A L O novo convertido precisa ser preparado para os cE A L ...· Permita que o novo convertido dê page 1
A L O novo convertido precisa ser preparado para os cE A L ...· Permita que o novo convertido dê page 2
A L O novo convertido precisa ser preparado para os cE A L ...· Permita que o novo convertido dê page 3
A L O novo convertido precisa ser preparado para os cE A L ...· Permita que o novo convertido dê page 4

A L O novo convertido precisa ser preparado para os cE A L ...· Permita que o novo convertido dê

Embed Size (px)

Text of A L O novo convertido precisa ser preparado para os cE A L ...· Permita que o novo convertido dê

  • Andando em

    Comparando Nossas Histrias

    A vida crist no livre de conflito. Ainda assim, a maioria dos cristos despreparada para as lutas internas que enfrentaro.

    Minha experincia

    Sua experincia

    Desde que recebeu a Cristo, at que ponto voc tem experimentado uma luta interior entre desejos conflitantes, isto , querer agradar a voc mesmo versus querer agradar a Cristo?

    Por que voc acha que a maioria dos cristos despreparada para esses conflitos internos?

    Como as pessoas se sentem quando so confrontadas com um desafio significativo para o qual no esto preparadas? Por exemplo, como voc se sentiria se fosse matriculado em um nvel superior de um curso de uma determinada lngua da qual voc nunca aprendeu o bsico?

    De uma forma parecida, ns devemos dominar o bsico da vida crist para nos prepararmos para os desafios que nos esperam adiante.

    Considerando Nossos Conflitos

    S I A

    E

    R S E U L

    O S

    S I

    A E

    R S E U L

    O S

    L A E R A

    D I V

    L A E R A

    D I V

    P R I N C

    P I O S

    D E V I D

    A P

    R I N C P

    I O S

    D E V I D

    A Vitria

    Idia GeralO novo convertido precisa ser preparado para os conflitos internos que ocorrero por causa dos desejos da natureza pecaminosa ou carne. Para vencer esses desejos e comear a viver os desejos de Deus, o novo convertido precisa ser equipado para andar no Esprito.

    Comece revisando o que vocs j viram at aqui. Exploramos a resposta bblica para trs conflitos comuns at ento:

    1) Insegurana - vimos como Deus quer nos levar da insegurana em nosso relacionamento com Ele para a confiana.2) Indignidade - aprendemos que Deus quer que passemos dos nossos sentimentos de indignidade, resultantes de nosso pecado e erro, para a experincia de Seu perdo.3) Incapacidade - exploramos, ento, como somos incapazes de viver a vida crist com a nossa prpria fora. Mas Deus quer nos dar o poder para viv-la nos enchendo com Seu Esprito.

    Hoje queremos considerar a fonte e a soluo para a maioria de nossos conflitos. Como vimos, a vida crist no livre de conflitos. Ainda assim, a maioria dos cristos est despreparada para as batalhas internas que enfrentaro.

    Comparando Nossas HistriasCompartilhe sobre os conflitos internos que voc tem experimentado como cristo - desejando fazer o que certo, mas, freqentemente falhando ou no desejando fazer o que errado, mas fazendo exatamente isso. Esteja aberto para compartilhar um exemplo apropriado. Lembre-se: mantenha sua histria dentro de dois minutos ou menos.

    Permita que o novo convertido d algum feedback pergunta sobre conflitos internos. Ento leia o bloco de notas Pense sobre isso.

    Considerando Nossos ConflitosPor que voc acha que a maioria dos cristos est despreparada para esses conflitos internos? Algumas pessoas assumem que se Cristo as salvou, a vida crist deve ser fcil. Elas acham que tudo deveria simplesmente mudar automaticamente dentro delas. No esperam os conflitos e, assim, no esto preparadas para eles. Outras pessoas no percebem quo suscetveis ainda so a fazer o que errado. Elas desenvolve-ram estilos de vida e hbitos que os levam de volta a padres e prticas erradas.

    Como as pessoas se sentem quando so confrontadas com um desafio significativo para o qual no esto preparadas?Por exemplo, como voc se sentiria se fosse matriculado em um nvel superior de um curso de uma determinada lngua da qual voc nunca aprendeu o bsico? Amedrontado, intimidado, frustrado, sem sada, derrotado.

    Estar despreparado para os conflitos uma armadilha certa para a falha. Mas esse no o projeto de Deus para a vida crist. Essa passagem dar a seu amigo as habilidades necessrias para enfrentar esse novo desafio.

    Andando em vitria - Guia do LderAndando em Vitria - Guia do Lder

    21

  • Explorando a Soluo

    Resumo

    Paulo escreveu essa carta a um grupo de cristos que tambm estavam enfrentando esse conflito. Eles estavam sendo ensinados por outros que a soluo era tentar com mais afinco fazer o que era certo seguindo a Lei -- os mandamentos escritos que dizem o que certo e errado. Mas Paulo queria que eles entendessem que eles no tinham o poder neles mesmos para fazer o que era certo ou seguir a Lei. Ns tambm no.

    Glatas 5:16-26os levam a viver independentes de Deus, em oposio a Ele e aos Seus caminhos. Compare com Romanos 8:5-8.

    As Conseqncias (5:19-23)

    A fonte de nossos desejos determinaro a natureza do que produzido.

    O que acontece quando os desejos da carne no so extinguidos? (5:19-21)

    O que produzido quando andamos pelo Esprito? (5:22-23)

    Note que o Esprito sempre nos leva a fazer o que certo, nunca o que errado. (5:23)

    A Concluso (5:24-25)De acordo com o versculo 24, o que fizemos com o nosso relacionamen-to com a carne?

    Uma vez que agora vivemos pelo Esprito, o que deveria caracterizar nosso relacionamento com o Esprito? (5:25)

    O Conflito (5:16-18)Quem so os oponentes?

    A palavra carne usada para natu-reza pecaminosa em algumas tradu-es. Quando usada dessa maneira, ela no se refere ao aspecto fsico das pessoas. Pelo contrrio, este aspecto no interior das pessoas que

    O que a Bblia explica, ns devemos acreditar. O que verdade a respeito de voc mesmo?

    O que a Bblia ordena, ns devemos fazer. O que somos ordenados a fazer?

    O que a Bblia promete, ns devemos esperar. Qual ser o resultado em minha vida?

    16 Por isso digo: vivam pelo Esprito, e de modo nenhum satisfaro os desejos da carne. 17 Pois a carne deseja o que contrrio ao Esprito; e o Esprito, o que contrrio carne. Eles esto em conflito um com o outro, de modo que vocs no fazem o que desejam. 18 Mas, se vocs so guiados pelo Esprito, no esto debaixo da lei. 19 Ora, as obras da carne so manifestas: imoralidade sexual, impureza e lascvia; 20 idolatria e feitiaria; dio, discrdia, cimes, ira, egosmo, dissenses, faces 21 e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes j os adverti, que os que praticam essas coisas no herdaro o Reino de Deus. 22 Mas o fruto do Esprito amor, alegria, paz, pacincia, amabilidade, bondade, fidelidade, 23 mansido e domnio prprio. Contra essas coisas no h lei. 24 Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as paixes e desejos. 25 Se vivemos pelo Esprito, andemos tambm pelo Esprito. 26 No sejamos presunosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros.

    Quem so os adversrios? pecado como nosso mestre) e nos O Esprito e a carne. voltamos para Deus (vida no Esprito com

    Jesus como nosso Mestre) fomos unidos Reveja quem o Esprito usando o com Cristo. Essa unio nos identificou no Princpio anterior. somente com Sua vida, mas tambm com

    Sua morte (Romanos 6:1-14). Ento, na O que acontece quando os desejos da verdade a operao do Esprito de Deus natureza pecaminosa no so extintos?que nos une a Cristo em Sua morte. Uma Aqueles que praticam (ou vivem vez que isso aconteceu quando nos continuamente) nessas coisas no voltamos para Cristo, em princpio, pode herdaro o reino de Deus. Eles no tero ser dito que crucificamos a carne. Paulo a vida eterna. Em outras palavras, esse argumenta aqui e em outros lugares que o estilo de vida do homem natural ou do desde que crucificamos nossa carne com homem sem o Esprito (sobre o que seus desejos, no, no, no (repetio falamos da ltima vez).reflete sua nfase) voltem a viver na

    A pessoa que pratica os feitos da carne carne (Efsios 4:22-24 e Colossenses 3:5-como um estilo de vida contnua 10).provavelmente um homem natural,

    Uma vez que agora vivemos no Esprito, como identificado em 1 Corntios 2:14. o que deveria caracterizar nosso Tambm em 1 Joo 3:6, aprendemos que relacionamento com o Esprito? a prtica contnua de uma vida Se vivemos no Esprito (e certamente pecaminosa pode indicar que uma pessoa vivemos), ento faz sentido que tambm no um cristo verdadeiro.devemos andar no Esprito. Por exemplo,

    O que produzido quando andamos no Paulo pergunta: Ser que vocs so to Esprito? insensatos, que tendo comeado pelo O fruto do Esprito. Esprito, querem agora se aperfeioar O indivduo guiado pelo Esprito est pelo esforo prprio? (Glatas 3:3).Claro fazendo o que certo; isto , ele no que a resposta esperada no.est quebrando nenhuma lei. Mas isso no porque ele est concentrado em manter Resumo

    Ns devemos acreditar no que a Bblia a lei. Isso se d por causa de seu diz. O que verdade a respeito de voc relacionamento com o Esprito. A lei no mesmo? a questo quando voc est andando no Eu tenho um conflito entre a carne e o Esprito. A questo o relacionamento, Esprito. Ambos so uma fonte de desejos no as regras. dentro de mim. Eu no estou debaixo da

    De acordo com o versculo 24, como Lei. Eu vivo pelo Esprito. nosso relacionamento com a natureza

    Devemos fazer o que a Bblia ordena. O pecaminosa foi transformado? que somos ordenados a fazer? Apenas H um senso de que morremos para a uma coisa: andar no Esprito.nossa carne. Na verdade, ns a matamos.

    Devemos esperar no que a Bblia Todos os que pertencem a Cristo (isto , promete. Qual ser o resultado em todos os verdadeiros cristos) minha vida? crucificaram a carne. O novo convertido Ns no satisfaremos os desejos da carne pode se perguntar: Eu fiz isso? Paulo diz e produziremos o fruto do Esprito. que se pertencemos a Cristo, ns fizemos

    isso. Quando nos voltamos de nossa antiga maneira de viver (vida na carne com o

    Explorando a SoluoJuntos, leiam toda a passagem em voz alta.

    22

  • Enquanto creso em meu relacionamento com Deus, existem dois cenrios comuns:

    Cenrio Um (A): Apesar de sinceramente desejar agradar a Deus, s vezes percebo uma rea de minha vida que O est desagradando, quer seja uma atitude ou uma ao. Eu no tenho a inteno de de