Vala Clandestina de Perus

  • View
    90

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • VALACLANDESTINA

    DE PERUSDESAPARECIDOS POLTICOS,

    UM CAPTULO NO ENCERRADODA HISTRIA BRASILEIRA

    Procapadigital:Layout 1 8/22/12 2:13 PM Page 1

  • Procapadigital:Layout 1 8/22/12 2:13 PM Page 2

  • 1 edio

    So Paulo2012

    VALACLANDESTINA

    DE PERUSDESAPARECIDOS POLTICOS,

    UM CAPTULO NO ENCERRADODA HISTRIA BRASILEIRA

    RealizaoApoio

    ProVala11VALE_1LHa:vala 9/3/12 4:28 PM Page 1

  • PRESIDENTA DA REPBLICADilma Vana Rousseff

    MINISTRO DA JUSTIAJos Eduardo Cardozo

    SECRETRIA-EXECUTIVAMarcia Pelegrini

    PRESIDENTE DA COMISSO DE ANISTIAPaulo Abro

    VICE-PRESIDENTES DA COMISSO DE ANISTIAEgmar Jos de Oliveira, Sueli Aparecida Bellato

    CONSELHEIROS DA COMISSO DE ANISTIAAline Sueli de Salles Santos, Ana Maria Guedes, Ana Maria Lima de Oliveira, Carolina de Campos Melo,

    Cristiano Otvio Paixo Arajo Pinto, Edson Cladio Pistori, Ena de Stutz e AlmeidaHenrique de Almeida Cardoso, Jos Carlos Moreira da Silva Filho, Juvelino Jos Strozake, Luciana Silva Garcia

    Mrcia Elayne Berbich de Moraes, Marina da Silva Steinbruch, Mrio Miranda de AlbuquerqueNarciso Fernandes Barbosa, Nilmrio Miranda, Prudente Jos da Silva Mello, Rita Maria de Miranda Sipahi

    Roberta Camineiro Baggio, Rodrigo Gonalves dos Santos,Vanda Davi Fernandes de Oliveira, Virginius Jos Lianza da Franca

    SECRETRIO-EXECUTIVO DA COMISSO DE ANISTIAMuller Luiz Borges

    COORDENAO-GERAL DE MEMRIA HISTRICA DA COMISSO DE ANISTIAMarcelo D. Torelly

    SECRETRIA-EXECUTIVA SUBSTITUTAAmarilis Busch Tavares

    COORDENADORA DE POLTICAS DE JUSTIA DE TRANSIO E MEMRIA HISTRICARosane Cavalheiro Cruz

    O presente projeto foi apresentado no ano de 2011 II Chamada Pblica do Projeto Marcas da Memria,da Comisso de Anistia do Ministrio da Justia, e selecionado por Comit independente para fomento.

    A realizao do projeto objetiva atender as misses legais da Comisso de Anistia de promovero direito reparao, memria e verdade, permitindo que a sociedade civil e os anistiados polticosconcretizem seus projetos de memria. Por essa razo, as opinies e dados contidos na publicao

    so de responsabilidade de seus organizadores e autores, e no traduzem opinies do Governo Federal,exceto quando expresso em contrrio.

    ProVala11VALE_1LH:vala 8/22/12 1:52 PM Page 2

  • VALACLANDESTINA

    DE PERUSDESAPARECIDOS POLTICOS,

    UM CAPTULO NO ENCERRADODA HISTRIA BRASILEIRA

    ProVala11VALE_1LH:vala 8/22/12 1:52 PM Page 3

  • ARTIGOSEugenia Augusta Gonzaga

    talo CardosoIvan Aksehuld Seixas

    Luiz HespanhaLuiza Erundina de Souza

    Jos Pablo Baraybar Marlon Alberto Weichert

    Maria Amlia de Almeida TelesPaulo Abro

    Suzana Keniger Lisboa Tereza Lajolo

    PROJETOInstituto Macuco

    Danilo Fernandes CostaDiretor Executivo

    ORGANIZAOtalo Cardoso

    Laura Bernardes

    COORDENADOR EDITORIALLuiz Hespanha

    PESQUISA BIBLIOGRFICAAndrea Pacheco

    CAPAZapt Editora

    Fotos: Marcelo Vigneron

    PROJETO GRFICO E EDITORAOZapt Editora

    www.institutomacuco.com.br

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)(Cmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

    Desaparecidos Polticos um captulo no encerrado da Histria Brasileira / [edio de textoInsttuto Macuco]. So Paulo: Ed. do Autor, 2012. (Desaparecidos Polticos um captulono encerrado da Histria Brasileira; v. 1)

    Bibliografia.1. Vala de Pers (So Paulo, SP) - Bairro - Descrio 2. Vala de Pers (So Paulo, SP) -Bairro - Histria I. Insttuto Macuco. II. Srie.

    200 pginasISBN 978-85-00000-00-0

    12-01650 CDD-981.611

    ndices para catlogo sistemtico:1. Desaparecidos Polticos um captulo no encerrado da Histria Brasileira : So Paulo :

    Histria 981.611

    ProVala11VALE_1LH:vala 8/22/12 1:52 PM Page 4

  • APRESENTAO

    Marcas da memria:um projeto dememria e reparaocoletiva para o Brasil 7

    Ministrio da Justia

    A Vala de Peruse a questodemocrtica 10

    Instituto Macuco

    Trabalho fundamentalpara a democracia 14

    Ncleo Memria

    ANEXOS IMPRESSOS

    1 Siglas eabreviaturas 145

    2 Fotos 1463 CPI Perus/

    Desaparecidos 1574 Relatrio final

    da ComissoEspecial 261/90 194

    CONTEDO DO CDR

    1 Os volumes da CPI2 ntegra do livro

    3 A primeiracomissoda verdade 23

    Luiz Hespanha

    2 A valade Perus 21Luiza Erundina de Sousa

    6 A indignciahumana! 103Tereza Lajolo

    4 Uma ditaduracontra o povoe o pas 43

    Ivan Seixas

    9 Desapariese desaparecidosna Amrica Latina 134

    Jos Pablo Baraybar

    5 A vala de Perus:um marco histricona busca da verdadee da justia! 51

    Maria Amlia de Almeida TelesSuzana Keniger Lisboa

    8 A questo dosdesaparecidospolticos no Brasil. Perspectivascom a ComissoNacionalda Verdade 117

    Marlon Alberto Weichert

    7 As ossadas dePerus e a atuaodo MinistrioPblico Federalem So Paulo 106

    Eugnia Augusta Gonzaga

    1 INTRODUOMais um passono caminhoda Justia 17

    talo Cardoso

    ProVala11VALE_1LHa:vala 9/3/12 4:14 PM Page 5

  • ProVala11VALE_1LH:vala 8/22/12 1:52 PM Page 6

  • Paulo Abro Doutor em Direito pela PUC/RJ.Mestre em Direito pela Unisinos(Universidade do Vale do Rio dosSinos/RS) e especialista emDireitos Humanos e Processos deDemocratizao pela Universidadedo Chile. Foi coordenador doDepartamento de Direito Pblicoda PUC/RS. Foi membro doGrupo de Trabalho da Presidnciada Repblica para a elaboraodo projeto de lei para a criao daComisso Nacional da Verdade(2009). Integrou a MissoBrasileira sobre a Lei de Anistiajunto Comisso Interamericanade Direitos Humanos CIDH, naOEA - Organizao dos EstadosAmericanos em Washington(2008). Coordenador Geral daComisso de Implantao doMemorial da Anistia Poltica noBrasil e presidente da Comissode Anistia do Ministrio da Justia.

    7

    Marcas da memria: um projeto dememria e reparao coletiva para o Brasil

    Criada h dez anos, em 2001, por meio de medida provisria,a Comisso de Anistia do Ministrio da Justia passou aintegrar em definitivo a estrutura do Estado brasileiro noano de 2002, com a aprovao de Lei n. 10.559, que

    regulamentou o artigo 8 do Ato das Disposies ConstitucionaisTransitrias. Tendo por objetivo promover a reparao de violaes adireitos fundamentais praticadas entre 1946 e 1988, a Comissoconfigura-se em espao de reencontro do Brasil com seu passado,subvertendo o senso comum da anistia enquanto esquecimento. A Anistiano Brasil significa, a contrrio senso, memria. Em seus 10 anos deatuao, o rgo reuniu milhares de pginas de documentao oficialsobre a represso no Brasil e, ainda, centenas de depoimentos, escritos eorais, das vtimas de tal represso. E deste grande reencontro com ahistria que surgem no apenas os fundamentos para a reparao sviolaes como, tambm, a necessria reflexo sobre a importncia dano repetio destes atos de arbtrio.

    Se a reparao individual meio de buscar reconciliar cidados violados,que tem ento a oportunidade de verem o Estado reconhecer que errou paracom eles, devolvendo-lhes a cidadania e o patrimnio roubados, por sua vez,as reparaes coletivas, os projetos de memria e as aes para a norepetio tm o claro objetivo de permitir a toda a sociedade conhecer,compreender e, ento, repudiar tais erros. A afronta aos direitos fundamentaisde qualquer cidado singular igualmente ofende a toda a humanidade quetemos em comum, e por isso que tais violaes jamais podem seresquecidas. Esquecer a barbrie equivaleria a nos desumanizarmos.

    Partindo destes pressupostos e, ainda, buscando valorizar a lutadaqueles que resistiram por todos os meios que entenderam cabveis

    APRESENTAO

    FOTO

    : AR

    QU

    IVO

    PESS

    OA

    L

    ProVala11VALE_1LH:vala 8/22/12 1:52 PM Page 7

  • 8

    Vala Clandestina de Perus

    a Comisso de Anistia passou, a partir de 2008, a realizar sesses de apreciaopblica em todo o territrio dos pedidos de anistia que recebe, de modo a tornar opassado recente acessvel a todos. So as chamadas Caravanas da Anistia. Ao faz-lo, transferiu seu trabalho cotidiano das quatro paredes de mrmore do Palcio da Justiapara a praa pblica, para escolas e universidades, associaes profissionais esindicatos, bem como a todo e qualquer local onde perseguies ocorreram. Assim,passou a ativamente conscientizar as novas geraes, nascidas na democracia, daimportncia de hoje vivermos em um regime livre, que deve e precisa seguir sempresendo aprimorado.

    Com a ampliao do acesso pblico aos trabalhos da Comisso, cresceramexponencialmente o nmero de relatos de arbitrariedades, prises, torturas... mastambm, pode-se romper o silncio para ouvir centenas de depoimentos sobreresistncia, coragem, bravura e luta. neste contexto que surge o projeto Marcas daMemria, que expande ainda mais a reparao individual em um processo de reflexoe aprendizado coletivo, fomentando iniciativas locais, regionais e nacionais quepermitam queles que viveram um passado sombrio, ou que a seu estudo se dedicaram,dividir leituras de mundo que permitam a reflexo crtica sobre um tempo que precisaser lembrado e abordado sob auspcios democrticos.

    Para atender estes amplos e inovadores propsitos, as aesdo Marcas da Memria esto divididas em quatro campos:

    1. Audincias Pblicas: atos e eventos para promover processos de escuta pblica dosperseguidos polticos sobre o passado e suas relaes com o presente.

    2. Histria oral: entrevistas com perseguidos polticos baseada em critrios tericometodolgicos prprios da Histria Oral. Todos os produtos cam disponveis no Memorialda Anistia e podero ser disponibilizadas nas bibliotecas e centros de pesquisa dasuniversidades participantes do projeto para acesso da juventude, sociedade epesquisadores em geral;

    3. Chamadas Pblicas de fomento iniciativas da Sociedade Civil: por meio deChamadas Pblicas a