URBANISM ?· Desenho de Mobiliário e Equipamento Urbano: É responsável pelo design do mobiliário…

Embed Size (px)

Text of URBANISM ?· Desenho de Mobiliário e Equipamento Urbano: É responsável pelo design do...

  • URBANISMO Antonio Castelnou

  • Introduo

    Enquanto a atuao profissional do urbanista bastante antiga uma vez que nasceu com a prpria CIDADE em cerca de 4000 a.C. ,

    as teorias cientficas que fundamentariam essa prtica ainda esto em formao.

    Somente em meados do sculo XIX, com as transformaes promovidas pela Revoluo

    Industrial (1750-1830), que o pensamento urbanstico moderno nasceu e passou a se desenvolver (Teoria Urbana), tornando-se,

    ao mesmo tempo, reflexivo e crtico.

  • Desde a Antiguidade, o homem entendeu o

    ESPAO URBANO como campo de interveno,

    projetando cidades novas e ampliando ou fazendo modificaes no traado

    das antigas.

    Porm, foi apenas com os problemas trazidos com a industrializao

    que surgiram as primeiras teorias cientficas a esse respeito, fazendo nascer

    o URBANISMO.

    Vestgios da cidade de Mohendjo-Daro (3000 aC, Vale do Indo - ndia)

    Paris (Frana)

  • Historicamente, as primeiras cidades nasceram graas agricultura, em regies climticas similares Trpico de Cncer e a 30 N Latitude e prximas a grandes rios, que ofereciam condies de cultivo e transporte.

    Trpico de Cncer

    Equador

    30o N Latitude

    4500-3000 aC

    3000-2000 aC

    2000-1200 aC

  • Tell es-Sultan: Stio arqueolgico da antiga Jeric (Cisjordnia - Palestina)

    Aleppo (Sria)

    Damasco (Sria)

    Jubayl: Stio arqueolgico da antiga Byblos (Levant - Lbano)

    PRIMEIRAS CIDADES DO MUNDO

  • Reconstituio da Cidade da Babilnia (605-562 aC, hoje Bagd, Iraque)

    Reconstituio da cidade de Ur (4000 aC, Mesopotmia

    - atual Iraque)

  • Na Antiguidade clssica, o URBANISMO era visto como um conjunto de normas de composio arquitetnica,

    baseado em critrios funcionais, estticos ou construtivos, que foram definidos em parte pelo arquiteto grego

    Hipdamo de Mileto (c.498-408 aC); o criador da planta em retcula ortogonal e do zoneamento funcional.

    Cidade de Mileto (Sc. V aC, Grcia)

    Runas de Mileto, hoje Turquia

  • Vitrvio (Sc. I aC) entendia a cidade como

    artefato artstico e, como tal, deveria seguir os mesmos

    princpios de composio da arquitetura; ideia de foi retomada pelos tratados

    renascentistas.

    As cidades que praticamente desapareceram durante a Idade Mdia, ressurgiram e cresceram a partir da

    RENASCENA, sendo a maioria remodelada graas

    riqueza do clero, nobres e burguesia.

    Roma (Sc. I dC)

    Plano de uma cidade colonial romana (Sc. I aC)

  • Paris (sculo X)

    Roma (Sc. XIV)

    Milo (sc. XV)

    Londres (Sc. XII)

  • Do sculo XV ao XVIII, as experincias urbansticas

    eram fundamentadas somente em questes

    tcnicas e estticas, sem terem uma viso social e poltico-econmica ao se

    abordar a questo urbana.

    Tais critrios usados tambm em projetos de expanso territorial e

    remanejamentos de reas no tinham a preocupao

    de explicar a cidade enquanto um fenmeno

    socioespacial.

    Paris (Sc. XVII)

    Veneza (Sc. XVI)

  • Contudo, no sculo XIX, o processo crescente de

    urbanizao ocasionado pela sociedade industrial

    levou a problemas de equilbrio de sua prpria

    ordem e isto exigiu o maior estudo urbano.

    Historiadores, filsofos e socilogos foram os primeiros a estudar a

    CIDADE INDUSTRIAL, seguidos pelos gegrafos, engenheiros e finalmente

    arquitetos, nascendo assim o urban planning.

    Londres (Sculo XVIII)

  • As bases da urbanstica moderna nasceram

    a partir dos problemas surgidos com a REVOLUO

    INDUSTRIAL (1750-1830), em especial aqueles ligados s

    questes sanitrias e habitao, os quais exigiram medidas urgentes a fim de

    solucion-los durante o sculo XIX na Europa.

    Planejamento Urbano

  • Inicialmente, o planejamento urbano comprometeu-se com

    as classes dominantes na manuteno de seu poder,

    o que fez com que problemas tcnico-funcionais fossem sobrepostos aos sociais.

    Vrias cidades europeias passaram por grandes

    reformas urbanas, nas quais se priorizavam questes de saneamento, arruamento,

    iluminao pblica, arborizao e transporte.

    Plano Cerd (1859, Barcelona - Espanha)

    Plano do Ringstrasse (1860, Viena - ustria)

  • A grande reforma promovida pelo Baro de Haussmann (1809-91) em Paris, entre 1853 e 1870, foi um exemplo da ao urbanstica usada como instrumento de transformao

    da cidade industrial, alm de controle social e poltico.

  • Aos poucos, a CIDADE passou a ser entendida como a espacializao

    (ponto crtico) das relaes sociais, econmicas e

    polticas que interagem dentro de uma sociedade.

    Logo, ela consiste em uma etapa de um processo

    histrico que contnuo, irreversvel e dinmico do desenvolvimento da civilizao humana, que

    deve ser estudado. Plano para a

    Ilha de Manhattan (1811, New York

    EUA)

  • Da reflexo do fenmeno urbanstico nasceu o PLANEJAMENTO

    URBANO ou Urban Planning , que consiste

    em um conjunto de procedimentos racionais, que visam a tomada de decises para conduzir os processos urbanos segundo determinadas metas e objetivos pr-

    estabelecidos.

    Rio de Janeiro RJ (1713)

    Plano de remodelao do Rio (1875)

  • O planejamento moderno adota uma metodologia

    de investigao da questo urbana que se fundamenta em vrias disciplinas, tornando

    assim cidade objeto de conhecimentos histricos, sociolgicos, econmicos, polticos, tecnolgicos e fsico-espaciais: MULTI-DISCIPLINARIDADE.

    Plano-piloto de Braslia DF

    (1957, Lcio Costa)

    Plano-piloto de Braslia DF (1957, M.M.M. Roberto)

  • Desenho Urbano

    At a primeira metade do sculo XX, a nfase da anlise multidisciplinar fez com que os

    arquitetos acabassem migrando para a rea de planejamento urbano apenas em nvel socioeconmico, distanciando-os de seu

    campo inicial, o da conformao de espaos.

    Isto conduziu a vrias crticas ps-modernas alegando um comprometimento da prpria

    concepo da CIDADE como algo concreto, o que tornava os planejadores impotentes no tratamento de soluo ao nvel de desenho.

  • A partir da dcada de 1970, surgiu a necessidade de coexistir ambos conceitos:

    O da cidade como estrutura de foras

    sociais, econmicas e polticas, que

    determinam suas condies e

    caractersticas de desenvolvimento

    (conceito abstrato) e

    O da cidade como espao fsico em que se habita,

    vivifica e transforma (conceito concreto)

  • Nascia assim o desenhista urbano, que um arquiteto mais preocupado com as solues projetuais para os espaos da cidade.

    Denomina-se DESENHO URBANO ou Urban Design o conjunto de atividades de

    interpretao, descrio e representao, atravs da

    linguagem arquitetnica, de um espao especfico, visando

    tanto objetivos esttico-formais como sociofuncionais

    Seaside FL (1978, EUA)

  • O que Poltica Urbana?

    Trata-se do conjunto das normas de Legislao de Desenvolvimento Urbano que visa ordenar as funes sociais da cidade e garantir o bem-estar de seus habitantes.

    No Brasil, ela foi garantida atravs da Constituio Federal de 1988 que estabeleceu a

    obrigatoriedade de planos diretores e foi consolidada

    com o ESTATUTO DAS CIDADES (2001).

  • A aprovao desse Estatuto fez com que a questo

    do planejamento socioambiental passasse

    a ser incorporada s preocupaes de gesto

    urbana no pas, enfatizando a qualidade de vida e a preservao ecolgica.

    Hoje em dia, a CIDADE passou a ser concebida

    como um organismo vivo, o qual interage com o meio ambiente e cujo crescimento

    deve ser acompanhado.

    So Paulo SP

  • Com base em parmetros federais

    e leis estaduais, todos Municpios brasileiros

    incluram artigos referentes poltica

    urbana em suas LEIS ORGNICAS, ou seja, aquelas que regem e

    organizam as instituies de Direito pblico ou privado na cidade.

    Vistas de Curitiba PR

  • A associao do Planejamento e do

    Desenho Urbano ao Poder Pblico na definio dos problemas da cidade e

    na proposio de solues para estes se d

    justamente devido ao intuito da sua

    aplicabilidade atravs da interveno na realidade,

    ou seja, da sua IMPLEMENTAO.

    Zoneamento Urbano Curitiba PR

  • Campos de Atuao

    1. Planejamento Territorial: responsvel pela delimitao de territrios e Estados, considerando o pas como um sistema de zonas integradas (aspecto fsico- cultural) e segundo reas de interesses (zonas geoeducacionais; regies fisiogrficas)

    2. Planejamento de Desenvolvimento Regional:

    responsvel pela definio de regies a serem preservadas,

    revitalizadas ou desenvolvidas, a partir de programas especialmente

    previstos (Litoral paranaense, Regio Pantaneira ou Amaznica, reas

    especficas do Nordeste, etc.)

  • 3. Planejamento de Parques Regionais:

    responsvel pela proposta de reservas ecolgicas (reas

    florestais, matas litorneas, etc.) ou sistemas de parques

    recreacionais ao redor de reas metropolitanas.

    4. Planejamento de reas Metropoli