Zoetis - Excelência em Dermatologia - Insights de ... ?· ExcelenciaEmDermatologia.com g Insights de…

Embed Size (px)

Text of Zoetis - Excelência em Dermatologia - Insights de ... ?· ExcelenciaEmDermatologia.com g Insights...

  • ExcelenciaEmDermatologia.com g Insights de Conhecimento Clnico

    2015 Zoetis Inc. All rights reserved.

    18.1

    INTRODUO

    Os mastocitomas (MCT) so neoplasmas que normalmente se desenvolvem na pele e nos tecidos

    subcutneos, geralmente no tronco e nos membros dos ces; eles representam o segundo tipo mais

    comum de tumor encontrado em ces.

    Raas de ces que apresentam predisposio ao desenvolvimento de MCT incluem os descendentes

    de buldogues (Boxers, Pugs etc), Labrador e Golden retrievers, alm dos Shar-peis.

    O MCT apresenta uma ampla gama de comportamentos biolgicos, indo desde doena benigna, que

    rapidamente curada atravs de remoo cirrgica, at tumores agressivos que entram em metstase

    disseminada resultando em bito dos ces afetados.

    Embora as alteraes celulares que guiam o MCT em vrios ces no sejam conhecidas, de 25 a 50%

    dos casos agressivos de MCT possuem uma mutao no receptor da superfcie celular denominado

    KIT que guia o crescimento descontrolado das clulas malignas nesses tumores.

    MASTOCITOMAS - CANINO

    CONTEDO

    INTRODUO : 18.1

    COMO SE APRESENTA? : 18.2

    O QUE MAIS SE APRESENTA DESTA MANEIRA? : 18.2

    COMO POSSO DIAGNOSTICAR? : 18.2

    BIBLIOTECA DE IMAGENS PATOLGICAS : 18.3

    COMO DEVO TRATAR? : 18.4

    COMENTRIOS : 18.5

    REFERNCIAS : 18.5

    Insight de Conhecimento Clnico criado por Cheryl A. London, DVM, PhD, DACVIM (Oncology)

    DERMATOSES NEOPLSICAS

    INSIGHTS DE CONHECIMENTO CLNICO

  • 18.2ExcelenciaEmDermatologia.com g Insights de Conhecimento Clnico g

    2015 Zoetis Inc. All rights reserved.

    MASTOCITOMAS - CANINO

    J existem diversas terapias disponveis para tratar MCT agressivo em ces e o resultado em longo prazo

    melhorou significativamente atravs do uso de uma abordagem multimodal de tratamento, que inclui

    cirurgia, radioterapia, quimioterapia, e inibidores de pequenas molculas que tm como alvo o KIT.

    COMO SE APRESENTA?

    O MCT mais comumente se apresenta como um ndulo isolado, com ou sem pelos, e de 1 a 3 cm de

    dimetro (Biblioteca de Imagens Patolgias Figura 1).

    Alguns ces apresentam diversos MCT (2-3), embora isto no necessariamente afete o prognstico

    geral (Biblioteca de Imagens Patolgias Figura 2).

    Ocasionalmente, os donos relatam que o tumor parece aumentar e depois diminuir de tamanho ao

    longo de vrios dias; esta mudana de aparncia geralmente secundria liberao de histamina

    pelos mastcitos malignos, causando edema local.

    Como os tumores podem ser pruriginosos, trauma por arranhadura ou lambedura pode causar

    ulcerao e, com menor frequncia, infeco secundria.

    Os mastcitos contm uma srie de mediadores, incluindo citocinas, prostaglandinas, proteases, alm

    de histamina e heparina, que podem ser liberadas por este tipo de clula. O aumento dos nveis de

    histamina no sangue pode predispor ao desenvolvimento de lceras gstricas, sendo que os ces

    afetados podem apresentar histrico de vmitos e/ou diarreia.

    MCT podem permanecer com seus tamanhos inalterados por vrios meses ou anos nos ces;

    normalmente, isto indica um comportamento mais benigno; em compensao, os tumores que

    crescem rapidamente tendem a exibir um comportamento biolgico agressivo e resultar em doena

    metasttica (Biblioteca de Imagens Patolgias Figura 3).

    O QUE MAIS SE APRESENTA DESTA MANEIRA?

    MCT so geralmente denominados os grandes enganadores, pois podem parecer qualquer coisa, inclusive:

    g Fibropapiloma/adenoma sebceo

    g Cisto epidrmico de incluso

    g Ferida que no cicatriza

    g Lipoma (Biblioteca de Imagens Patolgias Figura 4)

    COMO POSSO DIAGNOSTICAR?

    A avaliao citolgica de materiais aspirados com agulha fina o mtodo mais fcil de diagnosticar

    um MCT; MCT mal diferenciados podem conter poucos ou nenhum grnulo, necessitando de

    coloraes especiais. Alm disso, s vezes os grnulos dos mastcitos no so tingidos com Diff-

    Quick, tornando o uso de colorao Wright-Giemsa necessrio para um diagnstico definitivo.

  • : TUMOR DE MASTCITOS - CANINOBIBLIOTECA DE IMAGENS PATOLGICAS

    18.3ExcelenciaEmDermatologia.com g Insights de Conhecimento Clnico g

    2015 Zoetis Inc. All rights reserved.

    MASTOCITOMAS - CANINO

    Figura 2. MCT mltiplos grau 2 no abdmen ventral.Figura 1. MCT na regio do perneo

    Figura 4. MCT subcutneo recorrente tipo lipoma.

    Figura 6. MCT grau 2 recorrente no trax ventral craniano.

    Figura 3. MCT grau 3 recorrente com metstases cutneas satlite.

    Figura 5. MCT subungueal grau 2.

  • 18.4ExcelenciaEmDermatologia.com g Insights de Conhecimento Clnico g

    2015 Zoetis Inc. All rights reserved..

    MASTOCITOMAS - CANINO

    Se for difcil realizar um diagnstico citolgico, uma biopsia por agulha ou puno pode ser feita; este

    mtodo prefervel a biopsias incisionais maiores, j que a liberao de mediadores dos mastcitos

    pode resultar em prejuzo da coagulao e retardamento da cura da ferida.

    Biopsia excisional necessria para graduao histolgica, que baseada em diversas caractersticas,

    inclusive grau de invaso, ndice mittico, clulas atpicas etc.

    Os testes em ces com MCT devem incluir testes padro como hemograma completo, perfil

    bioqumico e urinlise. Alm disso, os ndulos linfticos regionais devem ser avaliados atravs de

    aspirao com agulha fina (antes da remoo do tumor) para verificao de metstase. Por fim,

    ultrassonografia abdominal e radiografias torcicas devem ser realizadas em ces cujo MCT demonstre

    sinais de comportamento biologicamente agressivo.

    importante observar que materiais aspirados com agulha fina do fgado e bao devem ser obtidos

    em todos os ces com MCT agressivo, j que estes rgos podem apresentar uma aparncia

    ultrassonogrfica normal, a despeito da presena de doena metasttica.

    VDEOS DE TCNICAS DE DIAGNSTICO: ExcellenciaDermatologia.com g Biblioteca Educativa g Videos

    SEES DE TCNICAS DE DIAGNSTICO: ExcellenceInDermatology.com g Diagnostic Techniques

    COMO DEVO TRATAR?

    Existem vrios indicadores prognsticos que ajudam a orientar o tipo de terapia para um determinado

    MCT. Entes eles, esto:

    g Raa: Pugs e Boxers tendem a desenvolver MCT benigno, enquanto Shar-peis tendem a desenvolver

    a forma agressiva de MCT

    g Sinais clnicos: ces com vmitos, diarreia e fraqueza tendem a apresentar um prognstico pior

    g Taxa de crescimento: MCT sem alterao de aparncia por > 6 meses so geralmente menos

    agressivos

    g Estgio: ces com vrios MCT independentes podem no ter um prognstico pior, mas

    envolvimento significativo dos ndulos linfticos (ou seja, ndulos aumentados e apagados) e/ou

    envolvimento de rgos abdominais indicam doena agressiva.

    g Localizao: MCT nos tecidos subcutneos so geralmente menos agressivos; os localizados no

    focinho e leito ungueal (Fig. 5) possuem um alto ndice de metstase.

    g Grau: tumores grau 1 so normalmente benignos, enquanto que tumores de grau 3 so normalmente

    malignos; cerca de 75% dos tumores de grau 2 (Fig 6) apresentam comportamento agressivo. Um

    novo sistema de graduao de tumores (aguardando validao) foi desenvolvido para orientar a

    tomada de decises, sendo que este sistema separa o MCT em tumores de grau baixo e grau alto.

    g Marcadores de proliferao: ndice mittico, Ki67 e outros so geralmente teis para determinar a

    probabilidade de que um MCT venha a se espalhar.

    https://online.zoetis.com/US/EN/Conditions/Pages/Dermatology/videos.aspxhttps://online.zoetis.com/US/EN/Conditions/Pages/Dermatology/diagnostic-techniques.aspx
  • 18.5ExcelenciaEmDermatologia.com g Insights de Conhecimento Clnico g

    2015 Zoetis Inc. All rights reserved.

    MASTOCITOMAS - CANINO

    g Mutao do KIT: este exame est sendo atualmente oferecido atravs de diversos laboratrios de

    diagnstico; a mutao est associada a um risco maior de recorrncia local, metstase e morte.

    O ponto principal do tratamento de MCT exciso cirrgica ampla (margens laterais de 2-3 cm,

    profundidade de 1 plano fascial).

    Radioterapia (RT) extremamente eficaz na eliminao de clulas tumorais residuais aps excises

    incompletas; evidncias recentes sugerem que RT tambm pode ser eficaz no controle de MCT que

    no podem ser tratados com remoo cirrgica.

    O uso de quimioterapia indicado aps a remoo de MCT de grau 3, MCT metastticos, MCT no

    removveis por cirurgia, ou para qualquer outro tipo de MCT com indicadores de prognstico negativo.

    g Prednisona: este medicamento possui atividade contra a maior parte dos MCT, com uma reduo

    de at 75% do tamanho aps o tratamento. Este medicamento geralmente includo em todos os

    protocolos de tratamento, j que ele tambm ajuda a reduzir a liberao de mediadores

    pelos mastcitos.

    g Vinblastina: este o agente quimioterpico mais comumente usado em casos de MCT.

    g Agentes alquilantes, como lomustina, clorambucil e hidroxiureia tambm possuem atividade contra

    MCT, embora estes sejam geralmente considerados menos eficazes do que a vinblastina.

    Inibidores de pequenas molculas de KIT, como fosfato de toceranib (Palladia) so indicados para o

    tratamento de MCT recorrente com mutaes de KIT (ndice de resposta de 70 a 90%); o toceranib

    tambm pode ter atividade contra MCT sem mutao de KIT (ndice de resposta de 30%).

    Cuidados de apoio, incluindo um inibidor de bomba de prton para reduzir a produo de cido

    gstrico e um antagonista de H1 para bloquear os efeitos da histamina no msculo liso so indicados

    em todos os ces com a forma agressiva de MCT. Sucralfato tambm pode ser usado e