Relatório dos auditores independentes sobre as ... ?· As Demonstrações Financeiras completas foram… page 1
Relatório dos auditores independentes sobre as ... ?· As Demonstrações Financeiras completas foram… page 2

Relatório dos auditores independentes sobre as ... ?· As Demonstrações Financeiras completas foram…

Embed Size (px)

Text of Relatório dos auditores independentes sobre as ... ?· As Demonstrações Financeiras completas...

  • Relatrio dos auditores independentes sobre as demonstraes financeiras

    BALANO PATRIMONIALEm Reais (R$)

    Ativo Circulante 2017 2016Caixas e equivalentes de caixas 261.518 157.998

    Outros crditos 91.389 57.072

    352.907 215.070

    No circulanteImobilizado 11.551 17.178

    11.551 17.178

    Total do ativo 364.458 232.248

    Passivo Circulante 2017 2016Fornecedores 40.946 27.481

    Obrigaes tributrias 733 652

    Obrigaes sociais e previdencirias 68.059 41.988

    Outras obrigaes 13.313 12.420

    123.051 82.541Patrimnio socialPatrimnio social 149.707 170.407

    Supervit(dficit) do exerccio 91.700 -20.700

    241.407 149.707

    Total do passivo e de patrimnio social 364.458 232.248

    DEMONSTRAO DO RESULTADOEm Reais (R$)

    Receita decorrente das atividades da entidade 2017 2016Receitas operacionais 2.455.104 2.327.335

    Despesas gerais e administrativas (3.855.038) (3.642.768)

    Despesas Tributrias (22.892) (19.660)

    (1.422.826) (1.335.093)

    Outras Receitas e DespesasOutras receitas Gratuidades 1.493.515 1.333.340

    Despesas financeiras (7.035) (42.685)

    Receitas financeiras 28.046 23.738

    Supervit/(Dficit) do exerccio 91.700 (20.700)

    Outros resultados abrangentes - -

    Resultado abrangente do perodo 91.700 (20.700)

    Obs.: As Demonstraes Financeiras completas foram auditadas pela Mazars Auditores Independen-tes e esto disposio aos associados na sede da Amec.

  • OpinioExaminamos as demonstraes financeiras da Asso-ciao de Investidores no Mercado de Capitais - Amec, que compreendem o balano patrimonial em 31 de dezembro de 2017 e as respectivas demonstraes do supervit, do resultado abrangente, das mutaes do patrimnio social e dos fluxos de caixa para o exerc-cio findo nessa data, bem como as respectivas notas explicativas, incluindo o resumo das principais polti-cas contbeis.

    Em nossa opinio, as demonstraes financeiras acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posio patrimonial e finan-ceira da Associao de Investidores no Mercado de Ca-pitas - Amec em 31 de dezembro de 2017, o desempe-nho de suas operaes e os seus fluxos de caixa para o exerccio findo nessa data, de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil.

    Base para opinioNossa auditoria foi conduzida de acordo com as nor-mas brasileiras e internacionais de auditoria. Nossas responsabilidades, em conformidade com tais normas, esto descritas na seo a seguir, intitulada Responsa-bilidades do auditor pela auditoria das demonstraes financeiras. Somos independentes em relao a Asso-ciao, de acordo com os princpios ticos relevantes previstos no Cdigo de tica Profissional do Contador e nas normas profissionais emitidas pelo Conselho Fede-ral de Contabilidade, e cumprimos com as demais res-ponsabilidades ticas conforme essas normas. Acredi-tamos que a evidncia de auditoria obtida suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinio.

    Responsabilidade da administrao e da Governana sobre as demonstraes financeirasA administrao responsvel pela elaborao e ade-quada apresentao dessas demonstraes financeiras de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como ne-cessrios para permitir a elaborao de demonstraes financeiras livres de distoro relevante, independente-mente se causada por fraude ou erro.

    Na elaborao das demonstraes financeiras, a ad-ministrao responsvel pela avaliao da capacidade da Associao continuar operando, divulgando, quando aplicvel, os assuntos relacionados com a sua continui-dade operacional e o uso dessa base contbil na elabo-rao das demonstraes financeiras, a no ser que a administrao pretenda liquidar a Associao ou cessar suas operaes, ou no tenha nenhuma alternativa rea-lista para evitar o encerramento das operaes. Os res-ponsveis pela governana da Associao so aqueles com responsabilidade pela superviso do processo de elaborao das demonstraes financeiras.

    Responsabilidade do auditor pela auditoria das de-monstraes financeirasNossos objetivos so obter segurana razovel de que as demonstraes financeiras, tomadas em conjunto, estejam livres de distoro relevante, independente-mente se causada por fraude ou erro, e emitir relat-rio de auditoria contendo nossa opinio. Segurana razovel um alto nvel de segurana, mas, no, uma garantia de que a auditoria realizada de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria sempre detectam as eventuais distores relevantes

    Associao de Investidores no Mercado de Capitais Amec

    Relatrio dos auditores independentes sobre as demonstraes financeiras

    Aos AdministradoresAssociao de Investidores no Mercado de Capitais - AmecSo Paulo - SP

    existentes. As distores podem ser decorrentes de fraude ou erro e so consideradas relevantes quando, individualmente ou em conjunto, possam influenciar, dentro de uma perspectiva razovel, as decises eco-nmicas dos usurios tomadas com base nas referidas demonstraes financeiras.

    Como parte da auditoria realizada, de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria, exer-cemos julgamento profissional e mantemos ceticismo profissional ao longo da auditoria.

    Alm disso: Avaliamos a apresentao geral, a estrutura e o con-

    tedo das demonstraes financeiras, inclusive as divul-gaes e se as demonstraes financeiras representam as correspondentes transaes e os eventos de maneira compatvel com o objetivo de apresentao adequada.

    Identificamos e avaliamos os riscos de distoro relevante nas demonstraes financeiras, independen-temente se causada por fraude ou erro, planejamos e executamos procedimentos de auditoria em resposta a tais riscos, bem como obtemos evidncia de auditoria apropriada e suficiente para fundamentar nossa opi-nio. O risco de no deteco de distoro relevante resultante de fraude maior do que o proveniente de erro, j que a fraude pode envolver o ato de burlar os controles internos, conluio, falsificao, omisso ou re-presentaes falsas intencionais.

    Obtemos entendimento dos controles internos re-levantes para a auditoria para planejarmos procedimen-tos de auditoria apropriados nas circunstncias, mas no com o objetivo de expressarmos opinio sobre a efi-ccia dos controles internos da associao.

    Avaliamos a adequao das polticas contbeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contbeis e respectivas divulgaes feitas pela administrao.

    Conclumos sobre a adequao do uso, pela admi-nistrao, da base contbil de continuidade operacio-nal e, com base nas evidncias de auditoria obtidas, se existe uma incerteza relevante em relao a eventos ou condies que possam levantar dvida significativa em relao capacidade de continuidade operacional da associao. Se concluirmos que existe incerteza rele-vante, devemos chamar ateno em nosso relatrio de auditoria para as respectivas divulgaes nas demons-traes financeiras ou incluir modificao em nossa opinio, se as divulgaes forem inadequadas. Nossas concluses esto fundamentadas nas evidncias de au-ditoria obtidas at a data de nosso relatrio. Todavia, eventos ou condies futuras podem levar a associao a no mais se manter em continuidade operacional.

    Comunicamo-nos com os responsveis pela gover-nana a respeito, entre outros aspectos, do alcance planejado, da poca da auditoria e das constataes significativas de auditoria, inclusive as eventuais defici-ncias significativas nos controles internos que identifi-camos durante nossos trabalhos.

    So Paulo, 01 de fevereiro de 2018.

    Mazars Auditores IndependentesCRC 2SP023701/O-8

    Mauro Akio SakanoContador CRC 1SP 143589/O-9

    Associao de Investidores no Mercado de Capitais Amec