DESIGN REGENERATIVO EM AMBIENTE URBANO DE ?· Católica do Salvador (UCSal) – e-mail: ciliana@ucsal.br…

Embed Size (px)

Text of DESIGN REGENERATIVO EM AMBIENTE URBANO DE ?· Católica do Salvador (UCSal) – e-mail:...

  • DESIGN REGENERATIVO EM AMBIENTE URBANO DE COMUNIDADE COM BAIXA QUALIDADE DE VIDA E ALTO

    IMPACTO AMBIENTAL

    Ciliana R. Colombo(1); Virgnia Teixeira Oliveira (2); Marcel Rios de Azevedo Paim (3) (1) (2) (3) Grupo de Pesquisa Gesto Habitacional - Ncleo de Projetos e Pesquisas - Universidade

    Catlica do Salvador (UCSal) e-mail: ciliana@ucsal.br / vtoliveirabiu@hotmail.com / marcelpaim@gmail.com.br.

    RESUMO

    Resumo: A permacultura um processo integrado de design que permite a criao de habitats humanos em harmonia com o meio ambiente, beneficiando toda a vida, social e natural, podendo ser utilizada como um design regenerativo de ambientes degradados. Comumente, aplicada na formao de ecovilas ou em propriedade particulares em reas rurais, mas tambm pode ser aplicada a ambientes urbanos. Comunidades urbanas formadas por populao de baixa renda apresentam, em geral, baixa qualidade de vida e alto impacto socioambiental. O presente artigo traz o referencial terico trabalhado, bem como, os resultados obtidos em uma pesquisa-ao-formativa, em realizao, na comunidade da Rua Alto do So Joo na cidade de Salvador, Bahia, localizada em uma rea de proteo ambiental do Parque Metropolitano de Pitua, que objetiva a harmonizao da forma de habitar da populao s condies dessa rea de preservao, atravs da utilizao dos princpios do design permacultural para regenerao ambiental do territrio habitado e conseqente melhoria da qualidade de vida dos seus habitantes.

    Palavras Chave: Permacultura, design regenerativo em ambiente urbano, comunidade de baixa renda, qualidade de vida, impacto ambiental.

    ABSTRACT

    The permaculture is an integrated process of design that allows the creation of human habitats in harmony with the environment, benefitting all the life, social and natural, could be used as a regenerative design of degraded environment. Commonly, it is applied in the formation of ecovillas or in private property in rural areas, but it can also be applied in urban area. Urban communities formed by population of low income, in general, presents low life quality and impact social and environmental. The present article brings the theoretical referential used, as well as, the results obtained in a research-action-formative, in execution in the community of the Rua Alto do So Joo in the city of Salvador, Bahia, located in an area of environmental protection of the Metropolitan Park of Pitua, that has as objective the harmonization in the way of inhabiting of the population to the conditions of that preservation area, through the use of the principles of the permacultural design for environmental regeneration of the inhabited territory and consequent improvement of the quality of its inhabitants' life.

    Keywords: Permaculture, regenerative design in urban environmental, community of low income, quality of life, environmental impact.

    1 INTRODUO

    Nossas sociedades, em geral capitalistas, seguem um modo de vida que est levando o Planeta Terra a uma situao crtica. Por toda parte, constata-se a degradao ambiental de diversas formas: o mundo

    - 1175 -

  • perde bilhes de toneladas de solo frtil, anualmente; os desertos continuam crescendo a uma velocidade ameaadora; o abastecimento de energia e gua potvel, para o futuro prximo, est ameaado. Alm de outros problemas generalizados que continuam se agravando, como as mudanas climticas recentes, ocasionadas pelo impacto do nosso consumo excessivo de combustveis fsseis e emisso de gases em quantidade excessiva. Estudos comprovam que se tomarmos todas as medidas de precaues quanto emisso de gases danosos, poluio do solo e gua, o mximo que conseguiremos desacelerar a sua destruio.

    Sempre que se fala em degradao ambiental a face pobre aquela vista como a maior geradora, pois os impactos por ela gerados so mais desagradveis aos nossos olhos e mais prejudiciais qualidade de vida. No entanto, se pensarmos em termos de pegada ecolgica1, podemos constatar que a face rica tambm gera grandes impactos, pois aquela que requer maiores recursos naturais para manuteno de seu padro de vida, muitas vezes excedendo a capacidade de recuperao da natureza.

    Acreditamos, porm, que podemos ter uma boa qualidade de vida sem, contudo, prejudicar a natureza. Isso pode ser alcanado se adotarmos os princpios da Sustentabilidade em nosso modo de vida.

    A permacultura traz no seu mago tais princpios, sendo um processo integrado de design que permite a criao de habitats humanos em harmonia com o meio ambiente, beneficiando toda a vida, social e natural. Comumente, ela aplicada na formao de ecovilas ou em propriedades particulares em reas rurais, mas tambm pode ser aplicada a ambientes urbanos.

    com esses entendimentos que vimos desenvolvendo junto a uma comunidade de baixa renda que se localiza em rea de proteo ambiental, uma pesquisa-ao-formativa, que objetiva a harmonizao da forma de habitar da populao s condies dessa rea de preservao, atravs da utilizao dos princpios do design permacultural para regenerao ambiental do territrio habitado e conseqente melhoria da qualidade de vida dos seus habitantes.

    2 QUALIDADE DE VIDA E IMPACTO AMBIENTAL NA COMUNIDADE ESTUDADA

    A comunidade da Rua Alto do So Joo na cidade de Salvador, Bahia, uma comunidade que se desenvolveu a partir da dcada de 70, atravs do processo invaso-autoconstruo. A rea onde se localiza faz parte do Parque Metropolitano de Pitua, criado em 1973, atravs do Decreto Estadual n 23.666, considerado um dos raros parques ecolgicos brasileiros situados em rea urbana.

    Aps um mal sucedido e no concludo processo de retirada da comunidade da rea atravs de indenizaes, hoje a comunidade ainda est em processo de invaso. Atualmente a administrao do Parque discute a necessidade de retirada das famlias, mas, pelo que se tem observado pouco tem sido feito no sentido de controlar o avano das invases.

    A referida comunidade composta por mais de 200 famlias abrigadas em moradias de diferentes caractersticas, construdas em terrenos com propriedade ilegal. No levantamento realizado, atravs de observao participante e entrevista com 10% das moradias (procurando dar conta do universo delas), encontramos as seguintes tipologias: casa de um pavimento com cobertura de telha, casa de um pavimento cobertura de laje, casa de dois pavimentos, casa de um cmodo e barraco (construo, em geral, de um cmodo feito de madeirite e/ou outros materiais precrios).

    1 Por pegada ecolgica entende-se a quantidade de recursos utilizados por uma determinada populao, expressa em termos espaciais. Permite avaliar o quanto uma regio depende do restante do mundo em termos de capacidade de carga (CECCA Centro de Estudos Cultura e Cidadania. Qualidade de Vida e Cidadania - A construo de indicadores socioambientais da qualidade de vida em Florianpolis. Florianpolis: Cidade Futura, 2001.)

    - 1176 -

  • Figura 1 Fotos de algumas tipologias das habitaes

    Em anlise das condies socioeconmicas verificamos que a maioria dos moradores no tem emprego fixo nem profisso definida. Muitos se dizem pedreiro ou auxiliar de pedreiro, porm sem colocao certa; ao observar suas construes se percebe a falta de qualificao para tal. Outra funo bastante citada a de vendedor ambulante (homens e mulheres). Nestes casos, a renda mensal familiar bastante pequena em relao ao nmero de membros da famlia.

    Paradoxalmente a essa realidade, entre as famlias entrevistadas uma disse ter renda de R$ 4.000,00 e outra de R$ 8.000,00. O que se observa destas duas famlias o pequeno nmero de membros e a escolaridade elevada em relao s demais. As habitaes destas famlias, bem como algumas outras poucas na comunidade (no entrevistadas) diferem significativamente da maioria das moradias da comunidade como um todo, com melhores condies de habitabilidade.

    O grau de escolaridade da maioria dos moradores primeiro grau incompleto, e ainda, destes, a maior parte freqentou apenas um ou dois anos de escola. Na rua Mrio Bestetti, prximo ao incio da Rua Alto do So Joo (conforme figura 2) existe uma escola de ensino fundamental (sries iniciais). Para pr-escolar e demais sries os moradores buscam as escolas das comunidades vizinhas.

    Figura 2 Rua Alto do So Joo e localizao da escola mais prxima

    Tendo em vista que a comunidade se insere num parque ecolgico e os objetivos do estudo, questionamos os moradores quanto a trabalhos de educao ambiental na comunidade, a que responderam no haver nenhum.

    - 1177 -

  • Observa-se que a educao ambiental seria importante, pois assim poderiam ser minimizados alguns impactos provocados pelos moradores, como, por exemplo, o tratamento de resduos slidos e lquidos que um problema na comunidade, j que no existe coleta de lixo na porta de casa.

    A nica forma de coleta do lixo se d atravs de um continer posicionado no incio da rua (parte alta) o que faz com que nem todos levem o lixo para este local, dispondo-o inadequadamente no entorno das habitaes ou na ciclovia (figura 3). No que se refere ao esgotamento, em muitas casas as guas de pias e lavatrios so despejadas diretamente no terreno, e o esgoto sanitrio disposto em sumidouro (por eles chamado de fossa) sem, no entanto, passar por uma fossa sptica.

    Figura 3 Situao da Rua Alto do So Joo e Ciclovia

    Trabalhos de educao ambiental poderiam orientar a populao para o tratamento e reaproveitamento dos resduos slidos, bem como, para o tratamento adequado do esgoto sanitrio.

    O problema de saneamento no apenas a m disposio dos resduos, mas tambm pelo fato de muitas moradias no contarem com banheiro, nem mesmo um local apropriado para lavao de roupas. Na maioria das moradias a roupa lavada em bacias e a gua jogada no terreno provocando a incidncia de insetos que podem causar doenas.