Click here to load reader

REVISTA PLANETA ÁGUA 144 - MAIO 2016

  • View
    235

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Entidade reúne representantes de diversos segmentos da comunidade em torno de projeto que visa repor a vegetação nativa às margens do Rio das Antas. Exemplo multiplicador!

Text of REVISTA PLANETA ÁGUA 144 - MAIO 2016

  • TMPlaneta Aguawww.revistaplanetaagua.com.br

    Ano XII - 144 - Maio/2016 - 12,00

    Professor Joo Asmar Baltazar Jos dos Santos Anastacio Apostolos Dagios

    AMIGOS DO PARQUEAMIGOS DO PARQUE

    Anpolis abraa a causa dos

    Anpolis abraa a causa dos

  • 05

    25

    75

    95

    100

    ANUNCIO_SUPERVI MAIO_JUNHO

    segunda-feira, 30 de maio de 2016 16:51:40

  • 4 Maio/2016 revistaplanetaagua.com.br

    EXPEDIENTE

    Odilon Alves

    Revista Planeta gua - Publicao mensal da Verstil Consultoria em Direito e Comunicao Social

    Fundada em 2004R. Jornalista Arlindo Cardoso, 850 - B. D. Pedro II

    Anpolis - Gois - Brasil - 75 124 050 (62) 3311-3489 / 3388-4508 / 9151 0193

    revistaplanetaagua.com.br

    Diretor GeralOdilon Alves Rosa

    DRT-GO: 0860/86 - OAB-GO: [email protected]

    Diretora ExecutivaAna Aparecida de Morais

    DRT-GO: 01789/[email protected]

    Correspondentes Dijan de Barros Rosa (Canad)

    [email protected] Christina de Barros Rosa Costa (MS)

    [email protected] Rezende Campos Rosa (Europa)

    [email protected] Morais - Lagoa da Prata - (MG)

    [email protected]

    Julia de Morais Alves Rosa Sofia de Morais Alves Rosa

    Regina Clia Baptista PinheiroLuis MonteiroEgon Krakeke

    Daniel Carvalho - BiolaOrlando Silva (Baiano)

    Pimenta VoadoraViviane Rgia - Paulo Giovani

    Pontos de venda e distribuio(Revistarias e outros)

    Anpolis Magazine Anapolino (Rua Manoel DAbadia)

    Bancas da Rua Scrates Diniz (ao lado do Restaurante

    Cho Goiano)Praa Badia Daher

    Praa James FanstoneRua Engenheiro Portela (ao lado dos Correios)

    Praa Americano do BrasilVila Jaiara (em frente ao SESI)

    GoiniaBanca do Palcio do Governo

    Abadinia (Planalmira)Trilha dos Pireneus

    Corumb de GoisBica Dgua

    PirenpolisJ. Prottis (Em frente Matriz do Rosrio)

    Pousadas - CAT Goiansia

    Pireneus Restaurante

    Tiragem: 1.000 - Periodicidade: mensal Edio 144 - Maio/2016

    Impresso: CIR - Grfica e Editora LTDA - (62) 3202-1150

    As opinies e pontos de vista emitidos nas reportagens e artigos assinados so da inteira

    e total responsabilidade de seus autores

    As j inmeras vezes em que o novo governo brasileiro voltou atrs em decises polmicas so a maior de-monstrao de fora de um povo consciente e vigilante politicamen-te. Essa conscincia e essa vigilncia permanente resultam em um novo tempo na administrao pblica de um pas que, por si s, continuar crescendo e se desenvolvendo gra-as ao seu imensurvel potencial. Imagine este mesmo pas sob uma administrao sria e competente!...Mas essa conscincia e essa vigiln-cia no surgiram da noite para o dia. Elas vm, num crescente movimen-to, desde o perodo colonial com as revoltas e inconfidncias como a de Tiradentes, passando pelas conquis-tas trabalhistas, sociais e polticas, atravessando perodos sombrios, de medo e de luta como o da ditadura militar e ganhando novos contor-nos com o impedimento do ento presidente Collor, a eleio indire-ta de Tancredo Neves, as Diretas J!, a Constituinte Cidad de 1988 e, agora, a admisso do pedido de

    impedimento de Dilma Rousseff.Ao longo de todas essa lutas, o povo brasileiro vem adquirindo maturidade poltica e reafirmando sua cidadania. Com o advento das novas tecnolo-gias, proporcionando comunicao rpida e mobilizao imediata de multides em um clique, os deten-tores do poder se viram encurrala-dos e vigiados 24 horas por dia. Este o complemento que faltava para a elevao do nvel de conscincia poltica e do grau de participao ativa do povo brasileiro nas deci-ses de interesse nacional.Soma-se a ele o exerccio pleno dos deveres institucionais com os poderes constitudos assumindo seus papeis com maior coerncia e independncia.Vigilncia e conscincia poltica. As ferramentas ns j temos e j sabe-mos manuese-las. Exera sua cida-dania. Seja vigilante. Ao menor sinal de corrupo, faa sua parte. Esse o caminho para um novo Brasil, o Brasil que todos ns almejamos para ns, nossos filhos e nossos netos.

    Em nossas mos

  • 6 Maio/2016 revistaplanetaagua.com.br

    10. COMUNICAODiocese de Anpolis comemora oDia Mundial dos Comunicadores Sociais

    15. ESTADOAparecida de Goinia tercomplexo industrial e alfandegrio

    17. EDUCAOCMPG - Anpolis Dr. Cezar Toledoinaugura novo pavilho educacional

    23. ALIMENTAOA importncia da ma para a sade

    25. SADESanta Casa promove Semana da Enfermagem

    50. DEBATESenador Ronaldo Caiado e Ubiratan da SilvaLopes abriram temporada de debates na ACIA

    53. PERSPECTIVAA necessidade de um modelo energticomundial para alcanar justia social

    57. COMUNICAOComunicao tema de palestra no ITEGO

    59. AUTO SOMViva voz por bluetooth:Carro com comunicao mais segura

    62. COMEMORAOSESI comemora o Dia da Indstria

    69. FILOSOFIAMais uma vez, o Amor...

    67. REGISTROMorre o cantor Cauby Peixoto

    70. ANLISESemana do meio ambiente:Vamos semear a boa semente

    01 CAPA

    04. EDITORIAL08. ENTREVISTA12. GOTCULAS30. PERISCPIO

    34. TURISMO35. MUNDO CORPORATIVO54. PLANETINHA65. PESCA ESPORTIVA

    SEES

    SUMRIO

    O anapolino Henrique Meirelles concede uma entrevista atrs da

    outra desde que assumiu o Ministrio da Fazenda do

    Governo Michel Temer. Um resumo de

    vrias dessas entrevistas, publicado nesta edio, revela a inteno do Ministro e do novo

    governo de colocar o Pas nos trilhos do

    crescimento econmico.

    08 ENTREVISTA

    revistaplanetaagua.com.br

    23ALIMENTAOa IMPORTNCIaDa MaPaRa a SaDE

    44ESTTICADEPILaOa LaSER:MITOS E VERDaDES

    29AMAzNIAPaSES SE UNEMPaRa PROTEGERPaRQUES

    Em Anpolis (GO), a Associao dos Amigos do Central Parque Onofre Quinan mobiliza a comunidade para recuperar a vegetao nativa das margens do Ribeiro das Antas. O enga-jamento da socieade surpre-endente e torna-se modelo para outras cidades brasileiras.36-37 (Fotos: Pimenta Voadora, AAPA e Planeta gua)

    38CAVALHADASPIRENPOLISREVIVETRaDIO

  • 8 Maio/2016 revistaplanetaagua.com.br

    HENRIQUE MEIRELLES

    O aumento dos impostos est entre as prioridades do novo governo?O nvel tributrio no Brasil muito elevado. Por outro lado, para que a economia volte a crescer de forma sustentvel, importante agirmos para diminuirmos esse elevado n-vel da tributao. A prioridade hoje o equilbrio fiscal. Caso seja neces-srio um tributo, ele ser aplicado, mas de modo temporrio. Sabemos que o nvel de tributao elevado e que isso atrapalha o crescimento econmico. A meta a diminuio do nvel tributrio, no entanto, va-mos dar prioridade questo da d-vida pblica e a seu crescimento de maneira sustentvel.

    O senhor far questo de nomea-es tcnicas e profissionais para os bancos pblicos?

    Preferencialmente no se deveria

    haver aumento de impostos.

    No entanto, existe uma

    prioridade que o equilbrio das contas pblicas

    Absolutamente. Em primeiro lugar, as nomeaes tm que ser tcnicas, profissionais. No sero nomeados profissionais que no passem em um crivo pessoal meu. Esta uma rea que eu conheo bem, trabalhei muito tempo em bancos, conheo bem, e acredito que teremos condi-es de ter uma administrao tcni-ca e profissional. Em segundo, voc disse a palavra-chave: isto no ins-trumento de poltica. Isto instru-mento, sim, de crdito, de poupana. E, portanto, os bancos pblicos tm que ser administrados como entida-des financeiras pblicas que esto aqui para financiar o consumo e a produo. E isto o que tem que ser feito e que ser feito.

    Henrique Meirelles, 70, na-tural de Anpolis (GO), depois de 28 de carreira no BankBoston, decidiu concorrer a uma vaga de deputado federal pelo PSDB em Gois, seu es-tado natal, em 2002. Foi eleito com 183 mil votos. Logo em seguida, foi convidado por Lula e, em vez de engrossar a oposio, virou um dos principais artfices da confiana do mercado no PT, recm-chegado ao poder. Sua nomeao para o Ban-co Central foi um sinal de Lula ao mercado de que o governo petista

    no promoveria uma eroso nos fundamentos macroeconmicos baseados em responsabilidade fiscal e monetria. Meirelles aca-bou se tornando prximo de Lula, que tentou, de todo jeito, lev-lo para o governo de Dilma, a fim de substituir Joaquim Levy na Fazen-da, no fim do ano passado. Dilma, que no gostava de Meirelles, ficou com Nelson Barbosa. H quem veja na deciso de Meirelles de assumir a Fazenda a ambio de repetir, em 2018, a trajetria de Fernando Henrique Cardoso, nomeado mi-

    nistro da Fazenda por Itamar Fran-co depois do impeachment de Fer-nando Collor. FHC combateu uma crise e acabou eleito presidente. Se for esse o caso, Meirelles (filiado ao PSD desde 2011) ter como maior desafiante Jos Serra, nomeado ministro das Relaes Exteriores. No governo Fernando Henrique, mesmo comandando a Sade, Ser-ra sentia-se vontade para palpitar sobre a economia. Se isso se repe-tir, Meirelles ter de demonstrar mais uma habilidade lidar com intrigas e sair-se bem delas.

    ENTREVISTA

    Caso seja necessrio um tributo, ele ser aplicado, mas de modo temporrio

  • revistaplanetaagua.com.br 9Maio/2016

    Tramita uma proposta de volta da CPMF no Congresso. O senhor vai mant-la ou retir-la?Isso exatamente o que estamos discutindo no momento. exata-mente o tipo de exemplo daquilo que eu estava falando: no adotar uma medida ou uma opinio preci-pitada antes de fazermos exatamen-te uma anlise completa da situa-o. O que existe no momento de despesas ou de encargos ainda no conhecidos? Vamos levantar tudo isso. Qual a trajetria prevista? Que medida vamos tomar de fato para cortar despesas ou para evitar aumento? Com isso, teremos um quadro claro. Essa trajetria de dvi-da sustentvel sem o aumento do imposto? Isso prefervel, por uma outra razo, que voc mencionou: a ca

Search related