Tese Carla

  • View
    339

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Tese Carla

FACULDADE DE LETRASUNIVERSIDADE DO PORTO

Carla de Jesus Torres Moreira

2. Ciclo de Estudos em Histria e Patrimnio ramo Arquivos Histricos

O Arquivo da Casa do Porto: o seu estudo e a sua representao - o modelo sistmico

2012

Orientador: Professora Doutora Fernanda Ribeiro Coorientador: Professora Doutora Ins Amorim

Orientador institucional: Dr. Paula Sofia Fernandes

Classificao:

2. Ciclo de estudos:

Dissertao/relatrio/ Projeto/IPP:

Verso definitiva

Abreviaturas e siglasACP Arquivo da Casa do Porto ADP Arquivo Distrital do Porto AMPNF Arquivo Municipal de Penafiel ANTT Arquivo Nacional da Torre do Tombo SICP Sistema de Informao da Casa do Porto SIF Sistema de Informao Familiar 1. Primeiro 2. Segundo

ii

ResumoOs arquivos de famlia so importantes acervos documentais histricos, que permitem o reconstruir do passado e da sua memria, atravs dos documentos legados dos ncleos familiares, numa aceo atual de sistema de informao familiar. O patrimnio documental destes repositrios acaba por ser possuidor de uma cumplicidade entre a Histria e a Cincia da Informao (na qual a Arquivstica se encontra inscrita) que resulta na agregao destas duas disciplinas, porquanto se pretenda atingir os objetivos e as prticas das mesmas, e que se renem num objeto comum - informao gerada/acumulada por uma ou mais entidades. Assim, o texto aqui apresentado corresponde ao desenvolvimento de um projeto que se integra no trabalho final referente ao 2. Ciclo de Estudos em Histria e Patrimnio ramo Arquivos Histricos. Pretende-se evidenciar, descrever e explanar as componentes tericas e prticas da ao respeitante ao Sistema de Informao da Casa do Porto, na confluncia dos saberes historiogrfico e arquivstico, importantes para a compreenso da Histria Social e Local, e em que se pretende explorar as contribuies que este arquivo familiar, localizado na freguesia de Santa Margarida no concelho Lousada, evidencia. Tendo por base a organicidade deste patrimnio documental, inicimos assim todo um processo e estruturao do acesso informao do Arquivo da Casa do Porto no modelo sistmico.

Palavras-chave: Histria; Cincia da Informao; Sistema de Informao Familiar; Arquivos de Famlia; Arquivo da Casa do Porto; Famlia.

iii

AbstractThe family archives are important historical document collections, which allow the reconstruction of the past and memory, through the documents legacies of households, meaning a current information system family. The documentary heritage of these repositories turns out to be possessed of a complicity between History and Information Science (in which the Archivist is entered) that results in the aggregation of these two disciplines, since it is intended to achieve the objectives and practices of the same, and that come together in a common object - information generated / accumulated by one or more entities. Thus, the text presented here corresponds to the development of a project that integrates the work for the final 2. Cycle Studies in History and Heritage - Historical Archives branch. It is intended to demonstrate, describe and explain the theoretical and practical components of the action concerning the information system of the House of Porto, at the confluence of historiographical and archival knowledge, important for understanding the history Social and Local, and which aims to explore the contributions that this family file, located in the parish of St. Margaret in the county Lousada evidences. Based on the organic nature of this documentary heritage, so we started a whole process and structuring of information access in Casa do Porto Archive on systemic model.

Keywords: History, Information Science, Information System Family; Casa do Porto Archive; Family.

iv

AgradecimentosO nosso primeiro agradecimento dirige-se pessoa que tornou este trabalho exequvel atravs da disponibilizao incondicional de acessibilidade Casa do Porto e ao seu acervo histrico documental Sr. Joo Maria Peixoto de Magalhes. Agradecemos, tambm, Doutora Fernanda Ribeiro, orientadora da Faculdade de Letras, pela dedicao e apoio que nos prestou na orientao do estgio e na concretizao deste relatrio, e coorientadora Doutora Ins Amorim que em muito nos orientou, apoiou e contribuiu para a concretizao de todo o processo, no s no presente trabalho e projeto como tambm ao longo do plano curricular do mestrado. Evidenciamos tambm o apoio e esprito de equipa das amigas e colegas de curso Ana, Joana, Laurinha, Telminha e Vnia. Queremos deixar um agradecimento Dra. Susana Oliveira, vereadora da Cultura da Cmara Municipal de Penafiel, por ter apoiado realizao do estgio no Arquivo Municipal de Penafiel. Dra. Paula Sofia Fernandes, orientadora institucional, Diretora do respetivo arquivo, pelo apoio, motivao e orientao do estgio, bem como a todos os elementos da equipa, pelo seu inestimvel acolhimento e apoio no desenvolvimento do nosso trabalho.

E, por fim, uma palavra de apreo minha unidade familiar - aos meus pais, aos meus irmos, em especial ao Diogo e aos meus avs que permanecem com a sua luz, e a toda a famlia e amigos que representam o melhor do meu acervo biogrfico.

v

SumrioI. INTRODUO ........................................................................................................... 1 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. OBJETIVOS ......................................................................................................... 2 FONTES .............................................................................................................. 3 NOES PREAMBULARES .................................................................................. 5 ESTRUTURA DO RELATRIO .............................................................................. 8

II. PROJETO E RELATRIO DE ESTGIO ......................................................... 10 2.1. 2.2 2.3. 2.4. 2.5. 2.6. DEFINIO DO PROJETO .................................................................................. 10 CONTEXTUALIZAO DO PROJETO .................................................................. 11 NECESSIDADE DE REFORMULAO DO PROJETO ............................................. 12 INSTITUIO DE ACOLHIMENTO ...................................................................... 13 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS......................................................................... 15 ATIVIDADES EXTRACURRICULARES ................................................................ 26

III. ENQUADRAMENTO HISTRICO-ADMINISTRATIVO DA CASA DO PORTO .......................................................................................................................... 27 3.1. AS COMPETNCIAS ADMINISTRATIVAS DO CONCELHO DE LOUSADA EM

ARTICULAO COM A CASA DO PORTO ...................................................................... 28

3.1.1. 3.1.2. 3.1.3. 3.2.

A FREGUESIA DE SANTA MARGARIDA DE LOUSADA .................................. 32 A CASA DO PORTO....................................................................................... 34 A FAMLIA ................................................................................................... 38 O QUADRO DE COMPETNCIAS ADMINISTRATIVAS DO CONCELHO DE LOUSADA

EM ARTICULAO COM A CASA DO PORTO FAMLIA ................................................. 57

IV. ESTUDO ORGNICO-FUNCIONAL DO SISTEMA DE INFORMAO DA CASA DO PORTO ....................................................................................................... 59 4.1 4.2 ARQUIVO DA CASA DO PORTO: O MODELO SISTMICO ................................... 61 ARQUIVO DA CASA DO PORTO APLICAO DO MODELO SISTMICO, ESTUDO

PRELIMINAR ................................................................................................................ 67

CONCLUSO .............................................................................................................. 88 NDICE DE ILUSTRAES ..................................................................................... 89 BIBLIOGRAFIA .......................................................................................................... 91 ANEXOS ....................................................................................................................... 99

vi

O Arquivo da Casa do Porto: o seu estudo e a sua representaoFACULDADE DE LET RAS UNIVERSIDADE DO PORTO

- o modelo sistmico

I. IntroduoO ingresso no curso de mestrado em Histria e Patrimnio surgiu aps a realizao de um estudo e publicao de um livro1 sobre a Casa do Carregal e a Quinta da Tapada, localizada na freguesia de Casais, concelho de Lousada, decorria o ano de 2007. Esta foi uma das inmeras casas nobres2, do concelho, que revela um universo muito rico em diversos aspetos, designadamente ao nvel histrico, social, cultural e econmico. Inicimos ento um percurso em que, ao procurarmos aprofundar esse trabalho, deparamo-nos com a escassez de estudos sobre o patrimnio existente, e com a degradao de grande parte desse patrimnio (mvel, imvel, documental, iconogrfico, ) inerente a essas casas que fazem parte integrante da histria local de Lousada. Esta experincia colocou vrias questes, quer acerca do contributo desta informao para o conhecimento da histria local (do concelho), quer o significado desta casa no contexto do estudo acerca da propriedade privada. Ou seja, a Histria de Lousada passa por estas casas? De que forma o concelho estaria envolvido com cada uma dessas casas e qual a sua relevncia para a Histria do Concelho? Em termos de patrimnio imvel (arquitetnico) como podero contribuir para a identidade de uma localidade? Atravs de que meios se interligavam e relacionavam entre si as famlias destas casas, tanto ao nvel concelhio como tambm ao nvel nacional? Que mecanismos foram adotados pelos