of 58 /58
Ministério das Minas e Energia 2 a ª ª ª EDIÇÃO ATUALIZADA E AMPLIADA O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ESTE NOVO MERCADO BIOCOMBUSTÍVEIS

Biocombustíveis: o que você precisa saber sobre este novo mercado

  • View
    343

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Perguntas e respostas sobre biocombustíveis. 2a edição. Material produzido pela Newsday Consultoria para a Petrobras, em 2008.

Text of Biocombustíveis: o que você precisa saber sobre este novo mercado

Biocomb port. 2008

Ministrio dasMinas e Energia

BIOCOMBUSTVEISO QUE VOC PRECISA SABERSOBRE ESTE NOVO MERCADO

2a E D I O A T U A L I Z A D A E A M P L I A D A

O QUE VOC PRECISA SABERSOBRE ESTE NOVO MERCADO

BIOCOMBUSTVEIS

BIOCOMBUSTVEIS

2a E D I O A T U A L I Z A D A E A M P L I A D A

O QUE VOC PRECISA SABERSOBRE ESTE NOVO MERCADO

A histria dos biocombustveis no Brasil teve incioa partir de testes pioneiros realizados, entre os anos

de 1905 e 1925, com o lcool combustvel. Em 1931, o

governo brasileiro estabeleceu um decreto que obrigava a

mistura de 5% de lcool na gasolina importada pelo pas;

sete anos depois, o decreto-lei no 737 estendeu a obriga-

toriedade da mistura de 5% de lcool tambm gasolina

produzida por aqui. Na dcada de 60, a descoberta de

extensas reservas petrolferas no Oriente Mdio diminui

um possvel interesse mundial por biocombustveis.

Porm, com a primeira crise mundial do petrleo, em

1973, a procura por novas fontes de energia ressurge.

Em 1975, o Brasil lanou o Programa Nacional do

lcool (Prolcool) maior programa comercial de uso

de biomassa para fins energticos no mundo. Dois anos

depois, o professor Expedito Parente, da Universidade

Federal do Cear, descobriu o biodiesel a partir do leo

de algodo e, em 1980, ele registrou a primeira patente

mundial de biodiesel, hoje de domnio pblico.

No mundo inteiro, com o passar dos anos e as inter-

mitentes crises de energia, associadas maior deman-

da por combustveis fsseis, surgiram novos e fortes

estmulos para o desenvolvimento de tecnologias de

produo tanto do etanol quanto do biodiesel. E estes

dois produtos passaram a ter um papel de destaque na

matriz energtica mundial e no mercado internacional

de combustveis.

Graas ao seu clima, sua geografia, a vastas terras

disponveis para o cultivo de gros e cana-de-acar

Apresentao

e, ainda, alta tecnologia desenvolvida pela Petrobras, o

Brasil se transformou nos ltimos anos num dos maiores

produtores de biocombustveis em termos globais, com

um potencial de crescimento invejvel. Hoje, nove em

cada dez carros vendidos no pas tm motores flex fuel,

ou seja, so movidos a gasolina e lcool. J h em circu-

lao frotas de nibus, trens e caminhes movidos a

biodiesel e a tendncia, indiscutvel, que este merca-

do se amplie muito nos prximos anos.

E justamente para explicar a importncia dos

biocombustveis, seus mercados e numerosas vantagens,

que a Petrobras tomou a iniciativa de produzir um

material informativo especfico sobre o assunto. A cartilha

BIOCOMBUSTVEIS: O QUE VOC PRECISA SABER SOBRE ESTENOVO MERCADO procura descrever os principais temasdeste novo mercado, mas sem a pretenso de esgot-los.

Trata-se de uma publicao tal como o prprio mer-

cado de biocombustveis dinmica, e que exigir atuali-

zaes peridicas, seja na forma impressa, com esta segun-

da edio, seja na verso eletrnica, acessvel atravs do

portal da Petrobras na internet (www.petrobras.com.br).

Com a cartilha, a Petrobras espera multiplicar os canais

de comunicao e torn-los cada vez mais teis aos

seus diversos pblicos, de professores a autoridades, dos

profissionais da mdia aos tcnicos do setor.

A p r e s e n t a o

S u m r i o

SOBRE OS BIOCOMBUSTVEIS . captulo um

1. O que so biocombustveis? ................................................................................................................................ 9

2. O que energia renovvel? .................................................................................................................................. 9

3. Biocombustveis e biomassa so a mesma coisa?................................................................................ 10

4. Quais so os tipos de biocombustveis produzidos no Brasil para uso

em transportes? .......................................................................................................................................................... 11

5. Qual o papel dos biocombustveis, atualmente, na matriz energtica mundial? ...... 11

6. Qual a participao das fontes renovveis de energia, atualmente, na matriz

energtica do Brasil e do mundo? ................................................................................................................ 12

7. Qual o consumo mundial de combustveis em litros? ................................................................ 13

8. Deste volume, qual a fatia de consumo dos biocombustveis? ............................................ 13

9. Qual a parcela do etanol dentro do consumo mundial de biocombustveis? ............ 13

10. Os biocombustveis representam quase a metade da matriz energtica

brasileira? ...................................................................................................................................................................... 14

11. Qual a participao da Petrobras na produo e distribuio dos

biocombustveis? ......................................................................................................................................................15

12. Qual a importncia do Cenpes no processo de produo dos biocombustveis? .......... 16

13. Quais as vantagens dos biocombustveis (para o consumidor, para o

meio ambiente, para a economia do pas e para os veculos)?.................................................. 17

14. O uso de biocombustveis tambm oferece alguma vantagem especfica para os

veculos automotores? .......................................................................................................................................... 19

15. Quantos veculos automotivos so movidos a biocombustveis no Brasil? ...................... 20

S u m r i o

SOBRE O BIODIESEL . captulo dois

16. O que biodiesel? ...................................................................................................................... 22

17. O biodiesel tem as mesmas caractersticas do diesel oriundo do petrleo? .................. 22

18. Quais so os componentes utilizados na produo do biodiesel? .................................. 22

19. Quais so as matrias-primas utilizadas na produo do biodiesel? .............................. 23

20. Como so denominadas as misturas de biodiesel ao leo diesel? .................................. 24

21. H diferena de desempenho nos veculos que usam biodiesel? .................................... 24

22. Quanto custar o biodiesel para o consumidor?.................................................................. 25

23. Qualquer veculo poder usar o biodiesel? .......................................................................... 25

24. O aumento do uso do biodiesel afetar o diesel produzido e consumido no Brasil?.. 25

25. Qual a expectativa de demanda de biodiesel no Brasil a curto, mdio e longo

prazos? .......................................................................................................................................... 26

26. Como o biodiesel distribudo no pas? ................................................................................ 27

27. Quais so as projees para produo de biodiesel nos prximos anos? ...................... 27

28. O que so os leiles de biodiesel, como so feitos e por qu? ........................................ 28

SOBRE O HBIO . captulo trs

29. O que HBio? .............................................................................................................................. 30

30. Qual a diferena entre HBio e biodiesel? Eles so concorrentes? ................................ 30

31. O HBio j est sendo utilizado na produo de leo diesel nas refinarias da Petrobras? 31

S u m r i o

32. O HBio j est disponvel no mercado internacional? ........................................................ 31

33. Qual a capacidade de produo do HBio pela Petrobras?.............................................. 32

34. Qual a projeo da Petrobras para a produo de HBio nos prximos anos? .......... 32

SOBRE O ETANOL . captulo quatro

35. O que etanol? .......................................................................................................................... 34

36. Etanol e metanol so a mesma coisa? .................................................................................. 34

37. A produo de etanol est crescendo no Brasil? ................................................................ 35

38. Como produzido o etanol no Brasil e no mundo? .......................................................... 35

39. Quais so os pases que mais produzem etanol no mundo? ............................................ 36

40. Qual dos dois tipos de cultivo tem maior produtividade: o do etanol de milho

ou o de cana-de-acar? .......................................................................................................... 36

41. O preo do etanol brasileiro competitivo no mercado internacional?........................ 37

42. Como o etanol distribudo no pas? .................................................................................... 38

43. Quantos litros de etanol so consumidos no pas e quantos litros so exportados

para as demais regies? ............................................................................................................ 38

44. Quais so as projees oficiais para a produo de etanol nos prximos anos? ........ 39

45. Quanto se pretende investir na produo de etanol a mdio e longo prazos? ............ 40

46. Quantas usinas de lcool esto em operao no pas? ...................................................... 40

47. possvel produzir etanol a partir de outra fonte? ............................................................ 41

48. possvel aproveitar totalmente os rejeitos da produo de cana-de-acar? .......... 41

49. A ocupao de terras agricultveis pela cana-de-acar uma ameaa para

as terras na regio da Amaznia? .......................................................................................... 42

50. Qual , atualmente, a rea total de cultivo da cana-de-acar no Brasil? .................. 42

S u m r i o

51. Esta a maior rea de cultivo do pas, mesmo se comparada da soja e do milho? 43

52. O plantio da cana-de-acar exige algum tipo de cuidado especial em relao

conservao do solo? .............................................................................................................. 43

53. Quais so as perspectivas de exportao do etanol brasileiro? ........................................ 44

ASPECTOS SOCIAIS, AMBIENTAIS, ECONMICOSE REGULATRIOS . captulo cinco

54. Quais rgos regulam e fiscalizam o mercado de biocombustveis no pas?................ 46

55. Quais so as metas da Petrobras para o mercado de biocombustveis

nos prximos anos? .................................................................................................................... 47

56. Os biocombustveis so concorrentes dos combustveis fsseis? .................................... 48

57. Como os biocombustveis contribuem para a reduo do aquecimento global? ........ 48

58. Alm de gerarem energia, os biocombustveis podem ser utilizados na

produo de outros materiais? ................................................................................................ 49

59. Como os biocombustveis contribuem para a gerao de empregos e distribuio

de renda no Brasil? .................................................................................................................... 50

60. O que gera mais empregos: a indstria de petrleo ou a de etanol? ............................ 51

61. Com a construo de novas usinas e o aumento da produo de lcool, a tendncia

de aumento de gerao de empregos no setor? .............................................................. 51

62. A dura rotina do trabalhador nos canaviais mudou nos ltimos anos? ........................ 52

63. O programa de biocombustveis prejudica a oferta de alimentos quando

utiliza terras de cultivo voltadas para a produo do etanol e do biodiesel? .............. 53

64. H algum risco de que a produo brasileira especfica de etanol prejudique

a oferta de alimentos no mercado interno? ........................................................................ 54

65. Como a exportao de biocombustveis pode estimular a economia brasileira? ........ 55

FONTES ...................................................................................................................................... 56

Sobre os

BIOCOMBUSTVEIS

[ c a p t u l o u m ]

1

[ 9 ]

S o combustveis produzidos a partir da biomassa(matria orgnica), isto , de fontes renovveis produtos vegetais ou compostos de origem animal. As fontes mais conhecidas no mundo so cana-de-acar,milho, soja, semente de girassol, madeira e celulose. A partirdestas fontes possvel produzir biocombustveis, comolcool, etanol e biodiesel. Os biocombustveis so biodegradveis por isso provocam menor impacto natureza.

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

a energia obtida a partir de fontes renovveis, ouseja, fontes que podem se recompor num ritmo capazde suportar sua utilizao sem restries ou risco deesgotamento.

O que so biocombustveis?

Soja: matria-prima para o biodiesel

2O que energia renovvel?

3

[ 10 ]

N o. Biomassa um material vegetal orgnico quearmazenou a energia do sol na forma de energiaqumica. , ainda, a quantidade de material vivo existentenuma determinada rea, em determinado momento, emgeral expressa em unidades de energia ou no peso seco dematria orgnica no-fssil.

Sua origem so as plantas (aquticase terrestres), os resduos florestais e daagropecuria (bagao de cana-de-acar, esterco), os leos vegetais (buriti, babau, mamona, dend, etc),os resduos urbanos (aterro sanitrio,lodo de esgoto) e alguns resduos industriais (da indstria madeireira, de alimentos e bebidas, de papel ecelulose, e beneficiamento de gros).

A biomassa voltada para finsenergticos abrange a utilizao dessesvrios resduos para a gerao de

fontes alternativas de energia. O Brasil um grande produtor de insumos agrcolas, que por sua vez geramuma enorme e contnua quantidade de biomassa.

No Brasil e em vrios pases do mundo, converte-seessa energia qumica armazenada em combustveis lquidos em processos industriais. Por exemplo, possvelfermentar os acares de plantaes de milho, trigo oubeterraba e convert-los em etanol. Ou ento, beneficiaro leo de vegetais como pupunha, soja, mamona, dend,babau, canola e amendoim para substituir o leo dieselcomo fonte de energia.

Biocombustveis e biomassa so a mesma coisa?

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Cultivo demamona: biomassa

voltada para finsenergticos

4

[ 11 ]

lcool hidratado, lcool anidro, biodiesel e o diesel produzido pelo processo HBio.

Quais so os tipos de biocombustveis

produzidos no Brasil para uso em transportes?

Qual o papel dos biocombustveis, atualmente,

na matriz energtica mundial?

O s biocombustveis so fontes deenergia que no contribuem parao acmulo de gases do efeito estufana atmosfera. Este o seu principalpapel na matriz energtica. Como osgases gerados na sua queima soreabsorvidos no crescimento da safraseguinte, h um equilbrio entre aemisso e a absoro de poluentes.Alm disso, os biocombustveis quecontm oxignio em sua composio,como o etanol e o biodiesel, ajudam a reduzir as emisses de monxido de carbono (CO) quando adicionados aos combustveis fsseis. E reduzir essas emisses representa menospoluio atmosfrica local, principalmente nas grandes cidades.

Detalhe do laboratrio de biodiesel da Petrobras

5

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

[ 12 ]

D e acordo com os dados daEmpresa de Pesquisa Energtica(rgo ligado ao Ministrio de Minase Energia), do Ministrio de Cincia eTecnologia e da International EnergyAgency (Key World Energy Statistics /2006 ), as fontes de energia de origemrenovvel hidrulica, biomassa,solar, elica e geotrmica somamuma participao de pouco mais de14% da matriz energtica mundial.

Entre os pases que compem aOCDE Organizao para a Coopera-o e o Desenvolvimento Econmico

(Estados Unidos, Japo, Alemanha, Frana, Itlia, ReinoUnido, Canad, alm de Austrlia, ustria, Blgica,Espanha, Noruega, Pases Baixos, Portugal, Sucia eSua), a participao de 6,2%.

No Brasil, contudo, a energia renovvel tem uma presena bem maior: 45,8% da matriz energtica do pas.

Ainda no h estatsticas precisas sobre a participaodos biocombustveis na matriz energtica brasileira ou mundial.

Qual a participao dasfontes renovveis de energia,atualmente, na matrizenergtica do Brasil e do mundo?

Energia elica

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

6

7

[ 13 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

Em litros, qual o consumomundial de combustveis?

9E qual a parcela do etanoldentro do consumo mundial

de biocombustveis?

Em 2007, foram consumidos 54 bilhes de litros deetanol em todo o mundo.

So utilizados 600 bilhes de litros de combustvel porano no mundo.

O consumo de biocombustveis (etanol de cana, etanolde milho e biodiesel) de 10% desse volume total, oualgo em torno de 60 bilhes de litros.

Os biocombustveisrepresentam 10% do consumo mundialde combustveis

8Deste volume, qual a fatia deconsumo dos biocombustveis?

10

[ 14 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

No, porque alm dos biocombustveis h outras fontesde energia renovvel em uso no Brasil. o caso daeletricidade gerada pelas centrais hidreltricas, que temparticipao expressiva na matriz energtica do pas.

Fonte: Ministrio de Minas e Energia

MATRIZ ENERGT ICA BRASILEIRA [ 2006/2007 ]

Madeira e outras Biomassas 12,7%

Cana-de-Acar 14,5% Outras Renovveis 2,9%

Petrleo 37,8%

Nuclear 1,6%

Carvo Mineral 6,0%Gs Natural 9,6%

Hidroeletricidade14,8%

MATRIZ ENERGT ICA MUNDIAL [ 2005/2006]

Hidroeletricidade 2,2%

Nuclear 6,5% Biomassa Tradicional 9,5%

leo 35,3%

Gs Natural21,1%

Carvo Mineral 23,2%

Renovveis 2,2%Renovveis 2,2%

Os biocombustveis representam quase a metadeda matriz energticabrasileira?

[ 15 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

11

Qual a participao da Petrobras na produo

e distribuio dos biocombustveis?

A tualmente, a Petrobras produz biodiesel em duas plantas-piloto em Guararema, no Rio Grande do Norte.Ao longo do segundo semestre de 2008 sero inaugu-radas as trs primeiras plantas em escala industrial daCompanhia, com capacidade de produo de 50 milhesde litros por ano cada uma. A Petrobras tambm podeproduzir em suas refinarias leo diesel parcialmenteoriginado de leos vegetais atravs do processo HBio, eestuda a possibilidade de participar de projetos de pro-duo do etanol combustvel voltados para a exportao.

Na distribuio nacional, a Petrobras atua por intermdio de sua subsidiria Petrobras Distribuidora (BR). A subsidiria Transpetro encarrega-se da logstica dutoviria e martima.

Tanques e dutosde etanol daPetrobras: produotambm voltada paraa exportao

[ 16 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Qual a importncia do Cenpes no processo de produo dos biocombustveis?12

Cenpes: linha depesquisa e testes

com biocombustveis

M aior centro de tecnologia em energia da AmricaLatina, h vrios anos o Cenpes desenvolve de modo permanente, diversas linhas de pesquisa e testescom biocombustveis.

Entre as pesquisas em andamento, destaca-se, porexemplo, o HBio, uma nova tecnologia para incluir leosvegetais na produo de diesel e um processo inovadorpara a produo de biodiesel. Alm disso, h uma pesquisa para a produo de etanol a partir de celulose,testes veiculares com novas formulaes de combustveiscontendo biocombustveis em sua composio, e experincias para estudar os efeitos e as possveissolues para derrames destes mesmos biocombustveisno solo.

13

[ 17 ]

Quais os benefcios e vantagens dos biocombustveis

(para o consumidor, para o meio ambiente,

para a economia do pas e para os veculos)?

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

A o contrrio do petrleo e do gs natural, o biodiesele o etanol so combustveis produzidos a partir de fontes renovveis. Ou seja, sua produo pode sercontrolada: planta-se mais, em caso de maior demanda, ou menos, em momentos de sobreoferta. O petrleo existente em depsitos sob o solo e no fundo do mar torna-se cada vez mais raro e seus preos tendem a subir;este fator, entre outros, far com que os biocombustveissejam mais competitivos no mercado global de energia.

Cadeia de produo do biodieselgera novos empregos no campo

[ 18 ]

De acordo com diversas pesquisascientficas, as plantas que do origemaos biocombustveis absorvem gscarbnico do ar, de modo a reduzir oefeito estufa e, tambm, compensaro gs carbnico que ser emitido naqueima do combustvel.

Em relao ao biodiesel, o produtovai gerar uma expressiva economia nasimportaes de petrleo e, conseqen-temente, para a balana comercial dopas.

Em termos de logstica e infra-estrutura, o biodiesel pode substituiro leo diesel tradicional na gerao e abastecimento de energia eltrica em

comunidades isoladas, que hoje so dependentes de ge-radores movidos a leo diesel de origem mineral.

Para a populao, a cadeia de produo do biodieselproporciona a gerao de um nmero expressivo de novosempregos no campo a partir do plantio das matrias-primas e, assim, ajuda a promover a incluso social.

O uso comercial do biodiesel ainda impulsiona oaprimoramento de novas tecnologias, e isto acelera acurva de aprendizado e fortalece a indstria e a agricultura nacionais.

Para o meio ambiente, a vantagem traduz-se pelareduo da emisso dos gases que provocam o efeito estufa: o biodiesel preserva o meio ambiente e contribui para melhorar a qualidade do ar nos grandes centrosurbanos.

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

A cadeia de produo do biodieselgera novos empregos

no campo

Sem dvida. O biodiesel apresenta maior lubricidade e, com isso, ele aumenta a vida til dos motores deautomveis de passeio, nibus e caminhes. Com ponto de fulgor e nmero de cetano elevados, o combustveltambm amplia a vida til do catalisador do sistema deescapamento.

Alm disso, importante destacar que o biodiesel :

Uma fonte de energia renovvel; um combustvelecolgico, com diversidade de matrias-primas.

Um produto natural e biodegradvel, que geramenor emisso de monxido de carbono, particulados e outros poluentes.

14

[ 19 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

Maior capacidadede lubrificao e vidatil mais longa dosmotores: vantagenspara o consumidor

O uso de biocombustveistambm oferece alguma

vantagem especfica para osveculos automotores?

15

[ 20 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Posto de abastecimento: frotaflex fuel pode chegar

a 15 milhes deunidades em 2013

S egundo a Associao Nacional dos Fabricantes deVeculos Automotores (Anfavea), desde de maro de2003, 5 milhes de automveis no Brasil so equipadoscom motores flex fuel. Em 2013, a frota de automveismovidos a biocombustveis dever chegar a 15 milhesde unidades.

Quantos veculos automotivos so movidos a biocombustveis no Brasil?

Sobre o

B I O D I E S E L

[ c a p t u l o d o i s ]

16

[ 22 ]

B iodiesel um combustvel biodegradvel derivadode fontes renovveis, que substitui total ou parcialmente o leo diesel de fonte mineral nos motoresde combusto interna de ciclo movidos a diesel, como osde caminhes, tratores, nibus e outros veculos, ou emmotores estacionrios, como os utilizados para gerao deenergia eltrica.

O que biodiesel?

O biodiesel tem as mesmascaractersticas do diesel oriundo do petrleo?

N o. O biodiesel um ster, produto da reao de um cido, geralmente orgnico, com um lcool. J o diesel uma n-parafina, ou Normal-Parafina, sub-produto do petrleo processado nas refinarias.

17

Quais so os componentes utilizados na produo do biodiesel?

leos vegetais ou gorduras animais, etanol ou metanole catalisadores.18

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

[ 23 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

Quais so as matrias-primas utilizadas na produo do biodiesel?

ALGODO

AMENDOIM

BABAU

BURITI

CANOLA

DEND

GERGELIM

GIRASSOL

JOJOBA

LINHAA

MAMONA

NABOFORRAGEIRO

LEOS DE FRITURA

PALMISTE

PEQUI

PINHO-MANSO

SOJA

TUCUM

RESDUOINDUSTRIAL

SEBO OUGORDURA ANIMAL

Girassol

Mamona

Pinho-Manso

Soja

Amendoim

19

20

[ 24 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

P ara a mistura de 2%, a denominao B2 (2% biodiesel e 98% de leo diesel); a mistura de 25%chama-se B25 (25% de biodiesel e 75% de leo diesel); a mistura de 36% tem o nome de B36 (36% de biodiesele 64% de leo diesel); e assim por diante, at chegar aoB100 (100% de biodiesel).

B2 2%

B25 25%

B36 36%

B100 100%

Como so denominadas as misturas de biodiesel ao leo diesel?

H diferena de desempenho nosveculos que usam biodiesel?

N o caso do B5 (5% de biodiesel e 95% de leo diesel),por exemplo, pesquisas do Cenpes comprovaram que praticamente impossvel notar as diferenas dedesempenho do motor em relao ao uso do leo diesel puro.

21

MISTURAS DE B IODIESEL

[ 25 ]

Como a produo do biodieselainda pequena, atualmente seucusto alto. Para ter o mesmo preodo leo diesel, precisar de incentivos do governo, maior escala de produ-o e aperfeioamento do processo.

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

Quanto custar o biodiesel para o consumidor?

A regulamentao estabelece obrigatoriedades de mistura criando um mercado cativo de biodiesel, deslocando parte do diesel consumido no Brasil. impor-tante lembrar que o consumo de diesel crescente, mas o pas ainda importador desse produto. Portanto, obiodiesel ajudar na diminuio de remessa de divisasbrasileiras para o exterior.

O aumento do uso do biodieselafetar o diesel produzido e

consumido no Brasil? 24

Qualquer veculo poder usar o biodiesel?

N o, somente veculos com motores a diesel.23

22

[ 26 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

25D esde janeiro de 2005 at o trmino de 2007, o pasconsumiu mais de 850 milhes de litros de biodiesel.Prev-se para at o final de 2008 um mercado firme de1,3 bilho de litros de biodiesel. A partir de 2010, quandoest prevista a entrada em vigor da obrigatoriedade damistura de 5% de biodiesel (B5) ao leo diesel mineral, ademanda dever subir para 2,3 bilhes de litros anuais.

Qual a expectativa de demanda de biodiesel noBrasil a curto, mdio e longo prazos?

EXPECTAT IVA DE DEMANDA *

2007 2008 2009 2010MIL

H

ES

DE

LIT

RO

S

2300

2000

1800

1500

1300

856

500

* As projees acima podero sofrer eventuais alteraes caso ocorram novas antecipaespara a entrada em vigor da obrigatoriedade de misturas com maior percentual de biodiesel.

[ 27 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

Como o biodiesel distribudo no pas?

O biodiesel chega a todos os estados do Brasil atravsde uma extensa cadeia de distribuio. A PetrobrasDistribuidora, por exemplo, j oferece o produto emtodos os seus cerca de 5.500 postos de abastecimentoinstalados em territrio nacional.

A PetrobrasDistribuidora contacom cerca de 5.500postos em todo o pas

Quais so as projees para produo de biodiesel

nos prximos anos?

O Plano Estratgico da Petrobras estabelece, para 2011,a meta de produo anual de 885 mil metros cbicosde biodiesel.

27

26

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

O que so os leiles debiodiesel, como so feitos e por qu?

[ 28 ]

28O s Leiles Pblicos da Agncia Nacional do Petrleo,Gs Natural e Biocombustveis (ANP) foram criadospelo Conselho Nacional de Poltica Energtica (CNPE)como instrumento para estimular a produo de biodieselem todo o pas. Os leiles so realizados pela prpria ANP, que arremata as melhores propostas para venda de volumes do combustvel. Nos cinco primeiros leiles realizados, coube compulsoriamente Petrobras a compra de 93% do biodiesel arrematado, destinando-seos 7% restantes Refinaria Alberto Pasqualini (Refap).

Sobre o

H B I O

[ c a p t u l o t r s ]

29

[ 30 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Planta daPetrobras para o

processo HBio

OHBio um processo para a produo de leo diesel apartir de leos vegetais. Consiste na hidrogenao deuma corrente de gasleo misturada a leo vegetal poruma unidade de hidrotratamento (HDT).

O que HBio?

Qual a diferena entre HBio e biodiesel? Eles so concorrentes?

H Bio um processo para produo de leo diesel (n-parafinas), enquanto o biodiesel um produto em si mesmo (ster). Como a regulamentao tornarobrigatria a adio de biodiesel ao leo dieselcomercializado em todo o Brasil, e como o produto finaldo HBio o prprio leo diesel, no haver competioentre eles, mas complementaridade.

30

31

[ 31 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

O HBio j est sendo utilizado na produo de

leo diesel nas refinarias da Petrobras?

O processo HBio utilizado na produo de leo diesel de acordo com os critrios de oportunidade de refino estabelecidos pela Petrobras. Cinco refinarias j esto adaptadas para utilizar este processo, e a produo dos primeiros testes foi toda comercializada no mercado nacional.

O HBio j est disponvel nomercado internacional?

HBio: Petrobras conta com cinco refinariasj adaptadas

A inda no. Mas existe interesse de outras empresas emimportar a tecnologia HBio da Petrobras.

32

33

[ 32 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Qual a capacidade de produo do HBio pelaPetrobras?

A previso de produo do HBio para 2008 de 425mil metros cbicos, j que testes industrias serofeitos em mais trs refinarias: Reduc, Revap e RPBC. A distribuio se faz como qualquer outro diesel pro-duzido nas suas unidades.

Qual a projeo daPetrobras para a produo de HBio nos prximos anos?

As previses para2012 so

animadoras

A empresa prev que, at 2012, ter capacidade paraprocessar 1,05 milho de metros cbicos de leodiesel por ano, pela tecnologia HBio.

34

Sobre o

E T A N O L

[ cap tu l o qua t ro ]

35

[ 34 ]

O etanol um lcool, um composto orgnico oxigenado,tambm denominado lcool etlico, e sua frmulaqumica o C2H5OH.

No Brasil o etanol utilizadocomo combustvel automotivo deduas formas: lcool hidratado, paracarros a lcool ou flex fuel, e lcoolanidro, que adicionado a gasolina,atualmente na proporo de 25%. A diferena entre os dois o teor degua presente no produto: o lcoolhidratado possui cerca de 7% degua, enquanto o lcool anidro possuiapenas 0,7%, no mximo.

O que etanol?

N o. O metanol tambm um lcool, um compostoorgnico oxigenado, s que denominado lcoolmetlico e com uma frmula qumica diferente: CH3OH.Contudo, ambos podem ser obtidos de fontes fsseis (gsnatural) ou renovveis (biomassa).

O metanol tem maior poder calorfico que o etanol, mas mais reativo e, portanto, mais txico ao ser humano o que exige cuidados maiores na sua manipulao. Outradiferena relevante: o uso do metanol como combustvelno mundo esta sendo descontinuado, enquanto o doetanol est em franco crescimento.

Etanol e metanol so a mesma coisa?

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

lcool: puro eadicionado gasolina

36

37

[ 35 ]

A produo de etanol estcrescendo no Brasil?

S im. Em 2007, o crescimento foi de 11,5%. A Unio da Indstria de Cana-de-Acar (Unica) estima quea produo de etanol no Brasil atingir 22 bilhes delitros na safra 2008/2009, com um crescimento de 23%em relao safra anterior.

Como produzido o etanol no Brasil e no mundo?

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

38N o Brasil, o etanol produzido pela fermentao, porleveduras, do caldo extrado da cana-de-acar. Em outras partes do mundo tambm se usa como matrias-primas, o milho, a mandioca e a beterraba, porexemplo. Nestes casos, entretanto, necessrio transfor-mar o amido presente nestes alimentos em acar, antesda fermentao. Esta etapa adicional aumenta os custose reduz o rendimento do processo, quando comparado fermentao direta do caldo da cana. Aps a fermen-tao, o produto passa por vrias etapas, culminandocom a sua destilao para retirar o excesso de gua eadequ-lo ao uso combustvel.

A Amrica Latina, parte da frica, a ndia e o sudesteasitico produzem etanol a partir da cana-de-acar. A produo dos Estados Unidos e da China vem, princi-palmente, do milho. Na Europa, a matria-prima maisusual a beterraba, mas em alguns casos tambm se utiliza a uva.

39

[ 36 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

B rasil e Estados Unidos produzem 85% do etanolmundial. Na ltima safra, o Brasil produziu 21,5 bilhes de litros e os EUA, 24,5 bilhes de litros. O terceiromaior produtor a China, com 2,7% de participaonesse mercado. Em quarto lugar est a Unio Europia,com 2,5%.

Quais so os pases que maisproduzem etanol no mundo?

Qual dos dois tipos de cultivotem maior produtividade: o do etanol de milho ou o de cana-de-acar?

Acultura da cana-de-acar produz quase o dobro de etanol que a do milho. No Brasil, so produzidos7.500 litros de etanol por hectare plantado de cana. NosEstados Unidos, a produo de etanol a partir do milhono ultrapassa os 3.800 litros por hectare.

Brasil e EUA lideram a produo

de Etanol

40

41

[ 37 ]

P rovavelmente, um dos mais competitivos. at 50%mais baixo do que o do etanol de milho, e isso explicao fato de o Brasil deter hoje cerca de 40% da produoglobal do produto.

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

Mquina faz colheita de cana-de-acar

O preo do etanol brasileiro competitivo no mercado

internacional?

42

[ 38 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Como o etanol distribudo no pas?

Dos 22,5 bilhes de litros de lcool - hidratado e anidro- produzidos na safra passada (2007/2008), a maiorparte (73,6%, ou 16,6 bilhes de litros) foi direcionadapara consumo interno e efetivamente utilizada comocombustvel automotivo; apenas 15% da produo foiexportada.

43Quantos litros de etanol soconsumidos no pas e quantoslitros so exportados?

Tanques de etanolda Petrobras

O etanol produzido pelas usinas adquirido pelas dis-tribuidoras de combustvel e levado para suas basesde distribuio, de onde comercializado puro para ospostos (lcool hidratado) ou misturado gasolina (lcoolanidro). O transporte normalmente rodovirio, emboraem alguns casos se use ferrovia ou dutos.

44

[ 39 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

Quais so as projees oficiais para a produo deetanol nos prximos anos?

S egundo o Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abas-tecimento, o Brasil dever atingir uma produo decerca de 37 milhes de metros cbicos de etanol em2015, mais do que duplicando a atual produo.

A estimativa de que em 2010/2011 sejam produ-zidos 29,7 bilhes de litros, dos quais 23,2 bilhes delitros para o mercado interno e 6,5 bilhes de litros paraexportao.

O Brasil deverduplicar sua produode etanol at 2015

[ 40 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Existem cerca de350 usinas de etanolno Brasil atualmente

A tualmente existem cerca de 350 unidades, algumasdelas em fase de construo. Prev-se que at a safra2012/2013 sero mais de 410 usinas j em operao.Hoje, uma centena delas dedicam-se produo do etanol.

46

Quanto se pretende investirna produo de etanol amdio e longo prazos?

D e acordo com a Unio da Indstria de Cana-de-Acar (Unica), os investimentos em novas plantas eampliao de usinas de lcool nos prximos cinco anossomaro mais de R$ 17 bilhes.

45

Quantas usinas de lcoolesto em operao no pas?

[ 41 ]

possvel produzir etanol apartir de outra fonte?

S im. J tecnicamente possvel produzir etanol decelulose em escala industrial. O principal entrave o seu custo, ainda alto, mas os pases desenvolvidos tminvestido grandes somas em novas tecnologias parareduzi-lo.

47

possvel aproveitar totalmente os rejeitos da

produo de cana-de-acar?

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

48

Etanol: ocupaode apenas 3,3% darea agricultvel do pas

Certamente. A vinhaa, por exemplo, utilizada nafertilizao do solo. J o bagao tem dupla desti-nao: parte dele empregada nas caldeiras - para gerarenergia - e o que sobra vendido para as indstrias. NoBrasil, praticamente toda a indstria de suco de laranjausa o bagao de cana como fonte de energia. A palha(folhas secas) usada tambm nas caldeiras. O que sobrafica no campo, como adubo.

49

[ 42 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

A s regies da Floresta Amaznica no so as maisrecomendadas para o cultivo da cana, visto quefatores como clima, solo com aptido agropecuria elogstica provocam reais limitaes. Sob o ponto de vistascio-econmico e ambiental, tais limitaes compro-metem o sucesso na implantao da cultura canavieira e instalao da indstria sucroalcooleira naquela regio.

A regio Centro-Sul, onde atualmente ocorre a ex-panso da cultura, apresenta melhores condies, por terdisponibilidade de reas subutilizadas com grande ap-tido agrcola. Isto permite o manejo racional e eficientedo solo com a prtica de rotao de culturas, visandomelhorar as caractersticas fsico-qumicas e o controlefitossanitrio , uma agricultura com menor aplicao deinsumos e reduo de custos. Assim, possvel gerarmaior receita por unidade de rea.

O cultivo de cana-de-acarpode provocar desmatamentona Amaznia?

Qual , hoje, a rea total de cultivo da cana-de-acarno Brasil?50Dos 340 milhes de hectares disponveis para plantio(terras arveis) no pas, 90 milhes so comprova-damente adequados cultura de cana-de-acar e,atualmente, o seu cultivo ocupa apenas 7 milhes dehectares metade deles para a produo de acar.

51No. A cultura de soja ocupa hoje 22 milhes dehectares de solos brasileiros e o milho, 13 milhes dehectares.

Esta a maior rea de cultivo do pas, mesmo se

comparada da soja e do milho?

Acultura da cana est se expan-dindo no Centro-Sul, em solos detopografia plana e/ou levementesuave, em reas degradadas e pas-tagens mal aproveitadas. Por outrolado, a cultura da cana melhora ascaractersticas fsico-qumicas dosolo e as perdas por eroso so bemmenores que a maioria das culturas.

O plantio da cana-de-acarexige algum tipo de cuidado

especial em relao conservao do solo?

[ 43 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]52

[ 44 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Quais so as perspectivas de exportao do etanolbrasileiro?53D e forma geral, as perspectivas de exportao doetanol so muito positivas embora dependam davelocidade com que o mercado internacional ir sedesenvolver. Em 2010, segundo estimativas do Ministriodo Desenvolvimento, Indstria e Comrcio, o Brasil deverexportar cerca de 7 bilhes de litros do combustvel.

Estimativas apontam para um

volume de exportaode 7 bilhes de litros

de etanol em 2010

Aspectos sociais, ambientais, econmicos e regulatrios

[ c a p t u l o c i n c o ]

54

[ 46 ]

OMinistrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento(Mapa) responsvel pelo acompanhamento da produo agrcola e pela regulamentao da produoindustrial, com o registro das usinas e destilarias. Aque-las que esto cadastradas junto Agncia Nacional doPetrleo, Gs Natural e Biocombustveis (ANP) podemvender o combustvel para as distribuidoras que por suavez so regulamentadas pela prpria ANP.

Quais so os rgos que regulam e fiscalizam o mercado de biocombustveis no pas?[

BI

OC

OM

BU

ST

V

EI

S]

Usina de lcool:regulao a cargo do

Mapa e da ANP

55

[ 47 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

Quais so as metas daPetrobras para o mercado

de biocombustveis nos prximos anos?

E m seu Plano Estratgico, a empresa tem a meta de sera maior produtora de biodiesel do Brasil em 2011, e pretende atuar seletivamente na cadeia de valor doetanol e incrementar as exportaes deste produto para3,5 bilhes de litros anuais.

De acordo com o Plano Estratgicoda Petrobras, exportaes de etanolpodem chegar a 3,5 bilhes de litrospor ano em 2011

[ 48 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

N o. A vocao dos biocombustveis a de serem usados como aditivos e como complemento doscombustveis fsseis. Alguns pases, como o Brasil, j utilizam a adio do etanol sua gasolina, e o biodiesel aodiesel, no apenas como forma de minimizar a poluio doar, como tambm melhorar a qualidade do combustvel.

Os biocombustveis so concorrentes dos combustveis fsseis?

Como os biocombustveis contribuem para a reduo do aquecimento global?

56

57C omo os biocombustveis represen-tam fontes renovveis de energia,os gases gerados na sua queima so reabsorvidos no crescimento da safraseguinte, equilibrando deste modo a emisso e a absoro de gases doefeito estufa para a atmosfera. Almdisso, os biocombustveis que contmoxignio em sua composio, como oetanol e o biodiesel, ajudam a reduziras emisses de CO2 quando adicionadosaos combustveis fsseis.

[ 49 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

58

Pode-se produzir plsticos a partir do etanol, embora o custo ainda seja elevado.

J existe uma tecnologia alcoolqumica bastante desenvolvida para a produo de substitutos aos produtos petroqumicos como no caso do eteno delcool e plsticos biodegradveis, entre outros. A maisforte barreira existente para sua adoo em larga escalaainda o preo, em geral mais alto que o dos derivadosdo petrleo.

Alm de gerarem energia, os biocombustveis

podem ser utilizados na produo de

outros materiais?

[ 50 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

A construo de novas usinas de cana-de-acar e biodiesel gera empregos diretos e indiretos e contribui para a fixao do trabalhador rural no campo.Ele passa a encontrar na agricultura a possibilidade doseu sustento, reduzindo o xodo rural.

59

Como os biocombustveis contribuem para a gerao de empregos e distribuio de renda no Brasil?

Trabalhador numa plantao

de amendoim: a crescente indstria

de biocombustveisgera empregos em

todo o pas e reduz oxodo rural

60O que gera mais empregos:

a indstria de petrleo ou a de etanol?

A indstria do etanol emprega 20 vezes mais mo-de-obra por litro produzido do que a do combustvelfssil e alternativas energticas, como o hidrognio e aeletricidade.

S o Estado de So Paulo empre-ga cerca de 400 mil pessoas na produo de acar e de etanol. A instalao de novas usinas vemocorrendo em regies em que asoportunidades de trabalho so escassas. Dessa forma, novas opor-tunidades de trabalho iro garantir o emprego da populao nessasregies e em reas abrangentes.

61[

O

QU

E

VO

C

P

RE

CI

SA

S

AB

ER

SO

BR

E

ES

TE

N

OV

O

ME

RC

AD

O

]

[ 51 ]

Com a construo de novasusinas e o aumento da

produo de lcool, a tendncia de aumento de gerao de

empregos no setor?

[ 52 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

Trabalhador no canavial:

remunerao maisjusta e reduo

das jornadas

62A dura rotina do trabalhadornos canaviais mudou nos ltimos anos?

As condies de trabalho tm melhorado para o traba-lhador do canavial, atravs, por exemplo, de uma re-munerao mais justa e da reduo das jornadas de tra-balho. O trabalho que envolve maior polmica o cortede cana queimada. Mas as reas da fronteira agrcola em expanso permitem a mecanizao das operaes dalavoura, em conformidade com o Decreto Federal 2.661,de 1998, que exige a reduo da queima da cana, e coma Lei Estadual SP n 11.241/2002, que prev a eliminaototal da prtica da queima em reas mecanizveis nosprximos anos.

[ 53 ]

N o procede o argumento de quehaja escassez de alimentos nomundo ou, em particular, no Brasil; o que falta renda para a populaomais carente comprar o alimentoque, muitas vezes, destrudo peloprodutor ou deixado no campo semser colhido, devido ao baixo preo no mercado. Com a expanso daindstria dos biocombustveis, criam-se, naturalmente, novos postos de trabalho e, conseqentemente, gera-se renda para o trabalhador manter o sustento de sua famlia.

No Brasil, reas antes no utilizadas pela agricultura,ou no adequadas ao cultivo de alimentos devido aobaixo ndice de precipitao pluviomtrica, so as maisutilizadas para o processo de expanso do cultivo dematrias-primas para a produo de biocombustveis. o caso de grandes regies da seca nordestina, nas quais, apesar da falta de chuvas, algumas oleaginosas conseguem produzir seus frutos.

O programa de biocombustveis prejudica

a oferta de alimentos quando utiliza terras de

cultivo voltadas para a produo do etanol

e do biodiesel?

Indstria dos biocombustveis gera mais renda para o trabalhador e sua famlia

63

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

[ 54 ]

[B

IO

CO

MB

US

T

VE

IS

]

A produo deetanol no prejudica

a oferta interna dealimentos

64

H algum risco de que a produo brasileira especfica de etanol prejudiquea oferta de alimentos no mercado interno?

OBrasil tem 850 milhes de hectares e condies desustentar economicamente a produo agrcola,sendo que muitas dessas reas so mal utilizadas ounem mesmo so utilizadas o mesmo ocorrendo nafrica. Hoje, apenas 7% do total das terras do pas so cultivadas com soja, milho, arroz, feijo, cana-de-acar e outras. As pastagens ocupam mais de 20% darea total e as florestas, quase 50%. H uma estimativade que cerca de 100 milhes de hectares de terras bra-sileiras estejam aptas expanso da agricultura almda expectativa de um grande aumento de produtivi-dade, proveniente da elevao do nvel tecnolgico.Portanto, no Brasil no h risco de que o cultivo dacana prejudique a oferta de alimentos.

[ 55 ]

[O

Q

UE

V

OC

PR

EC

IS

A

SA

BE

RS

OB

RE

E

ST

E

NO

VO

M

ER

CA

DO

]

65O agronegcio tem contribudo de forma muito positiva para o expressivo saldo da balana comercialbrasileira. Este mercado traz divisas para o pas e, particularmente no caso dos biocombustveis, atrai investimentos diretos de longo prazo para o interior dopas. Com isso, promove-se a fixao do homem nocampo e o desenvolvimento econmico e social das reasurbanas, alm de gerao de milhares de empregos nasindstrias de base que suportam esta atividade no Brasile, cada vez mais, tambm no exterior.

Como a exportao de biocombustveis pode estimular

a economia brasileira?

Cultivo de oleaginosas, como a da mamona, promove a fixao do homem no campo

Petrleo Brasileiro S.A. Petrobras

Ministrio de Minas e Energia (MME)

Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento (Mapa)

Ministrio de Cincia e Tecnologia (MCT)

Ministrio do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio (MDIC)

Empresa de Pesquisa Energtica (EPE/MME)

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuria (Embrapa)

Unio da Indstria de Cana-de-Acar (Unica)

Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustveis

e de Lubrificantes (Sindicom)

F.O. Licht

IDB-OMC

Icone

The Economist

Toepfer Institute

International Energy Agency [Key World Energy Statistics/2006]

Associao Nacional dos Fabricantes de Veculos

Automotores (Anfavea)

Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)

Este livreto uma produo da Comunicao Institucional do Abastecimento da Petrobras

PROJETO EDITORIAL, PESQUISA E REDAO:

Newsday Consultoria de Comunicao e Marketing

PROJETO GRFICO:

Mello & Mayer Design

FOTOS:

Banco de Imagens da Petrobras

Pgina 51: Grupo Keystone

Pgina 52: Ricardo Azoury / Agncia Tyba

IMPRESSO:

Setprint Grfica e Editora

Impresso em papel reciclado

Fechamento desta edio:

31/07/08

F o n t e s

E x p e d i e n t e

Ministrio dasMinas e Energia

BIOCOMBUSTVEISO QUE VOC PRECISA SABERSOBRE ESTE NOVO MERCADO

2a E D I O A T U A L I Z A D A E A M P L I A D A

O QUE VOC PRECISA SABERSOBRE ESTE NOVO MERCADO

BIOCOMBUSTVEIS