Click here to load reader

Jornal fato 0502 15

  • View
    233

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Jornal fato 0502 15

  • Destaques na Prola do Sul

    elyan Peanha

    06

    Oposio e obras

    cOluna DefatO

    03

    laGOa DO SIRI

    07

    caSaS POPulaReS

    04Faltam 15% para 1248 moradias Banhistas resgatam mulher

    Maratimba.comDivulgao/PMCI

    R$ 1,00 - ano 11 - edio 3188 cachoeiro de Itapemirim - eS | Quinta-feira | 5 de fevereiro de 2015

    E s p r i t o s a n t o d E

    contra fatO no h [email protected] | www.jornalfato.com.br 02

    VIOlncIa O caso aconteceu na tarde de ontem, no bairro Vila Rica, em Cachoeiro. Nos ltimos cinco dias, j so trs assassinados desde o incio do ano, o nmero sobe para sete

    07

    Mulheres procuram mais o microcrdito

    Em 2014, o programa Nossocrdito registrou o melhor desempenho de sua histria em Cachoeiro de Itapemirim. O montante de financiamentos para

    pequenos empreendedores do municpio superou os R$ 2,9 milhes

    Preso suspeitode matar idosocom 13 facadasCrime ocorrido no ltimo dia de 2014 teve motivos passionais. A vtima, de 60 anos, se relacionava com a ex-mulher do algoz

    a. VIVcQua

    07

    assassino chama vtimana porta de casa e atira

    Divulgao/PMCI

    Ronaldo ndio

  • ES dE Fato, Quinta-FEira,5 dE FEvErEiro dE 20152 ecOnOmIa (28) [email protected]/jornalfato

    melhOR DeSemPenhO De Sua hIStRIanOSSOcRDItO Mulheres procuram mais o microcrdito do programa

    Dada a importncia para a economia local, a Prefeitura de Cachoeiro mantm duas agncias para atender populao.

    Uma, na Rua 25 de Maro, 71, Centro (jun-to Agncia do Tra-balhador). A outra, no Ginsio de Esportes Nelo Vola Borelli, Nova

    Braslia. O atendimento feito de segunda a sex-ta, das 8h s 17h.

    Alm delas, h um ponto de apoio, a Sala do Empreendedor, que est funcionando provisoria-mente na Casa da Me-mria (Rua 25 de maro, Centro), no mesmo ho-rrio, em que possvel

    obter informaes e dar incio ao pedido da linha de crdito.

    Em 11 anos de ativi-dade em Cachoeiro, o Nossocrdito j disponi-bilizou R$ 18,1 milhes para empreendedores formais e informais. 64% dos recursos foram emprestados a mulheres

    que abriram ou lega-lizaram seus negcios no municpio. Com o programa, as pequenas empresas podem contar com at R$ 20 mil de financiamento, pagando uma taxa de juros abai-xo do valor praticado no mercado, a partir de 0,41% ao ms.

    Em 2014, o programa Nossocrdito registrou o melhor desempenho de sua histria em Ca-choeiro de Itapemirim. O montante de financia-mentos para pequenos empreendedores do mu-nicpio superou os R$ 2,9 milhes, o que representa um crescimento de 72% em relao ao ano ante-rior, quando foram em-prestados R$ 1,7 milho.

    O nmero de opera-es aprovadas tambm aumentou: saltou de 399, em 2013, para 618, em 2014, um incremen-to de 54,88%.

    um resultado muito positivo. Esses recursos ajudam a movimentar a economia local, fomen-tando o empreendedo-rismo e criando novas oportunidades de empre-go e gerao de renda, comemora o prefeito Carlos Casteglione.

    O programa oferece linhas de crdito com juros menores do que os praticados pelo mercado. uma parceria entre a Prefeitura de Cachoeiro, a Agncia de Desen-volvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), o Banco de De-senvolvimento do Estado (Bandes), o Banestes e o Sebrae-ES.

    Em sua maioria, os

    cachoeirenses que pro-curam a linha de crdito preferem investir no co-mrcio, na rea urbana, tm renda familiar de mais de R$ 3 mil, so do sexo feminino e atuam no setor informal. O va-lor pode ser usado para investir tanto na monta-gem do negcio quanto no capital de giro, mas 88,6% preferem pegar o valor para este ltimo.

    A comerciante Lucima-ri Medeiros conta que os financiamentos feitos no Nossocrdito tm sido cruciais para alavancar a loja dela, no bairro Alto Amarelo. H dez anos recorro ao programa sempre que preciso. Os juros so bem baixos, ento fcil pagar. E desde quando me tornei empreendedora indivi-dual, h cinco anos, tem sido ainda mais impor-tante para mim, disse.

    Para o secretrio mu-nicipal de Desenvol-vimento Econmico, Ricardo Coelho, mais do que uma linha de crdito, o programa tem cunho social. Tem grande alcance porque pulveriza os valores para quem realmente precisa, movimenta a economia, gera empre-gos e se torna uma pol-tica pblica de insero na sociedade, avalia.

    Prefeitura mantm duas agncias em cachoeiro

    Comerciantes de Cacho-eiro que querem ganhar uma renda extra durante o carnaval devem ficar atentos. Termina nesta sexta-feira (6) o prazo para concorrer s barracas para venda de comidas e bebidas que a Prefeitura vai disponibilizar na Li-nha Vermelha, entre os dias 13 e 17, perodo da programao oficial.

    Os interessados preci-sam protocolar um re-querimento na Secretaria Municipal de Fazenda (Semfa), que fica na Rua 25 de Maro, em frente ao Shopping Cachoei-ro. O atendimento no setor de protocolo vai de meio-dia s 17h e a

    OPORtunIDaDe

    carnaval: inscrio Para barracas at amanh

    Prefeitura disponibiliza 25 barracas, com energia eltrica, na Linha Vermelha

    inscrio gratuita.So 25 barracas, com

    energia eltrica. Se o n-mero de inscritos for supe-

    rior ao de vagas, ser reali-zado um sorteio, no dia 10 deste ms, s 10h, no Mu-seu Ferrovirio Domingos

    Lage (antiga estao). Os sorteados tero que pagar taxa de R$ 150,00 para explorar o espao.

    Fotos: Divulgao/PMCI

  • ES dE Fato, Quinta-FEira,5 dE FEvErEiro dE 2015

    www.jornalfato.com.brfacebook.com/espiritosanto.defato 3OPInIO(28) 3511-7481

    GfD gfd

    Do muito que se tem falado sobre a crise

    hdrica na re-gio sul do Estado, de efetivo, at agora, s se v o projeto-piloto da Odebrecht Ambiental de irrigar as lavouras em Crrego dos Monos com esgoto tratado. Antes da canalizao dos dejetos, a irrigao era feita com o esgoto ao natural.

    Sobe

    Odebrecht

    Se no for pela conscincia, a

    reduo no des-perdcio de gua tratada ser pelo bolso, com a instituio de multas e ou-tras penalidades, como j ocorre em municpios da regio. Muita gente ainda no se atinou que a crise grave como no se via h dcadas e, se no chover logo, vai faltar gua.

    DeSceDesperdcio

    1

    2

    3

    4

    5

    O vereador Ale-xandre Bastos anda an imado pelos corredores da Cmara. Ves-tiu a carapua de pr-candidato a prefeito, colocada pelo ex-governa-dor Renato Ca-sagrande. Ambos so do PSB.

    Ante o uso da

    tribuna da Cma-ra de Cachoeiro como palanque, o vereador Lucas Moulais (PTB) defende o corte de som quando os parlamentares extrapolarem o tempo regimental de discurso.

    Na temporada

    de especulaes eleitorais, o PL, que deve ser re-criado, aparece como alternativa para polticos que querem trocar de sigla sem perder o mandato.

    Nem mesmo a

    seca foi capaz de trazer de novo tona a Associa-o dos Amigos da Bacia do Rio Itapemirim, mer-gulhada h anos.

    E entre seca e

    Carnaval, ficou em segundo plano a licitao do ser-vio de transporte coletivo urbano de Cachoei ro , marcada para o dia 26 deste ms.

    Vias de FATO

    Por Wagner santos - [email protected] fatoVoc no pode escolher quando ou como vai morrer, voc s pode decidir como vai viver.

    Joan Baez

    Desde 14 de maro de 2003

    Jornal Esprito Santo de FATO - CNPJ.: 06056026000138 - (28) 3515-1067 [email protected] - Bernardo Horta, 81, sala 101, Guandu, CEP 29.300-782 - www.jornalfato.com.br

    Diretor e editor - Wagner Santos [email protected]

    Redator: Marcos Leo

    Departamento Comercial - Llia Argeu

    Editorador - Wagner Gomes Lopes

    Colaboradores - Elyan Peanha, Regina Monteiro, Roney Moraes, Antonio Miranda, Evandro Moreira, Moacyr Duarte, Edgard Baio, Janine Frana Bastos, Simone

    Lacerda, Marilene Depes, Sergio Damio; Higner Mansur, Raphael Santana, Salmo Salazans, Joo Bicalho e Maurlio Carvalho

    E s p r i t o s a n t o d E

    contra fatO no h argumentos

    11anos

    opoSio e obraS O vereador Luisi-

    nho Terer (DEM), que j foi relator da Comisso de Cons-tituio, Justia e Redao no ltimo binio, queria conti-nuar no cargo. Mas na nova forma-

    o das comisses, assegura, conspira-ram contra ele.

    Restou-lhe a relato-ria da Comisso de Obras e Servios P-blicos. Nela, prome-te fiscalizar as obras com rigor e denunciar as irregularidades ao Ministrio Pblico. Vou usar o carro da

    Cmara para regis-trar tudo que estiver errado e denunciar a

    quem for de direito. Vou comear por onde eu moro, que em Crrego dos Monos, afirma. Obras paradas e

    atrasadas em Cacho-eiro no faltam. Pode-ria comear pelas do Oramento Partici-pativo e terminar no Restaurante Popular.

    SabatinaA Cmara vai convidar

    o secretrio municipal de sade de Cachoeiro, Ed-son Fassarella (PV), para falar sobre o piso salarial dos agentes de sade. Categoria pediu ajuda dos vereadores nesta tera--feira (3) para cobrar do Municpio que o piso nacional - de R$ 1.014,00 - seja pago. Atualmente os agentes recebem um salrio mnimo.

    bravata?O vereador de Cacho-

    eiro Jos Carlos Amaral (DEM) anunciou em trio eltrico na Praia de Ma-rob, em Presidente Ken-nedy, que ser candidato a prefeito naquela cidade. A notcia se espalhou rapidamente e no agra-dou a prefeita Amanda Quinta. Vocs conhecem o vereador maluco de Ca-choeiro, sou eu, o Amaral. Serei candidato a prefeito aqui, disse o demista.

    DESTAQUE. A mais bela entre as flores, Michele Rosa Santos

    Foto: Regiane Prado

  • ES dE Fato, Quinta-FEira,5 dE FEvErEiro dE 20154 GeRal (28) [email protected]/jornalfato

    falta 15% PaRa cOncluIR ReSIDencIalhaBItaO As 1248 moradias sero financiadas para beneficirios do programa Minha Casa, Minha Vida

    Divulgao/PMCIOntem, representantes

    da Caixa Ec