Ebook gemas-para-joalheria-e-dicas-de-identificação-das-gemas

  • View
    1.690

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

  • 19 Revista Joias&Design - Abril 2015 - Extra

    gemas

    Identificar gemasuma tarefa difcil

    www.beadedhandmadejewellery.com/

    Provavelmente as primeiras pe-dras preciosas foram encontradas nos leitos dos rios. Com a evoluo das civilizaes e o grande interes-se por elas, desenvolveram-se tc-nicas especficas para buscar essas gemas na natureza. A extrao e comercializao de pedras precio-sas j era feita h milhares de anos.

    Com o passar dos sculos, o ter-mo pedra preciosa adquiriu o signi-ficado de mineral natural desejvel por sua beleza, valioso por sua ra-ridade e muito duradouro por sua resistncia. Esse processo fez com que essas gemas naturais tivessem seus preos crescentes. Quanto mais rara, mais cara.

    Com essa grande valorizao e raridade surgiram as imitaes e as gemas sintticas.

    Hoje, difcil identificar as pe-dras naturais, pois as sintticas e as imitaes foram aperfeioadas em seus processos de produo.

    Logo depois das primeiras falsi-ficaes surgiu a gemologia - uma cincia proveniente da cristalogra-fia que define parmetros concretos para avaliao e classificao das gemas.

    Os gemlogos utilizam equi-pamentos e ferramentas dentro

    A grande variedade de gemas (pedras preciosas), disponveis na natureza, representamum presente divino para ns. Suas cores e estruturas cristalinas nos encantam h milhares de anos.E ns, profissionais da joalheria, lhes damos formas e facetas que realam seu brilho e valor, quando

    aplicadas de maneira criativa, em uma joia. Apesar de serem uma fonte de encanto e fascnio,as gemas verdadeiras so difceis de se identificar, pois as produes de imitaes e as

    opes sintticas crescem de forma rpida, provocando confuso entre o que verdadeiro e falso.Hoje, o grande problema como identific-las.

    desses padres e seguem rotinas internacionais de avaliao. Desta forma, quando se pretende comprar uma gema muito valiosa, o melhor caminho contratar os servios de um gemlogo.

    E quando ogemlogo no est

    por perto?Existem muitos lugares onde se

    comercializa gemas. Cidades como Governador Valadares e Tefilo Otoni, em Minas Gerais, no Brasil, so polos de comercializao de gemas. Todavia, as gemas tambm so comercializadas em eventos e feiras especficas do mercado joa-lheiro, assim como, em lojas espe-cializadas.

    Conhecendo a integridade do seu fornecedor fica mais fcil de comprar gemas certificadas, no en-tanto, em outras situaes neces-srio, pelo menos, alguns conheci-mentos bsicos para no comprar vidro no lugar de gema.

    Hoje, os designers de joias, au-tores de joias e ourives precisam conhecer os princpios da gemolo-

    gia para apresentarem um trabalho confivel a seus clientes.

    Faz poucos anos presenciei um joalheiro famoso comprar vidro no lugar de nix. Os resultados po-deriam ser desastrosos se o vidro no tivesse sido identificado antes de ser cravado na joia. Mesmo sem um valor to alto, o simples fato de a pea ser vendida como nix e ter em seu lugar o vidro poderia abalar a credibilidade desse joalheiro.

    Para o profissional experiente mais fcil identificar a gema sem fazer uma anlise mais detalhada, mesmo assim, as falsificaes al-canaram nveis de qualidade pre-ocupantes, pois seu valor infinita-mente menor.

    Para evitar situaes constran-gedoras ou mesmo prejuzo pro-fissional e financeiro, na ausncia

  • 20 Revista Joias&Design - Abril 2015 - Extra

    de um gemlogo, podemos usar alguns recursos gemolgicos para identificar gemas.

    importante salientar que qual-quer anlise gemolgica que no seja completa tem margem de erro.

    Trs instrumentos simples e no to caros podem ser utilizados na identificao de gemas: a lupa de 10X, o filtro chelsea e uma lanterna.

    Examinando a gema

    Um dos aspectos mais impor-tantes e, que deve ser avaliado em primeiro lugar, o valor da gema.

    Como em qualquer outro tipo de comercializao os preos das gemas variam de comerciante e lo-calidade. Pesquise muito antes de comprar. O prprio mercado esta-belece os nveis de preo.

    Quando receber uma oferta de preo muito abaixo do mercado - desconfie, ningum faz milagre.

    O preo o primeiro fator que pode estabelecer a legitimidade de uma gema.

    O preo

    Usando a lupa

    Usando o filtro chelsea

    As visitas em eventos, dentro e fora do Brasil, podem trazer muitas oportunidadesna compra de gemas. Outra situao a visita em reas de garimpo, que bastante comum.Nessa situao muito importante saber avaliar as gemas e pagar um preo justo por elas.

    Este artigo tem como objetivo esclarecer o uso de dois instrumentos bsicos que podem ajudar muito.Mas, aconselhamos voc a conhecer um pouco mais sobre gemologia ou contratar um gemlogo.

    Um bom curso de gemologia pode ajudar muito nessas situaes.

    As lupas de ourives so um recurso im-portante para avaliar o que existe dentro de uma gema. Aqui estamos indicando uma lupa com ampliao de 10 X, no entanto exis-tem lupas com mais ampliao.

    As gemas naturais sempre te-ro minsculos defeitos internos, padres irregulares e marcas de formao. Desconfie se uma gema

    estiver totalmente livre dessas irre-gularidades.

    Nas esmeraldas, por exemplo, verifique a existncia de bolhas. As naturais no tem bolhas de ar.

    Sempre que fizer esse tipo de anlise, a lupa deve estar rente aos olhos e a gema distanciada at ob-teno de foco. Sempre que poss-vel faa essa anlise com a gema iluminada.

    Esse filtro foi criado no incio do sculo 20, na Inglaterra, usa-do inicialmente na Universidade

    de Chelsea. Sua funo inicial era separar as esmeraldas dos berilos verdes.

    Como no grupo dos berilos es-to includas: esmeraldas, gua--marinha, berilo precioso, crisoberi-lo, espinlio, topzio e, algumas de-las tem tonalidades verdes, o filtro chelsea permitia essa separao.

    Naquela poca, somente os be-rilos coloridos por cromo eram con-siderados esmeraldas e os colori-dos por vandio eram considerados outro tipo de berilo. Como as es-meraldas tinham um valor alto era importante separ-las dos outros tipos de berilo por meio de um teste simples e preciso - o filtro chelsea.

    Naquela poca, o berilo colorido por cromo (esmeralda) apresentava uma tonalidade avermelhada quan-do analisado com o filtro chelsea, o que no ocorria com o berilo colori-do por vandio.

    Com o tempo percebeu-se que aquele pequeno instrumento podia separar muitas outras gemas natu-rais das imitaes. Todavia, im-portante lembrar que o filtro chelsea uma ferramenta adicional e no deve ser usado como ferramenta de diagnstico, pois este requer anli-se gemolgica mais completa. Ele serve bem para as situaes cita-

  • 21 Revista Joias&Design - Abril 2015 - Extra

    Como ele funciona?Como seu prprio nome diz,

    um filtro de luz. Ele permite que so-mente certas cores, amarelo-verde e vermelho sejam transmitidas, isto , vistas (filtra as outras).

    Gemas que no transmitem as cores amarelo-verde ou vermelho sero vistas como uma imagem es-cura.

    Vista por meio do filtro chelsea uma esmeralda verdadeira apare-cer amarelada ou avermelhada.

    Vista por meio do filtro chelsea, uma esmeralda falsa aparecer acinzentada.

    Olhando uma esmeralda sintti-ca com o filtro chelsea ela parecer verdadeira porque na sua composi-o tambm h cromo e ela tem to-das as caractersticas fsico-qumi-cas da natural. Todavia, nas sintti-cas o brilho do vermelho mais in-tenso. Gemlogos mais experientes reconhecem a sinttica porque ela

    contm uma quantidade maior de cromo deixando-a muito mais lumi-nosa. Na dvida, sero necessrios mais testes gemolgicos para essa avaliao.

    Espinlio azul sinttico

    s vezes o filtro chelsea permite avaliar rapidamente se uma gema sinttica ou natural como o caso do espinlio azul.

    No h nenhuma outra gema azul com ndice de refrao 1.72 que apresente a reao de cor vermelha sob observao do filtro chelsea, s o espinlio azul sintti-co. A razo para essa reao a presena de cobalto. Na produo do espinlio sinttico, podem ser usados dois processos diferentes, todavia a presena do cobalto detectada, nos dois casos, pela re-ao vermelha.

    Reconhecendo a camada de cobalto

    No topzio sinttico, por exem-plo, o cobalto produz uma cor viva e contribui para que ele seja uma das gemas mais apreciadas, at que ela seja usada em uma joia e o cobalto comece a descascar.

    O cobalto contribui para que o topzio verde, por exemplo, seja co-mercializado por diferentes nomes, como o caso do topzio verde caribenho, etc. Como o topzio na-tural no produzido pela natureza nessa cor, qualquer topzio verde uma gema revestida por cobalto.

    Se voc tem uma pedra verde desconhecida, poder identific-la facilmente com o filtro chelsea, pois nenhuma outra gema verde mostra-r esse tipo de reao forte obser-vado com o filtro chelsea.

    Separando tanzanita natural de imitao

    A tanzanita uma gema tricri-ca. A terceira cor se apresenta em um marrom dourado para um tom avermelhado-marrom.

    Na imagem a seguir podemos ver trs tipos de tanzanita: a 1

    1

    2

    3

    uma tanzanita natural, a 2 uma imitao de polissilicato e a 3 uma sinttica. A 2 e a 3 so as imitaes mais frequentes da tanzanita.

    1

    2

    3

    Quando vistas sobre o filtro chelsea a reao das trs muito diferente.

    Observe que a 3 tem uma reao inerte. A reao vermelha lumino-sa da polissilicato (gema 2) ocorre devido aos agentes acrescentados para obter essa reao de imitao, mas voc pode ver que o vermelho muito mais luminoso que a reao da tanzanita natural (gema 1).

    O mesmo princpio de lumino-sidade ocorre com as alexandri-tas. Uma alexandrita sinttica ter um efeito de grande luminosidade quando vista pelo filtro chelsea, en-quanto a natural ter menos lumi-nosidade. Isso ocorre pela grande quantidade de cromo adicionadas no processo de laboratrio das ge-mas sintticas.