Click here to load reader

Revista Inport - Maio e Junho 2016

  • View
    221

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Investimentos Portuários - Setor receberá R$ 51 bilhões até 2042

Text of Revista Inport - Maio e Junho 2016

  • Edio 19 | MAIO E JUNHO DE 2016

    TECNOLOGIAWebportos rene dados de movimentao porturia

    SEGURANAAuditorias apontam falta de treinamentos em Segurana

    NUTICAItaja Sailing Team apresenta novo barco de competio

    iNVESTIMENTOS PORTURIOSSetor receber R$ 51 bilhes at 2042

  • POR 0002 13KE AN REV INPORT 420x265MM.pdf 1 25/04/16 09:57

  • POR 0002 13KE AN REV INPORT 420x265MM.pdf 1 25/04/16 09:57

  • ndice

    CAPAFoto: Reinaldo Garcia Duarte

    Local: Cais do Terminal Portonave/SC

    ExpEDIENTE

    Revista INpORT

    Rua Capito Euclides de Castro, 268 - CoqueirosFlorianpolis/SC - I 48 3248 1676www.editoracrie.com.br

    Jornalismo e Redao:Aline Arajo (DRT/SC 4048)[email protected]

    Administrao e Comercial:Gabriela [email protected] I 48 3248 1676 / 9617 3840

    Web Design e Suporte::Ramon [email protected]

    Distribuio:NACIONAL

    Criao e Diagramao:Ana Sofia Carreo de Oliveira (DRT/SC 4709)[email protected]

    Colaboram com essa edio as assessorias dos Terminais da Portonave, Itapo e dos Portos de Imbituba, So Francisco do Sul, Paranagu e Rio Grande. Alm das assessorias da Intermodal, FIESC, Prosegur e Itaja Sailing Team.

    11RIO GRANDEprimeiro trimestre acumula crescimento na movimentao

    15TECNOLOGIAWebportos rene dados de movimentao porturia

    18SO FRANCISCO DO SUL 2016 e as boas perspectivas

    16pARANAGU Terminal investir 1 bilho em ampliao

    22pORTO DE IMBITUBA Recorde operacional batido pelo segundo ms consecutivo

    23FRUMItaja sedia encontro de portos de Lngua portuguesa

    26INTERMODAL Feira rene os principais players do mercado

    24SEGURANA Coringa participa da ISC Brasil

    25MERCADOInovao a palavra chave

    32TECNOLOGIA CBES entrega mais uma obra no porto de Imbituba

    36INVESTIMENTOFertisanta inicia obra de 40 milhes de reais

    34ENTREVISTAo ingresso de novas empresas no Comrio Exterior

    38SEGURANAAuditorias apontam falta de treinamentos em segurana

    10pOLY TERMINAIS polypack o mais novo servio do Grupo

    8NAVIOS Manuteno essencial

    Edio 19 | MAIO E JUNHO DE 2016

    TECNOLOGIAWebportos rene dados de movimentao porturia

    SEGURANAAuditorias apontam falta de treinamentos em Segurana

    NUTICAItaja Sailing Team apresenta novo barco de competio

    iNVESTIMENTOS PORTURIOSSetor receber R$ 51 bilhes at 2042

    19 INVESTIMENTOSSetor porturio receber R$51 bilhes at 2042

    CApA

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$

    $$$$$$$

    12pORTONAVETem alta na movimentao de contineres

    14SEGURANAprosegur investe no segmento de cargas especiais

    40ITApOTerminal registra aumento no volume e na Receita em 2015

    42NUTICAItaja Sailing Team apresenta novo barco de competio

    44EDUCAOIFSC apresenta um dos nicos barco escola do pas

    COLUNAS

    Milene Zerek Capraro

    46

    Reinaldo Garcia Duarte

    49

    Osvaldo Agripinode Castro Jr.

    48

  • editorial

    UM NOVO BRASIL, SER?O difcil momento poltico pelo qual o Pas est passando reflete em todas re-as propulsoras da economia. Enquanto uns acreditam que o cenrio possa me-lhorar, outros buscam alternativas para conseguir se manter no mercado. Mes-mo diante das dificuldades, os investi-mentos no setor porturio seguem a todo vapor, pelo menos o que anunciou o Governo Federal. Nos ltimos cinco meses j foram autori-zados investimentos de R$ 7,934 bilhes para os portos brasileiros. Esse volume corresponde a 15% dos R$ 51,28 bi-lhes previstos para serem aportados neste segmento logstico at 2042.Outro fator positivo foi a movimentao de cargas no Pas que bateu recorde histrico em 2015, superando 1 bilho de toneladas pela primeira vez na his-tria. O volume alcanou 1,006 bilho de toneladas em 2015, 3,9% acima da movimentao de 2014, que totalizou 968,87 milhes de toneladas. Os da-dos esto na nova plataforma que rene informaes dos portos do Brasil, cha-mada WebPortos, lanada pelo ministro da Secretaria de Portos da Presidncia

    da Repblica (SEP). Alm de investimentos na rea porturia, a Inport traz a notcia de investimentos tambm na rea nutica. A equipe do Itaja Sailing Team - time de vela que representa o municpio em competies oficiais apresentou o novo veleiro de competio. A embarcao pertencia ao velejador Torben Grael, dono de cinco medalhas olmpicas e ser utilizado nas prximas competies do time. No mar, uma outra embarcao tam-bm esta chamando a ateno dos catarinenses. O Cmpus do IFSC em Itaja inaugurou um barco escola intitu-lado Aprendendo com o Mar e a partir desse ano possui mais uma importante ferramenta pedaggica para alunos da Regio. A embarcao um catamar com mais de 12 metros de comprimento que tem capacidade para receber at 30 alunos e que poder ser utilizada em aulas prticas dos cursos tcnicos em Pesca, Recursos Pesqueiros, Aquicultu-ra, entre outros.

    BOA LEITURA!

    5

  • PORTOS PBLICOS E PRIVADOS e Recintos Alfandegados

    DIVERSOS CASES DE SUCESSO

    ATENDENDO A LEGISLAO DO

    ISPS Code E PARA RECINTOS ALFANDEGADOS

    VIGILNCIA ELETRNICA

    CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E VECULO

    > Sala de Monitoramento

    > Unidade de Segurana

    > Projetos de Iluminao

    > Rede Eltrica Comercial

    > Sistema de Antenas

    > Rdio e WiFi

    > Datacenter

    > Servidores

    > Redes lgicas

    > Sistema Backup

    > Projetos de Engenharia

    Civil e Arquitetura

    Rua Alba Dias Cunha, 74

    Bairro Trindade

    Florianpolis | SC

    www.cbes.com.br

    [email protected]

    48 3333-3030

    O trabalho realizado segundo indicaes do comando do navio, com base na experincia e em informaes obtidas nos manuais especializados, alguns deles editados pela Guarda Costeira Americana e a International Chamber of Shipping

    NA MANUTENO DE NAVIOS pETROLEIROS

    LIMPEZA DOS TANQUES ESSENCIAL

    8 I REVISTA INpORT I EDIO 19 I MAIO E JUNHO

    A limpeza de tanques de petrleo essencial para a remoo de resduos dos recipientes. A falta de higienizao devida pode acarretar riscos para o meio ambiente e desgastes na vida til dos tan-ques. E para assegurar a pureza dos produtos a serem carregados a higienizao tcnica deve ser realizada por profissionais qualificados. Osmar Vi-viani, Consultor Tcnico da Consulimp Consultoria e Treinamento explica que a durao, as etapas e a complexidade do servio dependem das caracte-rsticas do tanque, da natureza dos resduos e pro-dutos retirados e da prxima carga a ser carregada. A limpeza de tanques deve obedecer aos critrios tcnicos ambientais e de segurana, pois estas operaes so realizadas em espaos confinados, que contm resduos oleosos, perigosos ou no, diz Viviani. Para tal trabalho os colaboradores necessitam de treinamentos conforme a NR33 (Segurana e sade no trabalho em espaos confinados) NR35 (Trabalho em altura), resgate em reas remotas, atestados e exames de sade conforme o Programa de Preven-o de Riscos Ambientais e Programa de Controle Mdico de Sade Ocupacional, alm de treinamen-tos em reas afins de Procedimentos de Qualidade. de extrema importncia a utilizao de equipa-mentos de proteo individual e coletiva, ferramen-tas e equipamentos certificados para operaes em espaos confinados, que incluem aparelhos de me-dio de gases, exaustores/insufladores, luminrias a prova de exploso, compressores de ar, conjunto de ar autnomo, armrios de distribuio de energia com transformadores para 24 volts, ferramentas a prova de fasca, trip de resgate, maca, kit de pri-

    navios

    Classificao das cargas em relao metodologia da limpeza

    Gorduras e leos animais e vegetais

    Oleos minerais

    Solventes Derivados de petrleo.

    meiros socorros, aparelho de presso entre outros equipamentos necessrios ao bom andamento das atividades, revela Viviani.

    Hidrojateamento Essa uma tcnica prtica e eficaz para a limpeza de tanques de petrleo, uma vez que feita intei-ramente com gua potvel, o que no gera riscos aos profissionais por no conter aditivos qumicos. Outra vantagem do hidrojateamento, segundo Vivia-ni, a economia. A gua possui a presso exata para efetuar a limpeza e a desobstruo dos tan-ques sem agredir a sua superfcie, aumentando sua durabilidade, diz. Alm disso, por ser feito de forma sustentvel, dispensa a limpeza e remoo de part-culas qumicas aps o procedimento.

  • PORTOS PBLICOS E PRIVADOS e Recintos Alfandegados

    DIVERSOS CASES DE SUCESSO

    ATENDENDO A LEGISLAO DO

    ISPS Code E PARA RECINTOS ALFANDEGADOS

    VIGILNCIA ELETRNICA

    CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E VECULO

    > Sala de Monitoramento

    > Unidade de Segurana

    > Projetos de Iluminao

    > Rede Eltrica Comercial

    > Sistema de Antenas

    > Rdio e WiFi

    > Datacenter

    > Servidores

    > Redes lgicas

    > Sistema Backup

    > Projetos de Engenharia

    Civil e Arquitetura

    Rua Alba Dias Cunha, 74

    Bairro Trindade

    Florianpolis | SC

    www.cbes.com.br

    [email protected]

    48 3333-3030

  • O Pacote integra os servios de Frete Martimo e Terminal para Carga Consolidada

    DA pOLY TERMINAIS E pOLY CARGO

    POLYPACK O MAIS NOVO SERVIO

    A PolyPack chegou agregando dois itens funda-mentais para quem deseja utilizar os servios ma-rtimos e de termi

Search related