Vers£O Simples

  • View
    773

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Vers£O Simples

  • 1. Eleies Eleitores eElites no Concelho de Oeiras(1908 a 1926)

2. Aos meus alunos de ontem ede hoje... 3. Esta apresentao no est completa.Aguarda-se a publicao do livro sobre este tema.S depois poder ser resumida numa apresentao deste tipo. Pretende-seapenas que, com osdiapositivos apresentados, se possa ter uma ideia mais viva da poca estudada. Ana Paula Torres 4. Instituto Superior de Cincias do Trabalho e da Empresa Seco Autnoma de Histria As Elites Polticas de Oeiras(1908 1926) Um contributo para o seu estudo Prova de Dissertao de MestradoEm Histria Social Contempornea Comisso Organizadora da merenda democrtica(Julho de 1910) Ana Paula Teixeira Torres 4 Curso de Mestradoem Histria Social Contempornea Junho de 1999 5. Temas Vida poltica do concelho de Oeiras nos ltimos anos da Monarquia e durante a Repblica: - Eleies- Eleitores- Elites PolticasLimites Temporais 1908 - 1926 6. 1908 7. O regicdio1 de Fevereiro de 1908 A Acalmaode D. Manuel II Governo de coligao monrquica dirigido por Ferreira do Amaral 8. Diviso administrativa do pas Diviso do pas em distritos, concelhos,parquias ou freguesias. Entidades de cadaconcelho :Administrador- representante do poder central Corpos administrativos das Cmaras Municipais Eleitos pelas populaes Presidente Vice-Presidente Vereadores (5 a 15) Tesoureiro e Escrivo Cargos no remunerados 9. O Concelho de Oeiras 1898 Um novo decreto de um GovernoProgressista restaura o concelhode Oeiras.Norte : Loures e Sintra Sul : Foz do Tejo Ocidente : Cascais Oriente : Lisboa Perde a Amadora(novo municpio)1979 1895 O concelho de Oeirasfoi suprimido por decreto deJoo Franco(Governo Regenerador) e a s suas freguesias ficaram assim distribudas pelos concelhos de Cascais e de Sintra. 10. O Concelho de Oeiras Freguesias do Concelho Barcarena(1898) Oeirase S. Julio da Barra (1898) Carnaxide (1898) Amadora (1916) Pao de Arcos (1926) 11. Foras Polticas do Concelho de Oeiras em 1908 OsMonrquicosaparecem coligados contra os republicanos No se conhece a sua filiao partidria (Regeneradores ou Progressistas) Tm um semanrio prprio: Progresso d Oeiras OsRepublicanosesto organizadosem: -Comisso Municipal do P.R.P .-Comisses paroqu iais (freguesias) - Centros republicanos Tm jornais prprios ou simpatizantes: Ptria Nova Povo d Oeiras A Voz do Povo A Praia 12. OsSocialistasassumem um papel activo no desenvolvimento do associativismo e da instruo no concelho Destacam-se, em Barcarena, na organizao do movimento operrio Nos actos eleitorais, aparecem associados aos republicanos 13. Os ltimos actos eleitorais da Monarquia Eleies Legislativas de 5 de Abril de 1908 Eleies Municipais de 1 de Novembro de 1908 Eleies Legislativas de 28 de Agosto de 1910 A Lei Eleitoral 26 Crculos Eleitorais no Continente e Ilhas Crculos uninominais (representao maioritria, sem representao das minorias) Crculos plurinominais (representao proporcional das maiorias e minorias ) Concelho de Oeiras 16 Crculo Eleitoral - Plurinominal 14. A Lei Eleitoral A IGNBIL PORCARIA Em cada crculo eleitoral, a lei juntava aos concelhos urbanos extensas reas rurais circundantes, procurando abafar os votos urbanos (tendencialmente republicanos) com os votos rurais (tendencialmente monrquicos). 16 Crculo Eleitoral Bairros urbanos:Lisboa Ocidental (2 bairros) Concelhos rurais: Cascais, Lourinh, Mafra, Oeiras, Sintra,Sobral de Monte Agrao e Torres Vedras. 15. O Direito ao Sufrgio O Direito ao Voto Cidados do sexo masculino com mais de 21 anos, domiciliados em territrio nacional, que satisfizessemumadas seguintescondies: Soubessem ler e escreverPagassem ao Estado uma contribuio directa de 500 risno mnimo Sufrgio capacitrio ou censitrio 16. O Recenseamento dos Cidados 2- As Comisses de Recenseamento elaboravam as listas dos eleitores Formadas por 7 membroseleitos entre os 40 maiorescontribuintes do contribuio predial do concelho Elaboravam as listas de eleitores por freguesia Muito disputadas pelo seu poder no recenseamento 1-Recenseamento dos cidados O recenseamento era facultativo e actualizadotodos os anos 17. O Recenseamento dos Cidados 3 - Publicao das listas de eleitores As listas dos eleitores eram publicadas em edital daCmara, a poucos dias das eleies As listas eram afixadas nos Paos do Concelho e nasportas das Igrejas paroquiais daslocalidades do concelho. 4 - Direito a reclamaes muito limitado As reclamaes dos cidados por excluso das listas ou por qualquer denncia de situao fraudulenta eram muito dificultadas dada a publicao das listas a 4 dias do acto eleitoral . 18. O Acto Eleitoral Assembleias Eleitorais Como era exercido o voto Assembleia de Oeiras Assembleia de Carnaxide Assembleia da Amadora Administrador ou representante Presidente, escrutinadores, secretrios, suplentesProcos e regedores Chamada dos eleitores, um por um, comeando pelasfreguesias maisdistantes Os eleitores presentes entregavam os seus boletins de votodobrados Chamada geral dos que no tinham comparecido Encerramento do acto eleitoral 2 horas depois 19. Os votos entrados nas urnas Levados pelos prprios eleitores que as tinham recebidodos candidatos ou seus representantes, por vezes, portadas prprias assembleias eleitorais Listas com os nomes dos candidatos (1 ou vrios) Papel branco Sem marcas, sinais ou numerao Voto por escrutnio secreto. Secretismo e independncia dovoto duvidosos Presenadoscaciques 20. As Eleies Legislativas de 5 de Abril de 1908 Coligados noconcelho Campanha eleitoral baseada na aco dos influentes e na presso das autoridades administrativas Apoio do semanrioProgresso d Oeiras Campanha dinmica e moderna:- distribuio de manifestos - conferncias - comcios eleitorais - sesses de propaganda Apoio dos jornais: Ptria NovaPovo d Oeiras A Voz do PovoA Praia a 1 vitria do P.R.P. no concelho 21. As Eleies Municipais de 1 de Novembro de 1908 Os notveis do concelho Alguns dos 40 maiorescontribuintes do concelho Os proprietrios dos lugares Campanha discreta baseadana aco dos influentes Lista monrquica Candidatos Efectivos Antnio A. Faustino da Silva(proprietrio - Amadora) Duarte Alexandre Holbeche (proprietrio - Pao de Arcos) Joo Jos Sinel de Cordes(proprietrio - Barcarena) Manuel Croft de Moura(proprietrio - Caxias) Manuel Ribeiro Duarte( proprietrio - Pao de Arcos) 22. As Eleies Municipais de 1 de Novembro de 1908 Lista republicana Classesmdiasligadasaosnegcios/servios e alguns proprietrios Campanha dinmica apoiada em sesses de propaganda, em conferncias e num comcio em Oeiras Vitoriosos nas eleies para deputados, depositavam grandes esperanas nestas eleies Candidatos Efectivos Duarte Moreira Rato(negociante - Pao de Arcos) Joaquim Pereira Mendes(negociante - Oeiras) Jos Cordeiro Jnior (comerciante - Algs) Narciso Augusto Leal (proprietrio - Amadora) Toms Vieira Ramos(proprietrio - Pao de Arcos) 23. Resultados Eleitorais Venceu a lista monrquica Foram eleitos5 vereadores efectivos e 5 substitutos Comentrio deO Sculo , dois dias aps as eleies: " Foi porfiada a luta entre monrquicos e republicanos na eleio camarria ontem realizada no concelho de Oeiras. Os republicanos, que nas ltimas eleies tinham tido uma maioriasuperior a 100 votos, nestas eleies, apesar de lhes serem favorveis os cadernos do recenseamento,perderam por 99 votos. (). O administrador do concelho, sr. Carlos Vieira Ramos, tem sido muito felicitado pelos influentes polticos monrquicos de todas as localidades pela vitria alcanada. 24. Reaco dos Republicanos GLRIA AOS VENCIDOS Examinaremos a situao e a frio com a convico firme de que cumprimos o nosso dever de Republicanos e a nossa obrigao de leais defensores do povo deste desgraado concelho. Para ns, revolucionrios, o voto nada vale; valem as espingardas, valem as caadeiras, valem as foices, valem as barricadas, pois nelas teremos um dia a verdadeira salvao da nossa querida Ptria, e logo, deste pequeno torro que amamos e estremecemos. Para os monrquicos vale porm o voto, no pelo que ele representa de digno e de altivo, mas pelo que ele representa de abjecto e vil. () Como carneirada votou a populao de Barcarena, sem se lembrar que acalentava a vbora que os tem espoliado e roubado. Como rebanho, cheio de lepra e cheio de pus, votaram todos os dependentes dos caciques, como se em lugar de homens, fossem bestas, como se em lugar de brancos, fossem pretos escravos. O Povo de Oeiras 25. As Eleies Municipais de 28 de Agosto de 1910 Candidatos efectivos da lista monrquicapelo Crculo n16s eleies de 28 de Agosto de 1910 O Sculo 18 de Agosto de 1910 20 de Agosto de 1910 L ista Monrquica Coligao: Joo Jos Sinel de Cordeslvaro da Silva Pinheiro ChagasAntnio Maria Pereira Maziotti,Henrique Mitchell de Paiva CouceiroRodrigo Afonso PequitoGovernamentais:Antnio Maria de Oliveira BeloJoaquim Belfor Correia da SilvaMota Prego Jos Jernimo Rodrigues Monteiro Manuel Fratel 26. As Eleies Municipais de 28 de Agosto de 1910 Candidatos efectivos da lista republicanapelo Crculo n16s eleies de 28 de Agosto de 1910 O Sculo 18 de Agosto de 1910 20 de Agosto de 1910 Lista Republicana e Socialista Alexandre Braga Antnio Lus Gomes Joo Duarte de Menezes Joaquim Tefilo Braga Carlos Cndido dos Reis 27. Campanha Eleitoral Comisso municipal monrquica Comisses paroquiais Progresso d Oeiras Personalidades maisactivas: - Joo Sinel de Cordes - Carlos Vieira Ramos Comisso municipal republicana e comisses paroquiais Comcio em Barcarena, conferncias e sesses eleitorais em todas as freguesiasPovo d Oeiras e A Voz do PovoPersonalidade mais activa:Jos Cordeiro Jnior Presena feminina na campanha Festa eleitoral em Carnaxide A Merenda Democrtica 28. A Merenda Democrtica Festa republicana em honra de Jos Cordeiro Jnior, acusado de ter fomentado a revolta entre os sargentos contra a Monarquia. Tivera que pagar uma cauo para no ser preso. Jos Cordeiro Jnior SecretriodaComisso Distrital Republicana de Lisboa 29. A Merenda Democrtica Tocaram filarmnicas de Carnaxide e L.Velha Ho

Related documents