Nº15 ano 8 ISSN: 1647-5496 EUTRO À TERRA ?· DIVULGAÇÃO 4 ENERGY OPEN DAY 28 DEJULHO 2015 Comoobjetivodepromoverointercâmbioentreacomunidadeacadémicaeosetorempresarial,ocursodeEngenharia…

Embed Size (px)

Text of Nº15 ano 8 ISSN: 1647-5496 EUTRO À TERRA ?· DIVULGAÇÃO 4 ENERGY OPEN DAY 28 DEJULHO 2015...

Revista Tcnico-Cientfica |N15| Junho de 2015

http://www.neutroaterra.blogspot.com

EUTRO TERRA

Instituto Superior de Engenharia do Porto Engenharia Electrotcnica rea de Mquinas e Instalaes Elctricas

Mantendo o compromisso que temos convosco, voltamos vossa presena

com mais uma publicao. Esta j a dcima quinta edio da nossa revista e

continua a verificar-se um interesse crescente pelas nossas publicaes,

particularmente em pases estrangeiros, como o Brasil, Angola, os Estados

Unidos e Alemanha. Este facto d-nos a motivao necessria para

continuarmos empenhados no nosso objetivo, ou seja, fazer desta revista uma

referncia a nvel nacional e internacional nas reas da Engenharia

Eletrotcnica em que nos propomos intervir.

Jos Beleza Carvalho, Professor Doutor

Mquinas EltricasPg.05

EnergiasRenovveis

Pg. 31

InstalaesEltricasPg. 47

Telecomunicaes

Pg. 53

Segurana

Pg. 57

Gesto de Energia e Eficincia Energtica

Pg.61

AutomaoDomtica

Pg. 67

N15 1 semestre de 2015 ano 8 ISSN: 1647-5496

EU

TR

O

TE

RR

A

FICHA TCNICA DIRETOR: Jos Antnio Beleza Carvalho, Doutor

SUBDIRETORES: Antnio Augusto Arajo Gomes, Eng.Roque Filipe Mesquita Brando, DoutorSrgio Filipe Carvalho Ramos, Eng.

PROPRIEDADE: rea de Mquinas e Instalaes EltricasDepartamento de Engenharia ElectrotcnicaInstituto Superior de Engenharia do Porto

CONTATOS: jbc@isep.ipp.pt ; aag@isep.ipp.pt

ndice

03| Editorial

05| Mquinas Eltricas

Controlo vetorial (FOC) de um motor de induo trifsico aplicado a um veculo eltrico.

Pedro Melo

Manuteno e diagnstico de avarias em motores de induo trifsicos.

Pedro Melo

31| Energias Renovveis

Aproveitamento hidroeltrico da bacia do Douro: um olhar crtico.

Antnio Machado e Moura

Sistemas Elicos de Energia mais Leves que o Ar.

Andr Filipe Pereira Ponte; Jos Carlos P. Cerqueira; Mrio Andr S. Fonseca

47| Instalaes Eltricas

Energia em qualquer situao. Grupos eletrogneos.

Nelson Gonalves

53| Telecomunicaes

Resenha Histrica da Regulamentao de Infraestruturas de Telecomunicaes em Loteamentos,

Urbanizaes e Conjuntos de Edifcios (ITUR) em Portugal.

Antnio Gomes, Rui Castro, Srgio Filipe Carvalho Ramos

57| Segurana

Deteo de incndios em tneis rodovirios.

Carlos Neves

61| Gesto de Energia e Eficincia Energtica

Reduza a sua fatura de eletricidade e poupe dinheiro. Como optar pelo melhor comercializador de

energia.

Lus Rodrigues, Pedro Pereira, Judite Ferreira

67| Automao e Domtica

SMART CITY O Futuro j Acontece.

Paulo Gonalves

70| Autores

PUBLICAO SEMESTRAL: ISSN: 1647-5496

EDITORIAL

3

Estimados leitores

Mantendo o compromisso que temos convosco, voltamos vossa presena com mais uma publicao. Esta j a dcima quinta

edio da nossa revista e continua a verificar-se um interesse crescente pelas nossas publicaes, particularmente em pases

estrangeiros, como o Brasil, Angola, os Estados Unidos e Alemanha. Este facto d-nos a motivao necessria para continuarmos

empenhados no nosso objetivo, ou seja, fazer desta revista uma referncia a nvel nacional e internacional nas reas da

Engenharia Eletrotcnica em que nos propomos intervir. Nesta edio, destacam-se os assuntos relacionados com as mquinas

eltricas, as energias renovveis, as instalaes eltricas, as telecomunicaes, a gesto de energia e a eficincia energtica.

Nesta edio da revista, merece particular destaque a colaborao do Professor Doutor Machado e Moura, Professor

Catedrtico na FEUP, com a publicao de um importante artigo sobre Aproveitamento Hidroeltrico na Bacia do Douro.

Neste artigo, faz-se uma breve resenha histrica da evoluo do aproveitamento dos recursos hdricos nacionais em termos

hidroeltricos, bem como uma anlise da situao atual. O artigo destaca a insuficincia das obras hidrulicas at agora

realizadas a nvel das nossas principais bacias, em particular no caso da bacia portuguesa do Douro, e alerta para as nefastas

consequncias que poderiam advir caso a situao no se alterasse.

Os motores de induo (MI) com rotor em gaiola de esquilo so usados na maioria dos sistemas eletromecnicos e esto muito

disseminados nos atuais sistemas de variao de velocidade. A sua simplicidade e robustez, aliadas a baixos preos e ampla

gama de potncias disponveis, so as principais razes. Por estas razes, a sua manuteno reveste-se de enorme importncia.

A monitorizao contnua dos equipamentos o elemento chave dos atuais sistemas de manuteno condicionada. A anlise

espectral da corrente absorvida pelo motor est muito implantada na indstria, mas apresenta vrias limitaes. Diversos

mtodos de deteo e diagnstico de avarias tm sido desenvolvidos, baseados nas mltiplas grandezas que caracterizam o

funcionamento do motor. Nesta edio da revista, apresenta-se dois artigos cientficos de enorme valor, que analisam aplicao

do controlo vetorial na utilizao de MI aplicados aos veculos eltricos, e um artigo sobre manuteno e diagnstico de avarias

em MI trifsicos.

O mercado liberalizado de comercializao de energia eltrica tem evoludo ao longo dos anos e cada vez mais o consumidor de

energia tem em seu poder enumeras opes de escolha. Em paralelo com a evoluo deste mercado anda o mercado do gs

natural. O consumidor, interessado no mercado liberalizado, deve ponderar a sua escolha no caso de ser consumidor de gs

natural. Nesta edio da revista apresenta-se um artigo Reduza a sua fatura de eletricidade e poupe dinheiro. Como optar pelo

melhor comercializador de energia, onde analisado o processo de deciso da escolha do comercializador de energia mais

adequado a cada tipo de perfil de consumidor.

No mbito das telecomunicaes, nesta edio da revista apresenta-se um interessante artigo que faz uma resenha histrica da

evoluo das telecomunicaes e da regulamentao das infraestruturas de telecomunicaes em loteamentos, urbanizaes e

conjuntos de edifcios em Portugal ao longo dos ltimos anos.

Nesta edio da revista Neutro Terra pode-se ainda encontrar outros assuntos muito interessantes e atuais, como um artigo

sobre Grupos Eletrogneos e os principais critrios que se devem adotar no seu dimensionamento, um artigo que aborda a

Deteo de Incndios em Tneis Rodovirios, e um artigo muito importante sobre Eficincia na Iluminao de espaos pblicos,

apresentando-se o caso da cidade de gueda que foi premiada com o selo Smart City.

Fazendo votos que esta edio da revista Neutro Terra v novamente ao encontro das expectativas dos nossos leitores,

apresento os meus cordiais cumprimentos.

Porto, junho de 2015

Jos Antnio Beleza Carvalho

DIVULGAO

4

ENERGY OPEN DAY

28 DE JULHO 2015

Com o objetivo de promover o intercmbio entre a comunidade acadmica e o setor empresarial, o curso de Engenharia

Eletrotcnica Sistemas Eltricas de Energia do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) organiza o evento Energy

Open Day no dia 28 de julho de 2015.

O evento constar de um Ted Talk durante a manh e da apresentao dos trabalhos de final de curso durante a tarde.

O Ted Talk contar com a presena de um painel de convidados que refletiro sobre as tendncias da energia, nos planos

tcnico, social e econmico, e sobre o papel que o ensino superior deve desempenhar na formao de engenheiros. Para

alm de profissionais da rea da Energia, neste painel tambm estar o historiador Joel Cleto, que apresentar uma

perspetiva diferente do tema.

Programa: 09:30h Acolhimento e boas vindas

10:00h Ted Talk Energia nos caminhos do Futuro

12:00h Coffee break e exposio dos trabalhos

13:00h Pausa para Almoo

14:30h Apresentao e avaliao de trabalhos de fim de curso

Inscrio gratuita mas obrigatria: aag@isep.ipp.pt

ARTIGO TCNICO

5

Carlos NevesTECNISIS

Resumo

Incndios em Tneis rodovirios podem ter custos brutais

no s em perdas de vidas humanas como tambm nos

custos de operao e de reparao do tnel!

Na maioria dos casos a libertao de fumos a principal

causa de morte pela inalao de gases txicos, muito

frente dos problemas causados por queimaduras devido ao

incndio.

Os convencionais cabos trmicos detectam o incndio por

variao de temperatura mas com grande atraso quando

comparados com detectores de fumo Fireguard.

1. Generalidades

Em 1999, a ocorrncia de um fogo num camio no tnel de

Montblank (Itlia- Frana), provocou a morte de 41 pessoas

e teve prejuzos de cerca de 900 milhes devido a

interrupo do tnel e aos trabalhos de manuteno.

Em 2001, devido a uma coliso de camies no tnel de

Gothard na Sua , 11 pessoas morreram e os custos foram

de 11 milhes de euros.

Em 2008, um fogo num camio de qumicos no Eurotnel

(Inglaterra - Frana) teve um prejuzo de 260 milhes.

Na maioria dos incidentes em tneis rodovirios, a principal

causa de morte por inalao de gases txicos e no por

temperatura.

As principais causas destes incidentes so devidos a

sobreaquecimento dos motores, a falhas no sistema de

travagem, falhas nos turbocompressores, pneus defeituosos,

que originam grande libertao de fumo, tornando a

visibil