9.resolu§£o cne ceb n 5 2009

  • View
    236

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of 9.resolu§£o cne ceb n 5 2009

  • RESOLUO CNE/CEB n5, de 17 de Dezembro de 2009

    Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educao Infantil

    Professor Ulisses Vakirtzis

  • Art. 2 As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educao Infantil articulam-se com as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educao Bsica e renem princpios, fundamentos e procedimentos definidos pela Cmara de Educao Bsica do Conselho Nacional de Educao, para orientar as polticas pblicas na rea e a elaborao, planejamento, execuo e avaliao de propostas pedaggicas e curriculares.

  • Art. 4 As propostas pedaggicas da Educao Infantil devero considerar que a criana, centro do planejamento curricular, sujeito histrico e de direitos que, nas interaes, relaes e prticas cotidianas que vivencia, constri sua identidade pessoal e coletiva, brinca, imagina, fantasia, deseja, aprende, observa, experimenta, narra, questiona e constri sentidos sobre a natureza e a sociedade, produzindo cultura.

  • Art. 5 A Educao Infantil, primeira etapa da Educao Bsica, oferecida em creches e pr-escolas, as quais se caracterizam como espaos institucionais no domsticos que constituem estabelecimentos educacionais pblicos ou privados que educam e cuidam de crianas de 0 a 5 anos de idade no perodo diurno, em jornada integral ou parcial, regulados e supervisionados por rgo competente do sistema de ensino e submetidos a controle social.

    1 dever do Estado garantir a oferta de Educao Infantil pblica, gratuita e de qualidade, sem requisito de seleo.

    5 As vagas em creches e pr-escolas devem ser oferecidas prximas s residncias das crianas.

  • I ticos: da autonomia, da responsabilidade, da solidariedade e do respeito ao bem comum, ao meio ambiente e s diferentes culturas, identidades e singularidades.

    II Polticos: dos direitos de cidadania, do exerccio da criticidade e do respeito ordem democrtica.

    III Estticos: da sensibilidade, da criatividade, da ludicidade e da liberdade de expresso nas diferentes manifestaes artsticas e culturais.

    Art. 6 As propostas pedaggicas de Educao Infantil

    devem respeitar os seguintes princpios:

  • Art. 8 A proposta pedaggica das instituies de Educao Infantil deve ter como objetivo garantir criana acesso a processos de apropriao, renovao e articulao de conhecimentos e aprendizagens de diferentes linguagens, assim como o direito proteo, sade, liberdade, confiana, ao respeito, dignidade, brincadeira, convivncia e interao com outras crianas.

  • Art. 9 As prticas pedaggicas que compem a

    proposta curricular da Educao Infantil devem ter

    como eixos norteadores as interaes e a

    brincadeira, garantindo experincias que:

    I - promovam o conhecimento de si e do mundo por

    meio da ampliao de experincias sensoriais,

    expressivas, corporais que possibilitem

    movimentao ampla, expresso da individualidade

    e respeito pelos ritmos e desejos da criana;

  • II - favoream a imerso das crianas nas diferentes linguagens e o progressivo domnio por elas de vrios gneros e formas de expresso: gestual, verbal, plstica, dramtica e musical; III - possibilitem s crianas experincias de narrativas, de apreciao e interao com a linguagem oral e escrita, e convvio com diferentes suportes e gneros textuais orais e escritos;

  • Art. 10 As instituies de Educao Infantil devem

    criar procedimentos para acompanhamento do

    trabalho pedaggico e para avaliao do

    desenvolvimento das crianas, sem objetivo de

    seleo, promoo ou classificao, garantindo:

    I - a observao crtica e criativa das atividades, das

    brincadeiras e interaes das crianas no cotidiano;

  • II - utilizao de mltiplos registros realizados por adultos e crianas (relatrios, fotografias, desenhos, lbuns etc.);

    III - a continuidade dos processos de aprendizagens por meio da criao de estratgias adequadas aos diferentes momentos de transio vividos pela criana (transio casa/instituio de Educao Infantil, transies no interior da instituio, transio creche/pr-escola e transio pr-escola/Ensino Fundamental);

    IV - documentao especfica que permita s famlias conhecer o trabalho da instituio junto s crianas e os processos de desenvolvimento e aprendizagem da criana na Educao Infantil.