoluta, seja na cincia, na filosofia ou na religio.

    ( ) Machado de Assis, em Memrias Pstumas de Brs Cubas, da asas imaginao e chega ao absurdo de criar um narrador defunto para redigir suas pr-prias memrias. Mesmo assim o mundo real e co-tidiano que se apresenta no texto.

    ( ) No primeiro pargrafo do texto acima, o narrador faz reflexes sobre a escrita da prpria narrativa. A esse procedimento d-se o nome de metalingua-gem.

    A alternativa que apresenta a sequncia correta :

    A ( ) V V V F F.B ( ) F F F V V.C ( ) V V V V V.D ( ) V F V F V.E ( ) F F F F F.

    BITO DO AUTOR

    Algum tempo hesitei se devia abrir estas mem-rias pelo princpio ou pelo fim, isto , se poria em pri-meiro lugar o meu nascimento ou a minha morte. Su-posto o uso vulgar seja comear pelo nascimento, duas consideraes me levaram a adotar diferente mtodo: a primeira que eu no sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor, para quem a campa foi outro bero; a segunda que o escrito ficaria assim mais galante e mais novo. Moiss, que contou a sua morte, no a ps no introito, mas no cabo: diferena radical entre este livro e o Pentateuco.

    (ASSIS, Machado de. Memrias Pstumas de Brs Cubas: livro do professor. 4.ed. So Paulo. FTD, 1997, p.18).

    Leia a charge abaixo e responda s questes 01 e 02:

    Disponvel em Acesso em:29/04/2017.

    QUESTO 01A linguagem no verbal usada pelo chargista, nessa

    ilustrao, somada s palavras dos cartazes e do perso-nagem cria o efeito de humor centrado no fato de:

    A ( ) O cartazista lucrar com o movimento de greve e, por isso, no se unir ao povo.

    B ( ) O cartazista no poder participar da greve a fim de cumprir com seus deveres.

    C ( ) Estar explcito na charge que o personagem no aderiu greve, apenas, hoje.

    D ( ) Estar implcito na charge que o personagem tem medo de perder o emprego.

    E ( ) Estar explcito na charge que o cartazista aco-modado e no luta por seus direitos.

    QUESTO 02A palavra monte empregada dentro do balo que

    apresenta a fala do cartazista pode ser substituda, sem alterar o significado da mensagem, por:

    A ( ) pia. B ( ) muito.C ( ) absurdo.D ( ) vrios.E ( ) punhado.

    RASCUNHO

  • 4 PROCESSO SELETIVO 2017/2 30 de maio de 2017TIPO 1

    QUESTO 04Segundo o texto, para o autor personagem menos

    comum:

    A ( ) comear um livro por seu nascimento. B ( ) no comear um livro por seu nascimento, nem

    por sua morte.C ( ) comear um livro por sua morte.D ( ) no comear um livro por sua morte.E ( ) comear um livro ao mesmo tempo pelo nasci-

    mento e pela morte.

    QUESTO 05O narrador se intitula um defunto autor. Assim, ele

    destaca seu (sua):

    A ( ) conformismo diante da morte.B ( ) tristeza por se sentir morto.C ( ) resistncia diante dos obstculos trazidos pela

    nova situao.D ( ) otimismo quanto ao futuro literrio.E ( ) atividade apesar de estar morto.

    RETRATO

    Eu no tinha este rosto de hoje,Assim calmo, assim triste, assim magro,Nem estes olhos to vazios,Nem o lbio amargo.

    Eu no tinha estas mos sem fora,To paradas e frias e mortas;Eu no tinha este coraoQue nem se mostra.

    Eu no dei por esta mudana,To simples, to certa, to fcil:Em que espelho ficou perdidaA minha face?

    (MEIRELES. Ceclia Antologia Potica. Rio de Janeiro. Ed. Nova Fronteira,2001)

    QUESTO 06A respeito dos termos do segundo verso "calmo,

    magro, triste", podemos afirmar que:

    A ( ) exercem a funo de adjetivo e tm como base o mesmo referencial.

    B ( ) esto fazendo referncia a olhos, rosto e lbio.C ( ) tm como base o mesmo referente, mas possuem

    funes diferentes no contexto. D ( ) tm como base referentes distintos, no entanto,

    mesma funo no contexto.E ( ) exercem a funo de advrbio e tm como base o

    mesmo referente.

    QUESTO 07Sobre o poema "Retrato" pode-se afirmar que:

    A ( ) o tom nostlgico que perpassa o texto revela a transformao operada pela passagem do tempo.

    B ( ) A forma do poema "Retrato" um soneto.C ( ) A poetisa faz uma exaltao morte.D ( ) Ceclia Meireles faz uma exaltao cegueira pro-

    vocada pele velhice.E ( ) O eu lrico deixa explcito sua falta de percepo

    sobre a passagem do tempo em sua vida.

    RASCUNHO

    RASCUNHO

  • 5PROCESSO SELETIVO 2017/228 de maio de 2017 TIPO 1

    RASCUNHO

    VIII

    MEUS OITO ANOS

    Oh! Que saudades que eu tenhoDa aurora da minha vida,Da minha infncia queridaQue os anos no trazem mais!Que amor, que sonhos, que flores,Naquelas tardes fagueiras sombra das bananeiras,Debaixo dos laranjais.

    Como so belos os diasDo despontar da existncia!-Respira a alma inocnciaComo perfumes a flor;O mar - lago sereno,O cu - um manto azulado,O mundo - um sonho douradoA vida - um hino d'amor!

    (ABREU, Casimiro de,1839-1860.A s Primaveras.2 ed. So Paulo: Martin Claret,2014,p.44.)

    QUESTO 08O poema "Meus Oito Anos" de Casimiro de Abreu

    pertence ao Romantismo. Sobre esse movimento liter-rio:

    I - O Romantismo nasceu na Europa, como represen-tao dos ideais burgueses de arte iniciado em 1790 na Alemanha e na Inglaterra; em 1825,na Frana e em Por-tugal.II - O Romantismo chegou ao Brasil em 1836 bastante vinculado a ideia de validar e reconhecer o que era tipi-camente local.III - O Romantismo e a Independncia impulsionaram a criao de teatros, cafs e livrarias, assim como a publi-cao de peridicos.IV - A poesia tornou-se mais presente no cotidiano dos brasileiros - e as prprias caractersticas do Romantismo incentivaram sua frutfera produo.V - Didaticamente, o Romantismo brasileiro foi dividi-do em trs geraes: primeira(nacionalista); segunda(ul-trarromntica); terceira(condoreira).

    Marque a nica alternativa correta

    A ( ) I.B ( ) I e II.C ( ) II e III.D ( ) III, IV e V.E ( ) I, II, III, IV e V.

    QUESTO 09Casimiro de Abreu, poeta romntico, cronologica-

    mente, autor pertencente:

    A ( ) primeira gerao romntica. B ( ) terceira gerao romntica. C ( ) segunda gerao romntica.D ( ) parte de sua obra pertence primeira gerao,

    parte pertence segunda gerao.E ( ) parte inicial de suas poesias pertencem segunda

    gerao, outra parte terceira.

    QUESTO 10No fragmento do poema "Meus Oito Anos" est

    presente a seguinte temtica:

    A ( ) crena absoluta na religio.B ( ) idealizao da mulher amada.C ( ) fuga do eu lrico da situao na qual se encontra. D ( ) o saudosismo do passado.E ( ) a imagem da msica.

  • 6 PROCESSO SELETIVO 2017/2 30 de maio de 2017TIPO 1

    QUESTO 11Uma empresa tem 34 homens e 26 mulheres. Se

    60% dos trabalhadores foram fazer estgio em um outro local, ento o nmero mnimo de mulheres que podem ter participado desta atividade ?

    A ( ) 1.B ( ) 2. C ( ) 4.D ( ) 6.E ( ) 8.

    QUESTO 12Vivemos um problema gravssimo relacionado

    questo da gua. Devido a isso uma empresa passou a construir reservatrios para armazenamento da gua da chuva. Um cliente resolve fazer o pedido de um desses reservatrios com forma de paraleleppedo de altura 10 m. O desenho desse modelo, nos d quatro vrtices da base do reservatrio que so os pontos A (1,1), B(1,6), C(9,1) e D(9,6). Sabendo que a escala usada no modelo 1 unidade = 1 m, o volume do reservatrio ser:

    A ( ) 400 m.B ( ) 500 m.C ( ) 600m.D ( ) 700m.E ( ) 800m.

    QUESTO 13Segundo