INTELIGNCIAS MLTIPLAS - GARDNER

  • View
    325

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Trabalho apresentado na Pós-Graduação Lato Senso na UCP

Text of INTELIGNCIAS MLTIPLAS - GARDNER

  • 1. UNIVERSIDADE CATLICA DE PETRPOLISDisciplinaPsicologia da EducaoIMPLICAES PARA O PROCESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEMARLINDO ROCHA 1

2. ARLINDO ROCHA 2 3. Quem foi Haward Gardner?Formado em psicologia e neurologia, professorna universidade de Harvard.Em 1980 comea um estudo aprofundado dainteligncia que ficou conhecido comInteligncias Mltiplas.Howard Gardner o cientista das Inteligncias Mltiplas...ARLINDO ROCHA 3 4. De acordo com Gardner, a Teoria da I M, uma alternativa ao conceito de intelignciacomo uma capacidade inata, geral e nica,que permite aos indivduos umaperformance, maior ou menor em qualquerrea de atuaoARLINDO ROCHA 4 5. um potencial biopsicolgico para processarinformaes que pode ser ativado para solucionarproblemas ou criar produtos que sejam valorizadosnuma cultura(Gardner, 2000)ARLINDO ROCHA 5 6. As inteligncias vm da combinao da heranagentica do indivduo com as condies de vida numacultura e numa era dada.(Gardner, 2000)INTELIGNCIAS MLTIPLASARLINDO ROCHA 6 7. Apoia em novas descobertasneurolgicas procedidas em Harvarde outras universidades dos EUA,mudando as linhas de conhecimentoneurolgico sobre a mente humana.No o primeiro modelo a sugerir queexistem formas diferentes de serinteligente. Nos ltimos 200 anossurgiram vrias teorias classificandode 1 a 150 tipos de inteligncias.ARLINDO ROCHA 7 8. PREMISSA PARA OS ESTUDOSO comportamento inteligente pode sermais bem visualizado observando asmais altas conquistas da civilizao.ARLINDO ROCHA 8 9. Todas as pessoas possuem as vrias inteligncias; A maioria das pessoas pode desenvolver cadainteligncia num nvel mais adequado decompetncia; As inteligncias funcionam juntas de maneiracomplexa; Existem muitas maneiras de ser inteligente em cadacategoria.ARLINDO ROCHA 9 10. POR QU O MODELO DE GARDNER IMPORTANTE?Baseia em pesquisas realizadasnuma ampla variedade decampos (antropologia,psicologia cognitiva, psicologiade desenvolvimento...).ARLINDO ROCHA 10 11. Para que cada inteligncia possa fazer parte da teoria necessrio que ela satisfaa a quatro requisitos bsicos :1. Habilidade em simbolizar ou descrever ideias e experinciasatravs de representaes.2. Inteligncia no uma caracterstica absoluta fixada nonascimento que permanece estvel.3. Para ser vivel, qualquer teoria de inteligncia precisa serenraizada na psicologia da estrutura cerebral.4. O comportamento inteligente pode ser mais bem visualizadoobservando as mais altas conquistas da civilizao.ARLINDO ROCHA 11 12. OS DIFERENTES TIPOS DE INTELIGNCIAS Inteligncia lingustica Inteligncia lgico-matemtica Inteligncia espacial Inteligncia sonora ou musical Inteligncia cinestsico-corporal Inteligncia naturalista Inteligncias pessoais:intrapessoal e interpessoal Inteligncia existencialARLINDO ROCHA 12 13. INTELIGNCIA LINGUSTICA Inclui a capacidade de manipular a sintaxeou a estrutura da linguagem, a semntica ouos significados da linguagem, suasdimenses pragmticas e seus usos prticosPolticos, jornalistas, poetas,escritores exibem com maisdestaque essa inteligncia.VocabulrioLinguagemARLINDO ROCHA 13 14. INTELIGNCIA LGICO-MATEMTICA Inclui sensibilidade a padres erelacionamentos lgicos, afirmaes eproposies, funes e outrasabstraes relacionadas a inteligncia caracterstica deengenheiros, matemticos ecientistas.Lgico-MatemticaMusicalARLINDO ROCHA 14 15. INTELIGNCIA ESPACIAL Inclui a capacidade de visualizar, derepresentar graficamente ideiasvisuais ou espaciais e de orientar-seapropriadamente em uma matrizespacial. a inteligncia de artistasplsticos, navegadores, pilotos,arquitetos.ARLINDO ROCHA 15 16. INTELIGNCIA CORPORAL-CINESTSICA Percia no uso do corpo todopara expressar ideias esentimentos e facilidade nouso das partes do corpo paraproduzir ou transformar coisas.A persistncia o caminho do xitoCharles Spencer Chaplin.ARLINDO ROCHA 16 17. INTELIGNCIA SONORA OU MUSICAL Capacidade de perceber,discriminar, transformar eexpressar formas musicais.-Inteligncia percebida em crianas;-Estudo com pessoas surdas.ARLINDO ROCHA 17 18. INTELIGNCIA NATURALISTA Percia no reconhecimento eclassificao das numerosasespcies do meio ambiente doindivduo. a inteligncia dos envolvidos em causasecolgicas, como os ambientalistas,espiritualistas, artistas.ARLINDO ROCHA 18 19. INTELIGNCIA INTERPESSOAL Capacidade de perceber e fazerdistines no humor, intenes,motivaes e sentimentos dasoutras pessoas. a inteligncia comum em lderes, terapeutas, polticos,religiosos, professores, vendedores, que sabem identificarexpectativas, desejos e motivaes de outras pessoas.ARLINDO ROCHA 19 20. INTELIGNCIA INTRAPESSOAL Autoconhecimento e a capacidadede agir adaptativamente com baseneste conhecimento.Tambm capacidade desuperar os impulsos instintivos(auto-controle).Intra e InterpessoalARLINDO ROCHA 20 21. INTELIGNCIA EXISTENCIAL Capacidade de situar-se ao alcancedo compreenso integral docosmos, do infinito, assim como acapacidade de compreender aexistncia humana.ARLINDO ROCHA 21 22. INTELIGNCIA ESPIRITUALA mais nova inteligncia adicionada lista est sendo estudada por Gardner.Refere-se preocupao e formulaode perguntas sobre a vida, a morte, ouniverso. a inteligncia de religiosos, lderesespirituais, devotos etc.ARLINDO ROCHA 22 23. COMO RECONHECER AS INTELIGNCIAS EM NOSSOS ALUNOSPara Gardner, os alunosapresentam traos integrados dediferentes inteligncias e, dessaforma, no possvel enquadra-losem apenas uma ou duas.Observando os alunos, podemosnotar:ARLINDO ROCHA 23 24. ALUNOS COM ACENTUADA INTELIGNCIA LINGUSTICA ALUNOS COM DESTACADA INTELIGNCIA INTRAPESSOAL ALUNOS COM FORTE INTELIGNCIA LGICO-MATEMTICA ALUNOS COM FORTE SENSIBILIDADE INTERPESSOAL ALUNOS COM AGUDA SENSIBILIDADE VSUO-ESPACIAL ALUNOS COM BOA INTELIGNCIA NATURALISTA ALUNOS COM FORTE TENDNCIA SONORA OU MUSICAL ALUNOS COM DESTACADA INTELIGNCIA CINESTSICAARLINDO ROCHA 24 25. DESCREVENDO AS INTELIGNCIAS MLTIPLAS NOS ALUNOS Observaes e listas deverificaes; Reunir documentos; Examinar os registros escolares; Conversar com outros professores; Conversar com os pais; Perguntar aos alunos; Preparar atividades especiais.ARLINDO ROCHA 25 26. PROFESSOR DE IM X PROFESSOR TRADICIONALTradicional:faz uma apresentao expositiva paraa turma, escreve na lousa, fazperguntas aos alunos e esperaenquanto os alunos terminam seutrabalho escrito.Inteligncia Mltiplas:o professor muda continuamente seumtodo de apresentao, delingustico para espacial e paramusical, e assim por diante,combinando as inteligncias demaneira criativa.A teoria das IM inclui essencialmente aquilo que os bons professoressempre fizeram em seu ensino: ir alm do texto e do quadro negro paradespertar a mente dos alunos.ARLINDO ROCHA 26 27. O QUE A TEORIA OFERECE AOS PROFESSORES?Oferece uma maneira para todos os professores refletirem sobre seusmtodos de ensino e compreenderem por que esses mtodos funcionam ouporque funcionam bem para alguns alunos e para outros no.Ajuda os professores a expandirem seu atual repertrio de ensino, de modoa incluir uma variedade mais ampla de mtodos, materiais e tcnicas e atingiruma gama cada vez maior e mais diversa de aprendizes.ARLINDO ROCHA 27 28. FOLHA DE PLANEJAMENTO DE IMLgico-matemticaINTELIGNCIASEspacialMusicalCorporal -CinestsicaInterpessoalIntrapessoalNaturalistaLingsticaARLINDO ROCHA 28 29. PERGUNTAS DE PLANEJAMENTO DE IMComo posso introduzir nmeros, clculos,lgica, classificaes ou habilidades depensamento crtico?OBJETIVOComo posso usar recursosvisuais, visualizao, cor, arteou metfora?Como posso introduzir amsica ou os sonsambientais?Como posso envolver todo ocorpo ou usar experinciasprticas?Como posso usar apalavra falada ouescrita?Como posso incluir anatureza?Como posso evocarmemrias pessoais oudeixar os alunosescolherem?Como posso fazer com queos alunos compartilhemcoisas com os colegas?ARLINDO ROCHA 29 30. MATERIAIS E MTODOS BSICOS DE ENSINOQUE PRIVILEGIAM TODAS AS DIFERENTESINTELIGNCIASDOS ALUNOS.ARLINDO ROCHA 30 31. INTELIGNCIA LINGUSTICA Palestras; Discusses em grupos; Livros; Folhas de respostas; Manuais; Atividades escritas; Jogos de palavras; Debates; Trabalho com a leitura; Criao de textos escritos; Participao oral espontnea; Apresentao expositiva dosalunos.ARLINDO ROCHA 31 32. INTELIGNCIA LGICO-MATEMTICA Problemas matemticos noquadro; Demonstraes cientficas; Exerccios de resoluo deproblemas; Criao de cdigos; Apresentao sequencial de umassunto; Enigmas e jogos lgicos.ARLINDO ROCHA 32 33. INTELIGNCIA ESPACIAL Grficos, diagramas e mapas; Fotografias; Vdeos, slides e filmes; Narrao imaginativa dehistrias; Pintura, colagem e outrasartes visuais; Apreciao artstica; Labirintos e quebra-cabeasvisuais.ARLINDO ROCHA 33 34. INTELIGNCIA CORPORAL CINESTSICA Mmica; Jogos competitivos ecooperativos; Atividades de educao fsica; Exerccios de relaxamentofsico; Uso da linguagem corporal; Uso da linguagem de sinaispara se comunicar.ARLINDO ROCHA 34 35. INTELIGNCIA MUSICAL Tocar msica gravada; Cantar ou assoviar; Tocar algum instrumento musical; Cantar em grupo; Usar msica de fundo; Criao de melodias; Vincular melodias antigas econceitos; Apreciao musical.ARLINDO ROCHA 35 36. INTELIGNCIA INTERPESSOAL Interao; Programas interativos; Festas e reunies sociais como umcontexto de aprendizagem; Envolvimento na comunidade; Ensinar os colegas; Mediao de conflitos; Clubes acadmicos.ARLINDO ROCHA 36 37. INTELIGNCIA INTRAPESSOAL Estudo independente; Projetos e jogos individualizados; Espaos privados para estudo; Instruo programada de auto-estudo; Manuteno de um dirio; Atividades de auto-estima; Exposio a currculosinspirativos e motivadores.ARLINDO ROCHA 37 38. INTELIGNCIA NATURALISTA Aqurios e outros ecossistemasportteis; Jardinagem; Animal de estimao na sala deaula; Instrumentos para estudar anatureza; Plantas como acessrios; Caminhadas ao ar livre; Estao meteorolgica nasala de aula.ARLINDO ROCHA 38 39. ALERTA DANo existe um conjunto de estratgias de ensino quefunciona melhor para todos os alunos.Cada criana tem inclinaes e diferentes inteligncias, demodo que qualquer estratgia ser muit