17
14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017 QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected] PA-009/17 Página 1 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16 PROTOCOLO DO 14º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA PROGRAMA DA COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL DE CALIBRAÇÃO NA ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE Rodada 01 Emitido em 23 de Agosto de 2017 – Edição 01

PROTOCOLO DO 14º PROGRAMA DE ENSAIOS DE … · Multicalibrador de temperatura digital: Fabricante: Presys – Marca: Isocal MCS-8: (item acreditado ... comprimento do sensor acima

  • Upload
    lamdung

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Citation preview

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 1 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

PROTOCOLO DO 14º PROGRAMA DE

ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA

PROGRAMA DA COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL DE

CALIBRAÇÃO NA ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE –

NAS PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE

Rodada 01

Emitido em 23 de Agosto de 2017 – Edição 01

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 2 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

1. INTRODUÇÃO

A QLM Inovações Tecnológicas iniciou suas atividades em 2006 com foco na realização

de consultorias e treinamentos nas áreas de calibração e ensaio, tendo participado da

acreditação de mais de 40 laboratórios por todo o Brasil. Durante este período a

empresa se deparou com a necessidade que havia em seus clientes de participar em

programas de ensaios de proficiências, pois os ensaios disponíveis eram muito

reduzidos, além do número de participantes serem limitados.

Com o objetivo de atender estas necessidades, realizamos diversas comparações

interlaboratoriais para estes clientes.

No ano de 2012, visualizando esta necessidade foi que a empresa criou esta área de

trabalho buscando o atendimento total das diretrizes da norma ABNT NBR ISO/IEC

17043 – Avaliação de conformidade – Requisitos Gerais para Ensaios de Proficiências.

2. OBJETIVO

Avaliar e comparar os resultados dos laboratórios para uma mesma calibração;

Determinar o desempenho dos laboratórios participantes comparando-os de

forma coletiva, além de avaliar o desempenho de forma individual;

Avaliar as condições da calibração;

Atendimento a norma ABNT NBR ISO/IEC 17043 vigente;

Fornecer subsídios para os laboratórios buscarem melhorias contínuas em seu

sistema de gestão e nos serviços contidos neste programa;

Abrir possíveis discussões entre os laboratórios participantes, ou em comissões

técnicas buscando corrigir falhas comuns, como nas técnicas adotadas para os

serviços realizados pelos laboratórios;

Fornecer confiança tanto aos clientes do laboratório como aos órgãos

acreditadores.

Atender as exigências da acreditação dos laboratórios (NIT DICLA 026 ou similares

internacionais).

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 3 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

3. COORDENAÇÃO

A coordenação deste programa é realizada pela empresa QLM Inovações Tecnológicas

através de sua equipe especializada descrita a seguir:

Coordenação Geral: Marcelo Alves dos Santos, afiliado à QLM Proficiência.

Coordenação Técnica: Marcelo Alves dos Santos, afiliado à QLM Proficiência;

Coordenação Administrativa: Rafael Borges Ribeiro, afiliado à QLM Proficiência;

Consultor e Apoio Técnico: Rodoval R. Filho, afiliado à Visomes Comercial Metrológica

Ltda.

A programação, contatos e esclarecimentos de dúvidas com relação ao programa em

questão são de responsabilidade da QLM Proficiência através dos telefones: (11)2649-

0940; (11)97990-0180 e (11)95929-3470 (whatsapp) ou pelo e-mail:

[email protected].

Subcontratados:

1. Presys Instrumentos e Sistemas Ltda (CAL-0193).

End.: Av. Ramalho Ortigão, 315 – Vila Guimercindo – São Paulo / SP.

2. Elus Serviços de Instrumentação Ltda (CAL-0439).

End.: Rua Dendezeiro, 29 – Jardim Matarazzo – São Paulo / SP.

3. Consistec Controles e Sistemas de Automação Ltda (CAL-0128).

End.: Rua Jurupari, 434 – Jabaquara – São Paulo / SP.

4. PARTICIPANTES

A programação está aberta a todos os laboratórios de calibração na área, acreditados,

postulantes a acreditação ou não, porém devem possuir rastreabilidade assegurada ao

Sistema Internacional de Unidades (SI), além de condições de realizar as calibrações de

forma segura e repetitiva. Os participantes deverão atender a este programa,

respeitando todas as condições como especificações técnicas, logística, cuidados e

questões financeiras.

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 4 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

Para ocorrer este programa, serão necessários no mínimo 04 participantes inscritos e no

máximo 20 participantes para cada artefato. Caso um artefato possua o limite de

inscrição, os organizadores poderão incluir um novo artefato similar.

Os interessados em participar deste programa de EP, deverão efetuar o cadastro da

empresa e/ou inscrição no site: qlmpro.com.br, além de realizar o pagamento da taxa

de inscrição no prazo estabelecido. Dúvidas, reclamação ou apelação, ligar para os

telefones: (11) 2649-0940, (11) 97990-0180 ou (11) 95929-3470 (whatsapp) ou enviar

um e-mail para [email protected].

5. ARTEFATOS DA COMPARAÇÃO

Multicalibrador de temperatura digital: Fabricante: Presys – Marca: Isocal MCS-

8: (item acreditado – Subcontratado Presys).

Indicador / controlador de temperatura para sensor termorresistivo –

tipo Pt100 (IEC), com resolução de 0,01 °C, com ligação a 4 fios. Pontos

da comparação: -40 °C, 0 °C, 100 °C, 200 °C, 400 °C e 600 °C.

Indicador / controlador de temperatura para sensor termopar – tipo S

(ITS90), com resolução de 0,1 °C, com junta interna desativada. Pontos

da comparação: -50 °C, 0 °C, 300 °C, 600 °C, 900 °C, 1200 °C e 1500 °C.

Multicalibrador de temperatura digital: Fabricante: Presys – Marca: Isocal MCS-

8: (item acreditado – Subcontratado Presys).

Simulador de temperatura para sensor termorresistivo – tipo Pt100

(IEC), com resolução de 0,01 °C. Pontos da comparação: -40 °C, 0 °C, 100

°C, 200 °C, 400 °C e 600 °C.

Simulador de temperatura para sensor termopar – tipo T (ITS90), com

resolução de 0,1 °C, com junta interna desativada. Pontos da

comparação: -100 °C, 0 °C, 100 °C, 200 °C e 400 °C.

Termômetro digital com sensor termorresistivo de diâmetro de 6 mm e

comprimento de 200 mm, com faixa de 0 °C a 100 °C com resolução de 0,01 °C,

marca: Yokogawa e modelo: YTA110. Pontos da comparação: 20 °C; 40 °C; 60 °C;

80 °C e 100 °C. (item acreditado – Subcontratado Elus).

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 5 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

Termopar de metais nobre com sensor tipo R, com diâmetro de ¼” e

comprimento do sensor acima de 300 mm, fabricado pela Consistec. Pontos da

comparação: 100 °C, 200 °C, 300 °C, 500 °C, 700 °C, 900 °C. (item acreditado –

Subcontratado Consistec).

Transmissor de temperatura para sensor termopar tipo T - Fabricante PR

Electronics – Modelo: 5334A - Exatidão de 0,1%FE e faixa de medição de 0 °C a

400 °C. Pontos da comparação: 50 °C, 100 °C, 200 °C e 400 °C. (item acreditado –

Subcontratado Elus).

6. CRONOGRAMA DA RODADA DO PROGRAMA

Encerramento das inscrições: 22 de setembro de 2017;

Início da comparação dos artefatos: 09 de outubro de 2017;

Término da comparação dos artefatos: de 18 de julho de 2018;

Apresentação do relatório preliminar: 23 de agosto de 2018;

Envio do relatório final: 23 de setembro de 2018;

As datas poderão ser alteradas em função do número de participantes, sendo o

monitoramento realizado através do cronograma eletrônico disponibilizado no site.

7. RESULTADOS E VALORES DE REFERÊNCIAS DA RODADA

Após as calibrações dos artefatos, o participante deverá informar os resultados obtidos

em cada ponto da comparação, conforme definido no formulário (Registro de

Resultados - FT-04), disponibilizado aos participantes no site. Caso o participante por

algum motivo não queira ou não tenha condições de informar os resultados de todos os

pontos definidos na rodada do programa, este fato não impedirá a sua participação.

Os resultados deverão vir acompanhados de suas respectivas incertezas de medição

para uma probabilidade de abrangência de 95,45%, conforme devido no documento EA

4-02 do European Corporation Accreditation (NIT DICLA 021 – Cgcre – Brasil).

VALOR DESIGNADO

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 6 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

O valor designado (X) e sua incerteza (uX) são determinados pelo organizador conforme descrito a seguir:

Valor designado (X):

X: valor estabelecido pela calibração realizada pelo laboratório acreditado (laboratório subcontratado).

O resultado considerado como valor de designado (X) é o valor médio obtido

entre a calibração inicial (Li) e o valor obtido na calibração final (Lf).

X =Li + Lf

2

Incerteza padrão do valor designado (uX):

O resultado considerado como incerteza padrão do valor designado (uX) é o

valor obtido pela equação a seguir:

uX = √uref 2 + uestab2 + uhom2 , sendo UX = 2*uX.

UX = incerteza de medição com uma probabilidade de abrangência de 95,45%.

uref : incerteza padrão determinado pelos resultados obtidos pelo laboratório subcontratado (referência).

O resultado considerado como incerteza padrão da referência (uref) é a média

quadrática da incerteza padrão inicial (uref.i) e a incerteza padrão final (uref.f).

𝑢𝑟𝑒𝑓 = √(𝑢𝑟𝑒𝑓. 𝑖)2 + (𝑢𝑟𝑒𝑓. 𝑓)2

2

Onde:

𝑢𝑟𝑒𝑓. 𝑖 𝑒 𝑢𝑟𝑒𝑓. 𝑓 =𝑈𝑖

𝑘

𝑈𝑖 = Incerteza expandida de medição do laboratório de referência (probabilidade de

abrangência de 95,45%).

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 7 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

As incertezas de medição da referência (Uref = k*uref) são consideradas aceitáveis pelos

organizadores para esta rodada do programa de EP se atenderem ao critério abaixo:

Artefato Critério de incerteza de medição

Indicador de temperatura 0,05 °C

Simulador de temperatura 0,05 °C

Termômetro digital De (0,05 a 0,15) °C

Termopar de metais nobre De (0,3 a 1,2) °C

Transmissor de temperatura para sensor

0,08 °C

Caso a incerteza de medição (Uref) supere o critério estabelecido neste protocolo, sua

aceitação será avaliada em função dos valores das incertezas de medição dos

participantes podendo o ponto ser mantido no programa ou cancelado.

Determinação da estabilidade dos artefatos – longo prazo (estab):

𝑢𝑒𝑠𝑡𝑎𝑏 =𝑑𝑒𝑟𝑖𝑣𝑎

√3

Além das calibrações realizadas pelos laboratórios subcontratados no inicio e no final do

programa do EP, para a determinação do valor designado, é realizada uma calibração

intermediária, para os artefatos com mais de 12 participantes inscritos para esta rodada

do EP.

A deriva é considerada como sendo a variação dos resultados entre a calibração inicial

(Li), calibração final (Lf) e intermediária (Lint).

Maior resultado entre: (Lf – Li) e (Lint – Li).

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 8 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

As derivas encontradas nos artefatos são consideradas aceitáveis pelos organizadores

para esta rodada do programa de EP se atenderem ao critério abaixo:

Artefato Critério de deriva

Indicador de temperatura 0,08 °C

Simulador de temperatura 0,08 °C

Termômetro digital De (0,10 a 0,20) °C

Termopar de metais nobre De (0,5 a 1,5) °C

Transmissor de temperatura para sensor

0,10 °C

Caso a deriva supere o critério estabelecido nesse protocolo, sua aceitação será avaliada

em função dos valores das incertezas de medição dos participantes podendo o ponto

ser mantido no programa ou cancelado.

Determinação da homogeneidade dos artefatos (hom):

Para os casos em que são necessários incluir o valor da homogeneidade na equação de

(uX), o valor de uhom é calculo pela equação abaixo ou incluída diretamente no valor da

incerteza de medição determinada pela referência (hom = maior variação encontrada

no estudo).

𝑢ℎ𝑜𝑚 =ℎ𝑜𝑚

√12

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 9 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Erro Normalizado

O método estatístico utilizado neste programa de EP é o cálculo de EN (Erro

normalizado), conforme equação a seguir:

𝐸𝑁 =(𝑋𝑙𝑎𝑏 − 𝑋)

√𝑈𝑙𝑎𝑏2 + 𝑈𝑋2

Onde:

EN = Erro Normalizado;

Xlab = Valor obtido pelo participante;

X = Valor designado;

UX = Incerteza de medição do valor designado com um nível de confiança de

95,45%;

Ulab = Incerteza de medição informado pelo participante;

O resultado é considerado como satisfatório caso o valor |𝐸𝑁| ≤ 1.

8. LOGÍSTICA DA RODADA

Os artefatos são encaminhados para os participantes conforme programação prévia que

são informadas com uma antecedência mínima de 15 dias do início da circulação dos

mesmos. Os artefatos são enviados em uma embalagem própria para garantir a

segurança e integridade dos mesmos.

Ao receber os artefatos, o laboratório deverá em até 01 dia útil realizar a verificação da

integridade física, deficiência, violação e embalagem dos mesmos (ver aba

“procedimento” do FT-04), e preencher o formulário de “Controle de chegada dos

artefatos” (FT-02) através do site www.qlmpro.com.br.

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 10 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

É de responsabilidade dos participantes zelarem pelos artefatos durante a permanência

em suas instalações, mantendo sempre em sua embalagem inicial, em local seguro e

sendo manuseado apenas por pessoal autorizado pelo laboratório. Todos os artefatos

são identificados com uma identificação unívoca e lacrados (quando aplicável).

EM NENHUMA HIPÓTESE O ARTEFATO PODE SER REPARADO, AJUSTADO

ELETRONICAMENTE OU FISICAMENTE OU SUBMETIDO A QUALQUER OUTRO

TRATAMENTO QUE NÃO ESTEJA DEFINIDO NO PROGRAMA SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO

DE SEUS RESPONSÁVEIS (QUANDO DEFINIDO NO MÉTODO, O AJUSTE DO ZERO É

PERMITIDO E NECESSÁRIO).

O programa deve ser seguido conforme a definição respeitando o prazo de 04 dias úteis

após o dia do recebimento para a conclusão das calibrações.

Após o término das calibrações dos artefatos o laboratório deve preencher o formulário

de “Controle de saída dos artefatos” (FT-03) através do site www.qlmpro.com.br.

No quinto dia útil o artefato será retirado da empresa por uma transportadora

contratada pela organização para o encaminhamento para o próximo participante.

Nota: As datas da programação deverão ser respeitadas e possíveis atrasos deverão ser

avisados com antecedência, pois, caso isto ocorra e não seja justificado, o participante

será multado por dia de atraso.

Após o dia previsto para a conclusão dos trabalhos o participante terá mais 05 dias úteis

para preencher de forma completa o formulário de “Registro dos resultados” (FT-04) (os

pontos deverão ser calibrados conforme definido no programa). Não serão aceitas

calibrações em pontos diferentes dos pontos definidos no protocolo. As unidades de

medidas deverão estar exatamente conforme definido no formulário (FT-04).

Notas:

1) Caso o participante danifique ou extravie algum artefato, será multado no valor

equivalente ao mesmo (consultar os organizadores);

2) Caso os organizadores entenda que houve falsificação de resultados ou conluio entre

os participantes, os mesmos serão excluídos da rodada do programa do EP.

3) Será considerado como dia útil feriados regionais ou municipais.

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 11 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

9. CONFIDENCIALIDADE DAS INFORMAÇÕES

Os organizadores e seus subcontratados tem o compromisso de manter sigilo das

informações referentes a todo o programa e de forma alguma serão fornecidas

informações dos resultados antes da emissão do relatório preliminar. Consultores /

Apoios Técnicos utilizados no desenvolvimento do programa, logística, entre outras

necessidades da organização, são limitados a sua participação sem acesso aos

resultados dos laboratórios participantes.

Cada laboratório recebe um número (XX) de participação para cada artefato que é

gerado pelo site www.qlmpro.com.br de forma automática, que permite que cada

participante obtenha as informações de sua participação na rodada do EP, nos relatórios

emitidos (preliminar e final). Este número é disponibilizado na própria inscrição de

participação após a confirmação do pagamento da taxa de participação e entrega da

documentação obrigatória.

10. AÇÕES POSTERIORES AO ENSAIO AO ENCERRAMENTO DA RODADA

Após a emissão do relatório preliminar, o participante terá 30 dias para questionar

resultados e/ou erro no preenchimento do formulário FT-04, sendo após este período

aceito apenas questionamentos sobre falhas dos organizadores.

A QLM Proficiência por um período de 06 meses após a emissão do relatório final se

comprometerá em realizar uma comparação “pós-programa” com os participantes que

obtiveram resultados Insatisfatórios com o objetivo de avaliar se, após a implantação

das ações corretivas, os problemas de fato foram solucionados.

Taxa para a realização de nova medição após o encerramento deste EP.

R$1.000,00 (Um mil reais) + despesas de transporte, custos com a nova calibração

realizada pelo laboratório subcontratado utilizado na determinação do valor da

referência, pagos antes da realização da nova comparação. O custo com o laboratório

subcontratado poderá ser dividido entre todos os participantes que tiverem

interessados na comparação.

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 12 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

11. CUSTOS DA PARTICIPAÇÃO

Um artefato: R$ 900,00 (novecentos reais) + despesas** com transporte, pago até 10

dias após o dia limite da inscrição.

Dois artefatos: R$ 1630,00 (um mil seiscentos e trinta reais) + despesas** com

transporte, pago até 10 dias após o dia limite da inscrição.

Três artefatos: R$ 2310,00 (dois mil trezentos e dez reais) + despesas** com transporte,

pago até 10 dias após o dia limite da inscrição. Neste caso em especial o pagamento

poderá ser realizado em duas parcelas (10/40 dias).

Acima de três artefatos: Cada artefato sairá no valor de R$ 700,00 (setecentos reais), +

despesas** com transporte, pago até 10 dias após o dia limite da inscrição. Neste caso

em especial o pagamento poderá ser realizado em três parcelas (10/40/70 dias).

Notas:

1) Para participante não localizado no Brasil deverá ser consultada a disponibilidade do

artefato para envio ao exterior, pois depende de autorização do proprietário. Caso

seja possível, o valor de participação será o citado acima + R$ 150,00 (cento e

cinquenta reais) de taxas bancárias + despesas as despesas com os transportes que

serão divididas entre os participantes do mesmo país.

2) Impostos municipais: Estes custos deverão ser pagos pelo participante e podem ser

incluídos na nota fiscal (caso solicitado).

** transporte:

- Grande São Paulo: R$ 100,00 (cem reais) até 3 artefatos e R$ 150,00 (cento e

cinquenta reais) acima de 3 artefatos.

- Interior de São Paulo: R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) até 3 artefatos e R$ 220,00

(duzentos e vinte reais) acima de 3 artefatos.

- Demais estados do Brasil: R$ 230,00 (duzentos e trinta reais) até 3 artefatos e R$

300,00 (trezentos reais) acima de 3 artefatos.

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 13 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

Multa por programação de data:

R$ 100,00 (cem reais) pagos em até 30 dias após a data da infração;

Quebra do artefato:

O participante arcará com os custos de reparo / aquisição de um novo instrumento,

além da nova calibração.

Notas:

1) Após o término das inscrições será emitida uma nota fiscal referente à taxa de

inscrição e transporte (quando aplicável), tendo o participante 10 dias para efetuar o

pagamento através de boleto bancário ou deposito em conta bancária;

2) Caso durante o andamento da programação ocorra algum problema como quebra

ou alteração nos resultados de algum artefato, os organizadores se reservam o

direito de repetir o programa sem a cobrança de taxas extras.

12. MÉTODO DE CALIBRAÇÃO

O participante deve utilizar neste programa de EP o método que utiliza nos seus

trabalhos, visando a avaliação de seu desempenho, sendo preferencialmente utilizado

um método normalizado ou previamente validado.

Este método deve ser informado no certificado de calibração, através do número da

norma utilizada (quando aplicável) e/ou uma descrição do método utilizado, deve

respeitar as condições determinadas na aba “procedimento” do FT-04.

Antes de iniciar as medições da comparação, verificar se existe um protocolo mais

atualizado (consultar o site www.qlmpro.com.br) para assegurar o atendimento das

condições descritas no item 12.1 do protocolo, visando garantir a validade dos

resultados:

12.1. Fatores a serem considerados pelos participantes:

Indicador e ou controlador de temperatura

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 14 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

Utilizar um gerador de sinal calibrado ou um multímetro padrão para a

leitura dos valores gerados para cada ponto.

Simular no padrão os valores dos pontos definidos para a comparação e

realizar a leitura indicada no artefato da comparação.

Será permitida a calibração (sensor termopar) com junta interna ativada,

caso o laboratório calibre apenas nesta condição.

Realizar a calibração em no mínimo em um ciclo de leituras de avanço e

retorno.

Realizar as medições no ponto definido na rodada do programa do EP, com

variação máxima de ± 1 °C.

Apresentar os resultados em °C.

A avaliação do desempenho será determinada considerando (Xlab) como

erro do artefato obtido na calibração pelo participante e (X) como erro do

artefato obtido como valor designado.

Simulador de temperatura

Utilizar um calibrador de temperatura ou um multímetro padrão para a

leitura dos valores de cada ponto.

Simular no artefato os valores dos pontos definidos para a comparação e

realizar as leituras em um multímetro ou calibrador padrão calibrado.

Será permitida a calibração (sensor termopar) com junta interna ativada,

caso o laboratório calibre apenas nesta condição.

Calibrar em no mínimo um ciclo de leituras de avanço e retorno.

Realizar as medições no ponto definido na rodada do programa do EP, com

variação máxima de ± 1 °C.

Apresentar os resultados em °C.

A avaliação do desempenho será determinada considerando (Xlab) como

erro do artefato obtido na calibração pelo participante e (X) como erro do

artefato obtido como valor designado.

Termômetro digital com sensor termorresistivo

Utilizar um meio térmico tendo sido avaliado sua homogeneidade (área de

trabalho) e estabilidade (mínima de 30 minutos).

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 15 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

Utilizar na calibração uma imersão mínima do sensor de 120 mm. O

participante poderá optar em calibrar na mesma imersão usada pelo

subcontratado e neste caso o valor desta homogeneidade poderá ser

desconsiderado para este participante desde que autorizada pelo

participante.

Realizar as medições no ponto definido na rodada do programa do EP, com

variação máxima de ± 1 °C.

Realizar no mínimo três repetições para cada ponto calibrado.

Medir a resistência de isolação no início e no final das medições (quando

informado no controle de chegada e/ou controle de saída).

Critério para o teste de isolação: 100 MΩ, aplicando uma tensão de (10 a

100) V nas condições ambientais do laboratório.

Nota: caso o critério estabelecido para medição da resistência de isolação não seja atendido, o

participante deverá comunicar aos organizadores que deverão avaliar o ocorrido e caso se

comprove a baixa resistência de isolação, o artefato deverá ser substituído.

Apresentar os resultados em °C.

A avaliação do desempenho será determinada considerando (Xlab) como

erro do artefato obtido na calibração pelo participante e (X) como erro do

artefato obtido como valor designado.

Termopar

Utilizar um meio térmico tendo sido avaliado sua homogeneidade (área de

trabalho) e estabilidade (mínima de 30 minutos).

Calibrar utilizando junta de referência a zero grau para calibração, exceto

se o participante somente realiza calibração com junta interna.

Realizar no mínimo três repetições para cada ponto calibrado.

Utilizar na calibração uma imersão mínima do sensor de 120 mm. O

participante poderá optar em calibrar na mesma imersão usada pelo

subcontratado e neste caso o valor desta homogeneidade poderá ser

desconsiderado para este participante desde que autorizada pelo

participante.

Realizar as medições no ponto definido na rodada do programa do EP, com

variação máxima de ± 1 °C.

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 16 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

Medir a resistência de isolação no início e no final das medições (quando

informado no controle de chegada e/ou controle de saída).

Critério para o teste de isolação: 1000 MΩ, aplicando uma tensão de 500 V

nas condições ambientais do laboratório.

Nota: caso o critério estabelecido para medição da resistência de isolação não seja atendido, o

participante deverá comunicar aos organizadores que deverão avaliar o ocorrido e caso se

comprove a baixa resistência de isolação, o artefato deverá ser substituído.

A avaliação do desempenho será determinada considerando (Xlab) como

erro do artefato obtido na calibração pelo participante e (X) como erro do

artefato obtido como valor designado.

Transmissor de temperatura para sensor termopar.

Utilizar um gerador de sinal de temperatura calibrado ou utilizar para

leitura um multímetro padrão para a leitura dos valores gerados em cada

ponto.

Simular no padrão os valores dos pontos definidos para a comparação e

realizar a leitura indicada no artefato em mA.

Realizar em no mínimo três repetições por ponto calibrado.

Realizar as medições no ponto definido na rodada do programa do EP, com

variação máxima de ± 1 °C.

Realizar as leituras de saída correspondente em mA e converter para °C.

Utilizar uma tensão de alimentação de 24 V, ou justificado se diferente

disto.

Apresentar os resultados em °C.

A avaliação do desempenho será determinada considerando (Xlab) como

erro do artefato obtido na calibração pelo participante e (X) como erro do

artefato obtido como valor designado.

Detalhes:

Erro do artefato (Valor encontrado no artefato da comparação menos o valor da

referência);

Incerteza de medição (probabilidade de abrangência de 95,45%).

14º PROGRAMA DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA NA

ÁREA DE TEMPERATURA E UMIDADE – NAS

PRÓPRIAS INSTALAÇÕES DO PARTICIPANTE – 2017

QLM Inovações Tecnológicas Rua Costa Barros, 1174 sala 22 – Vila Alpina – São Paulo – SP

CEP: 03.210-001 – Tel.: (11) 2649-0940 – E-mail: [email protected]

PA-009/17 Página 17 de 17 FT-07 Rev 03 – 04/04/16

Enviar o certificado de calibração em pdf junto ao FT-04 preenchido em Excel

para o e-mail [email protected]. O envio do certificado de calibração não é

obrigatório, porém é importante para justificativa de erro no preenchimento do

FT04. Não serão aceitos certificados de calibração encaminhados após a emissão

do relatório preliminar.