Racismo "virtual"?

  • View
    373

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Bloom is a market strategy company that combines the most innovative research methodologies with our digital expertise. It was created by professionals with over 15 years' experience in research, technology and communications, paired with the mass insertion of digital media.

  • RACISMO VIRTUAL?UM ESTUDO

    +

  • Ao longo de uma semana, monitoramos expresses racistas nas principais redes sociais com o objetivo de identificar quais so os principais tipos de racismo, bem como suas motivaes.

    Foram identificados 11 principais grupos de assuntos que permeiam o tema no Brasil. O estudo foi realizado em parceria com a ONG Criola, atua a partir da defesa e promoo

    de direitos das mulheres negras.

    O ESTUDO

  • Analisamos os durante uma semana as principais

    conversas relacionadas s expressess racistas.

    _Perodo: 30/10/15 a 5/11/15

    _Redes Sociais: Facebook, Twitter e Instagram

    _Termos monitorados: 140 expresses e adjetivos relacionados a racismo

    _Volume: 200 mil ocorrncias

    METODOLOGIA

  • A expresso que mais se destaca quantitativamente "nego" e suas variaes. Analisando qualitativamente os contextos em que ela aparece, constatamos que ela utilizada para denotar

    sujeito porm no para se referir a qualquer sujeito, mas a pessoas carregadas por sentimentos mal intencionados como inveja, mau-caratismo, ganncia ou soberba.

    importante observar que o significado de "sujeito" no dicionrio remonta a uma raiz relacionada submisso e escravido, apontando que, como esperado, muitos dos pr-conceitos relacionados ao

    racismo no Brasil tm natureza indireta ou velada.

    "Nego gosta de aparecer n? Incrvel"

    "nego s sabe olhar p prprio umbigo, incrvel"

    "no legal nego ficar lembrando tambm n. Fez e pronto. Ela quer fingir que no aconteceu pq bom lembrar que fez

    "Tem casal que nasceu pra ficar junto mesmo, no adianta nego tentar se intrometer, conspirar contra e etc

    " engraado como nego se preocupa comigo quando descobre que essa mina se ocupa comigo"

    NEGO" COMO SUJEITO NEGATIVO

  • A principal crtica gira em torno da normatizao do pr-conceito dirio contra pessoas annimas e especialmente de classes mais baixas, questionando que, por vezes, as mesmas pessoas que se

    comoveram com episdios envolvendo celebridades praticariam atos racistas no seu dia-a-dia sem muitas vezes se dar conta, como o exemplo: "pq s o racismo contra a tais araujo espanta as pessoas?

    vcs continuam atravessando a rua qnd um preto ta na sua calada"

    "Pelo menos a Tas Arajo conseguiu justia. ela RICA. FAMOSA. o quo fcil so as coisas pra ela? e pra um negro pobre favelado?"

    "pq s o racismo contra a tais araujo espanta as pessoas? vcs continuam atravessando a rua qnd um preto ta na sua calada"

    "Ta e a justia pros preto pobre que sofrem racismo todos os dias????? https://t.co/jzx0xW1zO1"

    "Eis que logo cedo um ser iluminado me diz "nossa, voc no tem vergonha de sair com esse cabelo assim na rua?" e eu, do alto da minha pacincia matinal, simplesmente respondo "querid, se em pleno 2015 voc no tem vergonha de fazer comentrios to preconceituosos, por que EU deveria ter vergonha do meu cabelo crespo maravilhoso???" No sou a Tais. No sou a Maju. Mas sinto o Racismo brasileira TODOS OS DIAS. Eu, mulher preta e crespa, RESISTO! #ChegaDeRacismo #negra #crespo"

    "Bonito porque essa "negra" famosa...da GLOBO."

    INDIGNAO SELETIVA INCOMODA

  • A principal crtica gira em torno da normatizao do pr-conceito dirio contra pessoas annimas e especialmente de classes mais baixas, questionando que, por vezes, as mesmas pessoas que se

    comoveram com episdios envolvendo celebridades praticariam atos racistas no seu dia-a-dia sem muitas vezes se dar conta, como o exemplo: "pq s o racismo contra a tais araujo espanta as pessoas?

    vcs continuam atravessando a rua qnd um preto ta na sua calada"

    "Pelo menos a Tas Arajo conseguiu justia. ela RICA. FAMOSA. o quo fcil so as coisas pra ela? e pra um negro pobre favelado?"

    "pq s o racismo contra a tais araujo espanta as pessoas? vcs continuam atravessando a rua qnd um preto ta na sua calada"

    "Ta e a justia pros preto pobre que sofrem racismo todos os dias????? https://t.co/jzx0xW1zO1"

    "Eis que logo cedo um ser iluminado me diz "nossa, voc no tem vergonha de sair com esse cabelo assim na rua?" e eu, do alto da minha pacincia matinal, simplesmente respondo "querid, se em pleno 2015 voc no tem vergonha de fazer comentrios to preconceituosos, por que EU deveria ter vergonha do meu cabelo crespo maravilhoso???" No sou a Tais. No sou a Maju. Mas sinto o Racismo brasileira TODOS OS DIAS. Eu, mulher preta e crespa, RESISTO! #ChegaDeRacismo #negra #crespo"

    "Bonito porque essa "negra" famosa...da GLOBO."

    INDIGNAO SELETIVA INCOMODA

  • A utilizao de produtos culturais como forma de questionamento de padres estabelecidos aparece com muita clareza em dezenas de trechos de msicas compartilhados nas redes sociais. Nessas produes

    artsticas, vemos o maior volume de compartilhamento e disseminao de orgulho. No apenas em relao beleza negra, mas tambm em relao a vnculos de parceria, fidelidade e carinho.

    "Linda preta ,do cabelo crespo Deus me fez pra ti e eu estou a seu dispor"

    "Famlia em primeiro lugar o que h, j dizia Racionais irmo. Enquanto o mundo te abandona, eles te estendem a mo. Valoriza nego."

    "Tu s o verde, a esperana. Maturidade, sorriso, criana. Ningum percebe a nossa aliana. Negro, rude, morena, mansa"

    "Velha camarada, obrigada pela carta, que saudade preta rara - Dexter"

    "Ai neguinho vou sentir saudades de voc. A malandragem na quebrada nunca vai te esquecer. Que Deus perdoe os humildes de bom corao..."

    "Sou um pretinho gostoso, pretinho gostoso @YeahLorena https://t.co/yXr1EZ3KAr"

    O HIP HOP, O SAMBA E O RAP COMO RECURSO DE RESISTNCIA E CRTICA SOCIAL

  • Apesar da urgncia da discusso do racismo (virtual ou no) e seu impacto na sociedade, ainda h quem no enxergue a legitimidade da causa, reduzindo o preconceito racial a um suposto modismo

    passageiro. Parte do questionamento que busca suavizar a gravidade da questo passa pela comparao com outros tipos de discriminao ou at mesmo problemas no pas. O perigo, na viso de que existiria

    uma vitimizao, coloca em xeque a prpria existncia de prejuzos maiores neste universo.

    "T na moda ser gay e ser discriminado por ser negro. Nova modinha mundial."

    "orgulho negro pode, orgulho gay pode, agora orgulho hetero no (?)"

    "Se um negro fala sobre o racismo "Ai s podia" se uma pessoa branca fala "Meu deus que ser evoludo, vamos bater palmas pra ele"

    "Luana Piovani: "O preconceito que a Tas Arajo sofreu foi o que, exatamente? Algum pode esclarecer??? Sacanearam ela na internet? Foi isso? Porque eu sou blaster sacaneada e xingada na net e nunca saram em defesa. At porque nem ligo, n, gente Ser que foi isso? Agradeo a quem responder""

    "Me explica uma coisa. O seu Pas ta afundado em corrupo e desordem e vc t preocupado c a atriz global q foi ofendida p ser preta?"

    A TENTATIVA DE RELATIVIZAO DO RACISMO

  • H uma inquietao quanto a falta de representatividade de pessoas negras na cultura: filmes, passarelas, novelas, propagandas. Essa ausncia gera dois tipos de comportamento identificados na conversa espontnea. O primeiro o boicote, especialmente associado a celebridades que participam destes eventos mal representados.

    O segundo a prpria celebrao das produes culturais que buscam trazer mais pessoas negras.

    "Geral falando que o 007 no pode ser negro ou gay ou mulher. 007 um personagem fictcio, pode ser o que a gente bem entender"

    (especulao)

    "Rihanna teria cancelado performance no VSFS aps modelo negra ser substituda por Kendall Jenner."

    http://www.portalpopline.com.br/rihanna-x-kendall-jenner-e-o-caso-do-victorias-secret-fashion-show-2015/

    https://twitter.com/ZIPERATIVO/status/662102841071419392/photo/1

    "finalmente algo diferente nesses girlgroups novos, uma mulher negra, linda, ocidental e talentosa se ataca-la irei atacar"

    "gritei aqui em casa com a grande novidade de nessa s2 de fargo ter um personagem negro que progresso meu deus"

    "Netflix repudia agncia que diz ser difcil encontrar ator negro bonito . https://t.co/0E99aOMvwn https://t.co/48Og6ocX5u"

    A NO REPRESENTATIVIDADE DO NEGRO NA CULTURA

  • Visando questionar e desconstruir ditados e expresses populares to corriqueiras quanto racistas, existe um grupo significativo de pessoas empenhadas em trazer luz esses assuntos

    enraizados e que geralmente passam despercebidos.

    "Classificar o cara como "negro de alma branca" o mega-ultra-rtimo do nazifascismo, meu Deus do Cu. (o0)!"

    "No nasci essa negra maravilhosa pra voc me chamar de morena"

    "Chamar algum de "branco" ou de "preto" a mesma coisa. A questo no s semntica, social."

    CORRENTE DE DESCONSTRUO DE EXPRESSES POPULARES RACISTAS

  • A identificao dos problemas causados pela exposio ao racismo desde a infncia tambm uma das pautas presentes na conversa dos brasileiros sobre o tema. A conscientizao do

    impacto de discursos racistas muitas vezes velados que as crianas sofrem e as consequncias disso na sua vida adulta preocupa e gera mobilizao.

    "A menina negra tem, desde cedo, a autoestima reduzida ou abalada. Desde a falta de representatividade. At o racismo dirio na escola."

    "A menina negra passa a acreditar desde cedo que seu cabelo ruim, que sua pele feia, que ela vale menos que outras apenas por ser negra."

    "Jogador de league of legends vitima de racismo pelo narrador do jogo. Jogador foi chamado de macaco em live strea