Jornal Informe - Edição 56

  • View
    217

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal diário da Grande Florianópolis

Text of Jornal Informe - Edição 56

  • So JoS

    INFORMEgrande FlorIanPolIS

    SeXTa-FeIra, 11 de maio de 2012 . aNo 1 . No 56 - | http://issuu.com/jornal_informe | @jornalinforme | jornal-informe

    27 16Tempo Hoje

    rede de JornaIS

    Prefeitura e Banco do Brasil firmam convnio para oferecer crdito imobilirio com taxa especial aos servidores estatutrios. PG a 08

    Convnio garante taxas especiais aos servidores

    enTreVISTa

    "ConSCIenTIzar e reCIClar" enVolVe ColeTa de reSduoS e eduCao aMBIenTal

    adoleSCenTeS Se aPreSenTaM na dPCaMI CoM adVogado

    FlorIanPolIS Perde Para a aSSoeVa

    Vereador orVIno PreSTa HoMenagenS

    PreSIdenTe da CMara de So JoS, nerI aMaral Fala SoBre a geSTo FrenTe CaSa

    Pg a11

    Pg a12

    Pg a11

    Pg a05

    PgS a6/7

    dIVulgao

    darIlSon BarBoSa/Jornal InForMe

    Vereador destaca os principais projetos em tramitao na Cmara

  • http://issuu.com/jor nal_infor me | @jor nalinfor me | jor nal-infor me | e-mail: redacaofloripa@jor nalinfor me.com.br

    EXPEDIENTE PBLICAO: Informe Editora Jornalstica LTDA LTDA CNPJ 15.020.627/0001-81DIREO GERAL:

    Adriano Ribeiro48 3240-9643

    JORNALISTA RESPONSVEL:Adriano Ribeiro

    0002902SC

    COMERCIAL: Ivon Matoso

    48 3240-9643

    EDIOEduardo Bisotto48 3240-9643

    PROJETO GRFICO: Dda Design

    www.dodadiagramador.com.br

    GRFICA: Rede de Jornais

    Informe

    TIRAGEM 4 mil

    CONTATORua General Eurico Gas-par Dutra, n952 Bairro

    Estreito CEP 88.075-100 Florianpolis-sc

    A 02

    eduardo BisottoSeXTa-FeIra, 11 de maio aBRiL de 2012

    eduardo FraSe do dIa

    A Evoluo a Lei da Vida, o Nmero a Lei do Univer-so, a Unidade a Lei de Deus. Pitgoras

    Menores

    menores 2

    S aqui

    Combate seca

    Pauta trancada

    modernizao

    TurcosO secretrio de Estado do Planejamento, Filipe Mello, recebeu nesta

    quarta-feira (9), representantes da Associao Empresarial Brasil-Turquia (ASEBT), interessados em conhecer os incentivos que o Governo do Estado proporciona para investimentos de empresas estrangeiras em Santa Catari-na. O secretrio Geral da ASEBT, Mevlut Emrah, disse que os empresrios turcos tem interesse pelo Estado, principalmente, pelos cinco portos catari-nenses e seus recursos naturais.

    Turcos 2Filipe Mello falou que a principal contribuio do Governo para investi-

    mentos estrangeiros so os incentivos fiscais. Disse ainda, que os benefcios so maiores quando as empresas utilizam mo de obra local e industrializam seus produtos em Santa Catarina, pela consequente gerao de empregos.

    Vamos conversar?Com a volta dos professores grevistas s salas de aula, o Governo de

    Santa Catarina retomou as negociaes com a categoria. Na manh desta quarta-feira, 9, seis representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educao de Santa Catarina (Sinte) se reuniram com representantes da Secretaria de Estado da Educao (SED) e com o responsvel pela Coor-denao Executiva de Negociao e Relaes do Estado de Santa Catarina (CONER), Dcio Vargas.

    Vamos conversar? 2O foco do primeiro dia de discusso foi a reposio das aulas, perdidas

    devido greve, e o estudo para descompresso da tabela salarial do magis-trio catarinense. A SED vai analisar e discutir com os diretores e gerentes de educao das Secretarias de Desenvolvimento Regional as orientaes para reposio das aulas. Poucas escolas tero que fazer um calendrio especial, pois a imensa maioria dos professores trabalhou normalmente, evidencia a diretora de Gesto de Pessoas, Lcia Gorges.

    Esta edio do Informe traz matria sobre o assassinato brutal, na verdade uma execu-o a sangue frio, cometido no Hospital Regional de So Jos. Os

    assassinos, dois marmanjes de 17 anos, apresentaram-se na delega-cia acompanhados de advogado. Nada mais natural. Porqu no se apresentariam, se no mximo

    cumpriro 3 anos de internao em alguma instituio cuja fuga ser faclima e aps estaro com a ficha limpa, prontos pra pratica-rem novas brutalidades?

    J passou da hora do Brasil rediscutir o Estatuto da Criana e da Adolescncia e esta prostituda viso dos direitos humanos que tomou conta das classes letra-das do pas ao longos das ltimas dcadas. Vem c: direitos humanos s pra bandidos? E as vtimas e suas famlias, como ficam? Nem preciso dizer que estes notrios defensores de bandidos, travestidos de defensores dos direitos huma-nos, nunca aparecem pra consolar os atingidos por estes verdadeiros monstros que se escondem atrs da idade. At quando?

    Em qualquer lugar civilizado do mundo o que vale o crime, no a idade do praticante. Homicdio no deixa de ser homicdio porque o assassino tem 17 anos, ou 15, ou 12. Estupro no deixa de ser estupro porque o estuprador tenha 13, 14, ou 12 anos. Vamos continuar com este tipo de poltica imbecil que se pretende defensora da infncia e da juventude, enquanto a sociedade inteira corrompida? Fica a dica: na prxima eleio para deputados uma boa seria a sociedade se organizar e cobrar dos candidatos que se comprometam com a reduo drstica da idade penal. Sugiro 12 anos. Afinal, numa sociedade da informao como a que estamos vivendo, com 12 anos qualquer menininho ou menininha sabe o que certo e errado. hora de dizer chega!

    Faltou qurum pra votar um veto parcial do prefeito Djalma Berger (PMDB) na ltima sesso da Cmara de Vereadores. O presidente do legislativo, Neri Amaral (PMDB), reclamou: estamos h trs sesses tentando votar os Convnios da Secretaria Municipal de Assistncia Social que so celebrados entre diver-sas entidades de So Jos, entidades estas que prestam um belo trabalho em prol do nosso cidado.

    O governador Raimundo Colombo assinou, nesta quarta-feira, 9, um contrato de financiamento de R$ 10 milhes de linha de crdito com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social BNDES. O recurso, do Programa de Modernizao da Adminis-trao das Receitas e da Gesto Fiscal, Financeira e Patrimonial das Administraes Estaduais (PMAE), ser utilizado na certificao digital e modernizao da gesto pessoal e patrimonial da Secretaria de Estado da Administrao.

    Os efeitos da estiagem no Oeste de Santa Catarina vo ser menores nos prximos anos. A Assembleia Legislativa aprovou na sesso desta quarta--feira, destinar R$ 60 milhes para o combate seca, especialmente para a construo de sistemas de armazenamento de gua nas propriedades rurais. De acordo com o deputado Marcos Vieira (PSDB), presidente da Comisso de Finanas e Tributao, os recursos viro de um emprstimo que o governo do Estado far com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e So-cial (BNDES) para aplicao no Programa Caminhos do Desenvolvimento, que ter diversas aes de infraestrutura no Estado e que, no total, somam R$ 611 milhes.

  • A 05geral SeXTa-FeIra, 11 de maio de 2012

    envolve coleta de resduos e educao ambiental

    "ConSCIenTIzar e reCIClar"

    VeTo ManTIdo

    aemFlo e CdL de So Jos promovero vrias de atividades de pedaggicas para a populao

    Sero feita coleta de computadores e outros utensilios reciclaveis

    Veto total do prefeito djalma Berger (PMdB) foi mantido.

    Centro de educao Infantil da avenida das Torres receber o nome de lcio Mauro da Silveira

    dIVulgao

    dIVulgao

    dIVulgao

    darilson Barbosa reprter

    No dia 5 de junho celebrado o dia Internacional do Meio Ambiente. A Cmara dos Dirigentes Lojistas de So Jos em conjunto com a AemFlo, promovem tradicionalmente, uma ao da Cmara Socioambiental (CSA) que leva as rua umam mensagem em tor-no da importncia de conscientizar e reciclar. Para comemorar a data, es-to sendo preparadas dua homenagens para celebrar a data.

    O evento Conscientizar e Reci-clar, promovido pelas duas entida-des, acontecer no dia 2 de junho, das 9h s 12h. Aos participantes ser distribuido material educativo, sobre a importncia de cuidar do meio ambiente, e algumas mudas de rvores nativas da Mata Atlntica sero distribudas populao que comparecer no local. Tambm ser

    montado um Posto de Coleta de re-sduos descartveis, em que sero re-colhidos materiais eletrnicos, como pilhas e baterias, lmpadas fluores-centes, leo de cozinha, pneus, papel, metal e vidro. (Pneus e lmpadas fluorescentes sero restritos apenas dez itens por pessoa). A ao ser realizada na avenida Leoberto Leal, Barreiros, em um posto de combus-tvel que est desativado, localizado em frente a sede das entidades.

    Segundo o coordenador da CSA, Srgio Oliveira, o principal objetivo desse evento conscientizar os em-presrios e a populao para a im-portncia de reciclar certos resduos. A expectativa de que haja uma in-tensa mobilizao e participao da comunidade, destaca.

    As empresas parceiras, que da-ro o destino correto aos resduos so: Brooks Ambiental; Compuci-clado; Janeiro Captao (leo ve-

    getal); Fredy Pneus; Recicla Shop; Senai (Palhoa/SJ); Supermercados Imperatriz e Vidros Catarina. At o momento, o evento conta com as ins-tituies apoiadoras: BPW Florian-polis; Multi Art Comunicao Visual; Octo Comunicao; Pieri Sport e WR Cpias. Outras informaes sobre o evento podem ser obtidas pelo telefo-ne 4009-5610, ou pelo e-mail socio-ambiental@aemflo-cdlsj.org.br.

    H dois anos a Federao das CDLs de Santa Catarina (FCDL SC) criou o programa Recicla CDL para sensibilizar os lojistas catarinenses e os cidados em geral sobre o modo correto de se desfazer dos materiais eletroeletrnicos. Desde ento, a iniciativa tem envolvido mais de 70 Cmaras de Dirigentes Lojistas do estado que realizaram campanhas de coleta em suas cidades e ajudaram a arrecadar 200 mil toneladas de equi-pamentos at dezembro de 2011.

    Cmara de Vereadores segue com a pauta trancada

    Vereador orvino presta homenagens

    Na sesso da ltima segunda-feira (07), foi colocado novamente em vota-o o Parecer da Comisso de Consti-tuio, Justia e Redao ao Veto Total n. 002/2012, do Prefeito Municipal,