2011-2012 Qualidade do Ar 2011-2012 Qualidade do Ar

Embed Size (px)

Text of 2011-2012 Qualidade do Ar 2011-2012 Qualidade do Ar

  • Relatrio da Rede MonitorAr-Rio

    2011-2012

    Qualidade do Arna Cidade do Rio de JaneiroRelatrio da Rede MonitorAr-Rio

    2011-2012

    Qualidade do Arna Cidade do Rio de Janeiro

  • Relatrio da Rede MonitorAr-Rio

    2011-2012

    Qualidade do Arna Cidade do Rio de Janeiro

  • 54

    QUALIDADE DO AR NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

    RELATRIO DA REDE MONITORAR-RIO

    2011-2012

    Eduardo PaesPrefeito da Cidade do Rio de Janeiro

    Carlos Alberto MunizSecretrio Municipal de Meio Ambiente

    Altamirando Fernandes Subsecretrio Municipal de Meio Ambiente

    Coordenadoria de Monitoramento AmbientalMagda Carneiro Felippe Valverde [Coordenadora]

    Gerncia de Monitoramento do ArBruno Bscaro Frana [Gerente (a partir de mar/2013)]Marcos Borges Pereira [Gerente (mai/2010 a mar/2013)]

    Organizao do RelatrioMarilene Agrizzi Nacaratti [Arquiteta]

    Textos e InformaesBruno Bscaro Frana [Engenheiro Qumico]Eduardo Monteiro Martins [Qumico]Gabriela Lerer [Biloga]Josiane Loyola [Qumica]Marcos Borges Pereira [Engenheiro Civil]Marilene Agrizzi Nacaratti [Arquiteta]Patricia Waldheim [Meteorologista]Roberta Ramos Gomes [Engenheira Qumica]Rodrigo Mello [Meteorologista]Silvia Patrcia de Arajo [Meteorologista]Wanea Lcia Bedran [Engenheira Civil]

    Design Grfico e FotografiasAngela Meurer [Designer]

    Reviso de TextoRachel Valena

    AgradecimentosPETROBRASINFOPER - Informtica e Comunicao

    Apresentao

    Introduo

    1 Poluio atmosfrica 1.1. Conceitos bsicos

    1.2. Principais poluentes atmosfricos

    1.3. Resultados do monitoramento e ndice de Qualidade do Ar

    2 Caracterizao da cidade e da Regio Metropolitana

    2.1. Dinmica populacional

    2.2. Territrio e densidade populacional

    2.3. Dinmica econmica

    2.4. Ambiente Natural

    3 Contribuies das atividades urbanas para a poluio atmosfrica

    3.1. Fontes fixas perfil da cidade e da Regio Metropolitana

    3.2. Fontes mveis 3.2.1. Perfil do sistema virio

    3.2.2. Diviso modal de transportes coletivos

    3.2.3. Frota e motorizao

    3.2.4. Combustveis utilizados

    3.2.5. Movimento de navios e aeronaves

    3.2.6. Balano de fontes mveis

    4 Caracterizao Meteorolgica 4.1. Temperatura

    4.2. Umidade relativa do ar

    4.3. Precipitao

    4.4. Direo e velocidade dos ventos

    4.5. Radiao solar

    pgina

    5

    9

    13

    23

    33

    51

    pgina

    61

    117

    158

    164

    172

    5 Caracterizao da rede de estaes do Programa MonitorAr-Rio

    5.1. Histrico

    5.2. Funcionamento da rede e estrutura do sistema de transmisso de dados

    5.3. Localizao das estaes de monitoramento da qualidade do ar

    5.4. Descrio da rea de estudo do entorno e classificao das estaes da rede MonitorAr-Rio

    6 Resultados do monitoramento 6.1. Estao Centro

    6.2. Estao Copacabana

    6.3. Estao So Cristvo

    6.4. Estao Tijuca

    6.5. Estao Iraj

    6.6. Estao Bangu

    6.7. Estao Campo Grande

    6.8. Estao Pedra de Guaratiba

    6.9. Consideraes finais

    Glossrio

    ndices [tabelas, quadros, figuras e grficos]

    Referncias bibliogrficas

  • 76

    O crescimento da economia acelera as atividades industriais e, pela cultura dominante, provoca o aumento do nmero de veculos circulando nas ruas. Esse cenrio converge para a elevao das emisses de poluentes atmosfricos afetando a sade e a qualidade de vida da populao.

    Acompanhar os impactos ambientais no municpio, causados pelos investimentos em infraes-trutura para receber os grandes eventos que se aproximam, um dos objetivos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Nesse sentido, so monitoradas, entre outros fatores ambien-tais, as concentraes dos poluentes atmosfricos atravs de sua rede de monitoramento da qualidade do ar.

    Este relatrio contempla os dados de monitoramento do ar coletados nos anos 2011 e 2012, e alm de avaliar as concentraes dos principais poluentes atmosfricos, procura identificar as possveis causas para os nveis de poluio nos locais monitorados. Para a elaborao do relatrio foram consideradas as principais caractersticas e fontes de emisso no entorno das estaes de monitoramento, a dinmica populacional e econmica do municpio, bem como as caractersticas naturais e climatolgicas que exercem alguma influncia na disperso da poluio atmosfrica.

    Esforos esto sendo feitos visando reduzir as fontes de poluio como, por exemplo, a implantao de uma vasta malha cicloviria e as mudanas no sistema pblico de transportes atravs da construo dos BRTs e da implantao dos BRSs. Portanto, este relatrio consiste em uma importante fonte de informao sobre os impactos causados ao meio ambiente, que servir para subsidiar decises futuras sobre planejamento ambiental na instalao de novas indstrias, na modernizao do transporte pblico e nas aes de controle ambiental.

    Carlos Alberto MunizSecretrio de Meio Ambiente

    APRESENTAO

  • 98

    Este trabalho constitui-se no primeiro relatrio da rede automtica de monitoramento da qualidade do ar MonitorAr-Rio, operada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente SMAC, composta por oito estaes fixas que monitoram os principais poluentes definidos pela legislao brasileira. Alm dos resultados das medies referentes aos anos de 2011 e 2012, inclui conceitos bsicos sobre a poluio atmosfrica e seu monitoramento, assim como aspectos fsico-territoriais, demogrficos, econmicos e da dinmica urbana na cidade do Rio de Janeiro que colaboram para o entendimento da qualidade do ar. Apresenta, tambm, o estudo da rea de entorno das estaes. A estrutura do relatrio foi definida de modo a contemplar a reunio de informaes consideradas essenciais para o atendimento das necessidades da gesto municipal.

    Este trabalho constitui-se no primeiro relatrio da rede automtica de monitoramento da qualidade do ar MonitorAr-Rio, operada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente SMAC, composta por oito estaes fixas que monitoram os principais poluentes definidos pela legislao brasileira. Alm dos resultados das medies referentes aos anos de 2011 e 2012, inclui conceitos bsicos sobre a poluio atmosfrica e seu monitoramento, assim como aspectos fsico-territoriais, demogrficos, econmicos e da dinmica urbana na cidade do Rio de Janeiro que colaboram para o entendimento da qualidade do ar. Apresenta, tambm, o estudo da rea de entorno das estaes. A estrutura do relatrio foi definida de modo a contemplar a reunio de informaes consideradas essenciais para o atendimento das necessidades da gesto municipal.

  • 1110

    A Secretaria Municipal de Meio Ambiente SMAC tem como principal misso promover a poltica ambiental da cidade do Rio de Janeiro por meio da implantao de aes referenciadas no conceito de desenvolvimento sustentvel. Em outras palavras, visa garantia do uso adequado dos recursos naturais e pleno funcionamento das funes urbanas.

    Diante dessa perspectiva, um dos mais signifi-cativos avanos no que se refere ao conheci-mento da qualidade do ar na cidade foi dado por ocasio do convnio firmado entre a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e a PETROBRAS que contemplou a criao do Programa Moni-torAr-Rio em 2008. Os objetivos definidos para o programa foram monitorar a qualidade do ar na cidade, informar os resultados populao, conscientizar todos sobre a questo da poluio atmosfrica, subsidiar aes e incentivar polticas pblicas.

    Dessa forma, o primeiro relatrio da rede Moni-torAr-Rio, como parte desse processo, tem como alvo central proporcionar a viso geral dos resultados das medies realizadas no perodo compreendido entre 2011 e 2012 e sua partici-pao na situao global da qualidade do ar na cidade do Rio de Janeiro, por meio da apresen-tao de tendncias iniciais do comportamento dos poluentes analisados.

    O marco referencial adotado para o desenvolvi-mento do relatrio foi contemplar a reunio de algumas informaes consideradas essenciais ao entendimento da qualidade do ar na cidade do Rio de Janeiro e, em especial, alcanar todos aqueles que atuam no desenvolvimento de polti-cas que colaborem direta ou indiretamente para a reduo das emisses de poluio atmosfrica.

    Para tanto, a estrutura do documento foi conce-bida no s para abordar os resultados quantita-tivos do monitoramento da qualidade do ar, mas tambm para introduzir informaes e conceitos referentes aos diversos fatores que exercem influncia no comportamento dos poluentes atmosfricos.

    Assim, o captulo 1 reflete essa inteno, ao apre-sentar os conceitos bsicos acerca da poluio atmosfrica e destacar dois aspectos considera-dos essenciais para o entendimento da questo da qualidade do ar. O primeiro deles ocupa-se da definio de critrios para o monitoramento e dos fatores fsico-ambientais que podero influir nos nveis de concentrao de poluentes. Nessa abordagem, apresentado ainda o processo de formao dos principais poluentes monitorados e seus efeitos sobre a sade humana e o ambiente. O outro aspecto chave desse captulo constitui-se num breve enfoque das normas legais que instituem padres de concentrao existentes na legislao brasileira. Por ltimo, so comentadas as motivaes que levaram adoo do IQA ndice de qualidade do ar, para o processo de divulgao da qualidade do ar entre os diversos segmentos envolvidos.

    A compreenso da qualidade ambiental no meio urbano como resultado da interao de aspectos ecolgicos, econmicos, sociais e culturais conduz necessidade de observao das caractersticas gerais da cidade do Rio de Janeiro e sua Regio Metropolitana. A resposta a essa demanda foi, de forma sinttica, objeto do captulo 2. Inicialmente, a dimenso e o grau de importncia dessas unidades territoriais so abordados pela dinmica populacional bas