Versao Final Projeto Monografia

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Nutricao Androiddfddddd

Text of Versao Final Projeto Monografia

4

Universidade CeumaPr-Reitoria de GraduaoCurso de Sistemas de Informao

DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMANTA MOBILE PARA ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL

Autor: Rafael Freitas QuixabeiraOrientador: Will Almeida

So Lus MA2013

Rafael Freitas Quixabeira

DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMENTA MOBILE PARA ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL

Projeto de Monografia apresentado disciplina de Orientao de Trabalho Final de Curso, como requisito para a obteno de nota.

Orientador: Will Almeida

So Lus - MA2013

SUMRIO

1TEMA42DELIMITAO DO PROBLEMA43OBJETIVOS53.1GERAL53.2ESPECFICOS54JUSTIFICATIVA65REFERENCIAL TERICO75.1NUTRIO75.2SADE E TECNOLOGIA DA INFORMAO85.3SISTEMAS DE INFORMAO85.4LINGUAGEM E PLATAFORMA JAVA105.5PLATAFORMA ANDROID125.6WEB SERVICE156PROCEDIMENTOS METODOLGICOS187CRONOGRAMA DE EXECUO198REFERNCIAS20

1TEMA

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx (??????????????????)

2DELIMITAO DO PROBLEMA

Em grande parte dos aplicativos de auxilio da dieta, como o "Medida Certa", no incluem o acompanhamento de um profissional, no existindo interao com um nutricionista. Eles agem de forma genrica, sem levar em conta as particularidades de cada individuo.

Alm de tudo, no existe uma forma de comprovar que os dados do paciente inseridos no software, condizem com a realidade. Dados esses como peso, altura e idade, que so utilizados para clculos, como o IMC (ndice de Massa Corprea), que servem de embasamento para o software propor o tratamento. Se as informaes inseridas no so reais o tratamento proposto no ir funcionar, inclusive podendo gerar problemas a sade do individuo.

interessante tambm citar que nesses clculos so utilizados muitas vezes parmetros aleatrios, sem base cientfica, fazendo com que os dados inseridos pelo paciente mesmos que fidedignos resultem em informaes errneas sobre o tratamento que ser proposto.

Esses aplicativos levam em conta que o paciente seguir a risca, sem falhas, o tratamento proposto pelo software, Sem considerar, entretanto, possveis desvios de conduta ao tratamento e sem formas de resolv-los de forma sadia.

Diante de tantos problemas encontrados em software nutricionais, ser que possvel utilizar os smartphones de forma a tornar eficiente o tratamento de pacientes que procuram os profissionais da rea de nutrio?

3OBJETIVOS

3.1GERAL

Desenvolver um software para auxiliar o profissional de nutrio e o paciente no acompanhamento dirio de suas rotinas alimentares.

3.2ESPECFICOS

Investigar os aplicativos de acompanhamento nutricional em ferramentas computacionais mveis. Consultar os profissionais de nutrio o que o software poderia proporcionar para ajudar no tratamento de seus pacientes. Avaliar as melhores ferramentas de desenvolvimento de software e a infra-estrutura necessria para o correto funcionamento do sistema. Avaliar a funcionalidade da ferramenta em conjunto com profissionais da rea.

4JUSTIFICATIVA

O acompanhamento dos pacientes feito em consultas regulares com um perodo de tempo relativamente longo entre elas. Possibilitando que o conhecimento a respeito da eficincia e adeso ao tratamento por parte paciente seja descoberto apenas durante essas consultas.

Assim, com o intuito de estreitar este acompanhamento, esta pesquisa se prope a desenvolver uma ferramenta que diminua os problemas j citados, de forma a aumentar as possibilidades de um tratamento funcional.

Desse modo, o aplicativo proposto visa contribuir com os profissionais de nutrio a conhecer melhor os hbitos alimentares de seus pacientes, de forma exclusiva, podendo dessa forma atribuir-lhes uma tratamento que melhor se aplica a ele. Por meio desta proposta a sociedade como um todo poderia ser beneficiada com uma ferramenta que lhe permita uma relao profissional mais prxima sem que sejam necessrias locomoes at a clnica do nutricionista.

Alm do que j foi demonstrado, o aplicativo tem potencial para transformar o ambiente de tecnologia de uma clinica de nutrio num parceiro estratgico do negcio. Proporcionando uma forma inovadora de empreendedorismo e gerao de renda.

5REFERENCIAL TERICO

Durante esta seo sero apresentados alguns conceitos necessrios para uma melhor compreenso deste trabalho.

5.1NUTRIO

extremamente conhecida a expresso somos o que comemos, na qual demonstra que aquilo que digerimos diariamente afeta diretamente vria pontos vitais do ser humano. A fim de compreender quais alimentos possuem os elementos essenciais para uma boa sade, a nutrio tomou esta responsabilidade para si.

Ter uma alimentao balanceada e equilibrada aliada a bons hbitos, como a prtica regular de atividade fsica, contribui para a melhoria da sade e da qualidade de vida em qualquer idade. [Mesa Brasil, 2003]

Sua misso estudar a composio dos alimentos e das necessidades individuais de cada um. Alm disso, conhecer todo o processo no qual o organismo ingere, absorve, transporta, utiliza e excreta os nutrientes. [VENDA, 2011]

No entanto para conhecer individualmente cada individuo o primeiro passo para um acompanhamento nutricional a avaliao. Atravs dela possvel descobrir quais as deficincias nutritivas isoladas ou globais de nutrientes. Com essas informaes em mos o nutricionista faz a escolha da teraputica clinica e diettica que melhor se aplica. Tendo como responsabilidade a correo dos dficits de nutrientes percebidos atravs da avaliao. [OLIVEIRA, 2007]

O presente trabalho tem como intuito desenvolver um software capaz de promover o acompanhamento de uma terapia diettica do paciente de forma domiciliar, sem abrir mo do acompanhamento profissional, aumentando a capacidade de um tratamento eficiente.

5.2SADE E TECNOLOGIA DA INFORMAO

Diversas reas que atuam com base no conhecimento cientifico tem adotado largamente o uso da tecnologia no apoio a suas atividades profissionais. Na rea de sade em especial, a forma de obter, buscar e processar a informao tem ainda sido utilizado dentro do modelo industrial, centrado no papel. [Wechsler , 2003]De acordo com Bonome (2012), a tecnologia da informao tem seu uso reconhecido e incentivado pela Organizao das Naes Unidas (ONU) e Organizao Mundial da Sade (OMS), criando-se at um novo conceito chamado de mHealth (mobile health). Que so praticas mdicas apoiadas em aparatos portteis e mveis, como: smartphones, PDA's e aparelhos sem fio. [WHO , 2011]O elevado custo de medicao, assistncia e reabilitao tem levado a buscar-se alternativas para a reduo dos custos sem abrir mo da qualidade do servio prestado e de vida dos pacientes. Uma dessas estratgias tem sido a reduo do tempo de internao hospitalar, acompanhamento domiciliar e auto-cuidado. [MACHADO , 2008]

Os pacientes querem melhorar sua educao e serem capazes de atuar mais ativamente no controle de sua sade (patientemporwerment); os profissionais necessitam de informao para tomarem decises, se manterem atualizados e tambm melhorarem o gerenciamento de seus negcios; planos de sade e outras empresas de sade precisam de informao para gerenciar os custos e a qualidade dos atendimentos. [Sacks, 1999 apud Costa, 2001)]

O presente trabalho tem como objetivo justamente desenvolver um software que trate do paciente de forma domiciliar sem abrir mo, muito pelo contrario, aumentando a capacidade de um tratamento eficiente.

5.3SISTEMAS DE INFORMAO

A alta carga de informao e processos torna praticamente invivel a administrao de uma empresa, independentes do seu porte, sem a utilizao de ferramentas computacionais. Isso pode ser comprovado de acordo com a Agncia Key Stone Strategy (2006), que diz que empresas que investem em tecnologia, possuem desempenho nos negcios quase duas vezes superior as organizaes que menos investem.

O grande investimento tem como finalidade obter os mais importantes objetivos organizacionais de uma empresa:

Excelncia Profissional Novos Produtos e Servios Relacionamentos mais estreitos com clientes e fornecedores Melhor tomada de deciso por todos os funcionrios Vantagem competitiva Sobrevivncia[Laudon, 2006]

A fim de alcanar tais objetivos parte do que investido em TI, reservado aos Sistemas de Informao que de acordo com Stair (1998), so componentes inter-relacionados que manipulam a informao afim de fornecer um mecanismo de feedback. So ferramentas muito utilizadas no apoio a deciso, distribuio da informao, coordenao e controle da organizao.Devido natureza do que os colaboradores da empresa so responsveis, necessria uma srie de diferentes tipos sistemas a fim de fornecer toda a informao necessria instituio. A seguinte tabela, desenvolvida por Earl (1998), leva em conta o nvel de gesto para tipificar o sistema necessrio para cobrir as necessidades do nvel em questo:

Tabela 1: Tipos de Sistemas de Informao levando em conta o nvel de GestoNvel de GestoTipo de Sistema

Planejamento EstratgicoSistema de Informao Estratgico

Controle de GestoSistema de Apoio Deciso

Controle OperacionalSistema de Processamento de Transaes

Fonte: Earl (1998)Pretende-se que o software proposto possa atuar principalmente nos nveis de Controle Operacional e de Controle de Gesto. Alm de obter os requisitos organizacionais citados anteriormente.

5.4LINGUAGEM E PLATAFORMA JAVA

O Java foi criado inicialmente com a proposta de rodar em pequenos dispositivos como TVs e videocassetes, no entanto, fez sucesso mesmo trabalhando no lado do servidor. [Caelum, 2013]

Foi criada pela empresa SUN, tendo sido lanada no an