Aula 03 - Parte 01

  • View
    25

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Aula 03 - Parte 01

CURSO ON-LINE - INFORMTICA PARA REA FISCAL (TEORIA E EXERCCIOS) PROFESSORA: PATRCIA LIMA QUINTO Aula 3 -Internet, intranet e tpicos relacionados. Ferramentas e aplicativos de grupos de discusso, de busca e pesquisa na Web, servios da Web 2.0, fruns, twitter, blogs, fotologs, feeds e wikis. (Parte I de II)

Ol pessoal, tudo bem? "Depois de muito meditar, cheguei concluso de que um ser humano que estabelece um propsito deve cumpri-lo, e que nada pode resistir a um desejo, a uma vontade, mesmo quando para sua realizao seja necessria uma existncia inteira" Benjamin Disraeli." Jesse Owens Esta a nossa terceira aula do curso, com a teoria e questes sobre internet e tpicos relacionados. Em alguns momentos so realados os pontos de maior IMPORTNCIA para prova que iro realizar. Com isso, os alunos que j sabem muito bem assunto tero a oportunidade de revisar, de confirmar o seu conhecimento; aqueles que ainda no sabem, conseguiro assimilar sem dificuldades matria. a o e a

Grande abrao, Prof 3 Patrcia Lima Quinto patricia@pontodosconcursos.com.br Twitter: http://www.twitter.com/pquintao Facebook: http://www.facebook.com/patricia.quintao

Roteiro da Aula - Tpicos Internet, intranet e tpicos relacionados. Reviso em tpicos e palavra-chave. Questes de provas comentadas. Lista das questes apresentadas na aula.

Conceitos Relacionados Internet A Internet uma WAN, uma rede de redes de computadores de alcance mundial, que interliga milhes de dispositivos espalhados pelo mundo. Estes dispositivos so, em sua maioria, computadores pessoais, estaes de trabalho, servidores, que armazenam e transmitem informaes. Todos estes equipamentos so chamados de hospedeiros (hosts) ou sistemas terminais, que se utilizam de protocolos de comunicao para trocar informaes e oferecer servios aos usurios da rede.P r o f 2 5 Patrcia Lima Quinto

www.pontodosconcursos.com.br

1

CURSO ON-LINE - INFORMTICA PARA REA FISCAL (TEORIA E EXERCCIOS) PROFESSORA: PATRCIA LIMA QUINTO Em resumo, a Internet um emaranhado de computadores que podem comunicar-se entre si. A ligao fsica entre eles feita de vrias formas, sendo que a principal forma por meio de cabos. Por exemplo, h cabos de comunicao que atravessam o Oceano Atlntico! Imagine a situao em que os comunicantes no falem a mesma linguagem ou no utilizem os mesmos protocolos. A comunicao poderia no ocorrer. No mundo das redes isto fato: preciso que o emissor e receptor da mensagem utilizem os mesmos protocolos para que a comunicao ocorra. Neste ponto, podemos perguntar: mas se as redes interligadas podem utilizar tecnologias diferentes, no poderiam existir falhas de comunicao, j que poderiam "falar" lnguas diferentes? Sim, as redes podem ser criadas com padres de comunicao diferentes. Com o meio fsico disponvel, resta aos computadores estabelecer algumas regras para que suas conversas sejam sempre entendidas. Eles precisam falar a mesma lngua. O que resolveu o problema de comunicao entre elas, inclusive entre os computadores de fabricantes diferentes, foi o protocolo de comunicao. Segundo Kurose: "um protocolo define o formato e a ordem das mensagens trocadas entre duas ou mais entidades comunicantes, bem como as aes realizadas na transmisso e/ou recebimento de uma mensagem ou outro evento". Para que a comunicao entre os computadores seja possvel preciso, portanto, que todos os computadores "falem a mesma lngua". Bem, j que eles possuem padres bem diferentes (hardware diferente, sistemas operacionais diferentes, etc.) a soluo encontrada foi criar um conjunto de regras de comunicao, como se fossem as regras de uma linguagem universal. A este conjunto de regras chamamos de protocolo. Protocolos Primeiramente, cabe lembrar que um protocolo um regramento para realizar a comunicao. J estamos acostumados a protocolos em nossa vida cotidiana. Quando telefonamos para algum, por exemplo, devemos estabelecer a comunicao iniciando pelo tradicional "Al". Geralmente quem recebe a ligao diz o primeiro "al", indicando que atendeu e est pronto para iniciar a conversao. Em resposta, quem chamou diz "al". Pronto, a comunicao est estabelecida. Protocolo de comunicao um conjunto de regras preestabelecidas para que os computadores possam comunicar-se entre si.

importante que voc esteja bem familiarizado com os protocolos vistos na Aula 0, bastante cobrados em provas. Os principais esto listados a seguir: HTTP, HTTPS, SMTP, POP3, IMAP, Telnet, FTP, IP, TCP, UDP.Prof 25 Patrcia Lima Quinto www.pontodosconcursos.com.br 2

CURSO ON-LINE - INFORMTICA PARA REA FISCAL (TEORIA E EXERCCIOS) PROFESSORA: PATRCIA LIMA QUINTO No caso da Internet, o protocolo , na verdade, um conjunto de protocolos chamado de TCP/IP. Este nome vem dos dois principais protocolos deste conjunto: o TCP (Transmission Control Protocol - Protocolo de Controle de Transmisso) e o IP (Internet Protocol - Protocolo de Interconexo). Olhando a Internet mais detalhadamente, identificamos a periferia da rede, onde ficam os computadores que executam as aplicaes, e o ncleo da rede formado pelo grupo de roteadores que interligam as diversas redes. H o entendimento comum de que na periferia da rede esto os hospedeiros ou sistemas terminais (hosts). So assim chamados por hospedarem as aplicaes. Podemos citar como programas de aplicao da Internet: o correio eletrnico, a World Wide Web, a transferncia de arquivos, etc. Na Internet, as mensagens encaminhadas de um computador a outro so transmitidas por meio de um caminho (rota) definido pelo protocolo IP. Este caminho passa pelos roteadores ou gateways que armazenam e encaminham as mensagens para outros roteadores at o destino final. uma tcnica conhecida como comutao (a comutao o processo de interligar dois ou mais pontos entre si) por pacotes, diferente da tcnica de telefonia comutao por circuito. A grande diferena entre estas tecnologias de comutao que na comutao por pacotes, a mensagem dividida em pacotes e cada pacote pode percorrer caminhos (rotas) distintas, de forma independente uns dos outros, enquanto na comutao por circuitos criado um caminho dedicado entre a origem e o destino para que a comunicao ocorra. Um bom exemplo de comutao por circuito a rede telefnica. preciso estabelecer a comunicao (de modo fsico mesmo) entre os dois pontos comunicantes para, depois, realizar a transmisso da voz. Comutao de circuitos: a alocao dos recursos envolvidos na comunicao (os recursos que faro a transferncia dos dados) acontece de forma permanente durante toda a transmisso. Isto quer dizer que o canal de comunicao entre os comunicantes fica dedicado at que a comunicao termine. uma tcnica interessante para aplicaes que exigem um fluxo constante de dados, como as ligaes telefnicas. Comutao por pacotes: neste tipo de comutao, os recursos participantes no ficam reservados durante a comunicao. As mensagens a serem transmitidas so divididas conforme as regras do protocolo e so encaminhadas conforme a demanda. Isto significa que um equipamento por onde o pedao (pacote) da informao ir passar pode fazer com que a mensagem aguarde at que ele (equipamento) possa fazer a transmisso em uma fila de pacotes.

P r o f 2 5 Patrcia Lima Quinto

www.pontodosconcursos.com.br

3

CURSO ON-LINE - INFORMTICA PARA REA FISCAL (TEORIA E EXERCCIOS) PROFESSORA: PATRCIA LIMA QUINTO Importante! A Internet opera em um sistema cliente/servidor (ou modelo clienteservidor), em que os hosts podem participar como clientes (solicitando recursos) e/ou servidores (fornecendo recursos). O protocolo da Internet (TCP/IP) fornece as regras para que as aplicaes sejam criadas de acordo com este princpio (cliente/servidor). Os programas trocam informaes entre si, mesmo estando em hosts diferentes. O TCP/IP fornece um canal de comunicao lgico entre as aplicaes por meio das chamadas "portas". Por exemplo, quando digitamos um endereo de um site em nosso programa navegador Internet (browser) - cliente - acionamos uma comunicao entre o navegador e o servidor Web indicado no endereo. Neste caso, uma porta de comunicao indicada internamente para a solicitao e outra para a resposta. Geralmente, a porta de um servidor Web a porta 80. Ateno Aqui ! Quando uma conexo estabelecida entre dois computadores, selecionada uma porta de comunicao. Isto permite que um determinado computador possa se comunicar com vrios outros utilizando o mesmo endereo global (endereo IP), bastando indicar uma porta diferente. Os protocolos definem uma porta padro para utilizar nas conexes, mas estas portas podem ser modificadas pelos usurios. Por exemplo, o principal servio da Internet, a navegao em documentos hipertexto (WWW), normalmente funciona na porta 80. J o servio de transferncia de arquivos pelo protocolo FTP funciona nas portas 20 e 21. Isso mesmo: o FTP utiliza duas portas, mas a mais conhecida a 21. Neste prisma, os equipamentos que realizam a conexo entre o cliente e o servidor funcionam como caixas-pretas, transmitindo a mensagem entre os comunicantes. Vale observar que nem todas as aplicaes da Internet funcionam exclusivamente como cliente ou como servidor. Existem programas que realizam os dois papis, ora clientes, ora servidores.

Quem desejar criar uma aplicao distribuda na rede Internet, dever escolher entre dois servios disponveis na Internet para suportar as aplicaes: o servio orientado conexo e o servio no orientado para conexo. O primeiro um servio chamado "confivel" pois garante a entrega dos dados transmitidos ao destinatrio em ordem e completos, enquanto o ltimo no garante a entrega nem, quando a entrega acontece, a ordem ou que os dados estejam completos. Pelas prprias caractersticas da comunicao na Internet, no h garantias quanto ao tempo de transmisso.Prof 25 Patrcia Lima Quinto www.pontodosconcursos.com.br 4

CURSO ON-LINE - INFORMTICA PARA REA FISCAL (TEORIA E EXERCCIOS) PROFESSORA: PATRCIA LIMA QUINTO Tenha sempre em mente que a Internet uma infraestr